Miguel Albuquerque - Director Geral das Modalidades do Sporting CP

Invictus e 1 Visitante estão a ver este tópico.








Entrevista ao jornal oficial do clube ...
Uma semana de bar aberto de entrevistas no Sporting
Our culture is not for sale..! Sporting Sempre
Basicamente o que ele está a dizer é que vão desinvestir. Continuamos a recuar até 2013 a todo o Vapor.

Ah grandas 71% agora estão todos contentes com a atitude que tomaram de certeza  :clap: :clap: :clap:


Burros D'Ouro: @pimparel - 2 | @greenjam - 3 | @m1950 - 1 | @dakine - 1
Desmoronou-se? Da maneira que fala até parece que o Sporting não foi campeão nas 4 modalidades de pavilhão.
Citar

«Bruno de Carvalho desmoronou-se como um castelo de cartas»
Miguel Albuquerque, diretor-geral das modalidades do Sporting, aborda atualidade do clube

Miguel Albuquerque assumiu a pasta de diretor-geral de todas as modalidades do Sporting há cerca de um mês, mas está em Alvalade desde 2000/01, onde desempenhou funções na área administrativa do futsal, passando a diretor-geral dessa mesma modalidade em 2011/12. Em entrevista ao 'Correio da Manhã', recorda o papel de Bruno de Carvalho nos leões e aponta à estratégia dos verde e brancos para as modalidades.

"Tive uma boa relação com Bruno de Carvalho. Nunca se intrometeu no meu trabalho e até melhorou as condições a todos os níveis no futsal. A sua atuação foi muito boa nos primeiros três anos, mas no último... desmoronou-se como um castelo de cartas. As lideranças devem ser naturais, nunca na base da imposição e do medo. Por isso são curtas e acabam mal. Porém, o seu trabalho nos primeiros três anos deve ser realçado, pois pegou num Sporting moribundo e tornou-o muito forte. Não, não consigo entender o que se passou", afirmou.

E prosseguiu: Quanto custam ao Sporting as modalidades? Pouco mais de 12 milhões de euros. Mas os orçamentos já estavam aprovados. Só que antes de se pensar nos custos, o importante é saber o retorno. Os sócios e adeptos querem vencer e na hora das vitórias ninguém pensa em custos. Portanto, o que temos de fazer é aumentar as receitas, rentabilizar a imagem, ocupar melhor os espaços. Em suma, temos de reorganizar. odeio perder, mas quero é ganhar mais vezes. Sim, é possível com menos estrangeiros e mais atletas da nossa formação".

Record
Disse tudo
Quando o responsável principal das modalidades é o primeiro a vir falar em custos, acho que dá para perceber o que vai acontecer. Com a entrada do Basket, desporto bem caro, a qualidade média vai baixar. Até podemos ganhar de vez em quando, mas acabou o domínio absoluto e o medo, pavor, com que os nossos adversários nos enfrentam. Este pessoal parece que não sabe que, ou semos muito, muito, muito melhores, ou não ganhamos; alguém desequilibrará a balança se formos apenas melhores.


Esta história de apostar mais na prata da casa é muito bonita mas não chega para sermos vitoriosos.

Quando o responsável principal das modalidades é o primeiro a vir falar em custos, acho que dá para perceber o que vai acontecer. Com a entrada do Basket, desporto bem caro, a qualidade média vai baixar. Até podemos ganhar de vez em quando, mas acabou o domínio absoluto e o medo, pavor, com que os nossos adversários nos enfrentam. Este pessoal parece que não sabe que, ou semos muito, muito, muito melhores, ou não ganhamos; alguém desequilibrará a balança se formos apenas melhores.


Esta história de apostar mais na prata da casa é muito bonita mas não chega para sermos vitoriosos.

Isto é para rir? Domínio absoluto? Mas não houve só domínio o ano passado e em algumas delas nem éramos o favorito e ganhámos na negra?
Quando o responsável principal das modalidades é o primeiro a vir falar em custos, acho que dá para perceber o que vai acontecer. Com a entrada do Basket, desporto bem caro, a qualidade média vai baixar. Até podemos ganhar de vez em quando, mas acabou o domínio absoluto e o medo, pavor, com que os nossos adversários nos enfrentam. Este pessoal parece que não sabe que, ou semos muito, muito, muito melhores, ou não ganhamos; alguém desequilibrará a balança se formos apenas melhores.


Esta história de apostar mais na prata da casa é muito bonita mas não chega para sermos vitoriosos.

Isto é para rir? Domínio absoluto? Mas não houve só domínio o ano passado e em algumas delas nem éramos o favorito e ganhámos na negra?
Ganhar 4 em 4 é o que? No ano anterior não tinhas 4. E ganhaste 2 em 3.
Quando o responsável principal das modalidades é o primeiro a vir falar em custos, acho que dá para perceber o que vai acontecer. Com a entrada do Basket, desporto bem caro, a qualidade média vai baixar. Até podemos ganhar de vez em quando, mas acabou o domínio absoluto e o medo, pavor, com que os nossos adversários nos enfrentam. Este pessoal parece que não sabe que, ou semos muito, muito, muito melhores, ou não ganhamos; alguém desequilibrará a balança se formos apenas melhores.


Esta história de apostar mais na prata da casa é muito bonita mas não chega para sermos vitoriosos.

Isto é para rir? Domínio absoluto? Mas não houve só domínio o ano passado e em algumas delas nem éramos o favorito e ganhámos na negra?
Onde raio queres chegar com esse comentário? Que não vale a pena aspirar a ser dominantes?
Quando o responsável principal das modalidades é o primeiro a vir falar em custos, acho que dá para perceber o que vai acontecer. Com a entrada do Basket, desporto bem caro, a qualidade média vai baixar. Até podemos ganhar de vez em quando, mas acabou o domínio absoluto e o medo, pavor, com que os nossos adversários nos enfrentam. Este pessoal parece que não sabe que, ou semos muito, muito, muito melhores, ou não ganhamos; alguém desequilibrará a balança se formos apenas melhores.


Esta história de apostar mais na prata da casa é muito bonita mas não chega para sermos vitoriosos.

Isto é para rir? Domínio absoluto? Mas não houve só domínio o ano passado e em algumas delas nem éramos o favorito e ganhámos na negra?
Onde raio queres chegar com esse comentário? Que não vale a pena aspirar a ser dominantes?

O que lá está. Alguém escreve que havia medo e pavor, mas nem ganhámos sempre todos os anos, nem éramos favoritos em todas, nem ganhámos de forma expressiva em todas. So... wtf? O Sporting continuará competitivo e com ambição como até aqui. Nesse aspecto não muda nada.
Isto incomoda-me. Incomoda-me o discurso de desinvestimento e que parece antecipar menos glórias, mas, sinto que ainda me incomoda mais este tipo de entrevista ser dado ao correio da manhã. Tenho nojo do cm e acho que entrevistas como esta que tocam em pontos (pelo menos para mim) de muita relevância para o clube, deviam ser dadas no Jornal do Sporting, ou pelo menos a uma publicação com mais credibilidade.

O cm devia ser tratado como lixo, e nem era só pelo Sporting, era pela população em geral.  :hand:
"Nem Roma, nem a Academia se reconstroem num dia." - VARANDAS, Frederico (2019)
Quando o responsável principal das modalidades é o primeiro a vir falar em custos, acho que dá para perceber o que vai acontecer. Com a entrada do Basket, desporto bem caro, a qualidade média vai baixar. Até podemos ganhar de vez em quando, mas acabou o domínio absoluto e o medo, pavor, com que os nossos adversários nos enfrentam. Este pessoal parece que não sabe que, ou semos muito, muito, muito melhores, ou não ganhamos; alguém desequilibrará a balança se formos apenas melhores.


Esta história de apostar mais na prata da casa é muito bonita mas não chega para sermos vitoriosos.

Isto é para rir? Domínio absoluto? Mas não houve só domínio o ano passado e em algumas delas nem éramos o favorito e ganhámos na negra?
Onde raio queres chegar com esse comentário? Que não vale a pena aspirar a ser dominantes?

O que lá está. Alguém escreve que havia medo e pavor, mas nem ganhámos sempre todos os anos, nem éramos favoritos em todas, nem ganhámos de forma expressiva em todas. So... wtf? O Sporting continuará competitivo e com ambição como até aqui. Nesse aspecto não muda nada.
Wtfuck?!?!
Por ti contra tudo e todos!
Quando o responsável principal das modalidades é o primeiro a vir falar em custos, acho que dá para perceber o que vai acontecer. Com a entrada do Basket, desporto bem caro, a qualidade média vai baixar. Até podemos ganhar de vez em quando, mas acabou o domínio absoluto e o medo, pavor, com que os nossos adversários nos enfrentam. Este pessoal parece que não sabe que, ou semos muito, muito, muito melhores, ou não ganhamos; alguém desequilibrará a balança se formos apenas melhores.


Esta história de apostar mais na prata da casa é muito bonita mas não chega para sermos vitoriosos.

Isto é para rir? Domínio absoluto? Mas não houve só domínio o ano passado e em algumas delas nem éramos o favorito e ganhámos na negra?
Onde raio queres chegar com esse comentário? Que não vale a pena aspirar a ser dominantes?

O que lá está. Alguém escreve que havia medo e pavor, mas nem ganhámos sempre todos os anos, nem éramos favoritos em todas, nem ganhámos de forma expressiva em todas. So... wtf? O Sporting continuará competitivo e com ambição como até aqui. Nesse aspecto não muda nada.

Quando é que tu vais perceber que o teu discurso é do mais incoerente possivel? E não é a forma polida e cheia de soberba que chega para disfarçar as cambalhotas dos teus comentários.

Vamos ser melhores agora! Mas podemos não ganhar tudo! Mas o ano passado ganhámos com estes! E este ano até estamos melhor dirigidos! Mas nunca fomos os melhores! E ganhámos por sorte! Mas agora vamos fazer mais com menos! Mas pode não chegar para fazermos tantos como antes! E os outros sempre foram melhores...

***... que carroussel...
Quando o responsável principal das modalidades é o primeiro a vir falar em custos, acho que dá para perceber o que vai acontecer. Com a entrada do Basket, desporto bem caro, a qualidade média vai baixar. Até podemos ganhar de vez em quando, mas acabou o domínio absoluto e o medo, pavor, com que os nossos adversários nos enfrentam. Este pessoal parece que não sabe que, ou semos muito, muito, muito melhores, ou não ganhamos; alguém desequilibrará a balança se formos apenas melhores.


Esta história de apostar mais na prata da casa é muito bonita mas não chega para sermos vitoriosos.

Isto é para rir? Domínio absoluto? Mas não houve só domínio o ano passado e em algumas delas nem éramos o favorito e ganhámos na negra?
Onde raio queres chegar com esse comentário? Que não vale a pena aspirar a ser dominantes?

O que lá está. Alguém escreve que havia medo e pavor, mas nem ganhámos sempre todos os anos, nem éramos favoritos em todas, nem ganhámos de forma expressiva em todas. So... wtf? O Sporting continuará competitivo e com ambição como até aqui. Nesse aspecto não muda nada.

Quando é que tu vais perceber que o teu discurso é do mais incoerente possivel? E não é a forma polida e cheia de soberba que chega para disfarçar as cambalhotas dos teus comentários.

Vamos ser melhores agora! Mas podemos não ganhar tudo! Mas o ano passado ganhámos com estes! E este ano até estamos melhor dirigidos! Mas nunca fomos os melhores! E ganhámos por sorte! Mas agora vamos fazer mais com menos! Mas pode não chegar para fazermos tantos como antes! E os outros sempre foram melhores...

***... que carroussel...


 :eh: :lol:

Que vamos ser mais profissionais e competentes não tenho dúvida nenhuma, o percurso de quem está à frente das modalidades e a vontade e ambição do Presidente não deixa dúvidas do que será feito. Ainda agora começaram e já se nota diferenças, as promessas eleitorais relativas às modalidades já são evidentes, nomeadamente na comunicação e na promoção das mesmas. Se garanto que vamos ganhar tudo, acho que ninguém pode garantir ao contrário deste discurso que parece que o ano passado era regra e não excepção e agora era varrer todas as séries sem ser na negra e vinha sempre para cá todos os anos garantido.
Foi na negra não conta.... Heheheeeheheheheh
Por ti contra tudo e todos!
Quando o responsável principal das modalidades é o primeiro a vir falar em custos, acho que dá para perceber o que vai acontecer. Com a entrada do Basket, desporto bem caro, a qualidade média vai baixar. Até podemos ganhar de vez em quando, mas acabou o domínio absoluto e o medo, pavor, com que os nossos adversários nos enfrentam. Este pessoal parece que não sabe que, ou semos muito, muito, muito melhores, ou não ganhamos; alguém desequilibrará a balança se formos apenas melhores.


Esta história de apostar mais na prata da casa é muito bonita mas não chega para sermos vitoriosos.

Isto é para rir? Domínio absoluto? Mas não houve só domínio o ano passado e em algumas delas nem éramos o favorito e ganhámos na negra?
Onde raio queres chegar com esse comentário? Que não vale a pena aspirar a ser dominantes?

O que lá está. Alguém escreve que havia medo e pavor, mas nem ganhámos sempre todos os anos, nem éramos favoritos em todas, nem ganhámos de forma expressiva em todas. So... wtf? O Sporting continuará competitivo e com ambição como até aqui. Nesse aspecto não muda nada.

Quando é que tu vais perceber que o teu discurso é do mais incoerente possivel? E não é a forma polida e cheia de soberba que chega para disfarçar as cambalhotas dos teus comentários.

Vamos ser melhores agora! Mas podemos não ganhar tudo! Mas o ano passado ganhámos com estes! E este ano até estamos melhor dirigidos! Mas nunca fomos os melhores! E ganhámos por sorte! Mas agora vamos fazer mais com menos! Mas pode não chegar para fazermos tantos como antes! E os outros sempre foram melhores...

***... que carroussel...


 :eh:

Que vamos ser mais profissionais e competentes não tenho dúvida nenhuma, o percurso de quem está à frente das modalidades e a vontade e ambição do Presidente não deixa dúvidas do que será feito. Ainda agora começaram e já se nota diferenças, as promessas eleitorais relativas às modalidades já são evidentes, nomeadamente na comunicação e na promoção das mesmas. Se garanto que vamos ganhar tudo, acho que ninguém pode garantir ao contrário deste discurso que parece que o ano passado era regra e não excepção e agora era varrer todas as séries sem ser na negra e vinha sempre para cá todos os anos garantido.
Cá estaremos para ver.

O trabalho foi de excelência nas modalidades e porque se criaram condições para isso. Isto não é para quem quer fazer. É para quem faz.

E a coisa não se faz porque se mandam uns mails ou se levam jogadores da bola ao pavilhão ( que gosto que se faça).

Não há razões nenhumas para não ter dúvidas. Nenhumas
Quando o responsável principal das modalidades é o primeiro a vir falar em custos, acho que dá para perceber o que vai acontecer. Com a entrada do Basket, desporto bem caro, a qualidade média vai baixar. Até podemos ganhar de vez em quando, mas acabou o domínio absoluto e o medo, pavor, com que os nossos adversários nos enfrentam. Este pessoal parece que não sabe que, ou semos muito, muito, muito melhores, ou não ganhamos; alguém desequilibrará a balança se formos apenas melhores.


Esta história de apostar mais na prata da casa é muito bonita mas não chega para sermos vitoriosos.


Isto é para rir? Domínio absoluto? Mas não houve só domínio o ano passado e em algumas delas nem éramos o favorito e ganhámos na negra?


Normalmente não dou cavaco a lampiões nem gajos como tu, mas não posso deixar passar a propaganda.


Tu próprio, como só olhas à cartilha, te contradizes. Então se no ano passado mas demos luta, então desinvestindo é que vamos ser muito mais fortes?


Mas vamos lá responder à cartilha.
Andebol, muito mais fortes
Volei, no 1º ano, após 20 anos, uma lição de como compor uma equipa para ser campeã.
Futsal, uma equipa que foi "só" a 2ª melhor da Europa, 2 anos seguidos. Toma e embrulha. Cá em PT lá conseguiam as arbitragens para diminuirem a diferença brutal.
Hoquei, só aí eramos inferioeres aos rivais, mas a crença, o Sportinguismo, o Pavilhão construido por aquele que lampiões e sportingados odeiam, conseguiu sobrepor-se a isso.
Futebol feminino, nem é preciso falar.


Queres continuar, ó cartilheiro?


« Última modificação: Outubro 20, 2018, 17:23 pm por alemid »
Quando o responsável principal das modalidades é o primeiro a vir falar em custos, acho que dá para perceber o que vai acontecer. Com a entrada do Basket, desporto bem caro, a qualidade média vai baixar. Até podemos ganhar de vez em quando, mas acabou o domínio absoluto e o medo, pavor, com que os nossos adversários nos enfrentam. Este pessoal parece que não sabe que, ou semos muito, muito, muito melhores, ou não ganhamos; alguém desequilibrará a balança se formos apenas melhores.


Esta história de apostar mais na prata da casa é muito bonita mas não chega para sermos vitoriosos.

Isto é para rir? Domínio absoluto? Mas não houve só domínio o ano passado e em algumas delas nem éramos o favorito e ganhámos na negra?
Onde raio queres chegar com esse comentário? Que não vale a pena aspirar a ser dominantes?

O que lá está. Alguém escreve que havia medo e pavor, mas nem ganhámos sempre todos os anos, nem éramos favoritos em todas, nem ganhámos de forma expressiva em todas. So... wtf? O Sporting continuará competitivo e com ambição como até aqui. Nesse aspecto não muda nada.
Cartilheiro, dou-te um exemplo do futebol: todos os anos nos últimos 40 anos fomos "candidatos". No papel. "Competitivos"?  :lol:
Baixem o investimento, seguindo a m***** da cartilha, e vão ver para onde vamos em termos de vitórias. Para "competir". Acabou o Sporting vencedor e sobretudo avassalador.



Isto incomoda-me. Incomoda-me o discurso de desinvestimento e que parece antecipar menos glórias, mas, sinto que ainda me incomoda mais este tipo de entrevista ser dado ao correio da manhã. Tenho nojo do cm e acho que entrevistas como esta que tocam em pontos (pelo menos para mim) de muita relevância para o clube, deviam ser dadas no Jornal do Sporting, ou pelo menos a uma publicação com mais credibilidade.

O cm devia ser tratado como lixo, e nem era só pelo Sporting, era pela população em geral.  :hand:
Há favores a pagar. Sem o cm (jornal+tv) não teriam conseguido o golpe.