Futebol Feminino - Época 2018/19

0 Membros e 2 Visitantes estão a ver este tópico.

Com o brilhante Bi- campeonato, outros feitos , se auguram a estas Heróicas Leoas


AQUISIÇÕES - ENTRADAS CONFIRMADAS :

Carolina Mendes (ex- Atalanta), Nevena Damjanović (Ex- Fortuna Hjørring, Din)

SAÍDAS CONFIRMADAS :

Carolina Vilão - Boifica

PLANTEL 2018/2019

GUARDA- REDES : Patrícia Morais
        Inês Pereira
   

DEFESAS : Rita Fontemanha
     Joana Marchão
     Matilde Figueiras
     Matilde Fidalgo
     Carole Costa
     Mariana Azevedo
    Bruna Costa
   Nevena Damjanović     (Ex- Fortuna Hjørring, Din)
MÉDIAS: Tatiana Pinto
       Fátima Pinto
       Neuza Besugo
       Nadine Cordeiro
      Joana Martins

AVANÇADAS: Diana Silva
         Ana Borges
         Ana leite
         Ana Capela
         Bárbara Marques
         Constança Silva
         Solange Carvalhas
         Carolina Mendes ( Ex- Atalanta)

Champions Grupo 10

SPORTING CP
ZFK DRAGON - MOLDÁVIA
AVALDSNES IL- NORUEGA
ZNK OSIJEK - CROÁCIA
« Última modificação: Agosto 03, 2018, 13:32 pm por SCP Fan »
Digo aqui o disse no tópico desta época.

Que este titulo não mascare as nossas fragilidades...
Falta a Solange... e presumo que as estrangeiras são para despachar.
Falta a Solange... e presumo que as estrangeiras são para despachar.

Não sei se é assim tão líquido que não haja interesse na continuidade da Carlyn e da Sharon. Mesmo que não deslumbrem, elas fizeram os jogos quase todos até agora, uma desde o início da época e a outra desde que chegou em Janeiro.
A temporada já terminou só por sermos Campeões Nacionais?

O Voleibol quando fomos Campeões a temporada acabou ai e fez sentido criar um tópico, este tópico não tem razão de ser, ainda falta 1 jogo para o Campeonato e a Taça de Portugal.

@Helio_Lion @Lion73 Block this please.
O caminho tem de ser o mesmo que temos vindo a traçar: aumento do investimento, construir um plantel melhor e com mais soluções e com isso continuar com a hegemonia.

Para além disso, nesta época com a entrada dos lamps temos de ser ainda melhores, apesar de começarem na liga de promoção (onde vão passear todos os jogos), já competem na taça e vão fazer tudo para a conquistar, cabe-nos a nós termos um plantel superior e melhor organizado para não lhe darmos hipóteses.

Também temos de continuar a crescer na Liga dos Campeões e este ano, pelo menos, passar a fase de grupos de onde não conseguimos sair na época passada.

Fazendo um esboço rápido daquilo que acho que deve ser o plantel:

GR: Patrícia, Inês
Laterais: Matilde Fidalgo, Rita, Joana e Contratação
Centrais: Carole, Contratação, Bruna e Mariana/Matilde
6: Contratação, Carlyn
8/10: Tatiana, Fátima, Sharon e Contratação
Extremas: Ana Borges, Contratação, Solange e Costança
Ponta-de-lança: Diana, Contratação e Ana Capeta

Fazer 6 contratações, pelo menos, 4 delas para serem habitualmente titulares:
Central: A Carole é indiscutivelmente a melhor no Sporting e em Portugal, mas não tem mais ninguém ao nível dela, a Bruna (que não entendo o porquê de, neste final de época, ter sido tão pouco utilizada) é para mim a nossa segunda melhor central, tem muito potencial, mas acho que ainda está um bocado verde, a Matilde e a Mariana não são más, mas não me dão grande segurança, ficava com uma e deixava sair a outra.
Média-defensiva: Gosto da Carlyn, é certinha, dá tudo em campo e não compromete, mas precisámos de alguém mais completa e com maior capacidade física. A Carlyn na construção de jogo arrisca muito pouco e isso não permite à equipa ser mais ofensiva e se enfrentar um meio campo mais musculado revele algumas dificuldades.
Média-centro: Gostava de alguém com caraterísticas de 8/10, mais ofensiva e com mais liberdade em campo, alguém na linha da Sharon, mas melhor. Para segurar o meio campo temos a Fátima e a Tatiana. Gosto muito da Joana Martins, mas acho que ainda está muito verde e precisa de ter tempo de jogo.
Extrema: A nossa maior debilidade no plantel esta época. Se mesmo a Solange não me convence totalmente, estando lesionada, tanto ela como a Constança, tivemos problemas sérios esta época para ocupar a posição. Era no reforço desta posição que gastava mais recursos para trazer uma craque (Jéssica Silva se for possível).

Para serem suplentes e dar maior profundidade:
Lateral esquerda: A Marchão é excelente, mas precisa de uma boa alternativa, a Rita na esquerda defensivamente demonstra muitos problemas. Podíamos evitar a contratação, já que penso que teríamos de ir ao estrangeiro (não vejo ninguém em Portugal capaz), com uma jogadora da formação, talvez a Matilde Raposo, mas não sei até que ponto está preparada.
Ponta-de-lança: Alguém com caraterísticas diferentes da Diana, alguém mais forte fisicamente.

Quanto a algumas jogadoras jovens como a Neuza, Vilão, Joana, mesmo a Constança e outras juniores, têm muito potencial, mas penso que seria importante terem mais tempo de jogo. As soluções ideais seriam ser emprestadas ou então criarmos uma equipa B no campeonato de promoção (à semelhança do braga, que inclusivamente passou à segunda fase ficando em segundo, Valadares e Boavista) e assim para além de poderem também ser chamadas a qualquer momento para terem alguns minutos na equipa principal, deixávamos de ter boa parte do plantel das juniores a estagnar no campeonato de juniores onde 95% dos jogos são "bater em mortos".

Essencialmente, e como esboço, é isto.

Não podemos adormecer e achar que o que temos é suficiente, o investimento dos adversários e a competitividade vai aumentar, cabe-nos a nós investir também para continuarmos a ser melhores e a conquistar tudo.
« Última modificação: Junho 02, 2018, 09:38 am por Lion22 »
O caminho tem de ser o mesmo que temos vindo a traçar: aumento do investimento, construir um plantel melhor e com mais soluções e com isso continuar com a hegemonia.

Para além disso, nesta época com a entrada dos lamps temos de ser ainda melhores, apesar de começarem na liga de promoção (onde vão passear todos os jogos), já competem na taça e vão fazer tudo para a conquistar, cabe-nos a nós termos um plantel superior e melhor organizado para não lhe darmos hipóteses.

Também temos de continuar a crescer na Liga dos Campeões e este ano, pelo menos, passar a fase de grupos de onde não conseguimos sair na época passada.

Fazendo um esboço rápido daquilo que acho que deve ser o plantel:

GR: Patrícia, Inês
Laterais: Matilde Fidalgo, Rita, Joana e Contratação
Centrais: Carole, Contratação, Bruna e Mariana/Matilde
6: Contratação, Carlyn
8/10: Tatiana, Fátima, Sharon e Contratação
Extremas: Ana Borges, Contratação, Solange e Costança
Ponta-de-lança: Diana, Contratação e Ana Capeta

Fazer 6 contratações, pelo menos, 4 delas para serem habitualmente titulares:
Central: A Carole é indiscutivelmente a melhor no Sporting e em Portugal, mas não tem mais ninguém ao nível dela, a Bruna (que não entendo o porquê de, neste final de época, ter sido tão pouco utilizada) é para mim a nossa segunda melhor central, tem muito potencial, mas acho que ainda está um bocado verde, a Matilde e a Mariana não são más, mas não me dão grande segurança, ficava com uma e deixava sair a outra.
Média-defensiva: Gosto da Carlyn, é certinha, dá tudo em campo e não compromete, mas precisámos de alguém mais completa e com maior capacidade física. A Carlyn na construção de jogo arrisca muito pouco e isso não permite à equipa ser mais ofensiva e se enfrentar um meio campo mais musculado revele algumas dificuldades.
Média-centro: Gostava de alguém com caraterísticas de 8/10, mais ofensiva e com mais liberdade em campo, alguém na linha da Sharon, mas melhor. Para segurar o meio campo temos a Fátima e a Tatiana. Gosto muito da Joana Martins, mas acho que ainda está muito verde e precisa de ter tempo de jogo.
Extrema: A nossa maior debilidade no plantel esta época. Se mesmo a Solange não me convence totalmente, estando lesionada, tanto ela como a Constança, tivemos problemas sérios esta época para ocupar a posição. Era no reforço desta posição que gastava mais recursos para trazer uma craque (Jéssica Silva se for possível).

Para serem suplentes e dar maior profundidade:
Lateral esquerda: A Marchão é excelente, mas precisa de uma boa alternativa, a Rita na esquerda defensivamente demonstra muitos problemas. Podíamos evitar a contratação, já que penso que teríamos de ir ao estrangeiro (não vejo ninguém em Portugal capaz), com uma jogador da formação, talvez a Matilde Raposo, mas não sei até que ponto está preparada.
Ponta-de-lança: Alguém com caraterísticas diferentes da Diana, alguém mais forte fisicamente.

Quanto a algumas jogadores jovens como a Neuza, Vilão, Joana, mesmo a Constança e outras juniores, têm muito potencial, mas penso que seria importante terem mais tempo de jogo. As soluções ideias seriam ser emprestadas ou então criarmos uma equipa B no campeonato de promoção (à semelhança do braga, que inclusivamente passou à segunda fase fincado em segundo, Valadares e Boavista) e assim para além de poderem também ser chamadas a qualquer momento para terem alguns minutos na equipa principal, deixávamos de ter boa parte do plantel das juniores a estagnar no campeonato de juniores onde 95% dos jogos são "bater em mortos"

Essencialmente, e como esboço, é isto.

Não podemos adormecer e achar que o que temos é suficiente, o investimento dos adversários e a competitividade vai aumentar, cabe-nos a nós investir também para continuarmos a ser melhores e a conquistar tudo.
Esqueces uma coisa. em forma a Gouveia é inprescindivel. Por qualquer razão tanto quando recebemos a Taça de Campeão e a Taça de Portugal, a Solange e a Ana Borges lhe passaram a braçadeira para ser ela e levantar. E é a jogadora que falta tantoa 6 como a 8.
O caminho tem de ser o mesmo que temos vindo a traçar: aumento do investimento, construir um plantel melhor e com mais soluções e com isso continuar com a hegemonia.

Para além disso, nesta época com a entrada dos lamps temos de ser ainda melhores, apesar de começarem na liga de promoção (onde vão passear todos os jogos), já competem na taça e vão fazer tudo para a conquistar, cabe-nos a nós termos um plantel superior e melhor organizado para não lhe darmos hipóteses.

Também temos de continuar a crescer na Liga dos Campeões e este ano, pelo menos, passar a fase de grupos de onde não conseguimos sair na época passada.

Fazendo um esboço rápido daquilo que acho que deve ser o plantel:

GR: Patrícia, Inês
Laterais: Matilde Fidalgo, Rita, Joana e Contratação
Centrais: Carole, Contratação, Bruna e Mariana/Matilde
6: Contratação, Carlyn
8/10: Tatiana, Fátima, Sharon e Contratação
Extremas: Ana Borges, Contratação, Solange e Costança
Ponta-de-lança: Diana, Contratação e Ana Capeta

Fazer 6 contratações, pelo menos, 4 delas para serem habitualmente titulares:
Central: A Carole é indiscutivelmente a melhor no Sporting e em Portugal, mas não tem mais ninguém ao nível dela, a Bruna (que não entendo o porquê de, neste final de época, ter sido tão pouco utilizada) é para mim a nossa segunda melhor central, tem muito potencial, mas acho que ainda está um bocado verde, a Matilde e a Mariana não são más, mas não me dão grande segurança, ficava com uma e deixava sair a outra.
Média-defensiva: Gosto da Carlyn, é certinha, dá tudo em campo e não compromete, mas precisámos de alguém mais completa e com maior capacidade física. A Carlyn na construção de jogo arrisca muito pouco e isso não permite à equipa ser mais ofensiva e se enfrentar um meio campo mais musculado revele algumas dificuldades.
Média-centro: Gostava de alguém com caraterísticas de 8/10, mais ofensiva e com mais liberdade em campo, alguém na linha da Sharon, mas melhor. Para segurar o meio campo temos a Fátima e a Tatiana. Gosto muito da Joana Martins, mas acho que ainda está muito verde e precisa de ter tempo de jogo.
Extrema: A nossa maior debilidade no plantel esta época. Se mesmo a Solange não me convence totalmente, estando lesionada, tanto ela como a Constança, tivemos problemas sérios esta época para ocupar a posição. Era no reforço desta posição que gastava mais recursos para trazer uma craque (Jéssica Silva se for possível).

Para serem suplentes e dar maior profundidade:
Lateral esquerda: A Marchão é excelente, mas precisa de uma boa alternativa, a Rita na esquerda defensivamente demonstra muitos problemas. Podíamos evitar a contratação, já que penso que teríamos de ir ao estrangeiro (não vejo ninguém em Portugal capaz), com uma jogador da formação, talvez a Matilde Raposo, mas não sei até que ponto está preparada.
Ponta-de-lança: Alguém com caraterísticas diferentes da Diana, alguém mais forte fisicamente.

Quanto a algumas jogadores jovens como a Neuza, Vilão, Joana, mesmo a Constança e outras juniores, têm muito potencial, mas penso que seria importante terem mais tempo de jogo. As soluções ideias seriam ser emprestadas ou então criarmos uma equipa B no campeonato de promoção (à semelhança do braga, que inclusivamente passou à segunda fase fincado em segundo, Valadares e Boavista) e assim para além de poderem também ser chamadas a qualquer momento para terem alguns minutos na equipa principal, deixávamos de ter boa parte do plantel das juniores a estagnar no campeonato de juniores onde 95% dos jogos são "bater em mortos"

Essencialmente, e como esboço, é isto.

Não podemos adormecer e achar que o que temos é suficiente, o investimento dos adversários e a competitividade vai aumentar, cabe-nos a nós investir também para continuarmos a ser melhores e a conquistar tudo.
Esqueces uma coisa. em forma a Gouveia é inprescindivel. Por qualquer razão tanto quando recebemos a Taça de Campeão e a Taça de Portugal, a Solange e a Ana Borges lhe passaram a braçadeira para ser ela e levantar. E é a jogadora que falta tantoa 6 como a 8.

Nos primeiros meses deste projeto, vou ser sincero, não ligava muito a esta equipa, como apenas nesse período a Patrícia foi titular, já que depois foi mãe e ainda está a recuperar a forma física, nunca consegui avaliar a 100% as capacidades da mesma.

Ter sido ela a levantar a taça não é sinónimo de qualidade futebolística, apenas demonstra que é uma jogadora muito importante e influente no balneário.
O caminho tem de ser o mesmo que temos vindo a traçar: aumento do investimento, construir um plantel melhor e com mais soluções e com isso continuar com a hegemonia.

Para além disso, nesta época com a entrada dos lamps temos de ser ainda melhores, apesar de começarem na liga de promoção (onde vão passear todos os jogos), já competem na taça e vão fazer tudo para a conquistar, cabe-nos a nós termos um plantel superior e melhor organizado para não lhe darmos hipóteses.

Também temos de continuar a crescer na Liga dos Campeões e este ano, pelo menos, passar a fase de grupos de onde não conseguimos sair na época passada.

Fazendo um esboço rápido daquilo que acho que deve ser o plantel:

GR: Patrícia, Inês
Laterais: Matilde Fidalgo, Rita, Joana e Contratação
Centrais: Carole, Contratação, Bruna e Mariana/Matilde
6: Contratação, Carlyn
8/10: Tatiana, Fátima, Sharon e Contratação
Extremas: Ana Borges, Contratação, Solange e Costança
Ponta-de-lança: Diana, Contratação e Ana Capeta

Fazer 6 contratações, pelo menos, 4 delas para serem habitualmente titulares:
Central: A Carole é indiscutivelmente a melhor no Sporting e em Portugal, mas não tem mais ninguém ao nível dela, a Bruna (que não entendo o porquê de, neste final de época, ter sido tão pouco utilizada) é para mim a nossa segunda melhor central, tem muito potencial, mas acho que ainda está um bocado verde, a Matilde e a Mariana não são más, mas não me dão grande segurança, ficava com uma e deixava sair a outra.
Média-defensiva: Gosto da Carlyn, é certinha, dá tudo em campo e não compromete, mas precisámos de alguém mais completa e com maior capacidade física. A Carlyn na construção de jogo arrisca muito pouco e isso não permite à equipa ser mais ofensiva e se enfrentar um meio campo mais musculado revele algumas dificuldades.
Média-centro: Gostava de alguém com caraterísticas de 8/10, mais ofensiva e com mais liberdade em campo, alguém na linha da Sharon, mas melhor. Para segurar o meio campo temos a Fátima e a Tatiana. Gosto muito da Joana Martins, mas acho que ainda está muito verde e precisa de ter tempo de jogo.
Extrema: A nossa maior debilidade no plantel esta época. Se mesmo a Solange não me convence totalmente, estando lesionada, tanto ela como a Constança, tivemos problemas sérios esta época para ocupar a posição. Era no reforço desta posição que gastava mais recursos para trazer uma craque (Jéssica Silva se for possível).

Para serem suplentes e dar maior profundidade:
Lateral esquerda: A Marchão é excelente, mas precisa de uma boa alternativa, a Rita na esquerda defensivamente demonstra muitos problemas. Podíamos evitar a contratação, já que penso que teríamos de ir ao estrangeiro (não vejo ninguém em Portugal capaz), com uma jogador da formação, talvez a Matilde Raposo, mas não sei até que ponto está preparada.
Ponta-de-lança: Alguém com caraterísticas diferentes da Diana, alguém mais forte fisicamente.

Quanto a algumas jogadores jovens como a Neuza, Vilão, Joana, mesmo a Constança e outras juniores, têm muito potencial, mas penso que seria importante terem mais tempo de jogo. As soluções ideias seriam ser emprestadas ou então criarmos uma equipa B no campeonato de promoção (à semelhança do braga, que inclusivamente passou à segunda fase fincado em segundo, Valadares e Boavista) e assim para além de poderem também ser chamadas a qualquer momento para terem alguns minutos na equipa principal, deixávamos de ter boa parte do plantel das juniores a estagnar no campeonato de juniores onde 95% dos jogos são "bater em mortos"

Essencialmente, e como esboço, é isto.

Não podemos adormecer e achar que o que temos é suficiente, o investimento dos adversários e a competitividade vai aumentar, cabe-nos a nós investir também para continuarmos a ser melhores e a conquistar tudo.
Esqueces uma coisa. em forma a Gouveia é inprescindivel. Por qualquer razão tanto quando recebemos a Taça de Campeão e a Taça de Portugal, a Solange e a Ana Borges lhe passaram a braçadeira para ser ela e levantar. E é a jogadora que falta tantoa 6 como a 8.

Nos primeiros meses deste projeto, vou ser sincero, não ligava muito a esta equipa, como apenas nesse período a Patrícia foi titular, já que depois foi mãe e ainda está a recuperar a forma física, nunca consegui avaliar a 100% as capacidades da mesma.

Ter sido ela a levantar a taça não é sinónimo de qualidade futebolística, apenas demonstra que é uma jogadora muito importante e influente no balneário.
Para te dar um exemplo, antes de ter engravidado era indiscutivel a 6. Tem de recuperar a forma, mas não podemos por de parte.
Já no ano passado a Patrícia Gouveia, cheia como uma bola de praia, levantou a taça de portugal.

Achei um momento muito bonito, um desporto praticado por mulheres e uma grávida a levantar o troféu.





dos 2:00 até aos 2:30, vejam. é bonito.
A Patrícia Gouveia é e sempre foi a capitã, desde o início da época passada. Mesmo estando de fora, por causa da gravidez, sempre esteve bastante presente, marcando presença em muitos jogos. Daí é normal, ainda para mais estando de regresso à competição, que tenha sido ela a levantar a Taça no Jamor. Ao fim ao cabo, nunca deixou de ser a capitã.

Desde que regressou tem jogado pouco. Só quem trabalha com ela é que terá ideia da condição física actual e das perspectivas de melhora. Se existirem, provavelmente a renovação será uma possibilidade forte.

Vitória de Guimarães irá apostar no futebol feminino

Mais de 300 sócios do Vitória de Guimarães aprovaram este sábado, por maioria, o orçamento do clube para a época 2018/19, com gastos de 3,25 milhões de euros e um resultado líquido negativo de 27.675 euros, em Assembleia Geral.

O vice-presidente do clube para a área financeira, Francisco Príncipe, realçou que o orçamento para 2018/19 se centra nas modalidades amadoras, na instituição e nas questões financeiras, adiantando que o principal investimento para a próxima época se destina à academia, na ordem de um milhão de euros.

O dirigente referiu ainda que a aposta nos desportos eletrónicos e no futebol feminino vai avançar nessa época, estando previsto que a equipa de formação do futebol feminino jogue no relvado da Pista de Atletismo Gémeos Castro.

In ojogo.pt
24/06/2018 Para mim acabou-se!
Boa decisão, parabéns Vitós!
Vitória de Guimarães irá apostar no futebol feminino

Mais de 300 sócios do Vitória de Guimarães aprovaram este sábado, por maioria, o orçamento do clube para a época 2018/19, com gastos de 3,25 milhões de euros e um resultado líquido negativo de 27.675 euros, em Assembleia Geral.

O vice-presidente do clube para a área financeira, Francisco Príncipe, realçou que o orçamento para 2018/19 se centra nas modalidades amadoras, na instituição e nas questões financeiras, adiantando que o principal investimento para a próxima época se destina à academia, na ordem de um milhão de euros.

O dirigente referiu ainda que a aposta nos desportos eletrónicos e no futebol feminino vai avançar nessa época, estando previsto que a equipa de formação do futebol feminino jogue no relvado da Pista de Atletismo Gémeos Castro.

In ojogo.pt
E vão ter boa equipa. A nossa sorte é não termos nenhuma vimaranense. Porque quem for de lá mesmo sendo na promoção vai querer jogar no Vitória.

Enviado do meu LENNY3 através do Tapatalk

Boas notícias para o futebol feminino!
"O Sporting tem os melhores adeptos do Mundo mas os piores sócios do Mundo porque são, constantemente, incapazes de decidir o melhor para o clube" PMR, 1/11/2018

CONTRA TUDO E CONTRA TODOS! SPORTING SEMPRE!


Excelente reportagem!

Se esta geração está cada vez melhor e finalmente a intrometer-se contra as melhores seleções do mundo, a próxima só pode ser muito melhor.

Melhor parte, sem dúvida, as palestras dos dois treinadores, principalmente conhecendo bem o Miguel, treinador do Braga.
Aqui está com melhor qualidade.

Concordo, excelente reportagem.

Desporto e futebol, em estado puro. :mais:

Epá, eu ri-me com a apresentação do gajo do Braga. Eu compreendo o que ele estava a fazer, o Braguilha nunca ganhou ao Sporting, mas ver ali 'o scp não é lobo nenhum!!!'... :lol: Gostei mais do nosso, pessoalmente.
« Última modificação: Junho 03, 2018, 21:48 pm por radicalhighway »