Carta de demissão de Ribeiro Telles?

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Para quem viu ontem o programa da SIC "Dia Seguinte" e ouviu o DIas Ferreira percebe que dentro do Sporting  esta estratégia do DC dividiu o clube.

No entanto faço notar que a observação do F.Seara não é descabida. Sabendo-se que a vontade de DC é a que seja Filipe Soares FRanco a suceder-lhe na presidencia, não é descabido que nesta altura já existam movimentações dentro do SPorting para apresentarem uma lista alternativa. E o MRT pode muito bem personificar essa alternativa.

No entanto é evidente que aproximação ao SLB não foi pacifica e deixou marcas no interior do clube.
Citar
ão é descabido que nesta altura já existam movimentações dentro do SPorting para apresentarem uma lista alternativa. E o MRT pode muito bem personificar essa alternativa.

 É isso que muitos de nós ambicionávamos.
 Pode ser que a saída do MRT seja um passo atrás para dar dois á frente.
gosto de Ribeiro Telles, e ainda gosto mais desta tomada de posição.

é um tipo com valor, mto respeitado e estimado no balneário que sai.

que o futuro chegue depressa. que ele faça parte desse futuro.
'When the seagulls follow the trawler, it is because they think sardines will be thrown into the sea"
Citação de: "Mauras"
É mais um resultado da excelente "aliança". O pessoal do puzzle SAD das 1000 peças que encaixam sempre deve estar a coçar a cabeça para pensar como transformar isto em algo positivo para o sporting, oprojecto, DC e MRT tudo ao mesmo tempo.

Não me lembro de ter havido tanta gente assim a entoar loas à associação com os merdosos, mas acho que não se ganha nada em andar em cruzadas pessoais quando o problema é bem maior que qualquer um de nós, pró ou anti sistema. É outro problema portuga, assumir posições para chatear A ou B e não por serem o melhor para o clube.
TRÊS PERGUNTAS A...
Horta e Costa: «Uma aliança algo estranha»


– Sabia que Ribeiro Teles vai demitir-se do Conselho Directivo do Sporting?
– Não fazia a mínima ideia. Fui apanhado de surpresa.

– Qual o significado dele, enquanto dirigente, para o clube?
– Trata-se de um dirigente de mão-cheia. Nessa condição sagrou-se duas vezes campeão nacional. Bastante competente, Ribeiro Teles é encarado com muito apreço pelos associados e pelo balneário.

– A aliança com o Benfica está na origem da tomada de posição. O que pensa dessa reaproximação?
– Considero um pouco estranha essa aliança. Por vezes parece não existir um rumo no Sporting. Ora está bem com o FC Porto, ora com o Benfica...

In Pasquim II


E um comentário de um leitor do pasquim:

Terça-feira, 8 Fevereiro

11:55 - carlos vaz
 
Depois de José Roquette, Luis Duque, Bettencourt e agora (em definitivo) de Miguel Ribeiro Teles, só podemos esperar o pior neste Sporting que tinha tudo para ser o melhor e mais bem organizado clube Português!!! O futuro do Sporting está à mercê de uma pessoa que não sendo totalmente incompetente já está a mais no Sporting e no futebol Português. É altura dos sócios e adeptos do Sporting dizerem basta! Convoquem eleições por FAVOR! URGENTE!
MRT desceu consideravelmente na minha consideração, tomou uma posição totalmente descabida e fora de tempo que só prejudica o Sporting a curto prazo! :?  :arrow:
Hoje como sempre, tenho o FórumSCP na mente e o Sporting Clube de Portugal no coração!
Rui desculpa,mas nao posso concordar com a tua opiniao.

 Quando e que querias que  o homem se demitisse?

 Deixasse andar no faz de conta?

  Assim ja se sabe que nao estao de acordo com DC.

  Apesar da minha opiniao nao contar eu tambem nao estou!

 Sinto uma tristeza enorme com esta alianca!

 Onde e que o Sporting vai parar?
Sporting,es a minha paixao.
Estarei sempre contigo ate morrer.
 Forca Sporting!
A despedida de MRT é um evento importante.

1 - Uma saída por causa de uma aliança parece-me explicação insuficiente. antes fosse assim.

2 - O grave, não é a aliança com os lamps. O grave-gravíssimo é que esta aliança ponha em causa aquilo que é do SCP, como é o caso do direito a reclamar de uma má arbitragem, ou o direito de opção por um jogador. Se isso realmente se passou, nem sei o que dizer. Fico abismado.

O sporting deve desejar para aliados todos aqueles que nos possam ajudar nas nossas lutas. Mas sem nunca abrir de mão de nada. Ainda por cima sendo para quem é.

3 - Folgo em ver a estima que afinal muitos parecem nutrir por MRT. Afinal, ainda me lembro de quem dizia, de forma obviamente negativa, que MRT (esse menino da Quinta) era o único que estava envolvido no projecto desde o início e como tal era culpado de tudo, até por ter ganho dois campeonatos, sendo queum foi por casa do Jardel e outro por acaso.

Sim, porque tenho a certeza que MRT continua a defender para o SCP aquilo que defendia há 3 anos.

Eu acho que MRT (como achava de JEB) era o homem mais importante para o futuro do Sporting da estrutura directiva. a sua saída é muito grave.

A.A.
Citação de: "Ao Leo"

Mais algum caso como este e começa a haver argumentos para se declarar uma gestão danosa do clube. Como eu gostava de ver Miguel Ribeiro Telles e Bettencourt juntarem-se para constituir uma alternativa a Dias da Cunha e sus muchachos.

Não posso adiantar muito mais visto estar de posse de informação privilegiada que me comprometi a não divulgar mas pego na tua frase para responder a uma questão que aqui foi levantada.

A única coisa de positivo que esta acção da união de facto com os simple minds teve foi precisamente aquilo que (supostamente) está a ser considerado como uma crise directiva: a clarificação das posições dentro dos corpos dirigentes do grupo Sporting.
Há, e é visível neste momento, uma clivagem nas várias linhas de força (há quem lhes chame sensibilidades) onde, cuidado!!, não poderão ser misturados MRT com Soares Franco - este claramente o delfim de DC. Como tb não poderão ser vistos à luz da teoria redentora de uma nova alternativa, o nome de JEB, que tomou a decisão pessoal de não mais exercer nenhum cargo executivo na estrutura do grupo Sporting.
Mas, atrelado a MRT há um número razoável de personalidades que poderão ser a génese do movimento alternativo que não se vislumbrava há bem pouco tempo.
E, atenção, a oposição não é de agora, assim como não diz respeito apenas ao futebol mas a toda a reformulação das empresas do grupo Sporting onde, ironicamente, não há $$ para contratações de Inverno mas há mais de 20 altos quadros dirigentes com vencimentos superiores (alguns muito superiores) a € 10.000,00.
E por aqui me fico! :shock:
Jameson Franco: NO RULES, great Scotch!!
Todos os acontecimentos que envolvem o MRT são de facto preocupantes e merecem uma reflexão.

Em primeiro lugar, segundo o que acabei de ouvir nas noticias, amanhã acontecerá uma reunião entre o DC, o MRT e o MGT. Talvez a demissão ainda não esteja consumada e possa haver solução para o problema.

No entanto, acho que não acontecerá um volte face neste episódio e sendo assim parece-me que o SCP fica a perder.

Eu defendi a aliança com os lamps por me parecer ser a unica forma de se endireitar o futebol. No programa da SIC, Dias Ferreira disse que apesar de ser contra esta aliança compreendia os objectivos do DC, não compreendia era o 'timming'.

Não sei se ele não compreendeu ou não quis dizer, mas para mim é claro que este tem a ver com as eleições, o que eu não vejo, mas é possível que existam, é acções que permitam obter dos politicos garantias que tomarão medidas naquilo que é necessário intervir.

Por outro lado também não compreendo a razão pela qual a aliança não permite que se tomem medidas que normalmente seriam tomadas, nomeadamente depois do jogo da luz, ou mesmo em relação ao Nuno Assis.

Neste ponto estou totalmente de acordo com o DF, quando disse que a não tomada de posição por parte da direcção em relação ao jogo da taça, quebrou os niveis de confiança e motivação da equipa e justificam de certa a quebra de rendimento nos dois ultimos jogos, apesar de a ter justificado tb com a ausência do Custódio, o que eu tb concordo.

Espero que esta reunião seja proveitosa e que permita que o DC corrija alguns dos erros cometidos neste processo.
Continuo a achar que a aliança poderá trazer frutos para o futebol português, mas este assunto tem que ser separado da gestão corrente do futebol cujos dirigentes deverão ter autonomia para tomarem as medidas que entenderem, independentemente das acções que o SCP e os lamps decidam tomar.
FORÇA SCP!
Para responder ao A.A., devo dizer que continuo a pensar o mesmo sobre o MRT.

Chegou com Duque e esteve com ele no melhor e no pior. Tanto no título de 2000 como no delírio gastador que se seguiu ele foi co-responsável. Em 2001 teve o rasgo de ir buscar o Jardel e aí foi campeão (porque o resto do planeamento da época, obviamente da sua responsabilidade, foi o que foi).

Em 2002/03 foi o principal responsável pela manutenção do Boloni ligado à máquina na 2ª metade da época, com consequências que ainda hoje sofremos. Tornou-se então o símbolo do Sporting que cumpre contratos.

É também provavelmente o maior miserabilista-pragmático de Alvalade, sendo autor da célebre frase segundo a qual ninguém se deve admirar se o Sporting acabar. Curioso contraste com algumas decisões que tomou.

Mais do que obra desportiva propriamente dita, deixou marca pela defesa do Sporting contra inimigos externos e pela maneira rigorosa como tratava as questões do balneário. Nisto seguiu a linha do Duque.

Certamente não por acaso, envolveu-se em várias polémicas sobre arbitragens, sem as banalizar (recordo-me da mais forte, após um jogo em casa com o Boavista), e foi o responsável pela estratégia ofensiva do Sporting em torno do direito de preferência sobre o anão.

Por isso, não me admira nada vê-lo sair agora, quando a liberdade de expressão e a autonomia negocial foram trocadas por um prato de lentilhas.

Em resumo, um dirigente inequivocamente do Projecto, com medalhas e nódoas no curriculum. E no entanto, comparado com as aventesmas que lá ficam, uma verdadeira estrela.
A opinião do Ravelis no "Bola na Rede":

Miguel Ribeiro Teles

A confirmar-se a demissão de Miguel Ribeiro Teles (MRT), o Sporting acaba de perder mais do que um campeonato, mais do que um craque, acaba de perder uma pessoa competente, honesta, estável, segura, coerente e que pensa (ainda por cima bem) pela sua cabeça.

MRT foi o elemento comum dos dois últimos títulos leoninos. Querido por todos os balneários, por quase todos os treinadores, MRT era o toque a reunir quando as coisas ameaçavam desmoronar. Assistiu impotente ao esbanjamento de Luís Duque, nomeadamente no Verão quente e no muito mal explicado caso Tello - em breve voltarei a este assunto. Depois, teve a tarefa de começar tudo de novo. Contratou Boloni, Jardel, aguentou o romeno e, depois do insucesso da segunda temporada do romeno, resguardou-se no dia-a-dia, mas quando era preciso um consenso directivo ou no balneário lá estava MRT. Na cabina, durante os últimos anos, os jogadores só acreditaram a 100% em dois dirigentes: José Eduardo Bettencourt e MRT, em especial neste último.

Nos últimos tempos foi-se afastando de Dias da Cunha. A aproximação ao Benfica foi a gota de água na coerência de MRT, por certo recordado os tempos em que o seu presidente dizia cobras e lagartos dos dirigentes do rival de sempre.

Tenho a certeza que MRT tem tudo do seu lado para vencer as próximas eleições se vier a candidatar-se: sócios, adeptos, competência, obra feita e valores. Assim ele o queira.

Entretanto, o Sporting vive com dois problemas. O primeiro chama-se Dias da Cunha, o segundo dá pelo nome de FIlipe Soares Franco, o seu possível sucessor. Cenário assustador!!


O negrito é meu, inserido por 2 razões.

Em primeiro lugar, estou curioso o que poderá adiantar sobre o caso Tello, apesar de suspeitar que será o mesmo que já foi referido (500 mil contos do custo são a indemnização a Mourinho pela quebra de contrato, camuflada) mil vezes à boca pequena.

Em segundo lugar, julgo que o Ravelis está a fazer um branqueamento da acção de MRT no período das loucuras encetado pelo Luís Duque. É que os arquivos dos jornais mostrarão que, tal como Inácio afirmou que tinha feito grande força para JVP assinar pelo Sporting, MRT afirmou que achava serem as contratações a custo zero "uma excelente medida de gestão" (ainda que implicassem pagar prémios de assinatura brutais - para o JVP foram cerca de 600 mil contos - e ordenados igualmente brutais, alguns deles a pré-reformados como Dimas).
Saudades do futuro.
Citação de: "Mpcco"
Eu defendi a aliança com os lamps por me parecer ser a unica forma de se endireitar o futebol. No programa da SIC, Dias Ferreira disse que apesar de ser contra esta aliança compreendia os objectivos do DC, não compreendia era o 'timming'.

Não sei se ele não compreendeu ou não quis dizer, mas para mim é claro que este tem a ver com as eleições, o que eu não vejo, mas é possível que existam, é acções que permitam obter dos politicos garantias que tomarão medidas naquilo que é necessário intervir.

Discordo 300%. A ser assim, teria que haver já reuniões entre estes "novos vingadores" e as cúpulas do PS, vencedor das eleições de dia 20. Fogo de vista sabe-se lá com que intenções.
Isto de alianças com os rivais não me parece lá muito bem... o que me parece é que o Orelhas anda a tentar meter as unhas no SCP e o Ribeiro Teles não é parvo, algo se passa. :evil:

Solução: Volte senhor Roquette!
Sporting Clube de Portugal.
Citação de: "Rui Sampaio"
MRT desceu consideravelmente na minha consideração, tomou uma posição totalmente descabida e fora de tempo que só prejudica o Sporting a curto prazo! :?  :arrow:


:lol:  :lol:  :lol:

Após a comédia...

Acho que estão a dar importância a mais à aliança em si quando o que tem sido destacado é, além da aliança (já de si nojenta claro) o sinal de falta de democracia e comunicação na opção pela mesma sem discussão interna, ainda para mais com os contornos referidos: limitação de acção em questões como discussão de Nuno Assis, queixas de arbitragem, etc.

Eu recordo aquilo que o Angel refere. Algo que foi mto branqueado na altura mas eu não esqueci: MRT esteve LÁ qd Duque decidiu "estoirar". Já era Vice do Sporting. Talvez não tivesse a influência no futebol que viria a ter, mas esteve lá. No entanto tb lhe reconheço, como reconheci a Bettencourt muitas acções positivas, e uma transmissão genérica de saber estar e agir.

Com as suas saídas "por motivos pessoais", passado menos de um ano um do outro fica a ideia que se calhar não fizeram menos mal pq a turma do Jameson não deixou. Só o futuro poderá esclarecer essa dúvida, quiçá através da suprema descabida e ultrajante acção: a formação de uma alternativa ao rumo actual do Sporting! :)
Citar
 In Correio da Manha.
 
É que, até ontem, nem o ex-responsável máximo pela da SAD leonina nem o presidente do clube, Dias da Cunha, vieram a público confirmar fosse o que fosse. Mas caso Ribeiro Telles decida afastar-se, as mesmas fontes adiantam que a demissão “nunca” poderá ser justificada com a aliança com o Benfica ou por causa de Nuno Assis.

No primeiro caso, Telles há muito que defendia junto de Dias da Cunha uma aproximação com o rival da Luz. Além disso, nos últimos tempos foi Filipe Vieira que se aproximou das posições defendidas por Dias da Cunha, em matérias relacionadas com a área económica e arbitragem.

Quanto a Nuno Assis, o facto de o clube estar em contenção de despesas e o excesso de médios do plantel não aconselhava a contratação de um jogador que o próprio Ribeiro Telles dispensou, quando foi a Guimarães contratar Custódio.

Registe-se, ainda, que, de acordo com outras fontes contactadas pelo CM, há um grupo de dirigentes que pretende a continuidade de Ribeiro Telles. E asseguraram que no decorrer desta semana irá haver uma reunião entre Dias da Cunha e o ainda (?) vice-presidente responsável pelo futebol. Fonte próxima de Dias da Cunha, no entanto, não confirma tal reunião.

Mais umas achegas para a discussão.[/quote]
Citação de: "Rui Sampaio"
MRT desceu consideravelmente na minha consideração, tomou uma posição totalmente descabida e fora de tempo que só prejudica o Sporting a curto prazo! :?  :arrow:

 :roll:  :roll:  :roll:  :roll:  :lol:  :lol:  :lol:  :lol:
"Recordo o que disse numa AG no mandato anterior. Estou disposto a dar o meu tempo, vida e alma ao Sporting, mas têm de estar comigo. Nos últimos dois anos tive duas hipóteses: ou me juntava aos interesses ou a vocês. Escolhi juntar-me a vocês."
Bruno de Carvalho, 17 de Fevereiro de 2018
Citação de: "Incitatus"
Citação de: "Rui Sampaio"
MRT desceu consideravelmente na minha consideração, tomou uma posição totalmente descabida e fora de tempo que só prejudica o Sporting a curto prazo! :?  :arrow:

 :roll:  :roll:  :roll:  :roll:  :lol:  :lol:  :lol:  :lol:

Vais continuar a postar ou só cá estás para colocar smileys??? :?:

Gostava de saber para te responder, ou não! :roll:
Hoje como sempre, tenho o FórumSCP na mente e o Sporting Clube de Portugal no coração!
Sobre essas achegas Schlaeger:

Começa a ficar óbvio algo que alguns já sabiam há algum tempo: as eventuais razões para cisão não se concentram na tal aliança, essa (ou o seu processo de decisão) foram talvez a gota de água mas não A razão em si. Aliás este episódio tem de ser lido na sequência da saída do JEB.

Por mim fico extremamente satisfeito, não com a saída, mas perante a possibilidade de finalmente aparecer uma corrente de oposição à linha actual. Não que seja líquido que opte por essa corrente, mas como digo há mto tempo a existência de pretendentes credíveis ao trono apenas pode resultar em maior cuidado, profissionalismo e atenção de quem lá está. Quem não sente aperto relaxa. E é isso que acontece no Sporting há 10 anos.
Sempre disse que a aliança com este Benfica era algo de aberrante que ia acabar mal, embora entenda a ideia de arregimentar o mito dos 6 milhões como forma de pressionar o poder político, só que estes dirigentes benfiquistas são os mesmos com quem DC à cerca de um ano se recusou a conviver nos camarotes da Luz.
O que terá então acontecido para que o nosso Presidente mudasse a sua atitude de forma tão radical ao ponto de andar aos abraços com o Vieira?

Morreu Fehér e o líder benfiquista foi tocado por uma luz divina que também terá iluminado as paixões que afastaram o Sporting do 2º lugar do último campeonato. Entretanto essa outra sumidade que é o veiga juntou-se à trupe e depois daquele memorável espectáculo que sucedeu ao último Benfica-FCP, seguiu-se o episódio do DVD, e no fim veio a nova aliança e o manifesto.

Como se pode ver por esta sucessão de factos, nada disto cola ou faz sentido, pelo que tem toda a razão MRT em não querer ver o seu nome misturado com esta gente que ele sabe perfeitamente ter estado por de trás do caso Jardel que destruiu uma equipa campeã, isto sem esquecer a já atrás referida ponta final do último campeonato.

Portanto não faz qualquer sentido que o Sporting agora em nome duma aliança cujo sucesso é quase impossível, até porque da parte destes pobres políticos que temos, não se vê a menor reacção nem vontade de se meterem com o famoso associativismo, seja agora obrigado a engolir em seco uma roubalheira como aquela que contribuiu para o nosso afastamento da Taça de Portugal, ou a facilitar a transferência para o seu rival, dum jogador que sem ser tão bom quanto já o querem fazer, é um jogador interessante e feito nas nossas escolas e que até nos poderia servir. Mas pronto desde que eu vi o DC de cachecol azul e branco ao pescoço já nada mais me espanta.

Penso no entanto que já é mais do que tempo dos nossos dirigentes deixarem de serem anjinhos, o que não significa que não continuem a marcar a diferença bem patente em homens como MRB ou JEB.

A luta pela credibilização e transparência do nosso futebol que o Sporting lidera há vários anos não deve ser abandonada, antes pelo contrário deve ser até incrementada nesta altura em que o edifício todo parece estar a tremer, mas para isso não são precisas alianças muito menos com gente que sempre teve comportamentos nada recomendáveis e que obviamente faz parte do chamado sistema.

Quem quiser seguir a ideias defendidas pelo Sporting pode e deve faze-lo, mas não deve estar à espera de nada em troca principalmente quando a única coisa que eles têm para nos dar é uma facada nas costas.

O campeonato vai agora entrar numa fase em que cada ponto perdido será mais difícil de recuperar, pelo que o Sporting deve estar preparado para os habituais ataques do sistema que toda a gente sabe por quem é actualmente manobrado, não abram os olhos a tempo que tal como na temporada passada vão ficar a chorar sobre o leite derramado