Matheus Pereira (Emp. - FC Nürnberg)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Claro que não é profissional ir reclamar para o Twitter... mas estes casos nascem todos do mesmo: incompetência. Dos treinadores, leia-se. É que provavelmente o Matheus nos primeiros tempos do Chaves não se sentiu na legitimidade de reclamar o que quer que seja, porque percebia que estava claramente abaixo do seu nível, e houve confiança por parte da equipa técnica para o ajudar e eventualmente ele recuperou o nível que lhe reconheço. Mas depois chega aqui, a seguir a uma 2ª metade (talvez mais, até) assombrosa, em que foi o melhor da liga fora dos 3 grandes, na pré-época é o melhor da equipa... até que volta um jogador pior, mas que por ter custado 10M lhe tira o lugar logo. Depois nem ao banco vai... é normal que sinta que estão a gozar com ele. Com jogadores de talento a sério tudo gira à volta da qualidade e do rendimento: se eles perceberem que não estão ao nível que podem até aceitam que vão perder o lugar... mas quando estão? A carreira de um futebolista é extremamente curta - o Matheus já vai nos 22 anos - é normal que não reajam propriamente bem quando são preteridos injustamente.
Vamos ver sobre a incompetencia dos treinadores tanto faz que fosse o TotalVoeetbal em versão forcado Ribatejano ou o Jorge Lawrence da Arábia. O que é factual para mim é que tem de ser abolido o dogma da infalibilidade papal que vigora no Sporting onde os jogadores têm de estar até aos 19 anos nos Juniores, mais 2 anos na B ou Sub 23 e mais 2 anos emprestados para supostamente evoluirem. É que o Ajax não trabalha assim, o Red Bull Salzburgo não trabalha assim, O Lyon não trabalha assim, e nós por cá continuamos a achar que os jogadores só estão prontos para serem titulares no 11 aos 23 anos.

Isto quando isso devia ser a idade em que os melhores são vendidos para fora de Portugal. Chame-se Matheus, Iuri, Palhinha ou Esgaio, não interessa. E acabar com o absurdo de achar que qualquer jogador que aqui se destaque tem de ser vendido pela cláusula, é ver o que isso adiantou com Williams, Gélsons, Patricios, e digo o mesmo para outros não formados. Por mim qualquer proposta por 25 milhões de euros no Tugão é vender, se for muito acima da média vá 30, não me interessa medir pilinhas com rivais. Não é do nosso interesse manter jogadores contrariados nem ver todos os que sairam daqui ultimamente que flopam todos quando o nível sobe. Os adeptos têm de se deixar de endeusamentos e perceber que o nível do Tugão neste momento é inferior a uma Liga Russa, mesmo que não acreditem nisso. Cá continuarei na minha luta, mas como este tópico é sobre o Matheus hoje poupo os foristas com grandes reflexões sobre os caminhos que devemos seguir após Sábado. Isto claro respeitando aqueles que acham que isto vai ser impugnado.  :lol:
Achas que alguém que está há 11 anos no futebol, que tem curso de treinador, que está diariamente no balneário, com dirigentes, treinadores, jogadores, staff, dos seniores aos iniciados, não tem toda uma experiência e conhecimento que, sei lá, um gestor, um advogado, um trolha, ainda têm que ir aprendendo ao longo de anos quando chegam à presidência de um clube?
Claro que não é profissional ir reclamar para o Twitter... mas estes casos nascem todos do mesmo: incompetência. Dos treinadores, leia-se. É que provavelmente o Matheus nos primeiros tempos do Chaves não se sentiu na legitimidade de reclamar o que quer que seja, porque percebia que estava claramente abaixo do seu nível, e houve confiança por parte da equipa técnica para o ajudar e eventualmente ele recuperou o nível que lhe reconheço. Mas depois chega aqui, a seguir a uma 2ª metade (talvez mais, até) assombrosa, em que foi o melhor da liga fora dos 3 grandes, na pré-época é o melhor da equipa... até que volta um jogador pior, mas que por ter custado 10M lhe tira o lugar logo. Depois nem ao banco vai... é normal que sinta que estão a gozar com ele. Com jogadores de talento a sério tudo gira à volta da qualidade e do rendimento: se eles perceberem que não estão ao nível que podem até aceitam que vão perder o lugar... mas quando estão? A carreira de um futebolista é extremamente curta - o Matheus já vai nos 22 anos - é normal que não reajam propriamente bem quando são preteridos injustamente.
Vamos ver sobre a incompetencia dos treinadores tanto faz que fosse o TotalVoeetbal em versão forcado Ribatejano ou o Jorge Lawrence da Arábia. O que é factual para mim é que tem de ser abolido o dogma da infalibilidade papal que vigora no Sporting onde os jogadores têm de estar até aos 19 anos nos Juniores, mais 2 anos na B ou Sub 23 e mais 2 anos emprestados para supostamente evoluirem. É que o Ajax não trabalha assim, o Red Bull Salzburgo não trabalha assim, O Lyon não trabalha assim, e nós por cá continuamos a achar que os jogadores só estão prontos para serem titulares no 11 aos 23 anos.

Isto quando isso devia ser a idade em que os melhores são vendidos para fora de Portugal. Chame-se Matheus, Iuri, Palhinha ou Esgaio, não interessa. E acabar com o absurdo de achar que qualquer jogador que aqui se destaque tem de ser vendido pela cláusula, é ver o que isso adiantou com Williams, Gélsons, Patricios, e digo o mesmo para outros não formados. Por mim qualquer proposta por 25 milhões de euros no Tugão é vender, se for muito acima da média vá 30, não me interessa medir pilinhas com rivais. Não é do nosso interesse manter jogadores contrariados nem ver todos os que sairam daqui ultimamente que flopam todos quando o nível sobe. Os adeptos têm de se deixar de endeusamentos e perceber que o nível do Tugão neste momento é inferior a uma Liga Russa, mesmo que não acreditem nisso. Cá continuarei na minha luta, mas como este tópico é sobre o Matheus hoje poupo os foristas com grandes reflexões sobre os caminhos que devemos seguir após Sábado. Isto claro respeitando aqueles que acham que isto vai ser impugnado.  :lol:

Ora nem mais. Basta ver o PSG (até este), a lançar jogadores de 18, 17 anos na equipa principal em jogos da liga, como o Timothy Weah (tem 18 anos, estreou-se em março deste ano), ou o Nkunku, num jogo da Champions. Não temos isto. Um jogador júnior nosso ficaria radiante por uma oportunidade destas. Isso serviria como um prêmio e daria um incentivo extra na captação de talentos. Mas temos medo de os lançar às feras, para "protegê-los", porque não "aguentariam a pressão".
« Última modificação: Setembro 05, 2018, 00:58 am por Ricardo Faria »
"O brasileiro cedido pelo Sporting no início da temporada foi titular e marcou dois golos na primeira parte, tendo sido substituído ao intervalo quando o marcador registava 11-0 a favor do Nuremberga."

Em 2/3 dias já teve mais minutos no Nuremberga que em toda a época no Sporting....enfim.
“Um grande clube, tão grande como os maiores da Europa.”
"O brasileiro cedido pelo Sporting no início da temporada foi titular e marcou dois golos na primeira parte, tendo sido substituído ao intervalo quando o marcador registava 11-0 a favor do Nuremberga."

Em 2/3 dias já teve mais minutos no Nuremberga que em toda a época no Sporting....enfim.

 Considerando que era um amigável contra mecos não fez não.
Sócio 103769-0
"O brasileiro cedido pelo Sporting no início da temporada foi titular e marcou dois golos na primeira parte, tendo sido substituído ao intervalo quando o marcador registava 11-0 a favor do Nuremberga."

Em 2/3 dias já teve mais minutos no Nuremberga que em toda a época no Sporting....enfim.

 Considerando que era um amigável contra mecos não fez não.

Mas é bom, se fizer uma excelente época no Nuremberga a próxima direcção já o conseguirá vender por 2 milhões de euros.
“Um grande clube, tão grande como os maiores da Europa.”
Claro que não é profissional ir reclamar para o Twitter... mas estes casos nascem todos do mesmo: incompetência. Dos treinadores, leia-se. É que provavelmente o Matheus nos primeiros tempos do Chaves não se sentiu na legitimidade de reclamar o que quer que seja, porque percebia que estava claramente abaixo do seu nível, e houve confiança por parte da equipa técnica para o ajudar e eventualmente ele recuperou o nível que lhe reconheço. Mas depois chega aqui, a seguir a uma 2ª metade (talvez mais, até) assombrosa, em que foi o melhor da liga fora dos 3 grandes, na pré-época é o melhor da equipa... até que volta um jogador pior, mas que por ter custado 10M lhe tira o lugar logo. Depois nem ao banco vai... é normal que sinta que estão a gozar com ele. Com jogadores de talento a sério tudo gira à volta da qualidade e do rendimento: se eles perceberem que não estão ao nível que podem até aceitam que vão perder o lugar... mas quando estão? A carreira de um futebolista é extremamente curta - o Matheus já vai nos 22 anos - é normal que não reajam propriamente bem quando são preteridos injustamente.
Vamos ver sobre a incompetencia dos treinadores tanto faz que fosse o TotalVoeetbal em versão forcado Ribatejano ou o Jorge Lawrence da Arábia. O que é factual para mim é que tem de ser abolido o dogma da infalibilidade papal que vigora no Sporting onde os jogadores têm de estar até aos 19 anos nos Juniores, mais 2 anos na B ou Sub 23 e mais 2 anos emprestados para supostamente evoluirem. É que o Ajax não trabalha assim, o Red Bull Salzburgo não trabalha assim, O Lyon não trabalha assim, e nós por cá continuamos a achar que os jogadores só estão prontos para serem titulares no 11 aos 23 anos.

Isto quando isso devia ser a idade em que os melhores são vendidos para fora de Portugal. Chame-se Matheus, Iuri, Palhinha ou Esgaio, não interessa. E acabar com o absurdo de achar que qualquer jogador que aqui se destaque tem de ser vendido pela cláusula, é ver o que isso adiantou com Williams, Gélsons, Patricios, e digo o mesmo para outros não formados. Por mim qualquer proposta por 25 milhões de euros no Tugão é vender, se for muito acima da média vá 30, não me interessa medir pilinhas com rivais. Não é do nosso interesse manter jogadores contrariados nem ver todos os que sairam daqui ultimamente que flopam todos quando o nível sobe. Os adeptos têm de se deixar de endeusamentos e perceber que o nível do Tugão neste momento é inferior a uma Liga Russa, mesmo que não acreditem nisso. Cá continuarei na minha luta, mas como este tópico é sobre o Matheus hoje poupo os foristas com grandes reflexões sobre os caminhos que devemos seguir após Sábado. Isto claro respeitando aqueles que acham que isto vai ser impugnado.  :lol:

Ora nem mais. Basta ver o PSG (até este), a lançar jogadores de 18, 17 anos na equipa principal em jogos da liga, como o Timothy Weah (tem 18 anos, estreou-se em março deste ano), ou o Nkunku, num jogo da Champions. Não temos isto. Um jogador júnior nosso ficaria radiante por uma oportunidade destas. Isso serviria como um prêmio e daria um incentivo extra na captação de talentos. Mas temos medo de os lançar às feras, para "protegê-los", porque não "aguentariam a pressão".

100% de acordo.

O não apostar em jovens nos últimos anos fez com que o Sporting deixa se de ser visto como aquele clube que dava oportunidade aos miúdos,e eles deixaram de dar prioridade as nossas escolas.

Espero que exista uma autêntica revolução neste paradigma nos próximos tempos
todos unidos por um sporting melhor
Claro que não é profissional ir reclamar para o Twitter... mas estes casos nascem todos do mesmo: incompetência. Dos treinadores, leia-se. É que provavelmente o Matheus nos primeiros tempos do Chaves não se sentiu na legitimidade de reclamar o que quer que seja, porque percebia que estava claramente abaixo do seu nível, e houve confiança por parte da equipa técnica para o ajudar e eventualmente ele recuperou o nível que lhe reconheço. Mas depois chega aqui, a seguir a uma 2ª metade (talvez mais, até) assombrosa, em que foi o melhor da liga fora dos 3 grandes, na pré-época é o melhor da equipa... até que volta um jogador pior, mas que por ter custado 10M lhe tira o lugar logo. Depois nem ao banco vai... é normal que sinta que estão a gozar com ele. Com jogadores de talento a sério tudo gira à volta da qualidade e do rendimento: se eles perceberem que não estão ao nível que podem até aceitam que vão perder o lugar... mas quando estão? A carreira de um futebolista é extremamente curta - o Matheus já vai nos 22 anos - é normal que não reajam propriamente bem quando são preteridos injustamente.
Vamos ver sobre a incompetencia dos treinadores tanto faz que fosse o TotalVoeetbal em versão forcado Ribatejano ou o Jorge Lawrence da Arábia. O que é factual para mim é que tem de ser abolido o dogma da infalibilidade papal que vigora no Sporting onde os jogadores têm de estar até aos 19 anos nos Juniores, mais 2 anos na B ou Sub 23 e mais 2 anos emprestados para supostamente evoluirem. É que o Ajax não trabalha assim, o Red Bull Salzburgo não trabalha assim, O Lyon não trabalha assim, e nós por cá continuamos a achar que os jogadores só estão prontos para serem titulares no 11 aos 23 anos.

Isto quando isso devia ser a idade em que os melhores são vendidos para fora de Portugal. Chame-se Matheus, Iuri, Palhinha ou Esgaio, não interessa. E acabar com o absurdo de achar que qualquer jogador que aqui se destaque tem de ser vendido pela cláusula, é ver o que isso adiantou com Williams, Gélsons, Patricios, e digo o mesmo para outros não formados. Por mim qualquer proposta por 25 milhões de euros no Tugão é vender, se for muito acima da média vá 30, não me interessa medir pilinhas com rivais. Não é do nosso interesse manter jogadores contrariados nem ver todos os que sairam daqui ultimamente que flopam todos quando o nível sobe. Os adeptos têm de se deixar de endeusamentos e perceber que o nível do Tugão neste momento é inferior a uma Liga Russa, mesmo que não acreditem nisso. Cá continuarei na minha luta, mas como este tópico é sobre o Matheus hoje poupo os foristas com grandes reflexões sobre os caminhos que devemos seguir após Sábado. Isto claro respeitando aqueles que acham que isto vai ser impugnado.  :lol:

Ora nem mais. Basta ver o PSG (até este), a lançar jogadores de 18, 17 anos na equipa principal em jogos da liga, como o Timothy Weah (tem 18 anos, estreou-se em março deste ano), ou o Nkunku, num jogo da Champions. Não temos isto. Um jogador júnior nosso ficaria radiante por uma oportunidade destas. Isso serviria como um prêmio e daria um incentivo extra na captação de talentos. Mas temos medo de os lançar às feras, para "protegê-los", porque não "aguentariam a pressão".

100% de acordo.

O não apostar em jovens nos últimos anos fez com que o Sporting deixa se de ser visto como aquele clube que dava oportunidade aos miúdos,e eles deixaram de dar prioridade as nossas escolas.

Espero que exista uma autêntica revolução neste paradigma nos próximos tempos

A falta de aposta nos jovens por parte do Sporting CP já é antiga. Teve o seu expoente máximo com o Godinho Lopes e o recurso desenfreado ao mercado com a dispensa de tudo quanto mexia. Depois, como sempre em alturas de crise, houve um regresso à aposta na formação com o Jesualdo Ferreira. Com o regresso do Leonardo Jardim a aposta na formação voltou a reduzir e depois regressou à normalidade.

O Sporting CP não terá uma aposta estável na formação enquanto não reduzir brutalmente o número de jogadores que tem no plantel. O Sporting CP parte enfrenta esta temporada com, salvo erro, 29 jogadores no plantel principal. Alguém acredita que os jogadores dos sub-23 terão espaço para evoluir quando o plantel principal tem 29 jogadores? O habitual nos planteis do Sporting CP tem sido, exactamente, uma quantidade excessiva de jogadores no plantel principal. Jogadores esses que não têm qualquer qualidade para estar cá. Este ano vamos ter por cá gajos como o Petrovic (3ª temporada), como o Misic (2ª temporada), Marcelo, Castaignos (3ª temporada), Bruno César (4ª temporada) e outros tantos que não têm qualquer qualidade para fazer parte do plantel, absorvem salários absurdos, absorvem alguns minutos de jogo e, pior, absorvem MUITOS minutos de treino.
"O brasileiro cedido pelo Sporting no início da temporada foi titular e marcou dois golos na primeira parte, tendo sido substituído ao intervalo quando o marcador registava 11-0 a favor do Nuremberga."

Em 2/3 dias já teve mais minutos no Nuremberga que em toda a época no Sporting....enfim.

 Considerando que era um amigável contra mecos não fez não.

Mas é bom, se fizer uma excelente época no Nuremberga a próxima direcção já o conseguirá vender por 2 milhões de euros.
 É o incrível que além não admitires que estás errado, tornas tudo num ataque à administração. Delusional fuck.
Sócio 103769-0
"O brasileiro cedido pelo Sporting no início da temporada foi titular e marcou dois golos na primeira parte, tendo sido substituído ao intervalo quando o marcador registava 11-0 a favor do Nuremberga."

Em 2/3 dias já teve mais minutos no Nuremberga que em toda a época no Sporting....enfim.

 Considerando que era um amigável contra mecos não fez não.

Mas é bom, se fizer uma excelente época no Nuremberga a próxima direcção já o conseguirá vender por 2 milhões de euros.
 É o incrível que além não admitires que estás errado, tornas tudo num ataque à administração. Delusional fuck.
Mas ele está sequer errado?

Vê lá que ainda és surpreendido. Não se brinca com a incompetência das pessoas.
"O brasileiro cedido pelo Sporting no início da temporada foi titular e marcou dois golos na primeira parte, tendo sido substituído ao intervalo quando o marcador registava 11-0 a favor do Nuremberga."

Em 2/3 dias já teve mais minutos no Nuremberga que em toda a época no Sporting....enfim.

 Considerando que era um amigável contra mecos não fez não.

Mas é bom, se fizer uma excelente época no Nuremberga a próxima direcção já o conseguirá vender por 2 milhões de euros.
 É o incrível que além não admitires que estás errado, tornas tudo num ataque à administração. Delusional fuck.

Sempre seriam mais 2 milhões em relação a Doumbia.
“Um grande clube, tão grande como os maiores da Europa.”
Claro que não é profissional ir reclamar para o Twitter... mas estes casos nascem todos do mesmo: incompetência. Dos treinadores, leia-se. É que provavelmente o Matheus nos primeiros tempos do Chaves não se sentiu na legitimidade de reclamar o que quer que seja, porque percebia que estava claramente abaixo do seu nível, e houve confiança por parte da equipa técnica para o ajudar e eventualmente ele recuperou o nível que lhe reconheço. Mas depois chega aqui, a seguir a uma 2ª metade (talvez mais, até) assombrosa, em que foi o melhor da liga fora dos 3 grandes, na pré-época é o melhor da equipa... até que volta um jogador pior, mas que por ter custado 10M lhe tira o lugar logo. Depois nem ao banco vai... é normal que sinta que estão a gozar com ele. Com jogadores de talento a sério tudo gira à volta da qualidade e do rendimento: se eles perceberem que não estão ao nível que podem até aceitam que vão perder o lugar... mas quando estão? A carreira de um futebolista é extremamente curta - o Matheus já vai nos 22 anos - é normal que não reajam propriamente bem quando são preteridos injustamente.
Vamos ver sobre a incompetencia dos treinadores tanto faz que fosse o TotalVoeetbal em versão forcado Ribatejano ou o Jorge Lawrence da Arábia. O que é factual para mim é que tem de ser abolido o dogma da infalibilidade papal que vigora no Sporting onde os jogadores têm de estar até aos 19 anos nos Juniores, mais 2 anos na B ou Sub 23 e mais 2 anos emprestados para supostamente evoluirem. É que o Ajax não trabalha assim, o Red Bull Salzburgo não trabalha assim, O Lyon não trabalha assim, e nós por cá continuamos a achar que os jogadores só estão prontos para serem titulares no 11 aos 23 anos.

Isto quando isso devia ser a idade em que os melhores são vendidos para fora de Portugal. Chame-se Matheus, Iuri, Palhinha ou Esgaio, não interessa. E acabar com o absurdo de achar que qualquer jogador que aqui se destaque tem de ser vendido pela cláusula, é ver o que isso adiantou com Williams, Gélsons, Patricios, e digo o mesmo para outros não formados. Por mim qualquer proposta por 25 milhões de euros no Tugão é vender, se for muito acima da média vá 30, não me interessa medir pilinhas com rivais. Não é do nosso interesse manter jogadores contrariados nem ver todos os que sairam daqui ultimamente que flopam todos quando o nível sobe. Os adeptos têm de se deixar de endeusamentos e perceber que o nível do Tugão neste momento é inferior a uma Liga Russa, mesmo que não acreditem nisso. Cá continuarei na minha luta, mas como este tópico é sobre o Matheus hoje poupo os foristas com grandes reflexões sobre os caminhos que devemos seguir após Sábado. Isto claro respeitando aqueles que acham que isto vai ser impugnado.  :lol:

É uma pena que este post, assim como as respostas do @Ricardo Faria e do @CaptainCharisma se vão perder neste tópico, pois são excelentes e merecem muita atenção. Tenho vindo a pensar muito sobre estes assuntos, principalmente desde que os primeiros a rescindir e a querer saltar para fora foram os que jogadores que vieram da nossa academia. Não querendo defender esse aproveitamento, eu como profissional ambicioso, compreendo a decisão deles. Como tu dizes, a idade que eles começam a jogar no Sporting, é a idade que deviam estar a sair daqui para outros campeonatos, se querem tornar-se jogadores de topo. Bruno de Carvalho numa perspectiva (compreensível) de não querer vender os jogadores ao desbarato, e de querer manter os melhores, esqueceu-se deste lado da equação: não vale a pena aguentar os melhores jogadores no plantel, se eles não estão motivados para jogar o seu melhor.
"O brasileiro cedido pelo Sporting no início da temporada foi titular e marcou dois golos na primeira parte, tendo sido substituído ao intervalo quando o marcador registava 11-0 a favor do Nuremberga."

Em 2/3 dias já teve mais minutos no Nuremberga que em toda a época no Sporting....enfim.

Pelas descrições no Twitter do Nuremberga acho que também fez 2 assistências, mas não tenho a certeza :mrgreen:

Espero que sente na próxima jornada, que não o quero ver a chatear o meu Bremen. Que levem 3 ou 4 e que, depois sim, ele não saia do 11 e rebente com aquilo tudo :)

Edit: Highlights do Matheus no amigável. Pelo menos o que apareceu no resumo...
« Última modificação: Setembro 07, 2018, 17:28 pm por andredesterro »
"Se uma equipa de futebol fosse uma empresa de construção civil e o adepto comum um empreiteiro, os trabalhadores não construiriam segundo um projecto, mas trabalhariam incessantemente, colocando tijolos em tudo o que era sítio. Não haveria casa, mas ninguém os poderia acusar de não terem trabalhado." - Nuno Amado; Entredez
Acabou de passar por mim no aeroporto e pareceu-me que estava a chegar. Será que?

Enviado do meu FIG-LX1 através de Tapatalk

Sócio 87.605-0
Acabou de passar por mim no aeroporto e pareceu-me que estava a chegar. Será que?

Enviado do meu FIG-LX1 através de Tapatalk



calma. foi ao cabeleireiro.
Citar
MATHEUS PEREIRA (FC Nürnberg)
1996-05-05 (22 anos) – Extremo Direito / Esquerdo
Contrato (Junho 2022) Cl. Rescisão 60M€

Matheus Pereira viu também o seu futuro próximo definido no último dia da janela de transferências e vai ser companheiro de equipa do ex-Sporting, Ewerton.

Jogos – 0 / 0 – 0%
Minutos – 0 / 0 – 0%
Golos – 0 / 0 – 0%
Assistências – 0 / 0 – 0%
Classificação – 13º na Bundesliga / Na 2ª Eliminatória da DFB Pokal / Ainda não participou na Taça da Liga


GAG

Vai jogar a titular contra o Bremen!

EDIT: Foi substituído aos 61 minutos!
« Última modificação: Setembro 16, 2018, 15:51 pm por Xpress Magic »
”Deixe-me fazer uma nota prévia, por ser o sentimento de toda a equipa: nós não temos memória curta e, independentemente das boas ou más acções das pessoas, só temos de dedicar esta vitória ao Presidente Bruno de Carvalho, que esteve sempre connosco e nos apoiou. Somos atletas, estamos sujeitos à crítica, temos de viver com elas, e resta-nos, em campo, dar tudo pelo nosso clube” - Carlos Carneiro

"O adversário pensa que vem jogar contra 7 e encontra 2600" - Hugo Canela

Vai jogar a titular contra o Bremen!

EDIT: Foi substituído aos 61 minutos!

"Não tem capacidade" para ser convocado no Sporting, nem para fazer 1 minuto.

Mas uns dias de treino e é logo titular num jogo da Bundesliga.

Ainda existe competência no Sporting?

 :lol: :lol: :lol:
“Um grande clube, tão grande como os maiores da Europa.”
Vai jogar a titular contra o Bremen!

EDIT: Foi substituído aos 61 minutos!

"Não tem capacidade" para ser convocado no Sporting, nem para fazer 1 minuto.

Mas uns dias de treino e é logo titular num jogo da Bundesliga.

Ainda existe competência no Sporting?

 :lol: :lol: :lol:
O Sporting não é o Nuremberg!
Vai jogar a titular contra o Bremen!

EDIT: Foi substituído aos 61 minutos!

"Não tem capacidade" para ser convocado no Sporting, nem para fazer 1 minuto.

Mas uns dias de treino e é logo titular num jogo da Bundesliga.

Ainda existe competência no Sporting?

 :lol: :lol: :lol:
O Sporting não é o Nuremberg!

Serve para jogar contra o Bremen.

Não serve para jogar contra Moreirense, Feirense e Setúbal.

Adoro essa lógica.
“Um grande clube, tão grande como os maiores da Europa.”
Vai jogar a titular contra o Bremen!

EDIT: Foi substituído aos 61 minutos!

"Não tem capacidade" para ser convocado no Sporting, nem para fazer 1 minuto.

Mas uns dias de treino e é logo titular num jogo da Bundesliga.

Ainda existe competência no Sporting?

 :lol: :lol: :lol:
O Sporting não é o Nuremberg!

Serve para jogar contra o Bremen.

Não serve para jogar contra Moreirense, Feirense e Setúbal.

Adoro essa lógica.
Aposto que o Nuremberga ganhava fácil ao Sporting. E digo isto sem nunca ter visto um jogo deles.
Chat shit get banged.