AG - Reestruturação financeira aprovada por mais de 97% dos votos

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.


Fiquei algo preocupado com esta situação
Já sabíamos que existia a tal complicação com as finanças por causa da isenção mas hoje fiquei com a ideia que podia haver outro tipo de problemas com os parceiros bancários
Espero que tenha sido só impressão minha

SL

Tb fiquei com essa ideia, algo se passou.
Já somos três. Parece que passar algumas partes dos acordos para papel está complicado.
99465

Fiquei algo preocupado com esta situação
Já sabíamos que existia a tal complicação com as finanças por causa da isenção mas hoje fiquei com a ideia que podia haver outro tipo de problemas com os parceiros bancários
Espero que tenha sido só impressão minha

SL

Tb fiquei com essa ideia, algo se passou.
Já somos três. Parece que passar algumas partes dos acordos para papel está complicado.

No papel já o acordo está. Pode é ter que ver com prazos, e que certas coisas não possam ser executadas de imediato.
Mas tenho que voltar a ouvir.
És um verdadeiro Leão na Internet... mas ainda não és sócio? Muda isso num só minuto, faz-te sócio e sê uma voz activa/participativa no nosso clube! Precisamos da ajuda de todos os Sportinguistas! -> https://socionumminuto.pt

RESULTADOS E CONCLUSÕES DA AUDITORIA DE GESTÃO 1995-2013

Fiquei algo preocupado com esta situação
Já sabíamos que existia a tal complicação com as finanças por causa da isenção mas hoje fiquei com a ideia que podia haver outro tipo de problemas com os parceiros bancários
Espero que tenha sido só impressão minha

SL

Tb fiquei com essa ideia, algo se passou.
Já somos três. Parece que passar algumas partes dos acordos para papel está complicado.

4 ... Pareceu-me claramente recado pa banca, que poderá tar a dificultar a oficialização de alguns pontos previamente acordados.

Fiquei algo preocupado com esta situação
Já sabíamos que existia a tal complicação com as finanças por causa da isenção mas hoje fiquei com a ideia que podia haver outro tipo de problemas com os parceiros bancários
Espero que tenha sido só impressão minha

SL

Tb fiquei com essa ideia, algo se passou.
Já somos três. Parece que passar algumas partes dos acordos para papel está complicado.

4 ... Pareceu-me claramente recado pa banca, que poderá tar a dificultar a oficialização de alguns pontos previamente acordados.

O que me pareceu é que foi uma boca para os serviços fiscais do estado que estão a engonhar/atrasar a questão da isenção de impostos nas operações de fusão da reestruturação.
Agora depois de ver, pareceu-me ser isso, e não algo relacionado com os parceiros financeiros.
És um verdadeiro Leão na Internet... mas ainda não és sócio? Muda isso num só minuto, faz-te sócio e sê uma voz activa/participativa no nosso clube! Precisamos da ajuda de todos os Sportinguistas! -> https://socionumminuto.pt

RESULTADOS E CONCLUSÕES DA AUDITORIA DE GESTÃO 1995-2013

Fiquei algo preocupado com esta situação
Já sabíamos que existia a tal complicação com as finanças por causa da isenção mas hoje fiquei com a ideia que podia haver outro tipo de problemas com os parceiros bancários
Espero que tenha sido só impressão minha

SL

Tb fiquei com essa ideia, algo se passou.
Já somos três. Parece que passar algumas partes dos acordos para papel está complicado.

4 ... Pareceu-me claramente recado pa banca, que poderá tar a dificultar a oficialização de alguns pontos previamente acordados.

O que me pareceu é que foi uma boca para os serviços fiscais do estado que estão a engonhar/atrasar a questão da isenção de impostos nas operações de fusão da reestruturação.
Agora depois de ver, pareceu-me ser isso, e não algo relacionado com os parceiros financeiros.

Na questão da tal isenção de impostos, o presidente foi claro ... tá lá a boca mandada bem clarinha: pra outros foi rápido, e po Sporting, os mesmos serviços tão a demorar à força toda.


Mas depois, fica a sensação dum recado pa banca que, na minha leitura (e como disse atrás), pode tar a dificultar a oficialização de alguns pontos previamente acordados da reestruturação.
Li por aí, confesso que não me lembro onde, que já tinha sido aprovada a nossa isenção, é verdade?
Esforço, Dedicação, Devolução e Glória
Li por aí, confesso que não me lembro onde, que já tinha sido aprovada a nossa isenção, é verdade?

Pelo menos "o nojo" noticiou.
Isto é reestruturar, dar futuro ao Clube:

Citar
Sporting paga três vezes menos juros que os rivais

A SAD de Alvalade renegociou a dívida em 2014, numa operação que lhe permitiu baixar os custos de financiamento. Os Leões estão a pagar um juro médio de 2,41%, que compara com taxas próximas de 7% no caso dos rivais.

A reorganização financeira realizada pelo Sporting no ano passado permitiu ao clube de Alvalade obter empréstimos bancários com um "spread" de apenas 0,5%, o que reduziu de forma expressiva os custos suportados pelo clube. ...
http://www.jornaldenegocios.pt/mercados/bolsa/detalhe/sporting_paga_tres_vezes_menos_juros_que_os_rivais.html
É de pensar que o Sporting é muito grande, e que são estas coisas que valem muito para um clube. São estas coisas que trazem sportinguismo ao clube. Isto não é quantificável. Isto não são 6%, 7%... Isto é o Sporting! Isso traz coisas muito importantes ao Sporting. Fervor sportinguista, acima de tudo! - João Benedito, 20-06-2010
Isto é reestruturar, dar futuro ao Clube:

Citar
Sporting paga três vezes menos juros que os rivais

A SAD de Alvalade renegociou a dívida em 2014, numa operação que lhe permitiu baixar os custos de financiamento. Os Leões estão a pagar um juro médio de 2,41%, que compara com taxas próximas de 7% no caso dos rivais.

A reorganização financeira realizada pelo Sporting no ano passado permitiu ao clube de Alvalade obter empréstimos bancários com um "spread" de apenas 0,5%, o que reduziu de forma expressiva os custos suportados pelo clube. ...
http://www.jornaldenegocios.pt/mercados/bolsa/detalhe/sporting_paga_tres_vezes_menos_juros_que_os_rivais.html
Nem mais! :clap:
FORÇA GRANDE BRUNO CARVALHO...
Diferenças de orçamento para Benfica e FC Porto «não impedem sucesso» do Sporting

A direção do Sporting acredita que a diferença orçamental entre a sua SAD e as dos rivais Benfica e FC Porto «não pode ser impeditiva do sucesso», sendo que o projeto liderado por Bruno de Carvalho «leva o seu tempo».

Num encontro com jornalistas, a direção do clube leonino, que daqui a duas semanas cumprirá dois anos de mandato, classificou o trajeto positivo, principalmente quando comparado com o que existia antes de tomar posse.

Fonte da direção afirmou que a reestruturação financeira encontrada há dois anos teve de ser rasgada por ter "pressupostos errados" e começaram do zero.

"Chegámos e encontrámos uma reestruturação financeira que estava em cima da mesa que estava toda errada", referiu fonte oficial da direção.

O Sporting, que no primeiro semestre deste ano, fechado em dezembro, obteve um lucro de 23,7 milhões de euros, está atualmente "com a sustentabilidade garantida", sendo que o clube está agora a colmatar lacunas em vários setores de forma a "tornar-se mais profissional".

Antes da entrada da direção de Bruno de Carvalho, "a organização do Sporting era absolutamente caótica", adiantou a fonte, acrescentando que os 'leões' passaram "a ser um clube normal, apetecível e que os fornecedores respeitam".

No fundo, segundo os dirigentes do clube leonino, "o Sporting passou a ter um equilíbrio financeiro, desportivo e emocional", sem que existam "pessoas a reclamar créditos, com muitos problemas e muitas angústias" ou ordenados em atraso.

"Quando chegámos, os jogadores estavam com mais de dois meses de ordenados em atraso e poderiam ter saído, poderia ter havido uma debandada geral", frisou a mesma fonte.

Assim, o projeto "é uma aposta para continuar", já que o Sporting tem "a capacidade de tentar antecipar jovens talentos pelo mundo todo, não só na sua formação", até porque a "reestruturação teve um princípio, um meio e um fim e acabou quando foi assinada. Tudo o resto chama-se execução".

Segundo os dirigentes Sporting, "a reestruturação operacional e financeira, a melhoria do desempenho desportivo e o aumento das receitas", que quase duplicou para cerca de 33 milhões de euros, "permitiu a recuperação financeira da SAD, apresentando capitais próprios positivos e um resultado superior a 20 milhões de euros" no primeiro semestre deste ano desportivo.

Relativamente ao saldo de aquisições e vendas de passes de jogadores, o Sporting refere que, no primeiro semestre, este valor atingiu um montante positivo de 16,7 milhões de euros, com vendas de 25 milhões de euros e compras de 8,3 milhões de euros.

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=763602&utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+ddUltimas+%28As+%C3%BAltimas+not%C3%ADcias%2C+an%C3%A1lises+e+coment%C3%A1rios+%7C+Di%C3%A1rio+Digital%29
FORÇA GRANDE BRUNO CARVALHO...