"Fé no Sporting... restaurada!"

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Tal como prometido (assim não haja golpes de teatro até terça-feira), hoje posso dizer: a minha esperança foi renovada.

Reflexão: algo que em mim se foi interiorizando com a crescente possibilidade de Bruno de Carvalho ser o 42º Presidente do Sporting, foi a forma como o destino se revelou irónico. Dei comigo a concluir que, se calhar, feitas as contas, acabou por ser melhor Bruno de Carvalho não ser eleito há dois anos e apenas agora. Não sei se concordarão comigo, mas acompanhem-me no raciocinio.

Sim, o que aconteceu há dois anos foi uma noite negra, o que se viu foi praticamente um assassinato em directo, a morte da Democracia e da Liberdade no Sporting. Aquela óbvia manobra de bastidores foi surreal e extremamente dolorosa. Sim, era dispensável o espectáculo triste da violência que se seguiu, embora compreensivel pela revolta e cansaço acumulado, que perpetuou uma pálida imagem perante o país. E sim, era dispensável todo o sacrificio destes dois anos, os casos vergonhosos, a inédita nódoa no Sporting com o cenário de teias corruptas por intermédio Desse De Quem Já Não Vale Pena Falar, às humilhantes derrotas e classificações na tabela, ao trágico acumular de passivo.

Mas se pensarmos bem, ao mesmo tempo, isto tudo não só foi apenas uma sequência lógica para tamanha e evidente incompetência de Godinho e seus pares.. felizmente lógica, porque se por algum milagre um titulo caisse do céu apenas mascaria e prolongaria a agonia de fundo... como também foi um grande mal necessário para que muitos (mais) Sportinguistas, os suficientes pelo menos, abrissem os olhos e percebessem o que era a Continuidade e desejassem o fim da dita.

Acho que, indispensável para esse abrir de olhos, se tornou este Fórum. Discute-se ainda a sua influência ou não no Universo Leonino, mas o que é certo é que, desta vez, foi notória que a "guerrilha" dos chatos "terroristas" teve um epicentro claro que se tornou um belo tsunami pelas restantes redes sociais, saindo daqui também o Movimento Dar Rumo ao Sporting, que, todos juntos, permitiram iniciar a necessária Revolução para devolver o Sporting aos Sportinguistas. Estou orgulhoso de ter pertencido a essa era.

E chega assim à cadeira do saudoso João Rocha, um novo Presidente. Novo em idade, em forma de estar, em ideias. Mas não é apenas uma questão de ruptura ou de mais competência, sempre foi e sempre será uma questão de Liderança. A partir da próxima quarta-feira estarão os dados lançados para que Bruno de Carvalho comprove aquilo que transpareceu nestes dois anos aos sócios que acreditaram nele. Terá tempo e terá mais contenção, porque também a sua margem de manobra mudou nestes dois anos. O ponto sem retorno esta próximo, e no horizonte há sempre a possibilidade de não ser esta a nossa "salvação", mas vale a pena tentar não morrer com esta esperança final, do que estar condenado à morte certa com mais do mesmo.

Mas... sem ilusões e sem milagres. Haverá falhas, momentos e decisões menos boas. Deveremos ser preocupados e cautelosos, porque este momento delicado assim o exige. Deveremos ser exigentes, porque até Bruno de Carvalho assim o referiu e assim o espera. Mas não devemos ser injustos, nem invejosos, nem vacilar á primeira contrariedade. Não sejamos hipócritas, desde a noite passada, muitos arrumaram as facas, mas antes afiaram-nas para as espetarem á primeira oportunidade e como tal não espero que o Sporting perca essa infeliz realidade de ter adeptos "diferentes" e "realezas" mesquinhas (vocês sabem que eles são) que, lá está, preferem colocar-se a si em destaque em vez de pensarem no melhor para o Sporting.

Os primeiros sinais são positivos. Adorei ver um Bruno de Carvalho misturado e abraçando no meio dos sócios e adeptos, como se fosse (porque é) um deles, um dos nossos. Impensável uma cena dessas com os individuos que presidiram nestes últimos 20 anos. Gostei de ver um subalterno de Bruno de Carvalho, o Inácio, a falar num "Sporting a uma só voz", puxando a responsabilidade dessa Voz ao Presidente Bruno de Carvalho. A mudança terá de ocorrer através destas pequenas coisas. O resto, o sucesso virá por acréscimo. Esperemos todos nós, para bem desta Centenária instituição, que merece ser (mais) feliz.
« Última modificação: Março 24, 2013, 13:29 pm por Gustavo »
O Porco paga para roubar. Ao Carnide basta-lhes pedir. Ambos corruptos, se um mais, outro menos, pouco importa. O GRANDE prejudicado somos nós, sempre nós!