Andebol 2011/2012

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Com esta contratação do Daniel Muresan e com a mais do que provável vinda do sérvio lateral esquerdo ficaremos como se diz na gíria com dois "mocas" que decerto aumentarão em muito o nosso poder de fogo.
Se a sorte nos ajudar, como por exemplo o núemro de lesões que tem sido mais do que a conta, estou confiante num bom desempenho.
Claro que o óptimo seria mais um canhoto de nível num lado que me parece mais "coxo", mas as regras do orçamento assim o ditam. Pelo que depreendo ainda falta a contratação de um pivot, guarda-redes e provavelmente de um central. Vamos esperar pelo que nos reserva o futuro.
Com esta contratação do Daniel Muresan e com a mais do que provável vinda do sérvio lateral esquerdo ficaremos como se diz na gíria com dois "mocas" que decerto aumentarão em muito o nosso poder de fogo.
Se a sorte nos ajudar, como por exemplo o núemro de lesões que tem sido mais do que a conta, estou confiante num bom desempenho.
Claro que o óptimo seria mais um canhoto de nível num lado que me parece mais "coxo", mas as regras do orçamento assim o ditam. Pelo que depreendo ainda falta a contratação de um pivot, guarda-redes e provavelmente de um central. Vamos esperar pelo que nos reserva o futuro.

Com o Radojevic e o Muresan parece que ganhamos de facto poder de remate, com o Fábio em forma e o Rui Silva a explodir acho que ficamos bem servidos, apesar que, de facto faltará mais um canhoto ...  nem que fosse o David Graça por exemplo, que se adaptaria tanto a lateral como na ponta. é que com 3 opções para a direita e estando o João Pinto mais vezes lesionado do que operacional, esperamos que não seja escasso.   Com o Radojecic, Museran e João Pinto II , o central já não virá . O Fernando Nunes disse que viriam 5 reforços  ...   só se prescindirem do guarda redes... para pivot espero que venha o João Antunes ... e já vem com um ano de atraso ...     
Com esta contratação do Daniel Muresan e com a mais do que provável vinda do sérvio lateral esquerdo ficaremos como se diz na gíria com dois "mocas" que decerto aumentarão em muito o nosso poder de fogo.
Se a sorte nos ajudar, como por exemplo o núemro de lesões que tem sido mais do que a conta, estou confiante num bom desempenho.
Claro que o óptimo seria mais um canhoto de nível num lado que me parece mais "coxo", mas as regras do orçamento assim o ditam. Pelo que depreendo ainda falta a contratação de um pivot, guarda-redes e provavelmente de um central. Vamos esperar pelo que nos reserva o futuro.

Com o Radojevic e o Muresan parece que ganhamos de facto poder de remate, com o Fábio em forma e o Rui Silva a explodir acho que ficamos bem servidos, apesar que, de facto faltará mais um canhoto ...  nem que fosse o David Graça por exemplo, que se adaptaria tanto a lateral como na ponta. é que com 3 opções para a direita e estando o João Pinto mais vezes lesionado do que operacional, esperamos que não seja escasso.   Com o Radojecic, Museran e João Pinto II , o central já não virá . O Fernando Nunes disse que viriam 5 reforços  ...   só se prescindirem do guarda redes... para pivot espero que venha o João Antunes ... e já vem com um ano de atraso ...     

Já tinha falado no nome dele.
Era para mim uma excelente aquisiçao.
Um regresso a casa.

SL
Citar
João Paulo Pinto renovou

O jogador de andebol do Sporting, João Paulo Pinto, renovou o seu vínculo contratual com o Clube por mais dois anos, com mais um de opção. João Paulo Pinto regressa assim a Alvalade, depois de ter estado cedido por empréstimo ao S. Bernardo.
Boa medida! :great:

Temos os dois melhores marcadores dos dois últimos campeonatos no plantel. A saber: Rui Silva e João Pinto II.
E pronto, já temos duas entradas no plantel confirmadas oficialmente.

Um lateral para cada lado. Falta alguém para o lado direito, um pivot e um central... Diria eu que são as prioridades. Para 3º GR optava pelo dos júniores porque o orçamento não deve dar para tudo.
Campo Grande paga a traidores.
No site com essa noticia aparece a foto do João pinto e não do João Pinto II  :lol: :lol:
“Para mim, o Sporting é como uma mulher que se ama logo à primeira vista. Um homem pode conhecer várias mulheres, mas há sempre ‘aquela’, a especial. Independentemente de ficarmos com ela ou não, lembramo-nos dela para sempre!” De Franceschi
A confirmar-se o reforço das lacunas ainda pendentes, por forma a melhorar e equilibrar o plantel, relativamente ao ano findo, começo a ter um pouco mais de esperança numa melhor época desportiva.

No entanto, apesar de ter apreciado imenso as primeiras exibições da equipa, comandada por Pokrajac, o certo é que o ataque sempre o achei demasiado preso de movimentos.
Espero que tenha sido por falta de opções, mas cheguei a ler que o treinador dava muita liberdade, e que alguma "improvisação" faziam parte da sua doutrina.

Num  andebol cada vez mais mecanizado e táctico (mas obviamente aberto às individualidades) espero que a nova época traga um Sporting mais concretizador, virado para o espectáculo, e não a continuidade de um andebol mastigado, quase só com a defesa/contra-ataque como arma.
Até agora contratações/regressos confirmadas(dos) pelo Sporting (site e jornal), foram o Daniel Muresan e o João Pinto II.
Sporting renova com João Pinto
O lateral direito João Pinto, de 29 anos, renovou esta quinta-feira o seu vínculo ao andebol do Sporting por mais duas épocas, com uma de opção.

Na última época, o atleta não fez parte das opções leoninas e esteve ao serviço do São Bernardo. Na próxima temporada volta a Alvalade, onde está desde 2007/08.

O internacional português iniciou a sua formação, e cimentou-a, na outra margem do Tejo: começou a carreira no Futebol Clube Torrense, passou para o Ginásio do Sul, depois para o Vitória de Setúbal, chegando ao Belenenses como sénior.

Na temporada 2009/10, foi um dos atletas que conquistou a Taça Challenge pelo Sporting, primeiro troféu europeu do andebol português.

Esta é a segunda renovação dos leões, que já tinham garantido Hugo Rocha, que já se reforçaram com o lateral Daniel Muresan. Bosko Bjelanovic, que era capitão de equipa, rumou ao Madeira SAD e o pivot Carlos Galambas terminou a carreira.

Enfim que falta de rigor. Caso não saibam o João pinto da foto e da noticia o ano passado esteve no Sporting. O joão pinto que renovámos foi o jogador que esteve cedido ao São Bernardo e não tem 29 anos enfim  :sick: :wall: :wall:
“Para mim, o Sporting é como uma mulher que se ama logo à primeira vista. Um homem pode conhecer várias mulheres, mas há sempre ‘aquela’, a especial. Independentemente de ficarmos com ela ou não, lembramo-nos dela para sempre!” De Franceschi
Num  andebol cada vez mais mecanizado e táctico (mas obviamente aberto às individualidades) espero que a nova época traga um Sporting mais concretizador, virado para o espectáculo, e não a continuidade de um andebol mastigado, quase só com a defesa/contra-ataque como arma.

Eu acho que o andebol está cada vez menos táctico e colectivo e cada vez mais individual, ou seja, hoje em dia privilegia-se o ataque individual de cada jogador e as acções dependem todas do que cada jogador faz individualmente, é um andebol de "acção, reacção" em que cada jogador joga em função da acção anterior do colega portador da bola. O andebol está cada vez mais rápido e também menos colectivo, e as jogadas combinadas acontecem cada vez menos, excepto no inicio do ataque, em que acontecem uma ou outra entrada a segundo pivot ou uma troca de posição, mas isso é apenas para dar inicio ao ataque.

Desculpem o  :offtopic:
Desculpem a ignorância, mas qual é a posição do João Pinto II, que acabámos de renovar contracto?
"Doubt is only removed by action. If you're not working then that's where doubt comes in"
Desculpem a ignorância, mas qual é a posição do João Pinto II, que acabámos de renovar contracto?

Lateral esquerdo ou eventualmente central.
Citação de: O Último dos Leões em Junho 09, 2011, 15:46 pm
Desculpem a ignorância, mas qual é a posição do João Pinto II, que acabámos de renovar contracto?

Lateral esquerdo ou eventualmente central.

Obrigado.  :great:


Estive a ver o plantel do Andebol, no site do Sporting e reparei que estavam lá uns jovens jogadores que não me lembro de ter visto jogar na época passada. Os jogadores são: Ricardo Barrão, Pedro Siqueira, Diogo Godinho e Carlos Siqueira.

Suponho que eles acabaram por ser emprestados. Têm qualidade para voltar ao Sporting?

http://www.sporting.pt/Modalidades/Andebol/andsen_plantel.asp
« Última modificação: Junho 09, 2011, 16:02 pm por Frederico Vieira »
"Doubt is only removed by action. If you're not working then that's where doubt comes in"
Num  andebol cada vez mais mecanizado e táctico (mas obviamente aberto às individualidades) espero que a nova época traga um Sporting mais concretizador, virado para o espectáculo, e não a continuidade de um andebol mastigado, quase só com a defesa/contra-ataque como arma.

Eu acho que o andebol está cada vez menos táctico e colectivo e cada vez mais individual, ou seja, hoje em dia privilegia-se o ataque individual de cada jogador e as acções dependem todas do que cada jogador faz individualmente, é um andebol de "acção, reacção" em que cada jogador joga em função da acção anterior do colega portador da bola. O andebol está cada vez mais rápido e também menos colectivo, e as jogadas combinadas acontecem cada vez menos, excepto no inicio do ataque, em que acontecem uma ou outra entrada a segundo pivot ou uma troca de posição, mas isso é apenas para dar inicio ao ataque.

Desculpem o  :offtopic:

Acho precisamente o contrário, mas não vou estar a especificar, até porque a minha especialidade é o basket.
No entanto, como seguidor atento da maioria dos desportos colectivos, sei que passa ao lado do leigo todo o trabalho táctico por trás de determinadas acções.
Movimentações que por vezes parecem espontâneas, estão treinadas e mecanizadas, ao ínfimo pormenor.
Nem teria qualquer lógica ser de outro modo.

Apesar disto, são opiniões...e cada um tem direito a ter a sua.

 :great:

SL

fim de  :offtopic:
Num  andebol cada vez mais mecanizado e táctico (mas obviamente aberto às individualidades) espero que a nova época traga um Sporting mais concretizador, virado para o espectáculo, e não a continuidade de um andebol mastigado, quase só com a defesa/contra-ataque como arma.

Eu acho que o andebol está cada vez menos táctico e colectivo e cada vez mais individual, ou seja, hoje em dia privilegia-se o ataque individual de cada jogador e as acções dependem todas do que cada jogador faz individualmente, é um andebol de "acção, reacção" em que cada jogador joga em função da acção anterior do colega portador da bola. O andebol está cada vez mais rápido e também menos colectivo, e as jogadas combinadas acontecem cada vez menos, excepto no inicio do ataque, em que acontecem uma ou outra entrada a segundo pivot ou uma troca de posição, mas isso é apenas para dar inicio ao ataque.

Desculpem o  :offtopic:

Acho precisamente o contrário, mas não vou estar a especificar, até porque a minha especialidade é o basket.
No entanto, como seguidor atento da maioria dos desportos colectivos, sei que passa ao lado do leigo todo o trabalho táctico por trás de determinadas acções.
Movimentações que por vezes parecem espontâneas, estão treinadas e mecanizadas, ao ínfimo pormenor.
Nem teria qualquer lógica ser de outro modo.

Apesar disto, são opiniões...e cada um tem direito a ter a sua.

 :great:

SL

fim de  :offtopic:

Mas olha que eu não sou leigo nenhum e basta veres um jogo do campeonato espanhol ou alemão para corroborares a minha opinião.


SL
Num  andebol cada vez mais mecanizado e táctico (mas obviamente aberto às individualidades) espero que a nova época traga um Sporting mais concretizador, virado para o espectáculo, e não a continuidade de um andebol mastigado, quase só com a defesa/contra-ataque como arma.

Eu acho que o andebol está cada vez menos táctico e colectivo e cada vez mais individual, ou seja, hoje em dia privilegia-se o ataque individual de cada jogador e as acções dependem todas do que cada jogador faz individualmente, é um andebol de "acção, reacção" em que cada jogador joga em função da acção anterior do colega portador da bola. O andebol está cada vez mais rápido e também menos colectivo, e as jogadas combinadas acontecem cada vez menos, excepto no inicio do ataque, em que acontecem uma ou outra entrada a segundo pivot ou uma troca de posição, mas isso é apenas para dar inicio ao ataque.

Desculpem o  :offtopic:

Acho precisamente o contrário, mas não vou estar a especificar, até porque a minha especialidade é o basket.
No entanto, como seguidor atento da maioria dos desportos colectivos, sei que passa ao lado do leigo todo o trabalho táctico por trás de determinadas acções.
Movimentações que por vezes parecem espontâneas, estão treinadas e mecanizadas, ao ínfimo pormenor.
Nem teria qualquer lógica ser de outro modo.

Apesar disto, são opiniões...e cada um tem direito a ter a sua.

 :great:

SL

fim de  :offtopic:

Mas olha que eu não sou leigo nenhum e basta veres um jogo do campeonato espanhol ou alemão para corroborares a minha opinião.


SL

Eu não disse que eras leigo.   ;) Disse que passa ao lado dos leigos determinadas acções que parecem casuais .

Eu vejo imenso andebol internacional....desde há perto de 35 anos, e sei a evolução que sofreu.
Vi, desde criança, o campeonato espanhol....e longe vão os tempos do grande Cecílio Alonso, no Atl. Madrid!!!

Por acompanhar a modalidade há tanto tempo,  com a particularidade de sempre me ter preocupado, graças aos muitos anos como treinador de basket, com a vertente táctica de todas as modalidades, é que me sinto à vontade para dar a minha opinião,mas sem querer impingi-la a quem quer que seja.

Abç     :great:
Os campeonatos espanhol e alemao sao considerados os melhores porque teem normalmente os melhores jogadores. O tendo os melhores jogadores, e' natural que o individual acabe por superar o colectivo. Estamos a falar de equipas com orçamentos de 7 ou 8 milhoes de euros.

Partilho da opiniao do sevenn. Acho que existe jogo colectivo mas disputado a alta velocidade... Mas se virmos equipas francesas como o Montpellier, mesmo que vivendo de acçoes individuais como o Karabatic, existe mais cultura tactica e o mesmo se aplica 'a escola da ex-Jugoslavia ou paises nordicos.

Basta recordar uma entrevista que o Aleksander Donner deu ha' uns tempos quando disse que discordava da saida de atletas nacionais para Espanha pois achava que la' apenas iam facturar e nao iam aprender face ao tipo de jogo praticado naqueles campeonatos.


Parece que o Joao Antunes se vai mudar para o Madeira Sad.
Andamos a dormir na forma.

SL
Alguém sabe como ficou, ou a que horas é a final de andebol em juniores?

Tópico errado, peço desculpa :x
« Última modificação: Junho 12, 2011, 14:05 pm por Letista »