Futsal de volta às exibições do ano anterior!

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Infelizmente perdemos com o Benfica (3-4) e perdemos bem. A equipa esteve sempre muito nervosa, enquanto o Benfica foi mais esclarecido. Tambem nos faltou a pontinha de sorte nos momentos cruciais. Dois dos nossos jogadores que estiveram no mundial (Zezito e Gonçalo) mostraram que ainda naõ recuperaram desse esforço. Enfim um mau resultado, mas como ainda há muito campeonato para jogar e playoff, está longe de estar decidido.
Informação completa do site do SCP:

Citar
Futsal: Sporting, 3 – Benfica, 4
O Sporting perdeu por 4-3 frente ao Benfica, num jogo em que os “leões” pecaram sobretudo pela falta de eficácia no ataque. Os pupilos de Paulo Fernandes dominaram grande parte do jogo, remataram muito, mas também faltou uma pontinha de sorte.

As bancadas do Pavilhão Paz e Amizade em Loures encheram-se de adeptos de ambas as equipas, ou não estivesse a ser disputado mais um derby. O Sporting não entrou bem na partida, mas a partir dos primeiros sete minutos conseguiu começar a criar lances de perigo para a baliza encarnada. Os “leões” remataram muito durante o primeiro tempo, mas não conseguiram concretizar, até porque o guardião encarnado realizou uma boa exibição. Quando tudo apontava para o golo verde e branco, foi o Benfica que se adiantou no marcador a poucos segundos para o final do primeiro tempo.

A segunda parte iniciou-se praticamente com o segundo tento da equipa encarnada. Os “leões” acabaram por perder alguma da concentração e sofreram mais dois golos. A perderem por 4-0, os pupilos de Paulo Fernandes ainda conseguiram reduzir a desvantagem para 4-3, mostrando uma grande capacidade de combativa, num jogo que chegou a ser demasiadamente viril por parte dos jogadores do Benfica. Este resultado negativo tem um sabor de injustiça, porque a equipa verde e branca não merecia sair como derrotada.

Ficha de jogo
Local: Pavilhão Paz e Amizade
Árbitros: Pedro Paraty e Abílio Bessa
Sporting: João Benedito, Bruno Cardoso, João Pires, Zezito, Bibi, João Marçal, Miguel Fernandes, Gonçalo Alves, Deo (1), Israel (1), Paulinho (1) e Bebé.
Treinador: Paulo Fernandes

Resultado injusto dadas as oportunidades que tivémos para marcar. Contudo, concordo com o Moura. Estivemos muito desconcentrados e quando acordámos já era tarde. Detesto perder com aqueles piolhosos! :twisted:
Vítor Damas (1947-2003)

2 Campeonatos Nacionais (69/70 e 73/74)
3 Taças de Portugal (70/71, 72/73 e 73/74)
1º e 3º golos do glórias foram ilegais, no 1º não há falta e ne segundo há falta sobre o fesa do Sporting, ainda ficou uma falta por marcar no último segundo que dava um livre directo, enquanto esteve 0-0 o Sporting foi superior, depois de sofrer o primeiro e ilegal golo a equipa enervou-se e só nos últimos minutos de jogo se voltou a encontrar, precisamente de pois de reduzir para 1-4! :?
Hoje como sempre, tenho o FórumSCP na mente e o Sporting Clube de Portugal no coração!
Sinceramente, vi o jogo e fiquei pior que estragada porque detesto perder com aqueles fulanos seja no que for. No entanto, apesar dos inúmeros remates e de nos ter faltado um pouco de sorte, também reconheço que o resultado acaba por ser justo, porque o benfas foi a equipa que menos erros cometeu. Ainda assim, fica um sabor um pouco amargo, porque apesar dos nosso erros, estivémos muito perto de conseguir um resultado mais positivo.
Eles que se inchem com as vitórias nestes jogos, desde que os campeonatos fiquem para nós... :roll:  :wink:
Em janeiro vem a desforra  :twisted:

Mais 2 segundos e era assinalado um livre directo por agressão ao deo, e poderiamos igualar a partida.

O Sporting no cômputo geral foi mais forte, mas o benfica mais eficaz. Falhamos muito, e muito. Não custumamos falhar assim.
Força Sporting!
Dois novos reforços para a equipa de futsal, ambos brasileiros, conforme noticia o nosso site:

Citar
Futsal: “Andrezinho” e "Chupeta” assinaram contrato
“Conquistar muitos títulos”
 
Os futsalistas brasileiros “Andrezinho” e “Chupeta” chegaram a Lisboa ao fim da manhã de terça-feira e já treinaram com a equipa do Sporting. Os jogadores assinaram contrato com a validade de época e meia, ou seja, até ao fim de Junho de 2006.
 
“As negociações foram tranquilas e não foi dificil chegarmos a um entendimento. Entendi que tinha chegado a minha hora de vir para a Europa. Aconteceu o convite do Sporting e cá estou, disposto a vencer e a ajudar a equipa na conquista de muitas e muitas vitórias, como seja a renovação do título”, disse-nos “Andrezinho”, um ala/pivot de 24 anos de idade, natural de São Paulo e já uma “carteira” de emblemas bem recheada: em Espanha, representou o Cartagena e o Múrcia. No seu país natal defendeu as cores do São Paulo, Palmeiras e Corintians.
 
“A vontade de sair do Brasil e as boas e elogiosas informações dadas pelo Evandro, influiram na decisão de aceitar a proposta do Sporting, um clube muito conhecido no meu país. Daqui em diante, quero fazer um bom trabalho, conquistar muitas alegrias e deemonstar às pessoas que tenho valor para estar num clube tão grandioso”, referiu “Chupeta”, quatro anos mais novo do que o seu compatriota, nascido e criado em São Paulo e normalmente utilizado no posto específico de fixo.
 
Texto: António Ramos
Foto: Pedro Cruz
Vítor Damas (1947-2003)

2 Campeonatos Nacionais (69/70 e 73/74)
3 Taças de Portugal (70/71, 72/73 e 73/74)
Chupeta? :lol:

Vamos ter mama!!! 8)

eheheh!!! :D

Agora a sério, um deles é miúdo e tem muita margem para progredir, o outro já jogou na europa, nomeadamente em Espanha, tem algum cartel vamos ver se ajudam no arranque para mais um título! :arrow:
Hoje como sempre, tenho o FórumSCP na mente e o Sporting Clube de Portugal no coração!
Para além de reforçarem o poderio da equipa a nível interno, parece-me que é uma aposta forte para tentar o melhor possível na 2ª fase da Uefa Futsal Cup. Penso que poderão jogá-la, embora não tenha a certeza.
Vítor Damas (1947-2003)

2 Campeonatos Nacionais (69/70 e 73/74)
3 Taças de Portugal (70/71, 72/73 e 73/74)
Se vieram do Brasil e não actuavam na Europa, podem ser inscritos...

Mas o que realmente gostei foi da renovação do Benedito, apesar desta época estar uns furos abaixo do que nos habituou (mal habituados é um facto)
"Recordo o que disse numa AG no mandato anterior. Estou disposto a dar o meu tempo, vida e alma ao Sporting, mas têm de estar comigo. Nos últimos dois anos tive duas hipóteses: ou me juntava aos interesses ou a vocês. Escolhi juntar-me a vocês."
Bruno de Carvalho, 17 de Fevereiro de 2018
Desde que sejam bons reforços é o que me interessa! :wink:
Sporting vence Freixieiro por 3-2,depois de estar a perder por 2-0. :lol:
๑۩۞۩๑¥kâr§âñ¥๑۩۞۩๑


http://a.imageshack.us/img691/5996/contra10.jpg
Faz-te sócio do Sporting Clube de Portugal: http://www.sporting.pt/Socios/Inscricao/socios_packsocioinscricao.asp
Foi uma vitória arrancada a ferros. Tal como no jogo com o Benfica fomos demasiado ansiosos e há jogadores que estão longe do seu melhor como o Gonçalo por exemplo. De qualquer maneira a garra destes jogadores é notável, tal como tem sido apanágio no futsal do nosso clube. Se todos os nossos jogadores do futebol tivessem esta garra, certamente estariamos à frente do campeonato.
Informação completa do site oficial:

Citar
06-01-2005
Futsal: Sporting, 3 – Freixieiro, 2

O Sporting venceu o Freixieiro por 3-2, em jogo em atraso da nona jornada do Campeonato Nacional. Com esta vitória os “leões” aproximaram-se do primeiro lugar, estado agora a apenas um ponto do Benfica.

O Sporting teve sempre o ascendente do jogo, mas chegou a estar a perder por 2-0. A equipa verde e branca sentiu muitas dificuldades no ataque, devido à boa exibição da defesa do Freixieiro, que é a menos batida do Campeonato.

No segundo tempo o Sporting tomou o controle das operações, atacou com eficácia e a reviravolta no resultado era previsível. Já quase no fim da partida, o técnico do Sporting arriscou tudo e a táctica resultou. Os “leões” acabaram por vencer por 3-2, num jogo que foi muito disputado e muito táctico.

Ficha de jogo
Local: Pavilhão Paz e Amizade
Árbitros: Ricardo Eufrásio e Luís Marques (Coimbra)
Sporting: João Benedito, Bibi, Gonçalo Alves, Israel (1), Eduardo Miguel Fernandes (1), Deo, João Marçal (1), João Pires e Paulinho
Treinador: Paulo Fernandes
Vítor Damas (1947-2003)

2 Campeonatos Nacionais (69/70 e 73/74)
3 Taças de Portugal (70/71, 72/73 e 73/74)
Do site: http://www.futsalportugal.net



Numa partida que ficou, a nível qualitativo, de espectacularidade e emotividade, aquém das expectativas, o Sporting acabou por ser mais feliz e viu premiada a sua perseverança e assumpção pelo risco, dando a volta nos últimos instantes com Paulinho como GR avançado, mesmo depois de ter chegado ao 2-2.

 

O Freixieiro também podia ter levado os três pontos para Matosinhos, mas o desperdiçar de algumas oportunidades flagrantes em contra ataque e a má adaptação defensiva ao quinto jogador do adversário acabou por deitar tudo a perder.



O Sporting alinhou com: João Benedito, Israel, Gonçalo, Miguel e Bibi.

Jogaram ainda: João Marçal, Deo, João Pires e Paulinho.

 

O Freixieiro alinhou com: Sandro, Ivan, Pedro Nova, Luís e Mide.

Jogaram ainda: Formiga, Miguel Mota, João Leite e Miguel Ângelo.

 

Golos: 0-1 Ivan; 0-2 Miguel Mota; 1-2 Miguel Fernandes; 2-2 Israel; 3-2 João Marçal.

 

Comentário

A partida começou muito repartida e a disputar-se a um ritmo muito calmo, com o Sporting a ter mais a iniciativa de jogo, a pressionar mais à frente, e o Freixieiro a resguardar-se mais na sua meia quadra e a explorar o jogo de pivot de Mide. Se por um lado, Israel começou por ser a peça mais influente do Sporting, por outro Ivan, a partir dos cinco minutos, começou a tomar conta do jogo da sua equipa, principalmente com os seus remates portentosos de meia distância, chegando mesmo à vantagem aos 7m, num “tiro” de Ivan.

 

O Sporting procurou reagir, mas fê-lo de uma forma algo desgarrada e batendo invariavelmente na bem estruturada defesa matosinhense, acabando por sofrer mesmo o segundo golo, em novo canto estudado do Freixieiro, por intermédio de Miguel Mota.

Os leoninos passaram a deter ainda mais o controlo da posse de bola, perante um Freixieiro que se mostrava muito confortável com a forma como decorria a partida, com o adversário a desgastar-se em posse de bola, com muita movimentação, mas sem criar desequilíbrios junto à sua área, muito por culpa da sua qualidade defensiva, individual e colectiva, conseguindo pressionar muito bem o portador da bola e trocando bem defensivamente, principalmente por intermédio de Ivan, que sucessivamente ficava como último homem.

 

Nos últimos minutos da primeira parte, o Sporting, também num canto saído de laboratório, conseguiu reduzir, ganhando um novo ânimo para a segunda parte, após uns primeiros vinte minutos em que as oportunidades escassearam e em que o Freixieiro foi mais eficaz e demonstrou maior tranquilidade.



A segunda parte começou com o Sporting a pressionar muito alto, na linha um, obrigando o Freixieiro a perder muito cedo a posse de bola, já que este, ao contrário do que foi habitual noutras épocas, optava por sair de pressão de forma mais segura, colocando a bola longe da sua baliza, embora muitas vezes para o adversário.

 

Aos poucos, o Sporting foi jogando mais rápido e começou a roubar algumas bolas aos matosinhenses, conseguindo sair em ataques rápidos bem perigosos e característicos dos comandados por Paulo Fernandes, mas ao mesmo tempo abria alguns espaços na sua retaguarda, que o Freixieiro ameaçava aproveitar.

 

Nos últimos 10 minutos, pairava a sensação de que o golo estava perto de acontecer em qualquer uma das balizas, já que o Sporting arriscava tudo, conseguiu por vezes, na meia distância, criar algum frisson, e o Freixieiro, em contra ataque, criava situações de superioridade numérica bem perigosas.

 

A 3 minutos do fim, o técnico leonino arriscou tudo e lançou Paulinho como GR, de modo a que este se tornasse no quinto homem no ataque, quando em posse de bola e foi assim que acabou por chegar ao empate, num golo de Israel.

Apesar de ter chegado ao empate, Paulo Fernandes continuou a apostar em Paulinho como GR avançado e acabou por ser feliz, já que João Marçal, a 50 segundos do fim, fez o golo da vitória. É caso para dizer que o treinador do Sporting arriscou e petiscou, alcançando os três pontos.

 

A vitória acabou por surgir para a equipa que jogou sempre com maior risco, pressionando mais à frente e jogando mais tempo em posse de bola, também por ter estado quase todo o jogo em desvantagem. O Sporting acreditou até ao fim, e acabou por ser feliz, já quando jogava com GR avançado, sendo premiado pela sua perseverança e esforço mental e físico.

O Freixieiro, e diga-se em abono da verdade, apesar de ter jogado de forma mais retraída, também podia ter saído de Loures com os três pontos, já que esteve em vantagem até perto do fim da partida e dispôs de oportunidades para aumentar o marcador, essencialmente em contra ataque. A má adaptação ao adiantamento do quinto homem do adversário acabou por deitar tudo a perder.



Filme do Jogo

Minuto 1 – Excelente passe picado de Gonçalo para a ala esquerda onde apareceu Israel a dar a trabalho a Sandro.

 

Minuto 3 – Israel voltou a mostrar-se, ao ganhar um ressalto na área adversária, barrando porém, de novo, na boa oposição do GR contrário.

 

Minuto 4 – Boa paralela de Mide, a aproveitar passe de Ivan, rematando depois ao lado, quando estava descaído sobre a direita.

 

Minuto 5 – Iniciativa individual fantástica de Ivan, disparando de meia distância fortíssimo para uma defesa extraordinário de João Benedito.

 

Minuto 8 – Canto estudado do Freixieiro, bem aproveitado por Ivan, que, desta feita, não deu hipóteses a João Benedito, atirando um autêntico míssil à baliza contrária, fazendo o 0-1.

 

Minuto 11 – Novo canto ensaiado dos matosinhenses, desta feita contando com a colaboração da defensiva leonina, a resultar no seu segundo golo, depois de passe de Formiga directo para o 2º poste onde apareceu Miguel Mota a encostar facilmente.

 

Minuto 17 – Mais um canto estudado, desta vez dos leões, com João Pires a atrair dois adversários e a deixar o esférico para a entrada de Miguel nas suas costas, que reduziu para 1-2.

 

Minuto 19 – Contra ataque do Freixieiro, com Mide a demorar muito tempo na ala direita e a permitir a intercepção do seu remate por parte de Bibi, em grande esforço.



Minuto 24 – Mide ficou estendido na meia quadra adversária a pedir uma falta inexistente e o Sporting quase aproveitava a vantagem numérica por intermédio de João Pires, não fosse a excelente estirada de Sandro.

 

Minuto 25 – Mais um contra ataque dos leões, com Israel a surgir solto na ala esquerda e a rematar perigosamente ao lado, com Sandro batido.

 

Minuto 28 – Excelente combinação ofensiva do Freixieiro, com Mide a solicitar a entrada pelo meio da quadra de Miguel Ângelo que, completamente isolado não conseguiu bater João Benedito, que se prostrou muito bem à entrada da área.

 

Minuto 30 – Contra ataque do Freixieiro, com João Leite a Luís a disporem de oportunidades flagrantes para aumentar o marcador, mas a desperdiçarem-nas incrivelmente.

 

Minuto 32 – Perda de bola de Gonçalo, com Luís a sair isolado frente a João Benedito, voltando o GR sportinguista a opor-se bem, com dupla de arbitragem a entender que este jogou com as mãos fora da área, ficando a dúvida se quando defendeu o esférico (aqui claramente dentro da área) se quando a recuperou posteriormente. Tendo assinalado a falta, deveria ter mostrado um cartão (vermelho no primeiro caso e amarelo no segundo) ao jogador leonino, o que não aconteceu.

 

Minuto 33 – Por duas vezes os leões estiveram perto de igualar, mas os desvios de Bibi e Miguel Fernandes não levaram o caminho do certo.

 

Minuto 35 – Contra ataque do Freixieiro, com Mide a optar por individualizar o lance, sendo bem anulado por João Marçal, que lhe encurtou muito o ângulo de remate.

 

Minuto 37 – Bem trabalhado pelo ataque leonino, conseguindo descobrir Deo no centro da área que, apertado, rematou fraco para a defesa de Sandro.

 

Minuto 38 – Jogada algo confusa junto à área do Freixieiro, com Israel a ser o mais esclarecido e a rematar dentro da área, fazendo o 2-2.

 

Minuto 39 – A jogar com GR avançado, o Sporting acabou por chegar à vitória, com Deo a trabalhar bem na direita e solicitar a entrada de João Marçal ao 2º poste, que não perdoou.
๑۩۞۩๑¥kâr§âñ¥๑۩۞۩๑


http://a.imageshack.us/img691/5996/contra10.jpg
Faz-te sócio do Sporting Clube de Portugal: http://www.sporting.pt/Socios/Inscricao/socios_packsocioinscricao.asp
Excelente recuperação!
"A 18 de Julho de 1911, os jogadores do Sporting recusaram-se a entrar em campo para defrontar a equipa do Benfica, alegando que estes não eram dignos de pisar as suas instalações"

Esforço, Dedicação, Devoção e Glória. Eis o Sporting!
Custou mas foi! :wink:  :)
Ao contrario de vcs não estou assim tão contente, parece-me que temos ali uma ekipa de xulecos ke simplesmente se recusa a jogar as primeiras partes.
Já contra os orcs foi a miseria que se viu, era so o que nos faltava era ter uma equipa que só quer jogar 1 ou 2 mn por jogo.

Estava a ver na SporTv e sinceramente o SCP acabou por ser feliz, fez por isso, mas foi feliz...
"Recordo o que disse numa AG no mandato anterior. Estou disposto a dar o meu tempo, vida e alma ao Sporting, mas têm de estar comigo. Nos últimos dois anos tive duas hipóteses: ou me juntava aos interesses ou a vocês. Escolhi juntar-me a vocês."
Bruno de Carvalho, 17 de Fevereiro de 2018
Realmente foi feliz mas daí até serem chulecos acho que vai muito ó Inci, o mundial deu cabo das canetas e 2 ou 3 e basta isso para a equipa descer de rendimento, vamos ver como se integram os reforços!
Hoje como sempre, tenho o FórumSCP na mente e o Sporting Clube de Portugal no coração!
Basta vermos o Paulinho que mesmo lesionado (pubalgite?) , foi jogar como guarda-redes avançado.
๑۩۞۩๑¥kâr§âñ¥๑۩۞۩๑


http://a.imageshack.us/img691/5996/contra10.jpg
Faz-te sócio do Sporting Clube de Portugal: http://www.sporting.pt/Socios/Inscricao/socios_packsocioinscricao.asp
Recuperações destas só ao nível dos melhores do Mundo! Viram aquela bronca que o árbitro deu com aquela cena do João Benedito?  :shock:
Sporting Clube de Portugal.