[Futsal 2010/11] Sporting conquista a Supertaça

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

"Antigamente, um minuto de silêncio significava isso mesmo, um minuto de silêncio. Hoje em dia, um minuto de SILÊNCIO significa um minuto de PALMAS.

Não compreendo a evolução mas parece-me que, o que as pessoas não entendem é a expressão "um minuto de silêncio".

Creio que é a parte do «silêncio» que não entendem porque batem palmas durante «um minuto» e de certeza que não estão preocupadas com preposições.

Posto assim, parece que estou simplesmente a ser sarcástico mas a verdade é que isto incomoda-me bastante."




Se uns homenageiam com silencio  :sick:, outros com palmas  :clap: ... why not com assobios  :whistle:?


O pior é também nós, arrastados pela imprensa, aqui a discutir o acessório  nos estamos a desviar do essencial, que é felicitar os nossos Bravos por mais esta bela conquista!

 :victory:

Muitas vezes batem palmas para tentar abafar a vergonha dos assobios ou os cantigos insultuosos. :-[
(...)
Quanto á conquista da supertaça é a demonstração de força para se poder contrariar a hegemonia dos vermelhos. PARABÉNS.

Hegemonia de quem? Ou andas com uns óculos vermelhos ou esqueces-te que os tais vermelhos não jogaram este jogo. E lembras-te porquê? Porque não ganharam nem a Taça nem o Campeonato. Levaram na pá do Belenenses e do Sporting, respectivamente. Ou estarás a falar do número de títulos? Hegemonia dos vermelhos? Vai lá ouvir outra vez o que disse o Cardinal.
"Antigamente, um minuto de silêncio significava isso mesmo, um minuto de silêncio. Hoje em dia, um minuto de SILÊNCIO significa um minuto de PALMAS.

Não compreendo a evolução mas parece-me que, o que as pessoas não entendem é a expressão "um minuto de silêncio".

Creio que é a parte do «silêncio» que não entendem porque batem palmas durante «um minuto» e de certeza que não estão preocupadas com preposições.

Posto assim, parece que estou simplesmente a ser sarcástico mas a verdade é que isto incomoda-me bastante."




Se uns homenageiam com silencio  :sick:, outros com palmas  :clap: ... why not com assobios  :whistle:?


O pior é também nós, arrastados pela imprensa, aqui a discutir o acessório  nos estamos a desviar do essencial, que é felicitar os nossos Bravos por mais esta bela conquista!

 :victory:


O minuto de "Palmas" começou em Alvalade na última jornada do campeonato 2001/2002, Sporting - Beira Mar.

Estádio cheio a comemorar o campeonato na mesma semana que o futebol nacional viu partir o "Zé d'Europa", José Travaços.

Quando o árbitro apitou, iniciou-se o silêncio mas ouviram-se algumas palmas que depressa alastraram a todo o estádio, de tal modo que aquele aplauso colectivo foi bem além do suposto "minuto de silêncio".

Eu já a minha posição em relação a este tema:
- Figuras ligadas ao Sporting merecem as minhas Palmas
- Outros, nem me manifesto

SL
Tristes mentalidades, educações ao nível de bairrismo e cabeças muito podres. É este o meu comentário acerca de algumas "pessoas" daqui.

Acima de qualquer clubismo está a vida de um ser humano, seja ele qual for.
E não me venham com m***** dizendo que eles também fazem igual ou fariam igual. Nem quero saber! Não passam de canalha sem qualquer valor.

Quanto ao troféu em si, que seja o primeiro de muitos desta época. Grande 2ª parte!
Vi o jogo e gostei muito da exibição da equipa. Viu-se que continua com a excelente rotatividade do plantel, e a jogar assim podemos esperar um grande sporting na proxima  epoca
Começo por afirmar que agradeço bastante às pessoas que assobiaram ali o pinheiro, que certamente o fizeram por alguma razão (ser do carnide chega, mas...). A quem o acha repugnante, vamos lá ver uns pontos:

1º- Não sei se é verdade, mas já ouvi falar de ter havido quem da central tivesse (anteriormente ao início dos canticos/assobios gritado o nome do clube a que ali, o andre the giant pertencia;

2º- A pessoa já tinha tido o minuto de silêncio em duas ocasiões: Jogo dos sub-21 e jogo da selecção principal. O minuto de silêncio do jogo de futsal era dispensável, pois apesar da federação nacional de futebol englobar a modalidade, está nada tem a haver com a pessoa (que nada teve a haver, nem com o Sporting, nem com o Belenenses, diga-se);

3º- Como me foi dito, por uns crânios da bola, os adeptos do Sporting nunca esqueceram a não convocatória de Manuel Fernandes para o Mundial'86, na altura em que se era o melhor avançado nacional (prova disso, o facto de na época 85/86 ter sido o bola de prata do campeonato nacional com 30 golos efectuados). Para além disso, os comentários pós-morte do antigo jogador encornado são na sua totalidade de elementos de carnide, reduzindo a imagem de glória nacional, que tantos exijem que. Se não fosse pretendida somente essa imagem, facilmente se tinha conseguido umas palavras do Hilário, por exemplo, seu companheiro de quarto no Mundial'66;

4º- Com o Travassos, Jesus Correia, Damas, o tratamento foi o mesmo da parte deles, portanto alguma vez seria esperado diferente tratamento aos seus jogadores?

Portanto, provocação, história bem aprendida, vingança, seja qual for a razão, como sócio do Sporting, AINDA BEM, que a última memória que terei desta pessoa será este jogo de futsal.
Não sei se já anda por cá ...

Recebi à pouco na Newsletter do Sporting ...

"http://videos.sapo.pt/5Q55jRQfq5Mhg5ZefR9B/mov/1
parabens meu SPORTING, somos os campeões ahah

SPORTING SEMPRE!
Sou sócia, tenho as minhas quotas em dia, tenho gameboxe e fiz 150 Kms para ir ao Entroncamento e mesmo assim não consegui estar de acordo com a falta de respeito que foi aquele minuto de silêncio.
O homem era benfiquista podia não se aplaudir mas respeitava-se. E fazer porque eles nos fizeram também não pega. Que eles façam até nem ligo, são lampiões sabem lá o que é ter respeito uns pelos outros, mas nós não somos diferentes?
Quanto ao jogo, primeira parte fraca a deixar-me apreensiva.
A 2ª melhorou francamente e depois do empate a equipa começou a acreditar e a jogar como um verdadeiro campeão. E o Marcão desestabilizou depois do choque com o Cardinali até porque teve o "azar" de estar por detrás das claques do Sporting que não lhe perdoaram. Eu senti que ele passou a vacilar, e o belem sem o Marcão é uma equipa vulgar.
Parabéns à equipa. Este ano temos tudo para fazer uma grande época.
Cheguei a Lisboa e ainda deu para dar um saltinho ao Vistoso...

Isso é normal, infelizmente. Os números jogam contra nós. Não podemos pedir que os cerca de 1200 adeptos do Sporting sejam conscientes e que, no caso específico de José Torres, um jogador de carácter imaculado e de profissionalismo consolidado, saibam quem está a ser "julgado", por assim dizer. Este não o merecia. Pagou por ter vestido a camisola do Benfica, o facto importante para quem assobiou.

Nada de novo. Os lampiões, claques ou outra bancada qualquer, também se fizeram ouvir quando Travassos faleceu e quando o último dos 5 violinos, José Correia, lhe seguiu caminho. Aliás, como saberá, uma certa claque possui até uma tarja em homenagem a um homem que assassinou um dos nossos, tarja que entra de forma impune nos estádios em Portugal.

O Sporting fez algo que outros não fizeram, incluindo os que batiam palmas e clamavam pelos golos de Torres: um núcleo Sportinguista organizou um peditório para José Torres, peditório de elevado sucesso. Isto, sim, merece ser recordado.

Eu aposto consigo que quem assobiou nem sabe quem era José Torres, em que posição jogava, etc.

Devo dizer, no entanto, que outros não merecerão de mim o mesmo respeito que Torres. Uns merecem, como José Torres, outros não, como um certo indivíduo que gosta muito de dizer que "não gosta nada do Sporting". Esse terá somente assobios, por mais desrespeitoso que possa parecer.

Não vi a primeira parte, logo só soube do que se passou pelo que aqui foi dito no Fórum. Eu sou contra não se respeitar o minuto de silêncio. Inclusive só aplaudo personalidades que façam parte da História do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL porque esse hábito, como disse o Hugo Malcato, iniciou com o adeus ao Zé da Europa.

Eu não odeio todos os lampiões até porque tenho amigos e familiares desse "clube". Eu odeio o benfica! Clube nojento e porco desde o ano da sua fundação até aos dias de hoje. E odeio muitos lampiões porque são igualmente nojentos e porcos.
« Última modificação: Setembro 06, 2010, 21:48 pm por ProTrunks »
"Por cada leão que cair, outro se levantará." - António Oliveira
"Antigamente, um minuto de silêncio significava isso mesmo, um minuto de silêncio. Hoje em dia, um minuto de SILÊNCIO significa um minuto de PALMAS.

Não compreendo a evolução mas parece-me que, o que as pessoas não entendem é a expressão "um minuto de silêncio".

Creio que é a parte do «silêncio» que não entendem porque batem palmas durante «um minuto» e de certeza que não estão preocupadas com preposições.

Posto assim, parece que estou simplesmente a ser sarcástico mas a verdade é que isto incomoda-me bastante."




Se uns homenageiam com silencio  :sick:, outros com palmas  :clap: ... why not com assobios  :whistle:?


O pior é também nós, arrastados pela imprensa, aqui a discutir o acessório  nos estamos a desviar do essencial, que é felicitar os nossos Bravos por mais esta bela conquista!

 :victory:


O minuto de "Palmas" começou em Alvalade na última jornada do campeonato 2001/2002, Sporting - Beira Mar.

Estádio cheio a comemorar o campeonato na mesma semana que o futebol nacional viu partir o "Zé d'Europa", José Travaços.

Quando o árbitro apitou, iniciou-se o silêncio mas ouviram-se algumas palmas que depressa alastraram a todo o estádio, de tal modo que aquele aplauso colectivo foi bem além do suposto "minuto de silêncio".

Eu já a minha posição em relação a este tema:
- Figuras Históricas/Lendas ligadas ao Sporting merecem as minhas Palmas
- Outros, nem me manifesto

SL

 :arrow:
 :clap:


SAUDAÇÕES LEONINAS
CARLOS ALMEIDA
16.126
SPORTING SEMPRE 10RGULH0
Não sei se já anda por cá ...

Recebi à pouco na Newsletter do Sporting ...

"http://videos.sapo.pt/5Q55jRQfq5Mhg5ZefR9B/mov/1

ADORO O VÍDEO
ADORO A MÚSICA
ADORO OS GOLOS
ADORO A FESTA
ADORO O SPORTING


SAUDAÇÕES LEONINAS
CARLOS ALMEIDA
16.126
SPORTING SEMPRE 10RGULH0
Essa música da Anabela é qualquer coisa de maravilhosa  :drool:
“Para mim, o Sporting é como uma mulher que se ama logo à primeira vista. Um homem pode conhecer várias mulheres, mas há sempre ‘aquela’, a especial. Independentemente de ficarmos com ela ou não, lembramo-nos dela para sempre!” De Franceschi
 :offtopic: como se chama esta música da Anabela? :offtopic:
« Última modificação: Setembro 06, 2010, 23:30 pm por nunolion »

Dos fracos não reza a História!
 :clap: :clap:

O J. Benedito é o maior! Adorei vê-lo a festejar a entrega da Taça com a camisola do Cardinal vestida! :clap: :clap:

Bravo Leões!
Sei que é "feio" um homem chorar, mas ontem chorei, de orgulho e de alegria por trazer no coração o amor ao Sporting Clube de Portugal! - AJG - 01JUN2015
Caros companheiros Sportinguistas...


Vivemos num Estado de Direito Democrático... assim, cada um é livre de se expressar e tomar as atitudes que entender por bem, podemos ou não discordar delas mas têm de ser respeitadas, sendo que em último caso (ílicito ou não), o autor terá de responder pelos seus actos e/ou palavras etc. etc. etc.

Não sou apologista de que todos temos de tomar o mesmo partido, assim como não sou apologista de que só porque determinado índividuo morre passa logo a ser bom... mesmo que o fosse durante a vida para muitas pessoas poderá não o ter sido para outras, e assim o caso é simples respeita a memória desa pessoa quem se sentiu respeitado por ela, não obriguem a quem nunca foi respeitado a ter que o fazer....ponto final!

Quanto ao caso particular, o que acham que sentiu M.Fernandes sobre a morte deste índividuo (até o pode já ter perdoado, é um direito dele), mas pensem que se porventura não o fez como se sentiria o nosso "Manel" a ver este ... ser aplaudido pelos adeptos do seu Clube do CORAÇÃO...

Para mim é simples este gajo não respeitou o nosso "Manel" e assim faltou ao respeito ao SPORTING e a todos os Sportinguistas, (já nem vou falar a todos os Portugueses visto que o que estava em causa era a Seleção Nacional)... teve agora o troco que mereceu!

Palmas e Silêncio vá recebê-los ao "Galinheiro"

Desculpem-me o  :offtopic:

Mais uma vez Parabéns à nossa equipa de Futsal , que nos tragam mais "canecos"

SAUDAÇÕES LEONINAS
...e o SPORTING é o nosso grande amor!!
É a última vez que falo disto aqui porque o meu Sportinguismo faz-se nos estádios e pavilhões por esse país e europa fora.

Agora, vergonha sinto eu quando vejo o Sportinguismo a ser tratado com tamanha ligeireza. Como já disseram atrás, podemos querer todos que o Sporting ganhe, mas temos entendimentos diferentes de viver o Clube.

E jamais respeitarei alguém que vestindo a camisola do meu inimigo, não me respeite a mim ou a um dos meus.

E termino referindo-me à figura em questão que enquanto jogador diz-me zero, como pessoa não conheci, como treinador foi detestável. E como nem todos os que morrem são bons (Saramago, Sanches, por exemplo, não fazem falta nenhuma...) não vejo qual o problema em demonstrar aquilo que sinto.

E aos que criticam e insultam, podem faze-lo em lugar próprio. Como já referi, o meu Sportinguismo não vive da internet. E felizmente muita gente daqui conhece-me pessoalmente e sabe disso. Por isso agora qualquer vómito para ofender, façam-no por MP. Uma vitória do Sporting é muito mais importante que uma morte de um ser destes. Por isso não estraguem mais o tópico.  :arrow:
Sporting Sempre!
3º- Como me foi dito, por uns crânios da bola, os adeptos do Sporting nunca esqueceram a não convocatória de Manuel Fernandes para o Mundial'86, na altura em que se era o melhor avançado nacional (prova disso, o facto de na época 85/86 ter sido o bola de prata do campeonato nacional com 30 golos efectuados). Para além disso, os comentários pós-morte do antigo jogador encornado são na sua totalidade de elementos de carnide, reduzindo a imagem de glória nacional, que tantos exijem que. Se não fosse pretendida somente essa imagem, facilmente se tinha conseguido umas palavras do Hilário, por exemplo, seu companheiro de quarto no Mundial'66

Qualquer sportinguista com memória não pode perdoar uma das maiores injustiças que se fizeram no futebol português a um grande jogador e que foi sempre correcto. Mas Deus escreveu direito por linhas tortas. Aquela selecção de Saltillo, que foi a esse mundial e de que o José Torres era o treinador foi uma das coisas mais vergonhosas que existiu no futebol português. Felizmente que o Manuel Fernandes não tem esse Mundial no currículo. :offtopic:
« Última modificação: Setembro 07, 2010, 23:45 pm por o Miguel »
Mourinho worked with Malcolm Allison and I at Vitoria Setubal and I can see Malcolm’s influence on Jose. He is the best coach in the world and I can see Malcolm in 90 per cent of the things that he does. - Roger Spry