O presidente sai. E a seguir?

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.



Perante um "assassinato", sem precedentes, de uma figura publica em Portugal, parece ser cada vez mais difícil de entender como é que, perante a iminência de se atingir o objectivo único, (o derrube de BdC) quase ninguém se atreve a discutir o que poderá/ deverá acontecer a seguir.

No momento actual, o imbróglio jurídico é de tal forma complexo, que se torna impossível saber quem está certo ou errado. Entretanto, "a maquina em movimento" e os media já perceberam qual o ponto fraco que pode virar (quase) todos contra Bruno: se o Gelson Martins ou o Bruno Fernandes rescindirem, o caldo entorna. Entre alguns dos jogadores mais valiosos do plantel e o presidente, os orquestradores do golpe de estado já perceberam que a multidão escolhe os jogadores, sacrificando tudo para que os ídolos façam o favor de ficar no clube. Se for um Petrovic desta vida, um ser humano secundário, poucos ligam importância.

Por este e por outros factores, podemos estar na iminência de ver o actual presidente ser corrido do Sporting. A pergunta que se impõe deveria ser óbvia: e depois? O curioso é que parece ser um assunto a evitar. Ou porque se pensa demasiado no imediato (sem medir consequências) ou porque se tem uma visão demasiado ingénua da situação corrente e se imaginam cenários pouco realistas.

Partindo do principio em que se excluem visões demasiado optimistas ou catastróficas, julgo que é tempo de se discutir o que pode acontecer se este elenco directivo cair e quais as consequências imediatas de tal desenrolar dos eventos. Tendo em conta os principais rostos que se movem nos bastidores, promovendo o saneamento de Bruno de Carvalho, julgo não ser despropositado sugerir uma serie de cenários futuros. Eis alguns que, certamente, não estarão longe da realidade:

- A COMISSÃO DE GESTÃO:

- A maquina em movimento "anti-BdC" tem como cenário preferencial uma comissão de gestão, com elementos "nomeados" por Marta Soares. Essa comissão de gestão estaria no poder até ao próximo mês de Março 2019, justificando o seu mandato com a necessidade de estabilizar o clube, devolver a credibilidade à instituição, evitar cenários catastróficos e permitir a manutenção do actual plantel e, se possível, treinador.

- A comissão de gestão facilmente justificaria uma má época de futebol, com a crise épica da responsabilidade do anterior presidente, trazendo, entretanto, um ou outro reforço de renome, para extasiar as massas. Jogadores sonantes são o opio do povo. Entre outras medidas populistas, ficaria a promessa de se manter a aposta nas modalidades (por agora) e aconteceriam algumas transferências cirúrgicas, promovidas pela imprensa como grandes sucessos (tipo as transferências Euromendes do rival), escondendo-se valores de comissões e quanto dinheiro o clube realmente recebe.

- Por ultimo, as rescisões (reais e imaginadas) são substituídas por transferências mais ou menos maquilhadas, que serão vistas como um mal menor pela massa adepta. Alguns jogadores fazem promessas de amor ao clube e juram que agora é que vão dar tudo pela camisola que sempre amaram. A multidão baba-se.

- Em Março de 2019, com um clube estável, na paz do Senhor e em que todos os fracassos são da responsabilidade do anterior presidente e todos os sucessos são mérito da Comissão de Gestão, as eleições são um passeio para os "comissionistas". A memoria curta dos adeptos e o trauma de futuras fases tumultuosas são factores decisivos no apoio prestado aos Salvadores do Sporting. Pelo meio, fica um processo qualquer que impede Bruno de Carvalho ou alguém a ele ligado de se candidatar ao que quer que seja.

- "ELIMINAR" BRUNO DE CARVALHO:

- A comissão de gestão , sendo um cenário ideal para os oposicionistas, pode enfrentar uma certa resistência por parte dos associados, principalmente se não for validada em Assembleia Geral. Por isso, um outro cenário começa a desenhar-se: eliminar qualquer possibilidade de Bruno de Carvalho poder concorrer a eleições num futuro próximo. A omissão da convocatória de uma Assembleia Geral para aprovação do orçamento (que não se realizando levaria à queda do CD e à impossibilidade do mesmo se recandidatar) foi uma tentativa amadora de atingir esse objectivo;

- A oposição conta com um aliado de peso: a comunicação social. Com uma torrente constante de informação, propaganda e contra-informação, assume-se que a direcção do Sporting vai cometer um ou mais erros que, em face da lei, impeçam qualquer tipo de recandidatura. Nesse caso, eleições podem acontecer a curto prazo, com a certeza de que os candidatos "certos" vão aparecer, para desempenharem um papel semelhante ao da comissão de gestão (sem o incomodo das eleições no próximo ano).

- Com umas eleições sem Bruno de Carvalho, será fácil à "maquina em movimento" de promover o candidato ideal. Qualquer oposição ao eleito terá o mesmo tratamento dado ao anterior presidente, com o Correio da Manha como ponta-de-lança da lavagem cerebral;

Poderia enumerar outras suposições sobre o que vai acontecer no "dia seguinte". Pode até acontecer  uma combinação dos dois cenários anteriormente descritos ou podemos assistir ao surgimento de um desconhecido, tipo D. Sebastião, que vai aparecer como o grande apaziguador das almas e líder incontestado para o futuro. No entanto, este tópico é mais um de discussão do que de pura adivinhação.

O desafio é simples: sejam pró ou anti Bruno de Carvalho, partilhem as vossas opiniões sobre o que pensam que vai suceder no caso da direcção cair. Discutam-se cenários e possíveis consequências dos mesmos. Só assim, com uma discussão aberta e uma reflexão geral sobre os acontecimentos, poderemos tomar posições conscientes e responsáveis sobre o momento conturbado do Sporting Clube de Portugal. Temos de agir com racionalidade e saber distinguir a árvore da floresta.

Sem medos, sem complexos, sem utopias: se Bruno de Carvalho cai... o que acontece a seguir?
« Última modificação: Junho 05, 2018, 14:32 pm por JSabino »
Minoritariamente...pelo verdadeiro Sporting!

www.facebook.com/The-Hanging-Man-1733378720009340/
Daqui a um ou dois anos, vão fazer uma AG para a venda do Pavilhão, ou então, passagem deste para a SAD. O discurso vai ser: ou isso ou o caos.

ET: digo "vão", porque nessa altura já não serei sócio.
Tudo passa! Na noite de 23 para 24 de março de 2013 ficou provado que sim. VIVA O SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!!! É NOSSO OUTRA VEZ!
Daqui a um ou dois anos, vão fazer uma AG para a venda do Pavilhão, ou então, passagem deste para a SAD. O discurso vai ser: ou isso ou o caos.

ET: digo "vão", porque nessa altura já não serei sócio.

-4 sócios
10 Mandamentos do Sporting

Bruno de Carvalho - melhor Presidente de sempre
Grande texto forista JSabino! Grande em qualidade, mas também grande em preocupação.

Temo cada vez mais que esta "máquina em movimento" se torne mais forte porque tem tudo a favor e nada contra.

Ontem ao assistir à maioria dos adeptos (sim, sócios a maior parte não o eram certamente) e seus discursos, senti uma vergonha alheia como há muito não sentia.

Ingratidão a roçar o pornográfico.

Uma solução é aguentar o barco o maior tempo possível e tentar levar avante a eleição de uma nova MAG e CFED, mantendo ou aumentando o actual CD.

Uma outra solução, passaria na minha opinião, pela marcação de eleições antecipadas, mas SEMPRE com a recandidatura de BdC.



A gratidão não pode dar azo a abusos, atropelo de estatutos, caos na atividade core do clube. Eleições programadas sem comissão de gestão com possibilidade de reeleger o atual presidente ou qualquer outro sócio em condições era o ideal na minha opinião.
Esforço, Dedicação, Devoção e Glória. Eis o Sporting
É impossível prever o que possa acontecer a seguir. Mas tenho a certeza que não será nada de bom.
 :lol:

Se BdC sair deixam de ser sócios

 :lol:

E depois ainda batem no peito a tentar dar lições de moral aos verdadeiros sportinguistas
Ninguém sabe. Não há alternativas.

Quem defende que saia sem alternativas é irresponsável.
 :lol:

Se BdC sair deixam de ser sócios

 :lol:

E depois ainda batem no peito a tentar dar lições de moral aos verdadeiros sportinguistas
Eu nunca deixarei de ser sócio. Esteja o Bruno ou um croquete qualquer a Presidente.
Agora a minha questão é ...os pró-manif quando o clube voltar andar pelo 7/8 lugar vão continuar a ir aos jogos? É que da última vez que estávamos nessa situação tenho várias imagens que nunca me sairão da cabeça...Barcelos e Braga, por exemplo, onde tirando as claques nas restantes bancadas estavam meia dúzia de Sportinguistas....
Será que os "grandes sportinguistas" que ontem foram às manif vão nessa altura continuar a acompanhar o clube (faça chuva ou Sol) ou só são grandes sportinguistas para correr com o Bruno?
Deixo a questão...
Parabéns pela reflexão.

Só não concordo com a "memoria curta dos adeptos". Acho que há uma massa muito grande que não esquecerá.

Mas, o a seguir, não me parece difícil de adivinhar.
Um clube dividido, porque não haverá sucesso no futebol. Provavelmente, estará a mercê de empresários.
Modalidades vão definhar.
Passivo a aumentar.

O positivo, a meu ver, é que a renovação geracional pode trazer um futuro muito diferente. Esta ala dita croquettista pode por levar a sua avante, mas se não tem o sucesso no futebol, cai definitivamente para nunca mais se levantar.




A seguir, se quiser candidata-se... e se ganhar parabéns, tem o caminho livre para continuar o trabalho de forma tranquila... é tão simples...
« Última modificação: Junho 05, 2018, 16:56 pm por Prince »
 :lol:

Se BdC sair deixam de ser sócios

 :lol:

E depois ainda batem no peito a tentar dar lições de moral aos verdadeiros sportinguistas

Podes resumir a tua definição de 'verdadeiro sportinguista'?
Obrigado PAI LEÃO !
Parabéns pela reflexão.

Só não concordo com a "memoria curta dos adeptos". Acho que há uma massa muito grande que não esquecerá.

Mas, o a seguir, não me parece difícil de adivinhar.
Um clube dividido, porque não haverá sucesso no futebol. Provavelmente, estará a mercê de empresários.
Modalidades vão definhar.
Passivo a aumentar.

O positivo, a meu ver, é que a renovação geracional pode trazer um futuro muito diferente. Esta ala dita croquettista pode por levar a sua avante, mas se não tem o sucesso no futebol, cai definitivamente para nunca mais se levantar.

A seguir volta ao 'normal', ao tipico presidente do clube - polidinho, palavras dificeis de pronunciar, pancaditas nas costas quando se perde sem lutar, delapidar o que se construiu neste ultimos anos, acabar com modalidades, vender património...  etc...   etc....   alugar o PJR para concertos de forma a pagar a divida....   vender percentagens dos passes dos jogadores, enriquecer ainda mais empresários...  Não levantar ondas...

Deixar os corruptos à vontade...

Ou alguem tem prespetivas contrárias com os PUTAtivos candidatos que se anunciam?...
Obrigado PAI LEÃO !
Asseguir, se quiser candidata-se... e se ganhar parabéns, tem o caminho livre para continuar o trabalho de forma tranquila... é tão simples...
Ahaha, moderação sff, banir o lampião analfabeto.
De uma coisa estou certo, a seguir não vem o caos, como muitos querem fazer crer.

Precisamos a seguir da recandidatura do Bruno de Carvalho e de outros candidatos sérios, capazes e com projetos pensados para o Sporting. Aí logo os sócios escolhem quem querem no leme.
Parabéns pela reflexão.

Só não concordo com a "memoria curta dos adeptos". Acho que há uma massa muito grande que não esquecerá.

Mas, o a seguir, não me parece difícil de adivinhar.
Um clube dividido, porque não haverá sucesso no futebol. Provavelmente, estará a mercê de empresários.
Modalidades vão definhar.
Passivo a aumentar.

O positivo, a meu ver, é que a renovação geracional pode trazer um futuro muito diferente. Esta ala dita croquettista pode por levar a sua avante, mas se não tem o sucesso no futebol, cai definitivamente para nunca mais se levantar.

A seguir volta ao 'normal', ao tipico presidente do clube - polidinho, palavras dificeis de pronunciar, pancaditas nas costas quando se perde sem lutar, delapidar o que se construiu neste ultimos anos, acabar com modalidades, vender património...  etc...   etc....   alugar o PJR para concertos de forma a pagar a divida....   vender percentagens dos passes dos jogadores, enriquecer ainda mais empresários...  Não levantar ondas...

Deixar os corruptos à vontade...

Ou alguem tem prespetivas contrárias com os PUTAtivos candidatos que se anunciam?...

O Third-party ownership já não é legal. Por isso, acho que será mais jogadores vendidos ao desbarato, como foi Liedson, Volfswinkel, João Pereira... Ou comissões lesivas ao clube.
 :lol:

Se BdC sair deixam de ser sócios

 :lol:

E depois ainda batem no peito a tentar dar lições de moral aos verdadeiros sportinguistas

Podes resumir a tua definição de 'verdadeiro sportinguista'?

Um verdadeiro sportinguista é adepto do SCP, e não de um presidente ou direção. Se BdC sair e estiverem descontentes com a próxima direção há formas de lutar pelo SCP que não são o rasgar dos cartões de sócio.

O que disse do BdC é válido quer seja um presidente, um jogador, um roupeiro, etc.

Eu sou adepto daquele símbolo, não de quem o enverga.
Asseguir, se quiser candidata-se... e se ganhar parabéns, tem o caminho livre para continuar o trabalho de forma tranquila... é tão simples...
Ahaha, moderação sff, banir o lampião analfabeto.
O Amigo, Lampião analfabeto és tu que não deves trabalhar para andar na coca dos erros em vez de ires ao essencial... anda um gajo de tlm na mão no meu do trabalho a tentar dizer algo útil e esta ave rara... enfim...
Quem vier a seguir a BdC, seja comissão ou um presidente croquette, tenho 100% a certeza que será campeão no seu primeiro ano, pois irão logo a correr a LFV no sentido de operacionalizar o acordo que este tinha proposto a BdC, no sentido de partilhar campeonatos. Logo aí todos ganharão, o LFV que deixa de ter uma frente de guerra, passando a preocupar-se apenas com Pinto da Costa e os golpistas que com um campeonato consolidarão a sua posição, mesmo que seja feita de palha. Quem ficará a perder são os sportinguistas, como sempre, que perdem a figura que realmente quer dar-lhes poder e que luta pela limpeza no futebol ( aqui a FPF também ganhará, porque o barulho será muito menor e o status quo poderá ser mantido mais facilmente), e isto abrirá o caminho para a Holdimo tomar o poder no clube.

BdC tem que adiar o mais possível as eleições ( na minha opinião nem são necessárias) para quando as coisas estiverem mais calmas. Aí ele terá condições para ganhar inequivocamente, agora seria potencialmente suicida.
 :lol:

Se BdC sair deixam de ser sócios

 :lol:

E depois ainda batem no peito a tentar dar lições de moral aos verdadeiros sportinguistas

Podes resumir a tua definição de 'verdadeiro sportinguista'?

Um verdadeiro sportinguista é adepto do SCP, e não de um presidente ou direção. Se BdC sair e estiverem descontentes com a próxima direção há formas de lutar pelo SCP que não são o rasgar dos cartões de sócio.

O que disse do BdC é válido quer seja um presidente, um jogador, um roupeiro, etc.

Eu sou adepto daquele símbolo, não de quem o enverga.

Ou seja não se pode ser adepto ao mesmo tempo do SCP e de um presidente ou direção (votado por 90% dos sócios), pelo que percebi?

Quem tradicionalmente rasga/queima cartões de sócio não são deste clube, não te baralhes...

Portanto tudo o que está dentro da camisola com o simbolo não te interessa - aqueles homems e mulheres que treinam desalmadamente, lutam em campo com  RAÇA DO LEÃO para ORGULHAR TODOS NÓS A TI NÃO TE DIZ NADA!

Tens a certeza que estás no forum certo?

Um presidente que dá 24HORAS por dia a este Clube com todos os resultados Desportivos UNICOS NA NOSSA HISTORIA (dos atletas que REALMENTE sentem esse SIMBOLO DE QUE FALAS), os melhores resultados financeiros dos ultimos 25 anos, 70 mil novos sócios, pavilhão, TV, espirito VENCEDOR NO CLUBE (isto o mais dificil que conseguiu e que muitos querem derrubar)...

Não és adepto de nada disto...

Mas do simbolo...   :think:
Obrigado PAI LEÃO !