Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes

Viktor Tchikoulaev

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Revisão das 15h12min de 24 de Novembro de 2011 por Hugo Malcato (discussão | contribs)
(dif) ← Revisão anterior | Revisão actual (dif) | Revisão seguinte → (dif)
Dados de Viktor Tchikoulaev 9596 Tchikoulaev2.jpg
Nome: Viktor Tchikoulaev
Nascimento: 22 de Fevereiro de 1964
Naturalidade: Odessa (Ucrânia)
Posição: Central

Viktor Tchikoulaev é considerado um dos melhores jogadores de andebol que alguma vez actuou em Portugal.

Começou a jogar andebol aos 13 anos na sua terra natal para mais tarde ingressar num centro de formação em Moscovo e prosseguir a sua formação na modalidade. Foi internacional pela União Soviética, tendo inclusive conquistado o título mundial de juniores em 1985.

Chegou a Portugal em 1990 oriundo do Kuntsevo Moscovo para actuar no ABC de Braga, referenciado pelo então técnico Pavel Djenev e rapidamente se destacou no campeonato nacional, ajudando os bracarenses a conquistar o tricampeonato entre 91 e 93 e conduzindo a equipa até à final da Taça dos Campeões Europeus em 1993-1994.

Começa então a representar a selecção nacional de forma não oficiosa, enquanto aguarda a conclusão do seu processo de naturalização. Oficialmente, a estreia pela selecção em competições internacionais ocorre no Mundial do Japão em 1997, tendo participado em diversos Europeus e Mundiais, incluindo o Mundial 2003 realizado em Portugal.

Ingressou no Sporting em 1995-1996 naquela que foi uma das mais badaladas transferências de então (a par da transferência de Carlos Resende do FC Porto para o ABC), tendo surgido indicações que o Sporting oferecera-lhe o dobro do que auferia em Braga. Como seria de esperar pegou de estaca no sete leonino, sagrando-se nessa época como o MVP do campeonato nacional com 127 golos e 80 assistências.

Na temporada seguinte, as boas exibições e preponderância no plantel leonino continuaram e levaram os dirigentes sportinguistas a renovar o seu contrato até o ano 2000, apesar do assédio de outros clubes nacionais. Nesse ano, participava em mais um 2º lugar no campeonato e uma presença na final da Taça de Portugal pelos leões.

Iniciaria a época de 1997/98 com natural destaque no Sporting mas acaba por ser suspenso de toda a actividade por parte da Federação Portuguesa de Andebol em virtude de ter abandonado o estágio da selecção que se encontrava a preparar o Europeu 98. Esta sanção da FPA levou ainda à sua rescisão de contrato com o Sporting.

Na temporada seguinte, é anunciado como reforço do SL Benfica, porém abandona o clube da Luz dada a decisão de extinção da modalidade por parte do então presidente, Vale e Azevedo e prosseguiria a sua carreira na II Divisão da Alemanha, ao serviço do Hameln.

Em 1999, depois de se ter levantado a possibilidade de regressar a Portugal para o Belenenses, Tchikoulaev regressa ao ABC de Braga e contribui para a reconquista do ceptro nacional.

Permanece em Braga até 2003/2004, tendo ingressado nesse ano no AC Fafe. Na época seguinte representa o Francisco Holanda e atinge a final da Taça de Portugal, onde acaba derrotado pelo Sporting. Neste período, um litígio com o ABC é resolvido em Tribunal que decreta o pagamento de uma avultada indemnização ao atleta e obrigando o ABC a constituir uma SAD para continuar a sua actividade. Depois de terminada a carreira enquanto atleta, inicia funções como técnico exactamente no Francisco Holanda tendo passado depois pelo Sporting da Horta e Marítimo.

Em 2011, tem um fugaz regresso aos pavilhões novamente ao serviço do Francisco Holanda mas acabaria por assumir o comando técnico do clube espanhol, Mecalia Atlético Novás.