Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes

Van Wolfswinkel

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Dados de Van Wolfswinkel VV.jpg
Nome: Ricky van Wolfswinkel
Nascimento: 27 de Janeiro de 1989
Naturalidade: Woudenberg - Holanda
Posição: Avançado
Escalão Época Clube Jogos Golos Titulos Internacionalizações
INI JUV JUN ESP AA Golos
1ª Divisão 2007/08 Vitesse
1ª Divisão 2008/09 Vitesse
1ª Divisão 2009/10 Utrecht
1ª Divisão 2010/11 Utrecht 1 0
1ª Divisão 2011/12 SPORTING 47 25
1ª Divisão 2012/13 SPORTING 41 20 1 0
Premier League 2013/14 Norwich
1ª Liga 2014/15 Saint-Etienne (emp)
Total = 88 45 7 2 3+0

Avançado holandês alto e esguio, é um jogador de processos simples e com boa leitura de jogo, que aliada à sua velocidade e grande capacidade de antecipação, o tornam num bom finalizador, principalmente no jogo aéreo, que é a uma das suas grandes armas.

Van Wolfswinkel começou a jogar futebol muito cedo no clube da sua terra natal, o V.V. Woudenberg, mas pouco depois entrou para as escolas do Vitesse, fazendo a sua formação neste clube e no AGOVV, numa fase em que foi o melhor marcador do Campeonato de Juniores em 2007 e chegou às Selecções jovens do seu país.

Estreou-se pela equipa principal do Vitesse no dia 5 de Abril de 2008, quando ainda era júnior e na época seguinte afirmou-se como titular, conseguindo fazer 8 golos no Campeonato.

Em Maio de 2008 transferiu-se para o Utrecht, onde continuou a ser titular e a marcar muitos golos, estreando-se na Selecção principal do seu país em Agosto de 2010, num jogo em que a Holanda empatou a um golo na Ucrânia, numa altura em que já era cobiçado pelo Ajax e PSV, falando-se também do interesse de clubes ingleses como Arsenal, Newcastle ou Liverpool.

Depois de ter marcado 36 golos em duas épocas no Utrecht, no dia 3 de Junho de 2011 foi anunciado como o terceiro reforço do Sporting para a temporada de 2011/12, assinando um contrato válido por 5 épocas, com uma cláusula de rescisão no valor de 22 milhões €, tendo a SAD leonina pago 5,4 milhões € pelo seu passe, o que fez dele o terceiro jogador mais caro da história do Clube, depois de Rodrigo Tello e Sinama Pongolle.

Principiou a época como suplente de Postiga, mas com a saída deste para o Saragoça, assumiu a titularidade e tornou-se no melhor marcador da equipa com 25 golos apontados, mostrando ser um jogador com escola de ponta de lança, e com muita margem de progressão, principalmente na finalização, uma área onde por vezes se revelou algo perdulário.

De qualquer forma foi considerado como uma das melhores contratações da época, tendo a SAD alienado 15 por cento dos direitos do seu passe, ao "Sporting Portugal Fund", por 975 mil euros, depois de anteriormente já ter cedido ao Quality Football Ireland Limited, metade dos referidos direitos por 2,5 milhões €, numa altura em que já se começava a falar no interesse de alguns clubes dos países mais ricos, neste promissor avançado holandês.

Na época de 2012/13 continuou a ser o melhor marcador do Sporting, embora a sua produção tenha baixado, à semelhança do que aconteceu com toda a equipa, naquela que foi a pior temporada da história do futebol do Clube, e passou a ser um jogador algo contestado, principalmente quando falhava oportunidades flagrantes, como foi o caso de três grandes penalidades que desperdiçou.

Assim a sua venda chegou a ser equacionada na reabertura do mercado em Janeiro de 2013, quando esteve à beira de se transferir para o Dínamo de Kiev, numa altura em que o Sporting atravessava uma grave crise financeira e desportiva, que acabou por levar o Presidente Godinho Lopes, que estava demissionário, a vender os direitos desportivos do jogador e os 35% do seu passe que o Sporting ainda detinha, ao Norwich, que em Março de 2013 terá pago na totalidade cerca de 10 milhões €, com a parte do Sporting a rondar os 3,5 milhões, que serviram para pagar os ordenados em atraso, no meio de muita polémica e em vésperas de eleições.

Apesar de toda esta controvérsia, Van Wolfswinkel continuou a jogar e a marcar golos, concluindo a temporada em bom plano, novamente com uma média a rondar 1 golo por cada 2 jogos, terminando a sua ligação ao Sporting com 45 golos marcados, em 88 jogos oficiais disputados ao serviço da equipa principal do Clube.

Em Inglaterra encontrou uma realidade completamente diferente e apenas marcou um golo numa equipa que desceu de divisão, pelo que no final da temporada foi emprestado ao Saint Etienne de França.

To-mane 09h43min de 4 de Junho de 2011 (WEST)