Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções

Stadium de Lisboa

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ir para: navegação, pesquisa
Estádio anterior:
Estância de Madeira
Estádio seguinte:
Estádio José Alvalade

O Stadium de Lisboa, também conhecido como o Estádio de Lisboa ou o Estádio do Lumiar, foi uma obra idealizada e mandada construir por José Alvalade e que motivou a sua saída da Direcção do Sporting Clube de Portugal, devido a divergências internas resultantes do facto de ter mandado retirar materiais do Sítio das Mouras, para a construção deste novo recinto.

Vista aérea de 1947, o primeiro Estádio José Alvalade

Inaugurado em 28 de Junho de 1914, embora oficialmente apenas em 20 de Dezembro do mesmo ano, e localizado na já então chamada Alameda das Linhas de Torres, tinha campo de Futebol, pista de Atletismo e velódromo, e passou a ser uma espécie de "Estádio Nacional" onde se realizavam os grandes eventos desportivos da época, nomeadamente, os primeiros jogos da Selecção Nacional de Futebol.

Góis Mota a empunhar a primeira picareta no último dia do Stadium de Lisboa

Na década de 30, devido ao contínuo crescimento do Sporting Clube de Portugal e numa altura em que as instalações da Estância de Madeira já estavam bastante degradadas, a Direcção do comandante Oliveira Duarte lançou as bases para a edificação de um novo estádio, adquirindo para tal um terreno - a chamada Faixa do Talone - a que se seguiu a elaboração de um projecto de um novo estádio.

Contundo, uma oportuna informação de Retamoza Dias, proporcionou o arrendamento em condições muito vantajosas do Stadium de Lisboa. Assim, a 30 de Abril de 1937 o Sporting instalou-se na obra criada por José Alvalade.

Envelhecido, mas nem por isso impróprio para as grandes vitórias, o Sporting mais tarde fez importantes obras no Stadium, que incidiram principalmente no arrelvamento do campo, na regularização das pistas de Atletismo e Ciclismo e na construção de bancadas de cimento nos topos.

Da remodelação nasceu a 13 de Junho de 1947 o recinto pela primeira vez conhecido como Estádio José Alvalade, nome que passaria a ser atribuído aos novos estádios por deliberação estatutária e que viria a ser inaugurado no dia 14 de Setembro de 1947, com um jogo em que o Sporting empatou 4-4 com o Atlético de Bilbau.

Este estádio assistiu aos tempos áureos do futebol leonino, como o primeiro tetra do futebol nacional, e foi o único estádio do Sporting em que os "violinos" actuaram juntos.

O último jogo a que assistiu realizou-se a 01 de Janeiro de 1955, no seu festival de despedida, em que pela última vez teve a sua lotação esgotada. Foi um jogo amigável contra o Atlético Clube de Portugal, que o Sporting ganhou 4-1. No fim do jogo, Artur Agostinho anunciou que se ia destruir o Estádio, e consequentemente se iniciava a cerimónia da arrematação das picaretas para financiar a construção do novo Estádio José Alvalade. Foi o Presidente do Sporting Góis Mota quem empunhou a primeira picareta.


To-mane 11h17min de 7 de Outubro de 2008 (UTC)