Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes

Sporting Clube de Goa

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Equipa do Sporting Clube de Goa

Índice

História

O Sporting Clube de Goa foi originalmente formado durante o domínio português. Em 1951 o Conselho de Desportos da Índia Portuguesa foi formado em substituição da Associação de Futebol da Índia Portuguesa, que tinha sido formada em 1939 e desaparecido em 1949 sem ter organizado qualquer campeonato nem ter obtido reconhecimento da Federação Portuguesa de Futebol. O novo Conselho estabeleceu uma 1ª e 2ª divisões, e até ao fim da presença portuguesa em 1961, o Sporting Clube de Goa foi campeão uma vez [1].

Em 1956, José de Abreu Theriaga e Monteiro Libório, respectivamente, vice-presidente e membro do Conselho Geral do [[Sporting Clube de Portugal] visitaram o Sporting de Goa, no que foi a primeira visita de dirigentes do Sporting. Ofereceram equipamentos completos para a prática de futebol. Era na altura presidente do SC de Goa o Eng. Fernando de Castro, e o vice-presidente Matos Sequeira. [2]

Depois do eclipse de clubes como o Alto Guimaries, Panjim Footballers, Godinho Bros, Sao Miguel de Taleigao, Merces Club e Crown Club, a população de Panjim (capital do estado de Goa) uniu esforços para dar origem a um "novo" clube, o Sporting Clube de Goa, popularmente conhecido por Sporting, com o mesmo nome e símbolo de antes mas renascido.

Equipamento do Sporting Clube de Goa: casa e fora

O Sporting Clube de Goa foi refundado no ano de 1999 quando um grupo de entusiastas do futebol, liderados por dois jovens empresários, Peter Vaz e Edgar Afonso, tomaram conta dos destinos do clube Hotel Cidade de Goa, que estava em declínio, rebaptizando-o com o actual nome. Assim, o Sporting tornava-se no segundo clube de participação pública (o primeiro a ser criado nestes moldes foi o Vasco Sports Club). É um clube desportivo reconhecido pela sua equipa de futebol construída com base nos ideais do Sporting Clube de Portugal, chegando mesmo a adoptar um símbolo semelhante.

O clube teve uma ascensão meteórica desde a Primeira Divisão de Goa até à Liga Nacional de Futebol, em apenas quatro anos.

A primeira "missão" do Sporting, a Johnny Memorial Soccer Tournament, tornou-se numa experiência memorável, já que ficaram em primeiro lugar. A Taça do Governador foi a seguinte competição e também ela foi proveitosa, tendo perdido apenas nos quartos-de-final frente aos campeões da Liga Nacional, o Salgaocar Sports Club. Porém, a fama e o reconhecimento foram imediatos quando o Sporting conseguiu atingir as semi-finais da Taça da Federação, em Chennai, deixando pelo caminho os gigantes East Bengal.

Estádio Fatorda Pandit Jawarharlal Nehru, a casa do Sporting Clube de Goa

O Sporting teve a sua estreia na Primeira Divisão da Liga Nacional de Futebol na época de 2003/04 e logo na sua segunda época nesta competição esteve à beira de ganhar o campeonato, quedando-se pelo segundo lugar. Este facto é ainda mais heróico já que a temporada ficou também marcada por um malfadado acidente de autocarro que feriu vários jogadores, tendo quatro deles ficado impossibilitados de competir naquela edição da Liga Nacional.

Actualmente, o Sporting partilha o Estádio Fatorda Pandit Jawarharlal Nehru, em Margão, com o Dempo Sports Club e o Salgaocar Sports Club. Apesar de ser utilizado maioritariamente para jogos de futebol, é um estádio multi-usos podendo comportar jogos de críquete e concertos.

É a Filial do Sporting Clube de Portugal n.º 114.

Classificações

Temporada Liga V E D GM GS Pontos Posição
2008/09 1ª Divisão
2007/08 1ª Divisão 4 7 7 14 24 19
2006/07 1ª Divisão 6 7 5 23 19 25
2005/06 1ª Divisão 6 7 4 24 16 25
2004/05 1ª Divisão 14 3 5 46 23 45 Vice-Campeões
2003/04 1ª Divisão 7 6 9 34 35 27
2002/03 2ª Divisão 7 5 1 31 12 26 Campeões
2000/01 2ª Divisão 5 3 1 19 8 18 3º na fase Inter-grupos

Contactos

Referências

  1. James Mills, Football in Goa: sport, politics and the Portuguese in India, in Soccer in South Asia: Empire, Nation, Diaspora eds. Paul Dimeo and James Mills, Routledge 2001
  2. Jornal Sporting de 1 de Maio de 1956