Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções

Rola

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ir para: navegação, pesquisa
Dados de Rola Rola.jpg
Nome: Joaquim Tavares Guiomar
Nascimento: 13 de Maio de 1927
Naturalidade: Estarreja - Portugal
Posição: Avançado
Escalão Época Clube Jogos Golos Titulos Internacionalizações
JUV JUN ESP BB AA Golos
Regionais 1946/47 Estarreja
Regionais 1947/48 Estarreja
Regionais 1948/49 Estarreja
1ª Divisão 1949/50 SPORTING 13 7
1ª Divisão 1950/51 SPORTING 0 0
1ª Divisão 1951/52 SPORTING 7 5
1ª Divisão 1952/53 SPORTING 14 5 Campeonato Nacional
1ª Divisão 1953/54 Vit. Guimarães
1ª Divisão 1954/55 Vit. Guimarães
2ª Divisão 1955/56 Vit. Guimarães
2ª Divisão 1956/57 Vit. Guimarães
2ª Divisão 1957/58 Vit. Guimarães
1ª Divisão 1958/59 Vit. Guimarães
1ª Divisão 1959/60 Vit. Guimarães
1ª Divisão 1960/61 Vit. Guimarães
1ª Divisão 1961/62 Vit. Guimarães
1962/63
1963/64 Freamunde
Total = 34 17

Veloz, habilidoso e com uma grande capacidade de remate, Joaquim Guiomar, mais conhecido por Rola, começou oficialmente a praticar futebol ao serviço do clube da terra, o CD Estarreja, onde permaneceu durante três épocas actuando como avançado ou extremo.

Considerado uma das maiores referências do Estarreja, o jovem despertou um enorme interesse em vários clubes nacionais, principalmente por parte do FC Porto, SL Benfica e do Sporting Clube de Portugal. Os Leões procuravam colmatar a saída de Peyroteo, daí que o Clube acabou por vencer a corrida pelo jovem jogador, contratando-o pela quantia de 70 contos, em 1949.

De referir que, ainda ao serviço do CD Estarreja, Rola representou o SC Beira Mar em dois jogos internacionais, algo comum na altura.

Chegou ao Sporting na temporada 1949/50 e, sob o comando do treinador Alexandre Peics, foi logo lançado na equipa, estreando-se em jogo contra o Lusitano de Vila Real de Santo António, realizado a 9 de Outubro de 1949, onde marcou um dos golos na vitória leonina por 3-1.

O potente remate de pé esquerdo de Rola

Os primeiros jogos do jovem Rola foram promissores, fixando-se como titular da equipa na frente de ataque. Porém, uma fractura do menisco atirou-o para longe dos relvados durante um longo período. Na temporada seguinte e para adquirir a melhor forma possível, o então treinador Randolph Galloway incluiu-o na equipa de reservas, onde participou em inúmeros jogos nas diversas digressões do Sporting.

Mas na temporada 1951/52 uma nova lesão no menisco impediu-o de dar a sua contribuição à equipa leonina. Só no final dessa temporada Rola voltaria a aparecer em grande evidência, com especial enfoque nos jogos das meias-finais e final da Taça de Portugal: no desempate da meia-final frente ao FC Porto, marcou dois espectaculares golos na vitória leonina por 5-2; e na final frente ao SL Benfica apontou mais dois golos, sendo considerado o melhor jogador em campo, apesar da derrota da sua equipa por 5-4.

Só na época 1952/53 Rola viria a ter intervenção directa na conquista do Campeonato Nacional. Como não há duas sem três, uma nova lesão grave impediu-o de jogar, igualando assim o recorde de Travassos em número de fracturas de menisco.

Devido às lesões, no início da temporada seguinte o Sporting facilitou a sua saída para o Vitória de Guimarães, por troca com António F. Lourenço. No cômputo geral, Rola fez 34 jogos, marcou 17 golos e foi Campeão Nacional em 1952/53 ao serviço dos Leões.

No Guimarães assumiu-se como titular indiscutível, mas o azar continuaria a persegui-lo acabando por bater o recorde de Travassos com nova lesão no menisco. Mais tarde, em 1960/61, uma fractura no perónio terminou praticamente com a sua carreira de futebolista.

Rola viria então a assumiu-se como treinador dos júniores e, mais tarde, da equipa principal dos vimaranenses. Surpreendentemente, em 1963/64 ainda jogou pelo SC Freamunde, terminando aí definitivamente com a sua carreira de futebolista e ingressando nos quadros do Guimarães no campo de formação de jovens atletas.

Faleceu em Março de 2013, aos 85 anos de idade.

Referências