Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes

Passos

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Dados de Passos 270x160px
Nome: Manuel Passos Fernandes
Nascimento: 26 de Março de 1922
Naturalidade: Machico (Madeira) - Portugal
Posição: Defesa
Escalão Época Clube Jogos Golos Titulos Internacionalizações
JUV JUN ESP BB AA Golos
1938/39 U. Madeira
1939/40 Unidos
1940/41 Unidos
1941/42 Unidos
1942/43
1943/44
1944/45
1945/46
1946/47
1ª Divisão 1947/48 SPORTING 0 0
1ª Divisão 1948/49 SPORTING 6 0 Campeonato Nacional
1ª Divisão 1949/50 SPORTING 18 0
1ª Divisão 1950/51 SPORTING 27 0 Campeonato Nacional
1ª Divisão 1951/52 SPORTING 36 0 Campeonato Nacional
1ª Divisão 1952/53 SPORTING 31 0 Campeonato Nacional 2 0
1ª Divisão 1953/54 SPORTING 25 0 Campeonato Nacional 3 0
1ª Divisão 1954/55 SPORTING 30 0 4 0
1ª Divisão 1955/56 SPORTING 29 1 6 0
1ª Divisão 1956/57 SPORTING 23 0 2 0
Total = 225 1 1 17 0

150x220px Manuel Passos nasceu na Madeira e começou a jogar Futebol no Lusitânia, onde deu logo nas vistas, sendo então recrutado pelo União, clube onde principiou pela 2ª categoria, mas depressa chegou à equipa principal.

Veio para o continente muito jovem, perseguindo o sonho de ser futebolista e arranjou um emprego na CUF, mas foi nos Unidos de Lisboa, que se começou a evidenciar, primeiro na posição de interior e depois como um defesa pujante, voluntarioso e com um enorme sentido posicional, chegando a entrar nos planos do Seleccionador Nacional da altura, Cândido de Oliveira.

No entanto a sua promissora carreira seria interrompida por uma doença que o levou a um longo período de internamento no Sanatório do Caramulo, donde saiu com mais de 90 quilos e dado como perdido para o Futebol.

Foi então que veio ao de cima o seu grande carácter e espírito de luta, que o levaram a nunca baixar os braços. Voltou a trabalhar e ofereceu-se ao Sporting, onde a Direcção aceitou que ele treinasse à condição.

Não demorou muito tempo para que Cândido de Oliveira o lançasse na equipa principal. Foi no jogo inaugural do Campeonato Nacional de 1948/49, em que o Sporting ganhou por 3-0 ao Atlético, tinha então 26 anos.

Nessa sua primeira temporada de Leão ao peito fez apenas 6 jogos, ajudando o Sporting a fechar o seu primeiro tri-campeonato, naquele que foi o ano de despedida dos famosos Cinco Violinos com o abandono de Peyroteo. Na época seguinte aproveitou uma lesão de Manecas, que já estava no ocaso da sua carreira, para ganhar um lugar na defesa leonina.

Com a chegada de Randolph Galloway ao comando da equipa, tornar-se-ia no patrão da defesa do Sporting, conquistando então um tetra campeonato, e após o abandono de Azevedo recebeu a braçadeira de Capitão como reconhecimento do seu carisma e grande capacidade de liderança, que o levaram também à Selecção Nacional, onde se estreou já com 30 anos, mas ainda a tempo de contabilizar 17 internacionalizações.

Tinha 35 anos quando em 1957 encerrou a sua carreira, com mais de duzentos jogos oficiais realizados ao serviço do Sporting, deixando a sua marca de profissional exemplar e por todos respeitado.

Em 2002 foi distinguido com o Prémio Stromp na categoria Saudade.

To-mane 12h51min de 15 de Março de 2009 (WET)