Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções

Museu Mundo Sporting

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
(Redireccionado de Mundo Sporting)
Ir para: navegação, pesquisa

Origens do Museu

Sala dos Troféus na Sede da R. do Passadiço

O Sporting Clube de Portugal é o único clube do mundo com dois museus dedicados ao seu historial. O primeiro é o Museu Mundo Sporting. O segundo é o Museu do Sporting em Leiria.

Museu-Sala dos Troféus no Estádio José Alvalade

O Mundo Sporting tem as suas origens na Sala Museu, ou Sala dos Troféus, que ocupava todo o último piso da Sede da R. do Passadiço, e que mostrava os troféus conquistados pelo Sporting ao longo dos primeiros sessenta anos da sua história. Desde a primeira Taça conquistada até à Taça das Taças, a Sala estava repleta. À entrada, o primeiro troféu que aparecia (nº 76 do inventário) era uma estatueta de bronze comemorativa da primeira viagem do Sporting ao Brasil em 1928, correspondente a um jogo disputado com o Vasco da Gama. No meio da sala encontravam-se três pirâmides de taças, estando os troféus considerados mais importantes nas posições cimeiras. No vértice da pirâmida do centro estava a Taça "Sporting Clube de Luanda", conquistada em Luanda a 15 de Agosto de 1954. Nas outras duas pirâmides o lugar de honra era ocupado pelas duas taças "O Século". Em Abril de 1956, o arquivo do Clube tinha inscritos 1850 troféus. [1]

Museu - Sala dos Troféus

A 1 de Fevereiro de 1994, o então presidente do Sporting, Sousa Cintra, inaugurou o Museu - Sala dos Troféus do Sporting no Estádio José Alvalade, com a presença do Presidente da República dr. Mário Soares. Sem grandes preocupações de ter um discurso expositivo, o Museu - Sala dos Troféus mostrava as principais taças e medalhas conquistadas não só pelo futebol leonino, mas também pelas diversas modalidades. Eram ainda expostos alguns objectos referentes à história do Clube, como reproduções dos documentos da fundação, fotografias das diversas e instalações desportivas, as bolas de alguns jogos históricos como a final da Taça das Taças, e a última bicicleta e camisola amarela de Joaquim Agostinho. Já nessa altura eram expostas menos de metade das peças, estando o resto nas reservas, e ainda em diferentes partes do Estádio José Alvalade. Era então Maurício do Vale o director do museu. Para realizar as obras necessárias foram mobilizados os sportinguistas, que através da Campanha pr'ó Museu doaram quase seis mil contos.[2]

Eng. Lúcia Paula, conservadora do Museu

Em 1995, a Conservadora-Restauradora Lúcia Paula ganhou um concurso público aberto pelo Sporting para o cargo de conservadora. O museu, sob sua orientação, deixou de ser “apenas” um repositório de troféus, e tornou-se principalmente uma instituição cultural forte e organizada, cumprindo as funções de recolha, inventário e registo, conservação, investigação, e divulgação cultural e educativa, próprias de um museu. Nessa altura foram também realizadas exposições externas com peças do museu, como por exemplo a exposição “Alvalade Século XXI, Passado, Presente, e Futuro do Sporting”, realizada em 1998 numa iniciativa da Junta de Freguesia de Alcântara em conjunto com o Núcleo Sportinguista "Leões de Alcântara".

O projecto e sua realização

Desde o momento em que foi decidido criar o Complexo Alvalade XXI foi decidido ter um espaço museológico sobre a história do Clube, com as novas tecnologias presentes, incutindo ritmo e emoção. Mário Casquilho foi indicado em 2000 para liderar a concepção e realização do projecto. A forma dinâmica como os temas são tratados levou ao abandonar da expressão “Museu do Sporting”, substituído por “Mundo Sporting - Viagem ao universo leonino”.

Como o Sporting tinha, para além das taças e troféus, pouco espólio histórico e poucas fotografias, recorreu-se à ajuda do director do Museu de Leiria, José Bernardes Dinis, e ainda José Manuel Castanheira da Silveira e dr. Artur da Cunha Rosa, antigo director do Boletim do Sporting e do Jornal Sporting, conseguindo-se assim preencher as lacunas encontradas. Foram também inúmeros os objectos cedidos ao Clube por sportinguistas, que assim preferiram partilhá-los, enriquecendo a memória colectiva do Sporting Clube de Portugal.

Os principais critérios na concepção do Mundo Sporting foram, em primeiro lugar, o respeito por todos os atletas, técnicos, dirigentes, associados e funcionários; uniformidade de selecção e destaque de atletas e modalidades; referenciação de factos de inquestionável relevância da vida do Clube, privilegiando a instituição em detrimento do indivíduo, mas referenciando sempre as pessoas marcantes.

Ficha Técnica

  • Direcção: Mário Soares Casquilho
  • Consultor de museologia: António Nabais
  • Investigação e textos: Mário Soares Casquilho e António Nabais
  • Inventário e Conservação: Lúcia Paula
  • Manutenção e Restauro: Manuel Valente e Ana Santos
  • Produção: Euphon Projects
  • Produtor Executivo: José Luís Cañellas
  • Director de Coordenação: António Maria González
  • Assistente de Coordenação: Susana Carreras
  • Engenharia: Luís Valero e Luís Cuso
  • Concepção e Projecto Museográfico: Joan Sibina & arquitectos associados
  • As sras. Ana Santos e Florika Bud limparam as taças ao longo de centenas de dias.

O Mundo Sporting

Inauguração do Mundo Sporting, com Mário Casquilho ao centro.

O novo Museu Mundo Sporting, situado no Complexo Alvalade XXI, foi inaugurado, quatro anos depois de iniciado o projecto, a 31 de Agosto de 2004 pelo então presidente do Sporting Clube de Portugal, Dr. Dias da Cunha, na presença do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Eng. Carmona Rodrigues. [3] O seu director desde a inauguração é Mário Casquilho.

Um expositor no Museu. Da esquerda para direita vêem-se uma das primeiras camisolas do Clube, uma das primeiras camisolas Stromp, uma camisola dos Cinco Violinos, uma camisola usada por Manuel Fernandes, e uma camisola de 2007/08.

O Mundo Sporting tem 1000 metros quadrados. Na entrada está um posto informático, onde pudemos consultar a constituição dos orgãos sociais e directivos do clube, ao longo dos anos, esta sala está forrada com imagens dos adeptos e das modalidades que dão vida ao clube. Após uma recepção que reproduz a Sala da Direcção com o mobiliário original, o Museu está dividido em oito áreas, onde os Sportinguistas e todos os desportistas podem viver mais de 100 anos de uma história ímpar a nível nacional e internacional.

Alguns dos Troféus no Museu Mundo Sporting

A primeira área apresenta “Um Grande Clube”, com os símbolos do Sporting, as suas modalidades e os seus atletas. Um vídeo vai mostrando todos os emblemas que o clube já adoptou. Em cada vitrine estão expostos apenas alguns exemplares dos troféus que cada modalidade foi conquistando, como também alguns objectos referentes à modalidade. Destaca-se um exemplar da sapatilha de um norte-americano, que actuou na equipa de basquetebol, cujo tamanho é o número 52.

Na segunda área descobrem-se “As Origens”, com a evocação do Visconde de Alvalade, e José Alvalade, os fundadores.

A terceira área mostra “Os Primeiros Anos de Clube”, com a história do início, os primeiros símbolos e documentos (está exposta uma cópia dos primeiros estatutos do clube), os presidentes, as primeiras competições e as primeiras taças, os estádios e as sedes.

A quarta área é dedicada à “Grandeza do Sporting”, ou seja o Sporting no mundo, com os seus Núcleos, Filiais, Delegações e Organizações, e ainda os inúmeros troféus, os grandes jogadores e atletas, as Taças Europeias.

A quinta área é denominada “Uma Intensa História”, desde a cronologia dos eventos do Clube aos Cinco Violinos, a Taça das Taças, a pista tartan do antigo Estádio José Alvalade, e o Sporting actual. Destacam-se, também, as digressões que o Sporting foi fazendo, uma das quais a ida à China, onde o Clube foi presenteado com dois leões chineses de enorme beleza, uma ida ao continente Africano, estando exposto dois enormes dentes de marfim, ganhos numa competição que lá ocorreu.

A sexta área, “Entrada em Campo”, reproduz a entrada dos jogadores no campo, com os visitantes a passarem por uma reprodução do túnel de acesso, onde nas paredes vai passando um vídeo com as entradas dos jogadores, dando a noção que acompanham o visitante na entrada para o campo. Chegando depois à sala que simula o relvado, há uma máquina que pulvuriza o ar com um cheiro a relva, de modo a tornar o ambiente o mais parecido possível com o relvado.

Chega-se então à sétima área, a “Paixão Sporting”, onde um audiovisual com 10 minutos de duração mostra a glória do Clube.

Finalmente na oitava área, “Todo o Sporting”, estão disponíveis informações mais detalhadas sobre a história e actualidade do Sporting Clube de Portugal.

Uma nova dinâmica

Inauguração da exposição temporária sobre o Kickboxing do Sporting, 30 de Novembro de 2013.
Capoeira no Museu Mundo Sporting

Em 2013 a conservadora Lúcia Paula assumiu o cargo de Diretora de Serviços do Museu Mundo Sporting, e a 30 de Novembro desse ano foi inaugurada a primeira exposição temporária no museu, sobre o Kickboxing do Sporting. As exposições temporárias, além de permitirem dar relevo a aspectos particulares da vida e história do Clube, trazem também nova uma dinâmica, sendo motivo para visitas repetidas ao museu.

Depois, a exposição deixou o Museu Mundo Sporting e foi em itinerância para o Museu do Sporting em Leiria.

Em Abril de 2014, foi a vez de ser apresentada uma exposição temporária com temática incidindo sobre a secção de Capoeira do Sporting, apresentando objectos e textos alusivos a esta arte marcial. A exposição foi coordenada por Lúcia Paula, e com o apoio do Mestre Nelson Barros.

Horário e Preços

VISITAS
Visitantes
(individuais ou grupos) (a)
Adultos (b) Crianças (c)
Preço p/ pessoa Preço p/ pessoa
ESTÁDIO + MUNDO SPORTING
Público
€ 10,00
€ 6,00
Sócios
€ 6,00
€ 3,00
MUNDO SPORTING
Público
€ 8,00
€ 5,00
Sócios
€ 4,00
€ 2,00

Legenda

  • Preços válidos em Janeiro de 2011.
  • (a) os grupos não poderão ter mais de 30 pessoas.
  • (b) a partir dos 12 (inclusive) e inclui deficientes motores, sendo que neste caso terão que marcar com aviso prévio.
  • (c) Até aos 11 anos de idade (inclusive). Entrada gratuita até aos 6 anos.
  • Escolas públicas e privadas têm condições especiais.
  • Núcleos têm condições especiais.
  • Seniores - idade superior a 65 anos.
  • Todos os valores apresentados incluem IVA

Acessos

  • A entrada no Museu Mundo Sporting é efectuada pelo Hall-Vip/Porta TMN, junto ao Edificio Visconde de Alvalade.
  • O Museu situa-se no 1º andar (acesso por elevador).

Horário das visitas Mundo Sporting

  • Aberto de 2ª a 6ª feira, das 11h às 18h
  • Aos fins-de-semana, apenas se realiza a visita conjunta Estádio + Museu com início no Hall-Vip do Estádio José Alvalade às 11h30, 14h30 e 16h.
  • Em dias de jogo, encerra 4h antes do apito inicial.

Contactos

Referências

  1. 50 anos ao serviço do desporto e da pátria, Direcção de Vicente da C. R. Rodrigues, publicação do Sporting, 1956
  2. Jornal Sporting de 28 de Setembro de 1994
  3. Página oficial do Sporting : Museu Mundo Sporting