Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes

Manuel Dias

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Esta página é sobre o atleta Manuel Dias. Se procura o médio da Academia Manuel Dias, consulte Manuel Maria Dias. Se procura o ciclista Manuel Dias, consulte Manuel Dias (Ciclismo).
Dados de Manuel Dias Manueldias.jpg
Nome: Manuel Dias
Nascimento: 13 de Março de 1904
Naturalidade: Lisboa - Portugal
Posição: Atleta (crosse, fundo e meio-fundo)

Manuel Dias foi talvez o primeiro grande fundista do Sporting Clube de Portugal, superando os feitos de Matias de Carvalho, Albano Martins e Cecilio Costa.

Vendedor de jornais de profissão, Manuel Dias começou a praticar Atletismo no Grupo Desportivo Vendedores de Jornais, tendo posteriormente transitado para o Vendedores de Jornais FC, mas quando lhe disseram que era muito miúdo para correr, resolveu fundar um clube e foi assim que nasceu o Sport Picheleira Atlético Club.

Começou a ganhar algumas provas e o Sporting Clube de Portugal interessou-se pelo seu concurso, mas Manuel Dias foi resistindo às propostas leoninas em nome da fidelidade ao clube que tinha fundado, mas em 1926 teve um desentendimento com a Direcção do Picheleira e em Agosto desse ano estreou-se finalmente pelo Sporting, começando logo por se sagrar Campeão Nacional dos 5000m.

Ao serviço do Sporting foi 3 vezes Campeão Nacional de Corta-Mato (1928, 1930 e 1931) acumulando sempre com o titulo colectivo que o Clube também ganhou nesses anos, contribuindo assim decisivamente para o domínio que o Sporting exerceu nas pistas de Crosse nacionais, durante este período.

Ganhou também 5 Campeonatos de Portugal dos 5.000m (1926, 1928, 1929, 1930 e 1931), tendo batido o Recorde Nacional desta distância por duas vezes, a última das quais em 1930, com a marca de 15,25,8m, que perdurou durante 16 anos.

Foi também 2 vezes Campeão de Portugal dos 1500m (1929 e 1931) e tornou-se no primeiro Recordista Nacional dos 3.000m obstáculos, quando em 1930 esta especialidade foi introduzida no mapa das competições, fazendo a marca de 10,47,6m.

Foi ainda Recordista Nacional dos 3.000m, com a marca de 9,16,8, estabelecida em 1927, no decorrer de uma corrida de 5.000m, em que foi efectuada uma cronometragem para o efeito, marca que viria a melhorar dois anos depois, fixando o novo Recorde em 9,06,6m.

Ainda ao serviço do Sporting, foi também Campeão Regional dos 1500m, 5000m e Corta Mato, por duas vezes em cada uma destas especialidades.

Em 1931 deixou o Sporting por causa de uma Taça que os dirigentes leoninos foram buscar a sua casa, e assim a partir de 1932 passou a representar o Benfica, onde continuou a dominar o Crosse e as corridas de Fundo, conquistando mais 5 Campeonatos Nacionais de Corta-Mato, 3 Campeonatos de Portugal dos 5000m e outro nos 1500m, totalizando assim 8 títulos em cada uma das suas duas principais especialidades e 3 nos 1500m.

A partir de 1936 dedicou-se à Maratona, participando nos Jogos Olímpicos de Berlim, onde ficou em 17º lugar, e até 1941 ganhou por 6 vezes consecutivas os Campeonatos de Portugal da especialidade, batendo o Recorde Nacional em duas ocasiões, fixando-o na marca de 2,30,38h, que perduraria mais de 17 anos.

Manuel Dias foi posteriormente foi um dos fundadores do jornal Record, aproveitando o facto de ter ganho algum dinheiro na lotaria, para investir num negócio que conhecia graças à sua profissão e numa especialidade pela qual era apaixonado.

To-mane 10h35min de 1 de Fevereiro de 2012 (WET)