Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes

José Regalo

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Dados de José Regalo Zeregalo.JPG
Nome: José Alberto Teixeira Regalo
Nascimento: 22 de Novembro de 1963
Naturalidade: Mateus, Vila Real - Portugal
Posição: Atleta (meio fundo e fundo)

José Regalo começou a praticar Atletismo na União de Paredes, clube que representou até 1983, altura em que ingressou no Futebol Clube do Porto, onde viveu os melhores anos de uma carreira que acabou por ficar um pouco aquém daquilo que as suas potencialidades permitiam que se esperasse.

Destacou-se nas corridas de fundo e meio fundo e inicialmente apostou nos 3000 metros obstáculos, porque nas provas mais longas estava tapado por atletas como Fernando Mamede, António Leitão, Ezequiel Canário e Domingos Castro, que lhe dificultavam a entrada nas equipas que representavam Portugal nas grandes competições internacionais, e assim entre 1984 e 1986 foi tri-Campeão de Portugal nos 3000 metros obstáculos.

Em 1986 apossou-se do Recorde Nacional daquela especialidade, ao percorrer a distância em 8,24,40m, uma marca que viria a melhorar duas vezes, a última das quais no ano seguinte, durante os Mundiais de Roma, onde apesar de ter ficado em 11º lugar, fez 8:20,70m, um Recorde que se manteve durante quase 17 anos, e que marcou o fim da sua aposta naquela distância.

1988 foi a sua grande época, sagrando-se Campeão de Portugal nos 5000 e 10000m, e tornando-se no único português a vencer uma Final do Grande Prémio da Federação Internacional de Atletismo, ao ganhar a corrida dos 5000m, numa altura em que já era considerado como um dos melhores especialistas do mundo naquela distância, e em que fixou os seus recordes pessoais em 13,15,62 nos 5000m e 28,02,40 nos 10000m.

Ainda no Verão desse mesmo ano, chegou aos Jogos Olímpicos de Seul como um dos favoritos à conquista das medalhas na corrida dos 5000m, mas acabou por desistir na Final, afectado pelo cansaço físico e psicológico, depois de na eliminatória ter ficado sem um sapato, queimando a planta do pé.

No final dessa temporada protagonizou uma transferência polémica para o Benfica, numa altura em que tinha estalado mais uma guerra entre este clube e o FC Porto, mas mais tarde confessou-se arrependido daquela decisão, que acabou por coincidir com o ocaso da sua carreira.

De facto uma lesão no tendão de Aquiles, cujos problemas começaram a fazer-se sentir no Crosse das Amendoeiras de 1989, que curiosamente venceu, viria a condicionar toda a sua carreira daí para a frente.

No final do ano de 1992 ingressou no Maratona Clube de Portugal, onde permaneceu dois anos, transferindo-se depois para o Terbel, onde em 1995 conquistou o seu 2º titulo de Campeão de Portugal nos 5000m.

No final do ano de 1995 transferiu-se para o Sporting Clube de Portugal, o que já tinha estado para acontecer em 1986, numa altura em que José Regalo alimentava o sonho de pertencer à grande equipa de meio-fundo do Sporting. No entanto Pinto da Costa opôs-se e como havia um acordo entre os clubes, a transferência gorou-se.

Representou o Sporting durante 4 temporadas, até regressar ao Terbel no final do ano de 1999, terminando a sua carreira de atleta de alta competição em 2001, com 37 anos de idade.

No período em que esteve no Sporting, fez parte das Selecções Nacionais que foram Campeãs da Europa de Corta Mato em 1996 e 1997, depois de em 1995 também ter integrado a equipa de Portugal que ficou em 2º lugar nessa mesma competição, onde José Regalo obteve como melhor classificação um 9º lugar, em 1997.

Ainda no Corta Mato, participou em sete edições dos Campeonatos do Mundo, obtendo como melhores classificações dois 14ºs lugares, em 1987 e 1992.

Para além disso esteve presente nos Campeonatos da Europa de Atletismo de 1986, onde foi 9º classificado nos 3000m obstáculos e nos Mundiais de 1993, onde desistiu nas eliminatórias dos 10000m.

Representou Portugal em três edições da Taça da Europa, vencendo a corrida dos 3000m obstáculos em 1987.

Na época de 1998 representou Portugal na Taça da Europa dos 10000m, classificando-se no 21º lugar, numa competição onde Portugal ganhou a Medalha de Ouro.

Licenciado em Educação Física e Desporto e com um Mestrado em ensino da Educação Física nos ensinos Básico e Secundário, José Regalo depois de concluída a sua carreira de atleta de alta competição, dedicou-se a dar aulas e foi Vice-Presidente da Comissão de Atletas de Alta Competição e Presidente da Direcção do Maia Atlético Clube, onde também desempenhou as funções de Diretor Técnico, até em 2013 passar a integrar a Direcção da Federação Portuguesa de Atletismo.

To-mane 18h19min de 14 de Março de 2013 (WET)