Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções

José Carvalho

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ir para: navegação, pesquisa
Dados de José Carvalho Jose Carvalho.jpg
Nome: José de Jesus Carvalho
Nascimento: 15 de Junho de 1953
Naturalidade: Porto - Portugal
Posição: Atleta (barreiras, velocidade prolongada e combinados)

Oriundo do Santa Clara de Coimbra, onde se iniciou como atleta, José Carvalho foi o melhor barreirista da história do Atletismo português, sucedendo a Alberto Matos no domínio desta difícil especialidade, mas era um atleta completo, tendo-se distinguido em várias disciplinas, como se pode verificar pelo facto de ter sido 36 vezes Campeão Nacional, contando com 17 títulos nas barreiras (7 nos 110, 7 nos 400 e 3 nos 200), 5 nos 400m, 1 nos 200m e 2 vitórias no Decatlo Nacional, para além de 11 títulos nas estafetas, 10 nos 4x400m e 1 nos 4x200m.

Chegou ao Sporting no inicio de 1971, ainda com idade de Júnior e começou logo a dominar as corridas de barreiras e de velocidade prolongada da sua categoria, e na época de 1971 fez parte da equipa do Sporting que foi Campeã Nacional da estafeta dos 4x400m, naquele que foi apenas o primeiro dos cinco títulos que ajudou o Clube a ganhar nesta especialidade e foi Campeão de Portugal nos 200m barreiras.

Em 1972 bisou nos 4x400m e nos 200m barreiras e, foi Campeão de Portugal nos 200m e nos 400m barreiras, especialidade em que obteve os mínimos para os Jogos Olímpicos de Munique, onde para além de ter sido 6º classificado na sua eliminatória, também participou na estafeta dos 4x400m, formando equipa com Fernando Silva e os atletas sportinguistas Alberto Matos e Fernando Mamede, que juntos estabeleceram um novo Recorde Nacional da especialidade, com a marca de 3,10,0m, que só seria melhorada cerca de 10 anos depois, por outra Selecção Nacional da qual também fazia parte José Carvalho, e que fixou o novo Recorde Nacional dos 4x400m, em 3,09,75m.

Na época de 1973 foi tri-Campeão nos 4x400m e nos 200m barreiras e, Campeão de Portugal dos 110m barreiras e dos 400m barreiras, melhorando duas vezes o Recorde Nacional desta última distância, fixando-o em 50,9s. Para além disso ainda bateu o Recorde Nacional do Decatlo com 6513 pontos. E assim no final do ano foi justamente distinguido com o Prémio Stromp na categoria Atleta Amador.

José Carvalho, um dos melhores de sempre nos 400m barreiras

Em 1974 renovou os seus títulos de Campeão de Portugal nas corridas de barreiras, e melhorou os seus Recordes Nacionais dos 400m barreiras e do Decatlo, vencendo também o Decatlo Nacional e estabelecendo ainda um novo Recorde Nacional dos 400m em pista coberta, com a marca de 49,4s e igualando o Recorde Nacional dos 50m barreiras em pista coberta, com o tempo de 7s.

Em 1975 foi Campeão de Portugal nos 400m e melhorou duas vezes o seu Recorde Nacional dos 400m barreiras fixando-o em 50s, o que já era uma marca de nível internacional.

Na época seguinte regressou ao Santa Clara de Coimbra, renovando o seu título de Campeão de Portugal dos 400m e vencendo pela segunda vez o Decatlo Nacional, prova em que também conseguiu melhorar o seu Recorde Nacional, fixando-o em 6753 pontos.

No entanto o momento alto desta temporada estava guardado para os Jogos Olímpicos de Montreal, onde José Carvalho melhorou duas vezes o Recorde Nacional dos 400m barreiras, fixando-o em 49,94, uma marca que perdurou mais de 16 anos, e chegou à Final desta corrida, onde ficou num honroso 5º lugar.

Em 1977 regressou ao Sporting para ficar no Clube mais três épocas, período em que integrou outras duas equipas que foram Campeãs Nacionais da estafeta dos 4x400m, foi mais 5 vezes Campeão de Portugal (três nos 110m barreiras, uma nos 400m e outra nos 400m barreiras), totalizando assim 18 títulos nacionais ao serviço do Sporting.

Para além disso neste ultimo período de Leão ao peito, tornou-se também Recordista Nacional dos 400m e dos 200m barreiras, quando em 1978 percorreu esta última distância em 23,5s e, deu a volta à pista em 47s, marca que poucos dias depois melhorou para 46,7s .

Fez parte da equipa do Sporting Clube de Portugal que participou na 1ª edição da Taça dos Campeões Europeus de Atletismo, disputada em 1975, em Liège na Bélgica, classificando-se no 2º lugar dos 400m barreiras, em 10º lugar nos 110m barreiras e integrando a equipa que ficou no 3º lugar na estafeta dos 4x400m. Posteriormente nesta mesma competição, ganhou os 400m barreiras das edições de 1977, 1978 e 1979.

No final do ano de 1979 foi o nome mais sonante entre os atletas que o Benfica conseguiu pescar em Alvalade, na sequência da grave crise que o Sporting atravessava, e assim passou a correr do outro lado da 2ª circular, somando à sua rica folha de serviços, mais 7 títulos de Campeão de Portugal e 5 vitórias na estafeta dos 4x400m.

Apesar de ter terminado a carreira no Benfica, onde foi depois treinador ao longo de vários anos e até Coordenador Técnico do Atletismo, foi no Sporting Clube de Portugal que José Carvalho mais se distinguiu como atleta e mais títulos conquistou, mesmo que em 1981 tenha feito uma grande época, conseguindo bater o Recorde Nacional dos 110m barreiras, que era pertença de Alberto Matos há quase 9 anos, fixando-o em 14,1s, tendo também melhorado os seus Recordes Nacionais do Decatlo (6989p) e dos 400m em pista coberta (48,3s), e igualado o dos 400m (46,7s).

Participou nos Europeus de 1974, 1978 e 1982, embora sem nunca conseguir repetir a sua brilhante prestação dos Jogos Olímpicos de Montreal, e entre 1973 e 1985, representou Portugal em 7 edições da Taça da Europa, tendo estado em grande destaque na eliminatória de 1977, disputada em Copenhaga, onde ganhou 4 provas (400m, 110m barreiras, 400m barreiras e 4x400m).

To-mane 01h05min de 27 de Setembro de 2012 (WEST)