Skip to main content

TIRSENSE 2 SPORTING 1

Ficha do Jogo

Daniel faz mais uma defesa

Em 1949 o Sporting vivia os momentos mais altos da sua história, e tinha acabado de se sagrar tri-campeão nacional. A sua equipa de futebol onde pontificavam os famosos Cinco Violinos, era considerada como uma das melhores da Europa, sendo mesmo apontada como a grande favorita para a conquista da Taça Latina, que iria ter a sua primeira edição poucas semanas depois.

Quando o sorteio da Taça de Portugal, que nessa altura se disputava depois de concluído o Campeonato, ditou a deslocação do Sporting a Santo Tirso para defrontar uma equipa da 3ª Divisão, na 1ª eliminatória da competição, ninguém acreditou que o Tirsense poderia incomodar tão poderoso adversário, mesmo que os Leões já só pensassem na Taça Latina.

Assim foi com naturalidade que no dia 17 de Abril de 1949 os responsáveis do Sporting optaram fazer descansar alguns titulares mais desgastados com as lesões, deixando de fora, Veríssimo, Jesus Correia, Travassos e Peyroteo.

Foi sem surpresa que o Sporting se adiantou no marcador aos 12m com um golo de Armando Ferreira, parecia estar a correr tudo dentro da normalidade, mas aos 20m Catolino empatou, estabelecendo o resultado da 1ª parte, apesar do Sporting ter estado muito perto de marcar, quando na mesma jogada Sérgio Soares atirou à barra e Vasques na recarga acertou no poste.

Na 2ª parte o domínio do Sporting foi ainda mais intenso, com o jovem Sérgio Soares a mostrar-se particularmente perdulário, acusando o peso da responsabilidade de jogar no lugar do senhor Peyroteo.

A consumação do escândalo estava guardada para os minutos finais do jogo, quando Mendes deu a vitória ao Tirsense, aproveitando um erro de Azevedo que estava a jogar lesionado, deixando o País de boca aberta, com um dos resultados mais espantosos da história do futebol português, que interrompeu uma serie de 7 títulos consecutivos conquistados pelo Sporting, desde a vitória na Taça de Portugal de 1946.

Esta derrota foi mal digerida pelos responsáveis leoninos, que chegaram a protestar o jogo, alegando o incumprimento da regra que determinava utilização de uma bola de cada clube em cada uma das partes do jogo e a falta de condições mínimas do campo do Tirsense, que em tom de brincadeira passou a ser conhecido como o "campo inclinado", mas o protesto não teve provimento e o Sporting ficou mesmo de fora da Taça de Portugal, cujas últimas três edições tinha ganho.

To-mane 12h25min de 9 de Outubro de 2010 (WEST)