Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções

Domingos Paciência

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ir para: navegação, pesquisa
Dados de Domingos Paciência Domingos6.jpg
Nome: Domingos José Paciência Oliveira
Nascimento: 2 de Janeiro de 1969
Naturalidade: Leça da Palmeira - Portugal
Posição: Treinador
Escalão Época Clube Jogos V E D Titulos
2ª Divisão 2001/02 FC Porto B
2ª Divisão 2002/03 FC Porto B
2ª Divisão 2003/04 FC Porto B
2ª Divisão 2004/05 FC Porto B
2005/06
1ª Liga 2006/07 U. Leiria
1ª Liga 2007/08 Académica
1ª Liga 2008/09 Académica
1ª Liga 2009/10 Sp. Braga
1ª Liga 2010/11 Sp. Braga
1ª Liga 2011/12 SPORTING 35 19 9 7
1ª Liga 2012/13 D. Corunha
1ª Liga 2013/14 Kaiserispor
Total = 35 19 9 7

Domingos começou a jogar futebol nos infantis da Académica de Leça, mas foi no FC Porto que fez quase toda a sua formação de futebolista, sendo promovido à equipa principal na temporada de 1987/88.

Depressa se afirmou como um avançado muito hábil e com grande mobilidade, numa equipa onde ganhou 7 Campeonatos Nacionais, 2 Taças de Portugal e 6 Supertaças, tendo sido o melhor marcador do Campeonato de 1995/96, com 25 golos apontados.

Com a chegada de Jardel perdeu espaço, porque a equipa passou a jogar com apenas um ponta de lança, e foi vendido ao Tenerife, onde esteve duas épocas.

Regressou a Portugal em 1999, e reza a história que vinha a caminho de Lisboa para assinar pelo Sporting, quando Pinto da Costa lhe ligou, convencendo-o a voltar ao Porto, onde jogou mais duas temporadas, encerrando aí a sua carreira de futebolista, que foi abrilhantada por 35 internacionalizações A, nas quais marcou 9 golos.

Começou então a trabalhar como adjunto de Ilídio Vale na Equipa B do FC Porto, assumindo o comando da mesma na época de 2004/05.

Depois de um ano parado, teve a sua primeira oportunidade como treinador de um Clube da 1ª Liga no União de Leiria, saindo à 22ª jornada, quando a equipa ainda lutava por um lugar na Europa, alegadamente devido a desentendimentos com alguns jogadores.

Na época seguinte substituiu Manuel Machado na Académica, ainda o Campeonato ia no seu inicio, e em duas temporadas em Coimbra, conseguiu um 12º e um 7º lugar, que lhe valeram o salto para o Sp. Braga, onde foi substituir Jorge Jesus.

Em Braga começou por ser eliminado da Liga Europa por uma modesta equipa sueca, mas depois conseguiu impor as suas ideias, discutindo o titulo até à ultima jornada de um Campeonato, em que conseguiu um inédito 2º lugar, e o consequente apuramento para a pré eliminatória da Liga dos Campeões.

A época de 2010/11 voltou a ser histórica para o Sporting de Braga, que ao eliminar o Sevilha garantiu um lugar na fase de grupos da Liga dos Campeões, onde o clube minhoto ficou no 3º lugar, passando assim para a Liga Europa, onde teve um percurso sensacional, eliminando clubes como o Liverpool, o Dínamo de Kiev e o Benfica, até chegar à Final que perdeu por 1-0 com o FC Porto.

No entanto o campeonato não correu tão bem como na temporada anterior, e a equipa chegou a andar fora dos lugares "europeus", o que terá levado o Presidente António Salvador a pensar em mudar de treinador.

Essa hesitação foi aproveitada pelo então candidato à Presidência do Sporting, Godinho Lopes, para assegurar o concurso de Domingos, caso ganhasse as eleições que se realizaram em 26 de Março de 2011, o que se viria a concretizar.

Assim Domingos Paciência foi anunciado oficialmente como treinador do Sporting, no dia 23 de Maio de 2011, sendo apresentado em Alvalade, onde no dia seguinte assinou um contrato valido por duas temporadas.

A estadia de Domingos no Sporting não começou da melhor maneira na Liga, com um registo bem abaixo das expectativas, situação que se viria a alterar após o jogo em Paços de Ferreira, que marcou o início de uma série de vitórias consecutivas e boas exibições, tanto nas competições internas como na Europa. No entanto, depois da grave lesão de Rinaudo, a equipa não mais voltou a encontrar constância nos resultados e foi eliminada da Taça da Liga, ao mesmo tempo que se ia atrasando irremediavelmente no Campeonato.

Assim, no dia 13 de Fevereiro de 2012 após mais uma derrota com o Marítimo, a SAD do Sporting comunicou a demissão de Domingos Paciência e a sua substituição no cargo de treinador por Ricardo Sá Pinto, sendo que à data o Sporting estava em 5º lugar na Liga a 16 pontos do primeiro classificado, embora com presença garantida na final da Taça de Portugal e nos dezasseis avos de final da Liga Europa.

Depois de quase um ano de inactividade, em Janeiro de 2013 tornou-se treinador do Deportivo da Coruña, que ocupava o último lugar da Liga espanhola, uma aventura que durou pouco mais de um mês, devido a não ter conseguido inverter a serie de maus resultados do clube galego.

Seguiu-se outra longa paragem, até que em Janeiro de 2014 assinou pelo Kaiserispor da Turquia.

To-mane 16h23min de 23 de Maio de 2011 (WEST)