Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções

Dinis

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ir para: navegação, pesquisa
Dados de Dinis Dinis1.JPG
Nome: Joaquim António Dinis
Nascimento: 1 de Dezembro de 1947
Naturalidade: Luanda - Angola
Posição: Extremo esquerdo
Escalão Época Clube Jogos Golos Titulos Internacionalizações
JUV JUN ESP BB AA Golos
1968/69 ASA
1ª Divisão 1969/70 SPORTING 30 7 Campeonato Nacional 1 0
1ª Divisão 1970/71 SPORTING 36 8 Taça de Portugal
1ª Divisão 1971/72 SPORTING 39 7 9 4
1ª Divisão 1972/73 SPORTING 32 4 Taça de Portugal 2 0
1ª Divisão 1973/74 SPORTING 36 8 Campeonato Nacional
Taça de Portugal
2 0
1ª Divisão 1974/75 SPORTING 28 2
1ª Divisão 1975/76 FC Porto
1ª Divisão 1976/77 FC Porto
1977/78
2ª Divisão 1978/79 U.Leiria Zona Centro
1ª Divisão 1979/80 U.Leiria
Total = 201 36 4 14 4
Joaquim Dinis

Dinis era um extremo à moda antiga, rápido e habilidoso, chegava com grande facilidade à linha final para cruzar, fazendo uso do seu magnifico pé esquerdo.

Produto da interminável fonte, que durante anos a fio forneceu dezenas de jogadores ao futebol português, com origem nas ex colónias africanas, Dinis chegou ao Sporting em Setembro de 1969 com 21 anos de idade, e pegou logo de estaca na equipa principal orientada por Fernando Vaz, sagrando-se Campeão Nacional e estreando-se na Selecção A, na sua primeira temporada ao serviço dos Leões.

Em 1972 esteve presente na Mini Copa disputada no Brasil, onde fez todos os jogos realizados por Portugal, marcando 4 golos e deixando a marca do seu futebol com o perfume africano. Apesar disso não teve muitas mais oportunidades na equipa das quinas, numa altura em que não era fácil entrar na Selecção quando não se jogava no Benfica.

No Sporting jogou durante seis temporadas, exibindo uma grande regularidade e marcando 36 golos, números apreciáveis para um extremo, contribuindo decisivamente para a conquista de dois Campeonatos Nacionais e três Taças de Portugal, com destaque para a "dobradinha" da época de 1973/74, quando formou uma inesquecível linha avançada com Marinho e Yazalde, que nessa temporada marcou 50 golos, muitos dos quais resultantes dos passes açucarados de Dins.

A sua carreira ficou também marcada por um momento negro, quando na meia-final da Taça das Taças falhou um penalti em Alvalade, que poderia ter sido decisivo para o desfecho da eliminatória.

Em 1975 no período pós 25 de Abril, aproveitando o fim da chamada Lei da Opção, transferiu-se para o FC Porto, mas pouco tempo depois resolveu regressar a Angola, para colaborar na construção de um País que tinha acabado de conquistar a sua independência.

Ainda voltou a Portugal para tirar o curso de treinados, aproveitando para ajudar o U.Leiria a subir à 1ª Divisão, mas depois radicou-se definitivamente em Angola, onde continuou a jogar embora acumulando as funções de treinador, e foi Campeão pelo ASA, seguindo-se passagens pelo Sporting de Luanda e pelo Progresso de Sambizanga, onde ganhou uma Taça de Angola e lançou Pedro Mantorras.

Depois foi Seleccionador nos sub-17 e integrou a equipa técnica da Selecção de Angola que esteve presente no Mundial de 2006, e mais tarde foi conselheiro de Manuel José na campanha do CAN 2010.

Em 2011 foi nomeado embaixador do Sporting Clube de Portugal em Angola, no âmbito de algumas acordos e parcerias que o Clube fez naquele país africano.

To-mane 12h03min de 16 de Fevereiro de 2009 (WET)