Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes

Carriço

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
(Redireccionado de Daniel Carriço)
Dados de Carriço Carriço5.jpg
Nome: Daniel Filipe Martins Carriço
Nascimento: 4 de Agosto de 1988
Naturalidade: Caiscais - Portugal
Posição: Defesa central e médio defensivo
Escalão Época Clube Jogos Golos Titulos Internacionalizações
S16 S17 S18 S19 S20 S21 S23 Golos
Iniciados 2002/03 SPORTING Campeonato Nacional
Juvenis B 2002/03 SPORTING Campeonato Regional
Juvenis B 2003/04 SPORTING Campeonato Regional
Juvenis 2003/04 SPORTING 30 0 Campeonato Nacional 8 0
Juvenis 2004/05 SPORTING 29 8 Campeonato Nacional 13 2
Juniores 2005/06 SPORTING 30 5 Campeonato Nacional 8 0
Juniores 2006/07 SPORTING 30 11 15 3 2
Total = 8 13 8 13 4
Honra 2007/08 Olhanense (emp) 8 0
Chipre (I) 2007/08 AEL (emp)
Intercalar 2008/09 SPORTING 1 0
1ª Liga 2008/09 SPORTING 28 0 1 6 0
1ª Liga 2009/10 SPORTING 44 2 7 0
1ª Liga 2010/11 SPORTING 39 1 3 1 0
1ª Liga 2011/12 SPORTING 39 2
1ª Liga 2012/13 SPORTING 3 0
Premier League 2012/13 Reading
1ª Liga 2013/14 Sevilha (emp) Liga Europa
1ª Liga 2014/15 Sevilha
Total B= 1 0
Total = 153 5 12 16 1 4

Oriundo do Estoril, Daniel Carriço chegou muito novo ao Sporting Clube de Portugal e faz parte da primeira "fornada" verdadeiramente fabricada na Academia Sporting, que começou a funcionar em 2002, quando ele era o Capitão da equipa de Iniciados que foi Campeã Nacional nessa época, naquele que foi apenas o primeiro de quatro títulos consecutivos, conquistados por alguns jogadores dessa geração, de que ele era um dos que mais prometia.

Desde muito cedo apontado como um central com muito futuro, foi Campeão, internacional e Capitão da Selecção em todas as categorias jovens, tendo participado no Europeu de Sub 19 de 2007 disputado na Áustria, onde marcou 2 golos e foi considerado como um dos melhores jogadores do torneio, tendo sido eleito pela UEFA para o 11 ideal da competição, apesar da modesta prestação da equipa portuguesa, o que o catapultou para a conquista do Prémio Gillette Future Champion 2008.

O defesa em acção

Mesmo não sendo muito alto (1,80m) tem uma boa impulsão e um excelente jogo de cabeça, o que até lhe permite marcar alguns golos, e de resto é um jogador sem pontos fracos, com boa técnica individual, excelente leitura do jogo e bom posicionamento, características que somadas ao seu forte carácter e grande espírito de liderança, o tornaram num dos mais promissores jogadores do Sporting.

Na sua primeira temporada de sénior esteve emprestado ao Sporting Clube Olhanense onde foi pouco utilizado, pelo que na reabertura do mercado, numa demonstração de humildade e vontade de evoluir, rumou ao Chipre para actuar no AEL de Limassol, equipa comandada pelo português Mariano Barreto.

Em resultado do seu trabalho, na época seguinte foi integrado por Paulo Bento no plantel principal e a 26 de Outubro de 2008 estreou-se oficialmente na equipa, beneficiando das lesões de Tonel e Caneira, e demonstrando logo uma grande maturidade que lhe permitiu agarrar o lugar ao lado de Polga sem muitos sobressaltos, para pouco depois renovar o seu contrato com o Sporting até 2013, mantendo a cláusula de rescisão de 20 milhões €.

Em 2009 foi distinguido com o Prémio Stromp na categoria Revelação, repetindo o feito no ano seguinte, mas na categoria Futebolista.

A época de 2009/10 foi a da sua afirmação como titular indiscutível no centro da defesa leonina, e na temporada seguinte o novo técnico Paulo Sérgio, nomeou-o Capitão da equipa, mas não deu o salto qualitativo que se esperava dele, sendo mesmo um dos mais afectados pela péssima época realizada pela equipa.

Na época de 2011/12 com a chegada de Domingos Paciência ao comando técnico da equipa do Sporting, Daniel Carriço perdeu o lugar e a braçadeira de Capitão para Polga, deixando de ser opção para o centro da defesa, passando a jogar como médio defensivo, principalmente depois da lesão de Fabián Rinaudo, mas mesmo assim sem um lugar seguro no onze inicial.

A 31 de Dezembro de 2012, e com o contrato com o Sporting a terminar no fim da época, foi anunciado que Daniel Carriço fora vendido ao Reading, da 1ª Liga inglesa, por €750.000, ficando também assegurada uma percentagem do passe numa eventual futura transferência. Para trás ficaram 153 jogos oficiais disputados ao serviço da equipa principal do Sporting, nos quais marcou 5 golos.

Em Inglaterra jogou pouco e consumada a descida de divisão do Reading, foi emprestado ao Sevilha, ficando o clube espanhol com a opção de compra do passe do jogador português, avaliada em quase dois milhões de euros.

Impôs-se como titular do seu novo clube, integrando a equipa que ganhou a Liga Europa da temporada de 2014/15, derrotando o Benfica na Final, pelo que o Sevilha exerceu a opção de compra do seu passe.

To-mane 21h53min de 12 de Janeiro de 2009 (WET)