Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções

Carvalho

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ir para: navegação, pesquisa
Dados de Carvalho Jcarvalho.jpg
Nome: Joaquim da Silva Carvalho
Nascimento: 18 de Abril de 1937
Naturalidade: Barreiro - Portugal
Posição: Guarda-redes
Escalão Época Clube Jogos Golos Titulos Internacionalizações
JUV JUN ESP BB AA Golos
1955/56 Luso
1956/57 Luso
1957/58 Luso
1ª Divisão 1958/59 SPORTING 3 -4
1ª Divisão 1959/60 SPORTING 4 -5
1ª Divisão 1960/61 SPORTING 10 -12
1ª Divisão 1961/62 SPORTING 31 -31 Campeonato Nacional
1ª Divisão 1962/63 SPORTING 34 32 Taça de Portugal
1ª Divisão 1963/64 SPORTING 40 -39 Taça das Taças
1ª Divisão 1964/65 SPORTING 30 -34
1ª Divisão 1965/66 SPORTING 41 -35 Campeonato Nacional 6 -4
1ª Divisão 1966/67 SPORTING 15 -24
1ª Divisão 1967/68 SPORTING 40 -39
1ª Divisão 1968/69 SPORTING 1 0
1ª Divisão 1969/70 SPORTING 2 -2 Campeonato Nacional
1ª Divisão 1970/71 SPORTING 0 0
1ª Divisão 1971/72 Atlético
Total = 251 -257 6 -4


Carvalho nas alturas

Carvalho era um guarda-redes com uma estampa física impressionante, e simultaneamente muito seguro e autoritário.

Principiou por jogar nas equipas jovens do Operário do Barreiro, mas com 18 anos passou a representar o Luso, onde começou a dar vistas despertando o interesse dos grandes clubes portugueses.

Em 1958 transferiu-se para o Sporting, numa altura em que Carlos Gomes tinha acabado de partir para Espanha, no entanto começou por ser suplente de Octávio de Sá, e só na temporada de 1961/62 passou a ser o dono camisola nº 1, conquistando então o seu primeiro título de Campeão Nacional.

A partir daí foi durante sete temporadas o dono da baliza leonina, prosseguindo a sua senda vitoriosa com a conquista da Taça de Portugal de 1963, que permitiu ao Sporting estar presente na edição da Taça das Taças da época de 1963/64, competição que terminaria com a vitória dos Leões, numa Finalíssima memorável, onde Carvalho foi herói, e reza a lenda que a sua determinação em ganhar aquele jogo decisivo era tal, que até deu um par de estalos em Pérides, por este se ter "encolhido" numa bola dividida.

Alguns dos momentos de Carvalho no Sporting

Na época de 1965/66 voltou a ser Campeão Nacional, chegando então à Selecção A ao serviço da qual esteve presente na fase final do Mundial de 1966, onde actuou apenas no primeiro jogo em que Portugal ganhou por 3-1 à Hungria, perdendo depois o lugar para o guarda redes do Belenenses José Pereira, situação que não aceitou, manifestando o seu desagrado, e acabando por nunca mais ser chamado à Selecção onde totalizou 6 presenças.

Na época de 1968/69 perdeu o lugar na baliza do Sporting para o jovem Vítor Damas, mas ainda teve direito à consagração merecida, despedindo-se em Matosinhos no dia 17 de Abril de 1970, no jogo da última jornada do Campeonato de 1969/70, em que os Leões golearam o Leixões por 5-2, festejando a conquista de mais um título, que para Carvalho era o terceiro.

Foi então para o Atlético onde terminou a sua carreira na época de 1971/72.

Posteriormente voltou ao Sporting como treinador de guarda-redes.

Em 2011 foi distinguido com o Prémio Stromp na categoria Saudade.

To-mane 11h45min de 4 de Março de 2009 (WET)