Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes

Bastos

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Dados de Bastos Vitorino Bastos.jpg
Nome: Vitorino Manuel Antunes Bastos
Nascimento: 4 de Julho de 1950
Naturalidade: Lisboa
Posição: Defesa central
Escalão Época Clube Jogos Golos Titulos Internacionalizações
JUV JUN ESP BB AA Golos
1ª Divisão 1968/69 SPORTING 5 0
1ª Divisão 1969/70 SPORTING 2 0
1ª Divisão 1970/71 Farense
1ª Divisão 1971/72 SPORTING 0 0
1ª Divisão 1972/73 SPORTING 16 0 Taça de Portugal
1ª Divisão 1973/74 SPORTING 32 0 Campeonato Nacional
Taça de Portugal
1ª Divisão 1974/75 SPORTING 33 0
1ª Divisão 1975/76 Zaragoza
1ª Divisão 1976/77 Zaragoza
2ª Divisão 1977/78 Zaragoza Campeonato
1ª Divisão 1978/79 SPORTING 29 0
1ª Divisão 1979/80 SPORTING 37 1 Campeonato Nacional
1ª Divisão 1980/81 SPORTING 23 0
1ª Divisão 1981/82 SPORTING 8 0 Campeonato Nacional
Taça de Portugal
1ª Divisão 1982/83 SPORTING 6 0 Supertaça
2ª Divisão 1983/84 Marítimo
2ª Divisão 1984/85 Barreirense
Total = 191 1

Produto das escolas do Sporting onde começou a jogar com 14 anos de idade, Bastos era um defesa central de marcação, muito poderoso fisicamente, daqueles que não complicam, nem deixam os avançados adversários respirar, e chegou a internacional nas camadas jovens do futebol português.

Estreou-se na equipa principal do Sporting no dia 1 de Janeiro de 1969 quando tinha apenas 18 anos, entrando para o lugar de Armando Manhiça no decorrer de um jogo do Campeonato, em que os Leões derrotaram o Atlético por 4-2, mas jogou pouco nos seus primeiros anos em Alvalade, pois estava tapado por jogadores consagrados como Alexandre Baptista e José Carlos, e outros mais experientes como Caló e Armando Manhiça, pelo que chegou mesmo a ser emprestado ao Farense.

A partir da época de 1972/73 começou finalmente a jogar regularmente, ganhando então a sua primeira Taça de Portugal, para na temporada seguinte se afirmar definitivamente como titular de uma equipa que conquistou a 4ª "dobradinha" da história do Sporting.

Em 1975, transferiu-se para o Saragoça de Espanha, onde permaneceu durante três temporadas, numa altura em que não era fácil jogar no exterior, devido às limitações na utilização de jogadores estrangeiros.

Regressou ao Sporting em 1978, e esteve em Alvalade mais cinco temporadas, as três primeiras ainda como titular, participando na conquista de mais dois Campeonatos Nacionais, uma Taça de Portugal e uma Supertaça.

Terminou a sua ligação ao Sporting no final da época de 1982/83, quando já tinha 33 anos, e totalizava 191 jogos oficiais ao serviço da equipa principal do Clube, nos quais marcou 1 golo.

Posteriormente jogou ainda no Marítimo e no Barreirense, antes de terminar a sua carreira, e passar a ser treinador, destacando-se no comando do Alverca, quando na época de 1994/95, levou este clube a subir à II Divisão de Honra.

Mais tarde foi treinador dos juniores e adjunto do Sporting, integrando as equipas técnicas de Augusto Inácio, Laszlo Bölöni e Fernando Santos, participando assim nas conquistas dos históricos campeonatos nacionais de 1999/00 e 2001/02, bem como de uma Taça de Portugal e uma Supertaça.

Fez ainda parte do Departamento de Recrutamento de jogadores do Sporting.

Faleceu a 30 de Maio de 2006, com 55 anos, vitima de doença prolongada.