Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes

Atletismo 1939

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Época anterior:
Atletismo 1938
Época seguinte:
Atletismo 1940

Índice

O pior ano até então

Os últimos anos já tinham indiciado um certo declínio do Atletismo leonino, que em 1939 teve a sua pior época de sempre até àquela data, mesmo que a equipa de Juniores tenha dado alguns sinais de esperança para o futuro, com boas prestações e algumas vitórias individuais e por equipas.

No Crosse a época não foi brilhante, havendo a assinalar a vitória no Campeonato Regional de Juniores, com uma equipa formada por Salvador Antunes (2º), Afonso Henriques (4º) e Ladislau Dias (7º). Na prova de seniores o Sporting foi 3º classificado, enquanto Aníbal Barão foi o melhor elemento da equipa, terminando no 2º lugar.

Nos Campeonatos Nacionais, o Belenenses e o seu líder Manuel Nogueira, confirmaram o domínio que tinham exercido durante toda a época de crosse, enquanto enquanto o Sporting e Aníbal Barão repetiram as classificações obtidas no Campeonato Regional. A surpresa aconteceu nos Juniores, onde Afonso Henriques foi Campeão, compensado a desistência do seu companheiro Salvador Antunes, que era um dos favoritos à vitória final, uma situação que empurrou o Sporting para o 3º lugar da classificação por equipas.

Na Estafeta Cascais Lisboa a equipa do Sporting realizou uma excelente prova, batendo o pé ao Belenenses até Algés, mas depois os azuis confirmaram o seu favoritismo, com Manuel Nogueira a fazer a diferença. No entanto a inclusão António Marques na equipa B do Sporting, revelou-se um erro fatal, pois este atleta foi o mais rápido no percurso entre Paço de Arcos e Algés e poderia ter dificultado muito a recuperação do Belenenses.

A época de Pista começou em Abril com as provas de âmbito regional. No Campeonato de Lisboa de Fundo, Salvador Antunes foi 4º classificado, enquanto Aníbal Rodrigues ficou no 5º lugar. Nos Regionais de Principiantes os atletas do Sporting conseguiram 3 títulos, por intermédio de Octávio Barrosa nos 300m, Carlos Fernandes no Lançamento do Disco e da equipa da estafeta dos 300mx150mx80m.

Os Campeonatos Regionais de Juniores foram dominados pelos atletas do Sporting, que ganharam 8 dos 15 títulos em disputa, graças às vitórias de Luis José Silva nos 150m, Octávio Barrosa nos 300m, Afonso Henriques nos 3000m, João Guimarães Marques nos 83m barreiras, João Barata no Salto em Comprimento, Francisco Brandão no Salto com Vara, Tomás de Macedo no Lançamento do Dardo, neste caso com um novo Recorde Nacional, e da equipa da estafeta dos 3x300m.

Em seniores a prestação dos atletas leoninos não foi brilhante e apenas Alves Pereira nos 100m e António Romão no Salto em Comprimento, foram Campeões de Lisboa, embora Tomás de Macedo também tenha vencido a prova do Lançamento do Dardo, que no entanto acabou por ser anulada.

Nesta época pela primeira vez foi oficialmente atribuído o título de Campeão Nacional de Atletismo por Clubes, embora apenas nos sectores dos seniores e dos juniores masculinos, com o Sporting a ganhar a competição neste último escalão, chegando ao fim com 38 pontos, contra 19 do Benfica e 6 do Académico do Porto e do Internacional.

Tal como nos Regionais os atletas leoninos conquistaram 8 títulos, embora só 5 fossem repetentes. As diferenças estiveram nas provas dos 150m ganha por João Jacinto e dos 300m cujo vencedor foi Mariano Soares, enquanto a novidade foi a vitória de Aníbal Paciência no Lançamento do Dardo, que compensou o título não confirmado no Salto com Vara.

Nos Campeonatos Nacionais de Seniores as coisas ainda correram pior para os homens, e apenas Joaquim Alves Pereira repetiu a vitória dos Regionais, ao vencer a corrida dos 100m, isto num ano em que Santos Ruivo abandonou o Clube, tal como na época anterior já tinha acontecido com António Calado, enfraquecendo muito a equipa, que não foi além do 4º lugar na classificação colectiva.

As senhoras voltaram a estar melhor do que os homens, e conseguiram o primeiro lugar da classificação por equipas dos Campeonatos Regionais, conquistando 4 dos 8 títulos em disputa, graças às vitórias de Margarida Salazar Carreira no Salto em Comprimento e no Lançamento do Dardo, de Ester Cabral no Salto em Altura e da equipa da estafeta dos 3x60m.

Nos Nacionais femininos Ester Cabral renovou o seu título do Salto em Altura, fixando um novo Recorde Nacional com a marca de 1,36m, e ganhando também o concurso do Lançamento do Dardo.

To-mane 18h26min de 9 de Fevereiro de 2012 (WET)

Vitórias do Clube

Competição Escalão Especialidade Observações
Crosse de Abertura Juniores Masculinos Corta Mato CNO
Campeonato Regional Juniores Masculinos Corta Mato CO
Campeonato de Portugal Juniores Masculinos Pista CNO
Campeonato Regional Seniores Feminino Pista CO
Campeonato Regional Juniores Masculinos Pista CO
Campeonato Regional Estreantes Masculinos Pista CO

Legenda
CO=Competição Oficial; CNO=Competição não Oficial; CP=Competição Particular

Campeonato Nacional de Corta Mato

Classificação individual

Posição Atleta Marca Observações
Aníbal Barão 35,11,4m
10º António Marques
11º António Fonseca
12º António Ferreira
14º Aníbal Rodrigues

Classificação por equipas

Posição Clube Pontos
Belenenses 8
Benfica 19
SPORTING 21

Campeonato Nacional de Pista - Masculinos

Classificação por equipas

Posição Clube Pontos
Benfica 41
Académico do Porto 23
Belenenses 11
SPORTING 11

Atletas Campeões Nacionais

Atleta Prova Marca Observações
Joaquim Alves Pereira 100m 11,0s
Ester Cabral Salto em Altura 1,36m RCP - RN
Ester Cabral Lançamento do Dardo 18,17m
Margarida Salazar Carreira Salto em Comprimento 4,07m

Legenda
RCP=Recorde dos Campeonatos de Portugal, RN=Recorde Nacional

Recordes Nacionais

Atleta Prova Marca Competição Data
Ester Cabral Salto em Altura 1,36m Campeonato de Portugal 30-07-1939