Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes

Atletismo 1936

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Época anterior:
Atletismo 1935
Época seguinte:
Atletismo 1937

Índice

Outra vez à frente

A época começou como de costume com as provas de Crosse Country, onde o Sporting se apresentou com uma equipa muito equilibrada, composta por vários jovens que confirmaram a sua evolução, discutindo as vitórias taco a taco com o Benfica, que continuava a ser liderado pelo consagrado Manuel Dias.

António Fonseca a figura da época

Nas primeiras provas que serviam de preparação para as competições oficiais, António Fonseca foi o melhor atleta do Sporting, obtendo o 3º lugar no Crosse de Abertura, no Grande Prémio de Crosse e no Crosse do Belenenses, onde Joaquim Correia foi 2º classificado.

Em Fevereiro disputou-se o Crosse Handicap, cujo vencedor foi o Júnior Alfredo Custódio, seguindo-se o Crosse dos Oito, onde António Fonseca voltou a ser o melhor atleta do Sporting, terminando em 2º lugar.

Nos Campeonatos Regionais, Aníbal Barão foi 2º classificado na prova de Juniores, onde a equipa falhou a vitória na classificação colectiva devido à desistência de Alfredo Custódio, enquanto Adelino Tavares revalidou o seu titulo de Campeão de Lisboa de Crosse, dando sinais de estar de regresso à sua melhor forma, relegando assim António Fonseca para o 2º lugar, depois deste ter liderado quase toda a prova, em que o Sporting Clube de Portugal também renovou o título por equipas.

Nos Nacionais de Crosse, António Fonseca foi 2º classificado, sendo batido por Manuel Dias, enquanto Adelino Tavares se quedou num decepcionante 6º lugar, atrás de António Figueiredo, que foi 5º. Assim o Sporting não conseguiu revalidar o titulo de Campeão Nacional de Corta Mato, ao contrário da equipa dos Juniores, que se sagrou tri-Campeã Nacional da especialidade, com Aníbal Barão a repetir o 2º lugar dos Regionais.

O jornal Os Sports organizou uma competição a que deu o nome de "Pequena Maratona", que era composta por três provas, começando em Janeiro com uma corrida de 15km, entre as Selésias e o Campo Grande, na qual António Fonseca ficou em 2º lugar, enquanto Adelino Tavares foi 3º classificado. Em Março disputou-se a segunda corrida, entre São Pedro de Sintra e as Salésias numa distância de 25 Km, com Adelino Tavares a terminar no 2º lugar. A última prova tinha 35Km e realizou-se em Abril, entre Castanheira do Ribatejo e o Campo Grande. António Fonseca ficou em 2º lugar o que o colocou na 4ª posição da classificação geral da competição, onde Adelino Tavares ficou no 3º lugar.

Nesta época o Sporting não participou na já tradicional Estafeta Cascais Lisboa, mas a principal prova de estrada da temporada foi a Maratona Nacional, uma competição que já não se disputava há 24 anos, mais concretamente desde a morte de Francisco Lázaro. Marcaram presença de três atletas leoninos António Fonseca foi 3º classificado, Adelino Tavares 4º e António Figueiredo ficou no 6º lugar.

Nos Campeonatos Nacionais de Juniores os atletas do Sporting ganharam 7 das 15 provas em disputa, contra 4 vitórias do Belenenses e do Atlético de Braga. Em destaque estiveram Neves de Carvalho ganhou as corridas dos 80 e dos 150m, para além de ter participado na vitória da estafeta dos 5x80m e Manuel Farinha que bateu o Recorde Nacional Júnior do Lançamento do Dardo, que viria a melhorar uma semana depois nos Regionais, onde curiosamente foram só 4 os títulos conquistados pelos atletas leoninos.

A equipa de Atletismo do Sporting em 1936

Nos Campeonatos de Lisboa de Pista que se disputaram em três jornadas, o domínio do Sporting voltou a ser esmagador, com 12 vitórias nas 22 provas em disputa e o consequente 1º lugar na classificação colectiva, com uma equipa onde começavam a aparecer alguns jovens prometedores. Assim foram Campeões Regionais António Rendas nos 100 e nos 200m, António Calado nos 800m, António Fonseca nos 10000m, José Palhares Costa nos 110m barreiras, Carlos Antero no Salto em Altura, Raul Rogério no Salto com Vara, Santos Ruivo nos lançamentos do Peso e do Disco, António Morgado no Lançamento do Dardo e as equipas das estafetas dos 4x100m e dos 4x200m.

Nos Campeonatos Nacionais o equilíbrio voltou a ser a nota dominante, mas mesmo assim o Sporting foi a equipa com mais títulos conquistados (5), liderando mais uma vez a classificação não oficial por equipas. Os destaques foram para António Fonseca que ganhou os 5000 e os 10000m, para José Palhares Costa que foi Campeão dos 110m barreiras pela 8ª vez, a 5ª consecutiva, igualando novamente o seu Recorde dos Campeonatos, e para a equipa dos 4x400m, que igualou o Recorde Nacional de Clubes da especialidade.

A época terminou com as vitórias do Sporting na Taça Luís Aguiar e nos Torneios do Belenenses e das Caldas da Rainha, num ano em que os atletas do Sporting Clube de Portugal ganharam 66 provas das 124 disputadas.

To-mane 15h27min de 6 de Fevereiro de 2012 (WET)

Vitórias do Clube

Competição Escalão Especialidade Observações
Campeonato Nacional Juniores Masculinos Corta Mato
Campeonato Regional Seniores Masculinos Corta Mato
Crosse Belenenses Masculinos Corta Mato CP
Crosse Handicap Masculinos Corta Mato CP
Campeonato de Portugal Seniores Masculinos Pista CNO
Campeonato de Portugal Juniores Masculinos Pista CNO
Campeonato Regional Seniores Masculinos Pista
Taça Luís Aguiar Seniores Masculinos Pista CP
Torneio do Belenenses Seniores Masculinos Pista CP
Torneio das Caldas da Rainha Seniores Masculinos Pista CP

Legenda
CO=Competição Oficial; CNO=Competição não Oficial; CP=Competição Particular

Campeonato Nacional de Corta Mato

Classificação individual

Posição Atleta Marca Observações
António Fonseca 55,03m
António Figueiredo 57,07m
Adelino Tavares 57,37m
Joaquim Correia 58,41m
António Marques 59,31m

Classificação por equipas

Posição Clube Pontos
Benfica
SPORTING

Atletas Campeões Nacionais

Atleta Prova Marca Observações
António Fonseca 5.000m 16.03.0
António Fonseca 10.000m 35.19.2
José Palhares Costa 110m barreiras 16,2m RCP
Santos Ruivo Lançamento do Peso 11,86m
Mário da Cunha Rosa 4x100m 45,4s RCP - RN
António Rendas 4x100m
Manuel Tavares Júnior 4x100m
Joaquim Alves Pereira 4x100m

Legenda
RCP=Recorde dos Campeonatos de Portugal, RN=Recorde Nacional

Recordes Nacionais

Atleta Prova Marca Competição Data
Mário da Cunha Rosa 4x100m (clubes) 45,4s Campeonato Nacional 18-07-1936
António Rendas 4x100m (clubes) 45,4s Campeonato Nacional 18-07-1936
Manuel Tavares Júnior 4x100m (clubes) 45,4s Campeonato Nacional 18-07-1936
Joaquim Alves Pereira 4x100m (clubes) 45,4s Campeonato Nacional 18-07-1936