Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes

Assembleia Geral

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal

Índice

A Assembleia Geral é o órgão máximo do Sporting Clube de Portugal sendo composta por todos os sócios efectivos no pleno gozo dos seus direitos, e é nela que devem ser discutidas e decididas todas as grandes directrizes da vida do Clube.

As Assembleias-Gerais são dirigidas pela Mesa da Assembleia Geral e reúnem-se ordinariamente nos períodos estabelecidos pelos Estatutos, para se aprovarem os orçamentos e relatórios de contas, ou para a realização de eleições para os Órgãos Sociais do Clube, ou extraordinariamente sempre que se cumpram os pressupostos previstos nos Estatutos para tal efeito, sendo que em ambos os casos podem ser comuns ou eleitorais.

Conheça todas as directivas pelas quais a Assembleia Geral se rege: Os Estatutos de 2011.

Os primeiros anos

No dia 8 de Maio de 1906 reuniu-se a primeira Assembleia Geral do Clube, onde foi eleita a Direcção presidida pelo Visconde de Alvalade, e foram instituídas as primeiras normas clubísticas, atribuídos privilégios aos dez sócios fundadores principais, e formulado o histórico voto "Queremos um Clube tão grande como os maiores da Europa".

Inicialmente o Clube era para se chamar Campo Grande Sporting Clube, mas na Assembleia Geral de 1 de Julho de 1906, por sugestão de António Félix da Costa Júnior, tomou o nome de Sporting Clube de Portugal.

Os primeiros Estatutos do Sporting Clube de Portugal, foram aprovados pelo Governo Civil de Lisboa no dia 22 de Agosto de 1907, e no seu Capitulo X, entre outras disposições estabelecia-se a composição da Mesa, e já se previam as Assembleias Gerais ordinárias e extraordinárias, sendo que as primeiras deveriam realizar-se anualmente, servindo para a Direcção apresentar o relatório e as contas da sua gerência e para se elegerem os Órgãos Sociais do Clube para o ano seguinte.

No entanto apenas no dia 4 de Janeiro de 1910, data em que foi empossada a nova Direcção, foi também eleita a primeira Mesa da Assembleia Geral, simultaneamente com o primeiro Conselho Fiscal e o primeiro Conselho Técnico do Clube.

Assim o Visconde de Alvalade que já tinha sido o primeiro Presidente do Sporting Clube de Portugal, tornou-se também no primeiro Presidente da Mesa da Assembleia Geral, que era composta ainda pelo vice-presidente: Dr. Pedro de Lacerda e pelos 1º secretário: António Dinis e 2.° secretário: Eduardo Quintela de Mendonça.

O poder dos Conselhos

Durante cerca de 40 anos a Assembleia-Geral do Sporting Clube de Portugal funcionou sem grandes alterações em relação ao inicialmente instituído, mas crescimento do Clube com o significativo aumento do numero de sócios, as alterações politicas e sociais entretanto ocorridas no País e na Europa, e as tradições marcadamente elitistas do Sporting, influenciaram decisivamente os novos Estatutos aprovados em 29 de Outubro de 1947, com destaque para a introdução do Conselho Geral, que passava a ter a competência de indicar os Presidentes da Assembleia Geral, da Direcção e do Conselho de Fiscalização, Contencioso e Sindicância, que escolhiam os restantes membros da sua equipa, que posteriormente eram ratificados pelos sócios, em reunião magna convocada para o efeito.

Em 1964 foram aprovados novos estatutos, que limitaram a eleição por parte da Assembleia Geral, aos Presidentes e vice presidentes dos Órgãos Sociais do Clube, passando os restantes membros a serem posteriormente ratificados pelo Conselho Geral.

Os Estatutos de 1968 introduziram importantes alterações, extinguindo o Conselho Geral e Conselho dos Presidentes, que fora criado em 1964, surgindo então o Conselho Leonino, que herdou a competência de indicar os Presidentes e Vice Presidentes, da Assembleia Geral, da Direcção e do Conselho Fiscal.

Nestes estatutos foi também criado um regime de diferenciação entre os sócios, em função da sua antiguidade e do tipo de quota que pagavam, atribuindo-se a cada um mais 2 votos por cada 10 anos de associativismo, ao mesmo tempo que se admitia a licitude de sócios efectivos e maiores de 21 anos, no gozo dos seus direitos e dispondo de um mínimo de 500 votos, organizarem listas candidatas aos Órgãos Sociais do Clube, que passaram a ter mandatos com a duração de dois anos.

Antiguidade N.º Votos
Até 1 ano 0
1 a 9 anos 1
10 a 19 anos 3
20 a 29 anos 5
30 a 39 anos 7
40 a 49 anos 9
50 a 59 anos 11

Depois do 25 de Abril

Apesar da Revolução de 25 de Abril de 1974 que trouxe a Democracia a Portugal, o Sporting atravessou esse atribulado período da história do nosso País, de uma forma relativamente tranquila, beneficiando do "estado de graça" de um Presidente carismático como foi João Rocha, que tinha sido eleito em 1973, e que seria reeleito várias vezes, prolongando a sua gerência até 1986.

Assim foi necessário que passasse mais de uma década para que surgisse uma candidatura alternativa à estatutariamente emanada do Conselho Leonino, que só em 1989 perdeu o seu papel determinante na escolha dos Órgãos Sociais do Clube.

A revisão estatutária de 1981

No dia 11 de Setembro de 1981, foi aprovada uma alteração estatutária que implicava que para além dos candidatos à Presidência dos Órgãos Sociais do Clube, indigitados pelo Conselho Leonino, todos os outros membros propostos para integrarem esses Órgãos, fossem sujeitos individualmente à aprovação dos sócios, na Assembleia Geral eleitoral ordinária que acontecia bienualmente para esse efeito, sendo que as referidas atribuições do Conselho Leonino continuavam a não ser impeditivas de que sócios efectivos e agora maiores de 18 anos, no gozo dos seus direitos e dispondo de um mínimo de 1000 votos, organizassem listas diferentes para submeter à Assembleia-Geral, passando a ser atribuídos a cada sócio mais 3 votos por cada 10 anos de associativismo.

Antiguidade N.º Votos
Até 1 ano 0
1 a 9 anos 1
10 a 19 anos 4
20 a 29 anos 7
30 a 39 anos 10
40 a 49 anos 13
50 a 59 anos 16
60 a 69 anos 19
70 a 79 anos 22

Listas alternativas

No dia 5 de Junho de 1984 a Mesa da Assembleia-Geral anunciou em comunicado, que pela primeira vez fora apresentada uma candidatura para todos os corpos gerentes, diversa das listas que no exercício das funções estatutariamente consagradas, iriam ser submetidas a sufrágio pelo Conselho Leonino, e a partir daí os sócios passaram a votar as listas no seu conjunto e não todos os seus membros individualmente, o que facilitava a contagem dos votos, numa altura em que o número de sócios tinha aumentado substancialmente, enquanto os hábitos democráticos já se tinham enraizado entre os portugueses.

Assim a 29 de Junho de 1984, mais de 10 mil sócios do Sporting Clube de Portugal compareceram em Alvalade para uma Assembleia-Geral eleitoral, que ao contrário do que era costume se alargou pelo dia inteiro, com as urnas a encerrarem já perto da 1 da manhã, permitindo que se atingissem números nunca antes vistos numas eleições de clubes, realizadas em Portugal.

A redução dos poderes do Conselho Leonino

A vitória de Jorge Gonçalves nas eleições de 1988, foi um momento determinante para uma viragem no modo de funcionamento das Assembleias Gerais eleitorais do Sporting Clube de Portugal, pois uma das grandes bandeiras da campanha do novo Presidente, era precisamente a redução dos poderes do Conselho Leonino.

Assim no dia 18 de Fevereiro de 1989 os sócios do Sporting Clube de Portugal aprovaram em Assembleia-Geral convocada para o efeito, uma importante alteração aos Estatutos do Clube, que previa a diminuição do numero de membros do Conselho Leonino para 30, e a redução de poderes deste órgão, que passava a ser meramente consultivo, deixando de ter o privilegio de indigitar listas candidatas às eleições para os Órgãos Sociais do Clube, abrindo-se assim o caminho para uma maior democratização da vida do Sporting.

A nova era começou com uma Assembleia Geral eleitoral à qual pela primeira vez se apresentaram quatro listas, dando-se então inicio ao ciclo de Sousa Cintra, que não trouxe novidades em termos estatutários, e antecedeu o período que ficou conhecido como o Projecto Roquete

A revisão estatutária de 1996

Em 1996 foram elaborados novos Estatutos, onde se devolveram alguns poderes ao Conselho Leonino que passou a ser eleito de acordo com o método d'Hondt, embora sem alterações relevantes no que diz respeito às Assembleias-Gerais, destacando-se apenas o facto dos mandatos dos Órgãos Sociais do Clube, serem alargados para 4 anos, e da tradicional cerimónia de tomada de posse, ser substituída pela proclamação dos vencedores, no momento do anuncio dos resultados das Assembleias-Gerais eleitorais, que eram empossados na ocasião.

A revisão estatutária de 2011

As polémicas eleições de 26 de Março de 2011, às quais pela primeira vez se apresentaram cinco listas, e que levaram ao poder uma Direcção minoritária, "obrigaram" à elaboração de novos Estatutos que introduziram importantes alterações, com destaque para a descentralização do voto, a introdução do voto electrónico e por correspondência, a criação de novas categorias de sócios, o alargamento do direito de voto a mais sócios e a alteração do número de votos atribuídos a cada sócio consoante a sua antiguidade, que passou a ser para:

  • Sócios efectivos integrados no escalão base:
Antiguidade N.º Votos
Até 1 ano 0
1 a 4 anos 2
5 a 9 anos 3
10 a 14 anos 4
15 a 19 anos 5
20 a 24 anos 6
25 a 29 anos 7
30 a 34 anos 8
35 a 39 anos 9
40 a 44 anos 10
45 a 49 anos 11
50 a 54 anos 12
55 a 59 anos 13
60 a 64 anos 14
65 a 69 anos 15
70 a 74 anos 16
75 a 79 anos 17
80 a 84 anos 18
85 a 89 anos 19
90 a 94 anos 20
  • Sócios efectivos integrados num escalão inferior:
Antiguidade N.º Votos
Até 1 ano 0
1 a 9 anos 1
10 a 19 anos 2
20 a 29 anos 3
30 a 39 anos 4
40 a 49 anos 5
50 a 59 anos 6
60 a 69 anos 7
70 a 79 anos 8
80 a 89 anos 9
90 a 99 anos 10

Ficou ainda estabelecido que a investidura no exercício dos cargos teria lugar nos 15 dias seguintes ao do termo do acto eleitoral, em sessão a realizar na sede do Sporting Clube de Portugal, e a elaboração de um Regulamento Eleitoral.

Galeria dos Presidentes

Viscondealvalade.jpg
Visconde de Alvalade
De 04-01-1910 a 28-07-1917
San.jpg
Sanches Navarro
De 28-07-1917 a 27-07-1918
Queirosdossantos.jpg
Queirós dos Santos
De 27-07-1918 a 06-11-1920
San.jpg
Sanches Navarro
De 06-11-1920 a 21-07-1923
Carlos Basílio de Oliveira
De 21-07-1923 a 29-07-1924
San.jpg
Sanches Navarro
29-07-1924 a 23-02-1926
Queirosdossantos.jpg
Queirós dos Santos
De 23-02-1926 a 24-07-1926
San.jpg
Sanches Navarro
De 24-07-1926 a 03-03-1927
Queirosdossantos.jpg
Queirós dos Santos
De 03-03-1927 a 21-07-1927
Ernesto Navarro
De 21-07-1927 a 05-02-1929
LRSilva.JPG
Rebelo da Silva
De 12-03-1929 a 27-07-1933
Ernesto Navarro
De 27-07-1933 a 19-06-1938
Frade.jpg
Nunes Frade
De 19-06-1938 a 05-08-1939
Gouveia Campos.jpg Campos Figueira
De 05-08-1939 a 02-09-1942
Diogo Alves Furtado.jpg
Diogo Alves Furtado
De 02-09-1942 a 17-11-1943
10º António Torres de Sousa
De 17-11-1943 a 16-09-1944
11º
AML.jpg
Maia de Loureiro
De 16-09-1944 a 19-01-1946
12º
Palmacarlos.jpg
Palma Carlos
De 19-01-1946 a 31-01-1957
13º
Titoarantes.jpg
Tito Arantes
De 31-01-1957 a 15-12-1958
Diogo Alves Furtado.jpg
Diogo Alves Furtado
De 15-12-1958 a 10-05-1961
12º
Palmacarlos.jpg
Palma Carlos
De 10-05-1961 a 19-03-1962
14º
Sleite.jpg
Salazar Leite
De 19-03-1962 a 10-05-1963
15º
Goismota.jpg
Góis Mota
De 10-05-1963 a 25-05-1965
16º
AARF.jpg
António Ribeiro Ferreira
De 25-05-1965 a 28-07-1965
17º
Amadoaguilar.jpg
Amado de Aguilar
De 28-07-1965 a 04-04-1973
18º
Sivmachado.jpg
Silveira Machado
De 04-04-1973 a ??
19º
Santosferro.JPG
Santos Ferro
De ?? a 31-07-1980
20º
Epinheiro.jpg
Emídio Pinheiro
De 31-07-1980 a 03-08-1987
21º
Calixtopires.JPG
Calixto Pires
De 03-08-1987 a 25-06-1988
22º
Sam88.JPG
Sérgio Abrantes Mendes
De 25-06-1988 a 23-06-1989
23º
Nunesdasilva.JPG
Nunes da Silva
De 23-06-1989 a 27-06-1991
24º
RM.jpg
Raposo de Magalhães
De 27-06-1991 a ??-01-1995
25º
SM.jpg
Santos Monteiro
De ??-01-1995 a 02-06-1995
26º
Mgteles.jpg
Miguel Galvão Teles
De 02-06-1995 a 29-04-2006
27º
Rogerio alves.jpg
Rogério Alves
De 29-04-2006 a 05-06-2009
28º
Dias ferreira.jpg
Dias Ferreira
De 06-06-2009 a 14-02-2011
29º
Linodecastro2.jpg
Lino de Castro
De 14-02-2011 a 27-03-2011
30º
EduardoBarroso.jpg
Eduardo Barroso
De 27-03-2011 a 27-03-2013
31º
Jaime soares.png
Jaime Soares
Desde 27-03-2013

Assembleias Gerais e Momentos Históricos