Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes

Arnaldo Abrantes (pai)

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Esta página é sobre o velocista Arnaldo Abrantes. Se procura o seu filho, Arnaldo Abrantes, consulte Arnaldo Abrantes (filho).
Dados de Arnaldo Abrantes (pai) Arnaldo Abrantes pai.jpg
Nome: Arnaldo Joaquim Castro Abrantes
Nascimento: 18 de Dezembro de 1968
Naturalidade: Aguada de Cima - Águeda - Portugal
Posição: Atleta (velocidade)

Arnaldo Abrantes iniciou a sua carreira desportiva como futebolista federado nos juniores do Fogueira, aventura que durou apenas uma época. Dessa altura, o antigo avançado-centro relembrou em entrevista:

Se não estou em erro, isto foi em 1978 (...) A habilidade não era muito mas compensava com a velocidade. Levava muita pancada dos defesas e não gostava disso. (...) depressa vi que não tinha nascido para aquilo.

No final desse ano enveredou pelo Atletismo - "Era cada um na sua pista e, portanto, deixava de haver contacto físico" - tendo começado a correr nas ruas da sua terra natal. Representou a Associação Cristã da Mocidade, de Coimbra e o Beira Mar, antes de chegar ao Sporting Clube de Portugal em 1982.

Logo na sua primeira época em Alvalade foi Campeão de Portugal nos 200 e nos 400m, e na temporada de 1984 fez parte das equipas do Sporting que foram Campeãs Nacionais das estafetas dos 4x100m e 4x400m.

No ano seguinte integrou uma equipa do Sporting que durante os Campeonatos Regionais igualou o Recorde Nacional da estafeta dos 4x100, com a marca de 40,4s.

A sua melhor época foi em 1986, ano em que foi Campeão de Portugal nos 100 e 200, para além de ter feito parte da equipa do Sporting que foi Campeã Nacional da estafeta dos 4x100m, e de ter batido o Recorde Nacional dos 100m, percorrendo a distância em 10,44s.

Nesse mesmo ano integrou três selecções nacionais que melhoram o Recorde Nacional dos 4x100m, nas duas últimas ocasiões durante os Campeonatos Europeus de Estugarda, onde Portugal chegou à Final com uma equipa que pela primeira vez percorreu a distância abaixo dos 40 segundos, fixando o Recorde Nacional em 39,76s.

Em 1987 voltou a fazer parte de equipa do Sporting que foi Campeã Nacional da estafeta dos 4x100m e participou nos Mundiais de Roma, tendo sido distinguido com o Prémio Stromp na categoria Atleta de Alta Competição.

O ponto alto da sua carreira foi em 1988 nos Jogos Olímpicos de Seul, onde disputou a estafeta de 4x100 metros. Abriu a prova e o quarteto lusitano chegou às meias finais olímpicas, batendo o Recorde Nacional com o tempo de 39,61s.

Entre 1988 e 1990 foi tri Campeão de Portugal nos 60m em pista coberta, no último ano já como atleta individual, e em 1989 fixou o Recorde Nacional desta especialidade em 6,67s, uma marca que perdurou 9 anos.

Foi também Recordista Nacional dos 200m em pista coberta, com a marca de 21,49s, um Recorde que perdurou 5 anos e que foi obtido em 1989 durante os Campeonatos Europeus de Haia, na Holanda.

Representou Portugal em três edições da Taça da Europa, estreando-se em 1981 quando ainda era atleta do Beira Mar, integrando a equipa da estafeta dos 4x100m, de que voltou a fazer parte em 1987 e 1989, sendo que na primeira destas ocasiões também correu os 100 e 200m.

Licenciou-se em Engenharia Electrónica e Telecomunicações, e finda a sua carreira como atleta profissional, tornou-se professor universitário em Lisboa. Os seus filhos, Arnaldo Abrantes e João Abrantes também enveredaram pelo Atletismo ao serviço do Sporting Clube de Portugal, na velocidade e no salto à vara, respectivamente.