Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções

Arnaldo Abrantes (filho)

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página é sobre o velocista Arnaldo Abrantes. Se procura o seu pai, Arnaldo Abrantes, consulte Arnaldo Abrantes (pai).
Dados de Arnaldo Abrantes (filho) Arnaldo Abrantes filho.jpg
Nome: Arnaldo Luís Isaías Abrantes
Nascimento: 27 de Novembro de 1986
Naturalidade: Almada, Portugal
Posição: Atleta (velocidade)

Arnaldo Abrantes, filho de um antigo velocista do Sporting Clube de Portugal com o mesmo nome, fez jus ao proverbio "filho de peixe sabe nadar" e não só imitou os feitos do pai, como conseguiu mesmo superá-los.

Iniciou-se na prática do Atletismo no Núcleo Desportivo e Juvenil do Laranjeiro, quando ainda era criança, mas só alguns anos mais tarde é que começou a treinar com regularidade, sob a supervisão de Pedro Agostinho, outro antigo velocista do Sporting e contemporâneo do seu pai.

Em 2003 foi Campeão Nacional Juvenil nos 110m barreiras e nos 200m e Campeão Nacional Júnior nos 100 e 200m, tendo participado nas Jornadas Olímpicas da Juventude Europeia, que se realizaram em Paris, onde ganhou a Medalha de Prata nos 110 metros barreiras e foi 4º classificado nos 200 metros. Nesse ano bateu por 3 vezes o Recorde Nacional Juvenil dos 110m barreiras, fixando-o em 13,74s.

Na época de 2004 ingressou no Benfica, clube que representou durante dois anos, altura em que passou a dedicar-se exclusivamente à velocidade, devido a um impedimento físico que lhe dificultava a ultrapassagem das barreiras, que até aí tinham sido a sua especialidade de eleição.

Ainda em 2004 conquistou o seu primeiro título de Campeão de Portugal absoluto nos 200m, ganhando também a mesma prova no escalão de sub-23 e renovando os seus dois títulos de Campeão Nacional Júnior, o que lhe permitiu marcar presença no Campeonato do Mundo desse escalão.

No ano seguinte foi Campeão de Portugal nos 60m em pista coberta no escalão de sub-23 e esteve presente nos Campeonatos da Europa de Juniores, onde chegou às meias finais nos 100m.

A correr pelo Sporting

No final do ano de 2005 transferiu-se para o Sporting Clube de Portugal, onde passou a ser treinado por Anabela Leite e, rapidamente se confirmou como o segundo melhor sprinter a nível nacional, suplantado apenas por Francis Obikwelu.

No Sporting esteve 4 temporadas, atingindo o auge da sua carreira e estabelecendo como recordes pessoais 10,19s nos 100m em 2009 e 20,48s nos 200m em 2007, ano em que foi Campeão de Portugal nos 100m, contando ainda com 3 títulos nacionais nos 60m em pista coberta, o último dos quais conquistado em 2011, quando corria como atleta individual.

Em 2008 bateu o Recorde Nacional dos 200m em pista coberta, com o tempo de 21,22s, que era também Recorde Nacional de sub-23, uma marca que no ano seguinte melhorou para 21,02s. Foi também nessa altura que fixou o Recorde Nacional dos 200m no escalão de Sub-23, em 20,48s.

Em 2009 foi distinguido com o Prémio Stromp na categoria Atleta.

Em 2011 correu como atleta individual, um subterfúgio que o Benfica inventou para ultrapassar o pacto de não agressão estabelecido como o Sporting, conseguindo dessa forma desviar vários atletas de Alvalade para a Luz.

Assim foi sem surpresa que Arnaldo Abrantes passou a representar o Benfica a partir da época de 2012, altura em que começou a apostar também nos 400m, especialidade na qual em 2013 foi Campeão de Portugal em pista coberta, acumulando esse título com o dos 200m, que já tinha ganho na época anterior.

Em termos internacionais Arnaldo Abrantes em 2007 esteve presente nos Campeonatos Europeus de sub-23, que se realizaram em Debrecen na Hungria, mas não conseguiu atingir as finais dos 100 e 200m a que aspirava, embora tenha feito parte da Selecção Nacional que conquistou a Medalha de Prata na estafeta dos 4x100m.

No final dessa época obteve de forma surpreendente os mínimos para o Campeonato do Mundo de Atletismo, que nesse ano se disputou em Osaka no Japão, onde não só passou uma eliminatória dos 200m, como se qualificou para os Jogos Olímpicos de Pequim com o registo de 20,48s, uma excelente marca a nível mundial e que era a melhor do ano na Europa, no escalão de Sub-23. Todavia em Pequim, foi afastado na primeira eliminatória dos 200m, ficando bastante abaixo da sua melhor marca do ano.

Posteriormente ainda participou em mais duas edições dos Campeonatos do Mundo de Atletismo, nos Europeus de 2010 em Barcelona, onde chegou às meias finais nos 200m e fez parte da equipa de Portugal que ficou no 6º lugar na estafeta dos 4x100m, e de 2012 em Helsínquia, onde atingiu as meias finais nos 100 e 200m e voltou a integrar uma equipa de Portugal que ficou no 6º lugar na estafeta dos 4x100m, para além de ter estado presente em mais uma edição dos Jogos Olímpicos, desta vez em 2012 em Londres.

Também participou nas Universíadas em 2007, nos Campeonatos Ibero Americanos em 2010 e em 8 edições da Taça da Europa/Campeonatos Europeus de Selecções.

Fez parte de três Selecções Nacionais que entre 2006 e 2010, levaram o Recorde Nacional dos 4x100m até aos 38,88s, marca estabelecida durante a Final do Campeonato da Europa de Barcelona, numa equipa da qual também faziam parte Ricardo Monteiro, João Ferreira e Francis Obikwelu.

To-mane 14h20min de 29 de Maio de 2014 (WEST)