Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções

Arnaldo Abrantes (filho)

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página é sobre o velocista Arnaldo Abrantes. Se procura o seu pai, Arnaldo Abrantes, consulte Arnaldo Abrantes (pai).
Dados de Arnaldo Abrantes (filho) Arnaldo Abrantes filho.jpg
Nome: Arnaldo Luís Isaías Abrantes
Nascimento: 27 de Novembro de 1986
Naturalidade: Almada, Portugal
Posição: Velocista

Arnaldo Abrantes, filho de um antigo velocista dos leões, também ele de nome Arnaldo Abrantes, não se lembra do pai enquanto atleta, mas não contava conseguir ultrapassar tão cedo os seus recordes nem obter os mínimos olímpicos logo aos 20 anos.

Iniciou a prática do Atletismo no Núcleo Desportivo e Juvenil do Laranjeiro, em 1999, tendo apenas começado mais tarde a treinar com regularidade, sob a supervisão de um antigo velocista olímpico, Pedro Agostinho, colega de pista do seu pai. Nas Jornadas Olímpicas da Juventude Europeia, em Paris, ganhou a medalha de prata nos 110 metros barreiras e foi quarto nos 200 metros.

A correr pelo Sporting

Em 2004 ingressou no Benfica, apesar de já referenciado pelo Prof. Moniz Pereira, onde ganhou vários títulos de Campeão Nacional de juniores. Só no final de 2005 concretizou o sonho de vestir a camisola do Sporting Clube de Portugal, onde passou a ser treinado por Anabela Leite. Rapidamente se confirmou como o segundo sprinter a nível nacional, suplantado apenas por Francis Obikwelu.

O ano de estreia no Atletismo internacional foi 2007, já Sub-23 do 2º ano. Depois de sofrer uma pequena desilusão ao não conseguir chegar às finais dos 100 e 200 metros no Campeonato da Europa de Sub-23, conseguiu atingir os mínimos para participar no Campeonato do Mundo de 2007, em Osaka. De forma algo surpreendente, Arnaldo Abrantes qualificou-se para os Jogos Olímpicos de Pequim ao realizar uma excelente marca a nível mundial e a melhor da Europa em Sub-23 de 200 metros: 20,48 segundos. Todavia, em Pequim, foi afastado na primeira ronda qualificativa dos 200 metros, ficando bastante abaixo da sua melhor marca do ano.

Em 2009, melhorou o seu recorde pessoal dos 100 metros para os 10,19 segundos, tornando-se o terceiro melhor velocista português de sempre.

Em 2009 foi distinguido com o Prémio Stromp na categoria Atleta.