Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções

Angélica Manaca Dias

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ir para: navegação, pesquisa
Dados de Angélica Manaca Dias Angelica.jpg
Nome: Angélica Manaca Dias
Nascimento: 22 de Agosto de 1952
Naturalidade: Beira - Moçambique
Posição: Atleta (velocidade)

Angélica Manaca Dias, meia-irmã (por parte do Pai) de Manaca, jogador de futebol do Sporting Clube de Portugal nos anos 70 do século XX, foi sempre uma entusiasta pela prática desportiva na sua cidade natal.

Atleta do Clube Ferroviário da Beira, com condições excepcionais para a prática do Atletismo, foi medalhada várias vezes em Moçambique e deslocava-se amiúde à Europa, onde nunca deixou de afirmar a sua classe de sprinter de eleição.

Especialista de 100, 200, 400 metros e Salto em Comprimento, foi nas duas primeiras disciplinas que alcançou os melhores resultados.

Angélica Manaca Dias numa prova de 200m no Estádio Jamor

Pretendida por Sporting, Benfica e Belenenses, radica-se em Portugal, em 1973, pois este último clube garantiu a sua transferência profissional para o BNU de Lisboa, Banco onde sempre trabalhou (sendo posteriormente integrada na CGD).

Foi Campeã de Portugal simultaneamente nos 100 e 200 metros, em 1970, 1973 e 1974.

Foi Recordista Nacional dos 100 metros entre 1970-07-05 e 1978-05-25 com tempos de 12,3 s e 12,0 s, e dos 200 metros entre 1970-08-23 e 1971-06-20 com 25,4 s.

Depois de uma pausa de 2 anos, por motivo de parto, em 1978 ingressou no Sporting, o clube do seu coração, que também era o de seu pai, Sr. Max (como era carinhosamente tratado na família).

Integrou varias Selecções de Portugal que melhoraram o Recorde Nacional dos 4x100m, desde 1970 com a marca de 48,8s, até 1978 com a marca de 47,3s, quando já enquanto atleta do Sporting, contribuiu para igualar por duas vezes um Recorde que já tinha 5 anos e que era pertença de outra Selecção da qual também tinha feito parte.

Esteve presente no Campeonato da Europa de Juniores de 1970, onde correu os 100m, e na 1ª edição da Taça da Europa, em 1973.

Fez também 5,46 m como melhor marca no Salto em Comprimento, em 1978.

Nas vésperas de se reformar da sua actividade profissional (Bancária), continua a fazer o seu ‘circuito de manutenção’ aos fins de semana no Estádio do Jamor, porque 'quem sabe, nunca esquece'

Santarém 11 Abril 2011