Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções

A Grande Final de 1933

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ir para: navegação, pesquisa

A final do Campeonato de Portugal de 1933 foi uma coisa nunca antes vista. Frente a frente, o Sporting Clube de Portugal saído duma empolgante meia-final com o FC Porto e o Belenenses uma das equipas mais fortes da altura.

O jogo disputou-se a 2 de Julho no Stadium de Lisboa, com o Presidente da Republica Óscar Carmona a juntar-se pela primeira vez à festa do povo, que enchia por completo o recinto.

O Sporting orientado por Rodolf Jenny, que preferiu não jogar por considerar que um estrangeiro não devia participar numa final de um Campeonato Nacional, alinhou com Dyson; Jurado, Joaquim Serrano; Varela, Rui Araújo, Faustino; Mourão, Abrantes Mendes, Gralho, Abelhinha e Valadas.

Ao contrário do que é habitual nas finais onde geralmente impera o nervosismo, assistiu-se a um grande espectáculo com o Sporting a adiantar-se no marcador a 12 minutos do intervalo com um golo de Abrantes Mendes, que ficou lembrado pelos gritos que este jogador deu a pedir a bola, tal era a convicção de que ia marcar.

No entanto, na segunda parte o Belenenses daria a volta ao marcador com dois golos de Faroleiro e, quando o Sporting atacava ferozmente na busca do empate, José Luís estabeleceria o 3-1 final, a três minutos do fim da partida.

As duas equipas e o árbitro António Palhinha, de Setúbal, deixaram o campo debaixo de prolongados aplausos de um público reconhecido pelo grande espectáculo que tinha acabado de assistir.

Ficha do jogo: 1933-07-02 Belenenses – SPORTING


To-mane 20:07, 18 Julho 2008 (WEST)