Wiki Sporting - a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções

0-5 do Estoril

Da Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal
Ir para: navegação, pesquisa

A época de 1945/46 foi uma das mais atribuladas da história do Sporting, começando com a morte de Joaquim Ferreira, numa altura em que a equipa ainda vivia na orfandade do Mestre Joseph Szabo.

Mesmo assim, o Sporting foi ganhar ao Benfica no Campo Grande logo na 1ª jornada do Campeonato de Lisboa, mas depois, em três jogos disputados em casa, apenas conseguiu uma vitória e mesmo essa foi à míngua de uns 3-2 sobre a CUF.

Foi então que a 28 de Outubro de 1945 o Sporting recebeu o Estoril no Stadium de Lisboa, em jogo a contar para a 5ª jornada do Campeonato Regional. O guarda-redes Azevedo não jogou por ter exigido mil escudos de ordenado à Direcção, pelo que foi substituído por Magalhães, o seu suplente.

O escandaloso resultado de 0-5 com que terminou esse jogo não foi seguramente apenas da responsabilidade de Magalhães, e no fim os jogadores foram acusados de falta de interesse pelo jogo. Acabou por ser Álvaro Cardoso o bode expiatório, acusado pela Direcção de se ter solidarizado com Azevedo, o que provocou a reacção de outros jogadores que garantiram que tinha sido o Capitão quem mais tinha tentado dentro do campo despertar a equipa da estranha apatia que a todos parecia ter contagiado naquela tarde.

Para a história fica o onze escolhido por Abrantes Mendes, neste dia negro do futebol leonino: Magalhães; Álvaro Cardoso, Manecas; Octávio Barrosa, Veríssimo, António Lourenço; Jesus Correia, Armando Ferreira, Peyroteo, António Marques e João Cruz.


To-mane 15h14min de 17 de Outubro de 2008 (WEST)