Anedota do dia

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Pinto da Costa (FC Porto) No Portugal - Suíça, jogado no estádio das Antas, a contar para a fase de apuramento para o Mundial dos EUA, o omnipresente João Pinto (FCP) enviou a bola à trave da própria baliza ao tentar fazer um corte. Comentário do presidente portista: "Chutou à barra?.. Ah, foi para não ceder canto..."
Quando Galileu descobriu que a Terra girava, já os bêbados sabiam disso há séculos!
« Última modificação: Junho 22, 2008, 04:58 am por Mega_SCP »
Carta aos pais
 
Um pai entrou no quarto da sua  filha e encontrou uma carta sobre a cama que dizia o seguinte:

Queridos pais:

Com muita pena  vos digo que fugi com o meu noivo, encontrei o amor da minha vida.  Estou absolutamente fascinada com os seus piercings, cicatrizes e tatuagens.  Mas não é só, estou grávida de gémeos.
Aprendi  também que a marijuana e a Cocaína não fazem mal a ninguém. Só rezo para que a Ciência encontre a cura da Sida, o Joaquim merece.
Não se  preocupem com o dinheiro, o Joaquim conseguiu que eu entrasse em filmes com outros amigos, posso ganhar 50EUR/ hora, se for com mais de três homens são 200EUR e se entrar o pastor alemão do Joaquim são 300EUR. Não te preocupes, mãe. Já tenho 15 anos e sei cuidar de mim mesma.

Com  muito carinho, a vossa querida filha. 
 
Ps: Pai, é  uma brincadeira, estou a ver televisão na casa da vizinha, só queria  mostra-te que há coisas piores na vida que as minhas notas.
 
Resposta do pai:

Querida filha,
 
Dei a carta a ler à  tua mãe, teve um AVC e foi internada de urgência, está entre a vida  e a morte. Por causa disso e a conselho dos advogados foste retirada  do testamento. Todas as coisas do teu quarto foram doadas e também  mudamos a fechadura da nossa casa. Não tentes fazer pagamentos por  Multibanco, porque a Conta foi cancelada. Demos também baixa do teu telemóvel. Demos também a tua colecção de CDs ao anormal do 5º andar. Podes começar também a pensar em trabalhar, com a tua idade e  com esse corpinho estou certo que trabalho não vai faltar, apesar da concorrência das brasileiras. Enfim, espero que sejas muito feliz na tua nova vida.
 
Ps: Filha querida, claro  que é tudo uma brincadeira, a tua mãe está aqui a ver a novela. Só  queríamos mostrar-te que há coisas bem piores que passares os  próximos 3 meses sem sair de casa, sem ir à Internet e sem ver  televisão por causa das tuas notas e da tua brincadeira de m****!
“no small number of these whaling seamen belong to the Azores, where the outward bound Nantucket whalers frequently touch to augment their crews from the hardy peasants of those rocky shores.”
Herman Melville - Moby Dick
Carta aos pais
 
Um pai entrou no quarto da sua  filha e encontrou uma carta sobre a cama que dizia o seguinte:

Queridos pais:

Com muita pena  vos digo que fugi com o meu noivo, encontrei o amor da minha vida.  Estou absolutamente fascinada com os seus piercings, cicatrizes e tatuagens.  Mas não é só, estou grávida de gémeos.
Aprendi  também que a marijuana e a Cocaína não fazem mal a ninguém. Só rezo para que a Ciência encontre a cura da Sida, o Joaquim merece.
Não se  preocupem com o dinheiro, o Joaquim conseguiu que eu entrasse em filmes com outros amigos, posso ganhar 50EUR/ hora, se for com mais de três homens são 200EUR e se entrar o pastor alemão do Joaquim são 300EUR. Não te preocupes, mãe. Já tenho 15 anos e sei cuidar de mim mesma.

Com  muito carinho, a vossa querida filha. 
 
Ps: Pai, é  uma brincadeira, estou a ver televisão na casa da vizinha, só queria  mostra-te que há coisas piores na vida que as minhas notas.
 
Resposta do pai:

Querida filha,
 
Dei a carta a ler à  tua mãe, teve um AVC e foi internada de urgência, está entre a vida  e a morte. Por causa disso e a conselho dos advogados foste retirada  do testamento. Todas as coisas do teu quarto foram doadas e também  mudamos a fechadura da nossa casa. Não tentes fazer pagamentos por  Multibanco, porque a Conta foi cancelada. Demos também baixa do teu telemóvel. Demos também a tua colecção de CDs ao anormal do 5º andar. Podes começar também a pensar em trabalhar, com a tua idade e  com esse corpinho estou certo que trabalho não vai faltar, apesar da concorrência das brasileiras. Enfim, espero que sejas muito feliz na tua nova vida.
 
Ps: Filha querida, claro  que é tudo uma brincadeira, a tua mãe está aqui a ver a novela. Só  queríamos mostrar-te que há coisas bem piores que passares os  próximos 3 meses sem sair de casa, sem ir à Internet e sem ver  televisão por causa das tuas notas e da tua brincadeira de m****!

 :rotfl: :rotfl: :rotfl:
Já tinha ouvido essa, mas sem a parte da resposta do pai
Cir cular Interna (verídica) de uma multinacional americana em Portugal (no Porto), contra a linguagem dos trabalhadores do Norte :

 "It has been brought to our attention by several officials visiting our corporate Headquarters that offensive language is commonly used by our Portuguese-speaking staff. Such behavior, in addition to violating our Policy, is highly unprofessional and offensive to both visitors andcolleagues. In order to avoid such situations please note that all Staff is kindly requested to IMMEDIATELY adhere to the following rules: 

1) Words like m****, c******, f***-**, porra or p***-que-o-pariu and other such expressions will not be used for emphasis, no matter how heated the discussion.
2) You will not say cagada when someone makes a mistake, or ganda-m**** if you see somebody either being reprimanded or making a mistake, or que-grande-cagada when a major mistake has been made. All forms derivatefrom the verb cagar are inappropriate in our environment.
3) No project manager, section head, or executive, under no circumstances, will be referred to as filho-da-p***, c*****, ó-grande-come-m****, or vaca-gorda-da-p***-que-a-pariu.
4) Lack of determination will not be referred to as falta-de-c****** or coisa-de-maricas and neither will persons who lack initiative as picha-mole, corno, or mariconso.
5) Unusual or creative ideas from your superiors are not to be referred to as punheta-mental.
6) Do not say esse-c*****-enche-a-porra-do-juízo if a person is persistent. When a task is heavy to achieve remember that you must not say é uma-f***.In a similar way, do not use esse-gajo-está-f***** if colleague isgoing through a difficult situation. Furthermore, you must not say que-putedo when matters become complicated.
7) When asking someone to leave you alone, you must not say vai-à-m****.. Do not ever substitute "May I help you" with que-porra-é-que-tu-queres??When things get tough, an acceptable statement such as "we are going through a difficult time should be used rather than isto-está-tudo-f*****.
8) No salary increase shall ever be referred to as aumento-dum-c*****.9) Last but not least after reading this memo please do not say mete-o-no-cu. Just keep it clean and dispose of it properly. We hope youwill keep these directions in mind. 

Thank you.
“no small number of these whaling seamen belong to the Azores, where the outward bound Nantucket whalers frequently touch to augment their crews from the hardy peasants of those rocky shores.”
Herman Melville - Moby Dick
« Última modificação: Junho 22, 2008, 16:12 pm por Atlantian »
“no small number of these whaling seamen belong to the Azores, where the outward bound Nantucket whalers frequently touch to augment their crews from the hardy peasants of those rocky shores.”
Herman Melville - Moby Dick
O Joãozinho diz à professora:
- Oh stora tenho na minha mesa um caracol em cima duma caracola!
- Oh Joãozinho não se diz caracol em cima duma caracola! Diz-se caracol em cima de caracol.
O Joãozinho esmaga os caracóis e diz-lhe a professora:
- Joãozinho!!! Isso não se faz!
Responde o Joãozinho: Nah, nah, nah! Em cima da minha mesa não!!! Não quero cá paneleirices! ...
“no small number of these whaling seamen belong to the Azores, where the outward bound Nantucket whalers frequently touch to augment their crews from the hardy peasants of those rocky shores.”
Herman Melville - Moby Dick
O Joãozinho diz à professora:
- Oh stora tenho na minha mesa um caracol em cima duma caracola!
- Oh Joãozinho não se diz caracol em cima duma caracola! Diz-se caracol em cima de caracol.
O Joãozinho esmaga os caracóis e diz-lhe a professora:
- Joãozinho!!! Isso não se faz!
Responde o Joãozinho: Nah, nah, nah! Em cima da minha mesa não!!! Não quero cá paneleirices! ...

 :rotfl:
O novo padre da Paróquia estava tão nervoso no seu primeiro sermão que quase não conseguiu falar.
Antes do seu segundo sermão, no Domingo seguinte, perguntou ao Arcebispo o que podia fazer para relaxar.
Este sugeriu-lhe que da próxima vez colocasse umas gotas de vodka na água e que depois de uns goles se sentiria muito mais tranquilo.
No Domingo seguinte aplicou a sugestão e sentiu-se tão bem, que poderia falar alto até no meio de uma tempestade, de tão feliz e descontraído que se encontrava.
Depois ao regressar à reitoria da Paróquia encontrou uma nota do Arcebispo dizendo-lhe:
   

Prezado padre, seguem algumas observações:

1)   Na próxima vez, coloque algumas gotas de vodka na água e não algumas gotas de água na vodka.

2)   Não coloque limão e açúcar na borda do cálice.

3)   O manto da imagem de Nosso Senhor Jesus Cristo não deve ser usado como guardanapo.

4)   Existem 10 mandamentos e não 12.

5)   Existem 12 Apóstolos e não 10.

6)   Judas traiu Jesus, não o “sacaneou”.

7)   Jesus foi crucificado, não enforcado.

8)   Tiradentes não tem nada a ver com a história.

9)   A hóstia não é chiclete, portanto evite tentar fazer bolas.

10)   Aquela “casinha” é o confessionário, não a casa-de-banho.

11)   Evite apoiar-se na imagem de Nossa Senhora, muito menos abraçá-la.

12)   A iniciativa de chamar o público para cantar foi louvável, mas fazer comboio e correr pela igreja foi demais.

13)   Água benta é para se benzer e não para refrescar a nuca.

14)   Nunca reze a missa sentado na escada do altar, muito menos com o pé sobre a Bíblia Sagrada.

15)   As hóstias devem ser distribuídas pelos fiéis, jamais usadas como aperitivo para acompanhar o vinho.

16)   Procure usar roupas debaixo da batina.

17)   Evite abanar-se com a batina quando estiver com calor.

18)   Jesus nasceu em Belém, mas isso não significa que ele seja do Belenenses.

19)   Numa missa não se deve fazer perguntas ao público.

20)   Também não se deve pedir ajuda aos universitários. Atéporque eles não sabem nada.

21)   Quem peca é um pecador, não “um filho da p***”.

22)   Quem peca vai para o Inferno e não para “a p*** que o pariu”.


Pelos 45 minutos de missa que acompanhei, notei essas falhas. Espero que essas falhas sejam corrigidas já para o próximo Domingo.

Atenciosamente,
O Arcebispo

PS: Uma missa leva em torno de uma hora, não dois tempos de 45 minutos cada. E aquele sujeito sentado no canto do altar, a quem você se referiu como “panasca de vestido”, era eu.
“no small number of these whaling seamen belong to the Azores, where the outward bound Nantucket whalers frequently touch to augment their crews from the hardy peasants of those rocky shores.”
Herman Melville - Moby Dick
O alentejano e o Triteoterol

Um casal alentejano está deseperadamente a tentar ter um filho.
Já consultaram todos os médicos, fizeram todos os exames, tentaram todos os métodos... Em vâo.
Até ao dia em que ouvem falar de um super professor Americano que consegue milagres. Eles compram uma passagem para os Estados Unidos e vão consultar o tal professor.
Como eles nâo falam inglês e nem o professor fala português, este dá a entender por gestos que quer que eles pratiquem sexo para que ele possa diagnosticar. Inicialmente com um pouco de vergonha, o casal começa a "trabalhar".
O professor examina-os sob todos os ângulos e depois manda-os parar.
Ele vai até à sua mesa e escreve uma receita. Super feliz, o casal volta para casa.
Assim que chega, o marido vai à farmácia e pergunta:
O senhor tem Triteoterol ?
Perplexo, o farmacêutico responde:
-Triteoterol ?... Triteoterol ?... Não conheço. O senhor tem a receita ?
O sujeito dá a receita ao farmacêutico. Este lê e responde:
-O senhor não leu bem. Está escrito *"Try the Other Hole"* (tente o outro buraco) !!!
“no small number of these whaling seamen belong to the Azores, where the outward bound Nantucket whalers frequently touch to augment their crews from the hardy peasants of those rocky shores.”
Herman Melville - Moby Dick
 :rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl:

As tuas piadas são demais Atlanitan, continua a postar mais.  :great:


"I haven’t failed; I’ve had 10,000 ideas that didn’t work" Benjamin Franklin
GUERRA  ENTRE FACULDADES
 

 

Tudo começou quando... tinha que ser ...

A turma de Direito resolveu colocar uma frase numa t-shirt que
virou moda no Campo Universitário:
' O teu namorado não faz Direito? Vem cá que eu faço'.

Em seguida, o pessoal de Medicina largou a seguinte:
'Ele pode até fazer Direito, mas ninguém conhece o teu corpo
melhor que eu.'

O pessoal de Administração não deixou para menos:
'Não adianta conhecer o corpo, fazer Direito se não souber
Administrar o que tem'

O pessoal de Administração ficou bem na fita até que a turma
de Agronomia apareceu com a seguinte frase:
'Uns conhecem bem, outros fazem direito e alguns sabem
administrar o que têm, mas plantar a fruta como nós ninguém consegue!'

 

Aí o pessoal da Publicidade largou esta:
'De que adianta conhecer bem, fazer direito, saber administrar
e plantar a fruta, se depois não puder contar pra todo mundo?'

A turma da Engenharia, não se deu por achada, e saiu-se com esta:
'De que adianta conhecer bem, fazer direito, saber administrar, plantar
a fruta, e poder contar para todo mundo, se não tiver energia e
potência para fazer várias vezes?'

Mas a frase que ficou e se tornou campeã foi a da Economia (É k só podia!!!!)
'De que adianta conhecer bem, fazer direito, saber administrar, plantar
a fruta, poder contar para todo mundo, ter energia e potência para
fazer várias vezes, se a mulher gosta mesmo é de dinheiro?'

Ninguém discutiu por um tempo, até que, as MENINAS do Curso de NUTRIÇÃO

 


Saíram-se MUITO BEM (mas, MUUUUUUITO BEM, MESMO!) com esta:
'De que adianta conhecer bem, fazer Direito, saber administrar, plantar
a fruta, poder contar para todo mundo, ter energia e potência para
fazer várias vezes e, ter dinheiro... Se, no final das contas... nós
precisamos sempre de ensinar a comer!!!!!'
“no small number of these whaling seamen belong to the Azores, where the outward bound Nantucket whalers frequently touch to augment their crews from the hardy peasants of those rocky shores.”
Herman Melville - Moby Dick
*O MELHOR E MAIS PEQUENO CONTO DE FADAS DO MUNDO:**

 

Era uma vez um rapaz que pediu uma linda rapariga em casamento:
- Tu queres casar comigo?

E ela respondeu:
- Não!!!

 
E o rapaz viveu feliz para sempre... foi à pesca, jogou futebol, conheceu
muitas outras miúdas, comeu-as todas, visitou muitos lugares, estava sempre
a sorrir e de bom humor, nunca lhe faltava caroço, não discutia nem nunca
brigava, bebia cerveja com os amigos sempre que estava com vontade e
ninguém mandava nele...

A rapariga teve celulite, varizes, engordou, os peitos caíram,  o cu cresceu e
ficou sozinha....

FIM
Estava eu a ver TV numa tarde de domingo, naquele horário em que não se
pode inventar nada para fazer, pois no outro dia é segunda-feira, quando a
minha esposa se deitou ao meu lado e começou a brincar com minhas "partes".

Após alguns minutos ela teve a seguinte ideia:

- Por que é que não me deixas depilar os teus "ovinhos", pois assim eu
poderia fazer "outras coisas" com eles.

Aquela frase foi igual a um sino na minha cabeça. Por alguns segundos
imaginei o que seriam "outras coisas". Respondi que não, que doeria coisa e
tal, mas ela veio com argumentos sobre as novas técnicas de depilação e eu a
imaginar as "outras coisas", não tive argumentos para negar e concordei.

Ela pediu-me que me pusesse nu enquanto ia buscar os equipamentos
necessários para tal feito. Fiquei a ver TV, porém a minha imaginação
vagueava pelas novas sensações que sentiria e só despertei quando ouvi o
beep do microondas.

Ela voltou ao quarto com um pote de cera, uma espátula e alguns pedaços de
plástico. Achei estranhos aqueles equipamentos, mas ela estava com um ar de
dona da situação" que deixaria qualquer médico urologista sentir-se um
principiante.

Fiquei tranquilo e autorizei o restante processo. Pediu-me para que eu
ficasse numa posição de quase-frango-assado e libertasse o aceso à zona do
tomatal.

Pegou nos meus ovinhos como quem pega em duas bolinhas de porcelana e
começou a espalhar a cera morna. Achei aquela sensação maravilhosa! O Sr.
tolas" já estava todo "pimpão" como quem diz: "Sou o próximo da fila!"

Pelo início, imaginei quais seriam as "outras coisas" que aí viriam. Após
estarem completamente besuntados de cera, ela embrulhou-os no plástico com
tanto cuidado que eu achei que ia levá-los de viagem. Tentei imaginar onde é
que ela teria aprendido essa técnica de prazer: Na Tailândia, na China ou
pela Internet?

Porém, alguns segundos depois ela esticou o "saquinho" para um lado e deu um
puxão repentino. Todas as novas sensações foram trocadas por um sonoro " A
PUUUUTA QUEEEE TE PARIUUUUUUU", quase gritado letra por letra.

Olhei para o plástico para ver se a pele do meu tin-tin não tinha vindo
agarrada. Ela disse-me que ainda restavam alguns pelinhos, e que precisava
repetir o processo. Respondi prontamente: Se depender de mim eles vão ficar
aí para a eternidade!

Segurei o Sr. Esquerdo e o Sr. Direito nas minhas respectivas mãos, como
quem segura os últimos ovos da mais bela ave amazónica em extinção, e fui
para a banheira. Sentia o coração bater nas "pendurezas".

Abri o chuveiro e foi a primeira vez na minha vida que molhei a salada antes
de molhar a cabeça. Passei alguns minutos deixando a água gelada escorrer
pelo meu corpo. Saí do banho, mas nestes momentos de dor qualquer homem se
torna num bebezinho: faz m**** atrás de m****. Peguei no meu gel pós barba
com camomila "que acalma a pele", besuntei as mãos e passei nos "tomates".

Foi como se tivesse passado molho de piri-piri. Sentei-me no bidé na posição
de "lavagem checa" e deixei a água acalmar os ditos. Peguei na toalha de
rosto e abanei os "ditos" como quem abana um pugilista após o 10° round.

Olhei para meu "júnior", coitado, tão alegrezinho uns minutos atrás, e agora
estava tão pequeno que mais parecia o irmão gémeo de meu umbigo.

Nesse momento a minha esposa bate à porta da casa de banho e perguntou-me se
eu estava bem. Aquela voz antes tão aveludada e sedutora ficou igual a uma
gralha. Saí da casa de banho e voltei para o quarto. Ela argumentava que os
pentelhos tinham saído pelas raízes, que demorariam a voltar a crescer. Pela
espessura da pele do meu tin-tin, aqui não vai nascer nem sequer uma penugem
 disse-lhe.

Ela pediu-me para ver como estavam. Eu disse-lhe para olhar mas com meio
metro de intervalo e sem tocar em nada, acrescentando que se lhe der para
rir ainda vai levar PORRADA!!

Vesti a t-shirt e fui dormir, sem cuecas. Naquele momento sexo para mim nem
para perpetuar a espécie humana.

No outro dia de manhã, arranjei-me para ir trabalhar. Os "ovos" estavam mais
calmos, porém mais vermelhos que tomates maduros. Foi estranho sentir o
vento bater em lugares nunca d'antes soprados.

Tentei vestir as boxers, mas nada feito. Procurei algumas mais macias e nada
 Vesti as calças mais largas que tenho e fui trabalhar sem nada por baixo.

Entrei na minha secção com uma andar igual ao de um cowboy cagado. Disse bom
dia a todos, mas sem os olhar nos olhos, e passei o dia inteiro trabalhando
de pé, com receio de encostar os tomates maduros em qualquer superfície.

Resultado, certas coisas só devem ser feitas pelas mulheres. Não adianta
nada tentar misturar os universos masculino e feminino.
Uma professora da primeira classe de uma Escola do Porto, explica à turma que é uma Portista fanática. Ela pede às crianças da sala que levantem as mãos, caso  também  torçam pelo Porto.

Todos na classe,  levantaram a mão, excepto a menininha no fundo da sala.

A professora olha com surpresa para a menina e diz:

- "Aninhas, por que é que num lebantaste a maum, carago?"
- "Porque eu num torço pelo Puorto - respondeu ela.

A professora, em estado de choque e com a boca à banda, perguntou:

- "Bomhe, se não torces pelo Puorto, torces por quoem?"
-"Sou do SPORTING, o melhor clube do moundo, e tenho orgulho disso" -  respondeu a menina.

A professora não acreditava no que os seus delicados ouvidos Portistas  ouviam.

- "Aninhas, que mal fizeste tue para torceres pelo SPORTING, minha filha?"
- "A minha mãe é do SPORTING, o meu pai taumbém, o meu irmão taumbém,  os  meus  avós taumbém, por isso souhe SPORTINGUISTA!" - disse cheia de si...
-"Bomhe!!!" - disse, sem a menor paciência, a professora -  "Isso num  é  motibo para ser do SPORTING, canudo.  Não tens que sier sempre do que os teus pais saum, carago!.  Atãoum,  oube  lá, se a tua mãe fosse uma p***, o  teu pai um cabraum, e teu irmaum um  mariconço, o que serias tu entaum???

- "É lógico que aí seria PORTISTA, senhora  professora"
“no small number of these whaling seamen belong to the Azores, where the outward bound Nantucket whalers frequently touch to augment their crews from the hardy peasants of those rocky shores.”
Herman Melville - Moby Dick
Depois do Festival de Cerveja da Grã-Bretanha, em Londres, todos os presidentes das empresas de cerveja saíram para beber um copo.
-O presidente da Corona senta-se e pede ao barman: "Senhor, quero a melhor cerveja do mundo, a Corona".
-O sujeito da Budweiser diz: "Quero a melhor cerveja, a Rainha das Cervejas, a Budweiser".
-O dono da Cors exclama: "Quero a única cerveja feita com a água das Montanhas Rochosas: a Cors!".
-O da Heineken diz: "Dá-me uma Coca-Cola".
-Os outros olham para ele e perguntam: "Então? Não vais beber uma Heineken?"
-Ele responde: "Poça, se ninguém está a beber cerveja, eu também não bebo..."
“no small number of these whaling seamen belong to the Azores, where the outward bound Nantucket whalers frequently touch to augment their crews from the hardy peasants of those rocky shores.”
Herman Melville - Moby Dick
DIÁRIO DELA:
 

Ele ficou esquisito a partir de sábado à noite. Tínhamos combinado encontrarmo-nos num bar para beber um copo antes de jantar.

 Andei às compras a tarde toda com as amigas e pensei que o seu comportamento se devesse ao meu atraso de vinte minutos. Mas não. Nem sequer fez
qualquer comentário, como lhe é habitual.

 A conversa e o sítio não estavam muito animados, por isso propus irmos a um lugar mais íntimo para podermos conversar mais tranquilamente.

 Fomos a um restaurante caro e elegante. A comida estava excelente e o vinho era de reserva. Quando veio a conta, ele nem refilou e continuava a
portar-se de forma bastante estranha. Como se estivesse ausente.

 No caminho para casa, já no carro, disse-lhe que o amava. Ele limitou-se a passar o braço por cima dos meus ombros, de forma paternal e sem me
contestar. Não sei como explicar a sua atitude, porque não disse que me queria como faz habitualmente. Simplesmente não disse nada.

 Começo a ficar cada vez mais preocupada. Chegámos por fim a casa e, nesse preciso momento, pensei que ele me queria deixar. Tentei fazer com
que falasse sobre o assunto mas ele ligou a televisão e ficou a olhá-la com um ar distante. Por fim, desisti e disse-lhe que ia para a cama.

 Mais ou menos dez minutos depois, ele entra no quarto e deita-se a meu lado.

 Para enorme surpresa minha, correspondeu aos meus beijos e carícias e acabámos por fazer amor. Não foi tão intenso como o normal, mas
ele pareceu gostar. Apesar de continuar com aquele ar distraído que tanto me aflige.

 Depois, ainda deitada na cama, resolvi que queria enfrentar a situação e falar com ele o quanto antes. Mas ele já tinha adormecido. Comecei a
chorar e continuei a fazê-lo pela noite dentro, até adormecer quase de manhã.

 Estou desesperada, já não sei o que fazer. Estou praticamente convencida que os seus pensamentos estão com outra. A minha vida é um autêntico
desastre!

 

DIÁRIO DELE:

 

O SPORTING perdeu. Pelo menos dei uma queca...
“no small number of these whaling seamen belong to the Azores, where the outward bound Nantucket whalers frequently touch to augment their crews from the hardy peasants of those rocky shores.”
Herman Melville - Moby Dick
Tou ??? Mariano Gago? É o Zé Sócrates. Oh, pá, ajuda-me aqui, porque o meu curso de informática foi tirado na Independente e o professor faltava muito.
Comprei um computador, mas não consigo entrar na Internet! Estará fechada?

- Desculpa?...

- Aquilo fecha a que horas?

- Zé, meteste a password?

- Sim! Quer dizer, copiei a do Freitas.

- E não entra?

- Não, pá!

- Hmmm... deixa-me ver... qual é a password dele?

- Cinco estrelinhas...

- Oh, Zé! ...dasssss... Bom, deixa lá agora isso, depois eu explico-te.

E o resto, funciona?

- Também não consigo imprimir, pá! O computador diz: 'Cannot find printer'!

Não percebo, pá, já levantei a impressora, pu-la mesmo em frente ao monitor e o gajo sempre com a porra da

mensagem, que não consegue encontrá-la, pá!

- ...dassss... Vamos tentar isto: desliga e torna a ligar e dá novamente ordem de impressão.


Sócrates desliga o telefone. Passados alguns minutos torna a ligar.

- Mariano, já posso dar a ordem de impressão?

- Olha lá, porque é que desligaste o telefone?

- Eh, pá! Foste tu que disseste, estás doido ou quê?

- ...dassss... Dá lá a ordem de impressão, a ver se desta vez resulta.

- Dou a ordem por escrito?! É ; um despacho normal?

- Oh, Zé... Eh, pá! esquece!... Vamos fazer assim: clica no 'Start' e depois...

- Mais devagar, mais devagar, pá! Não sou o Bill Gates...

- Se calhar o melhor ainda é eu passar por aí... Olha lá, e já tentaste enviar um mail?

- Eu bem queria, pá! Mas tens de me ensinar a fazer aquele circulozinho em volta do 'a'.

- O circulozinho... pois... Bom... vamos voltar a tentar aquilo da impressora.

Faz assim: começas por fechar todas as janelas, Ok?

- Espera aí...

- Zé?... estás aí?

- Pronto, já fechei as janelas. Queres que corra os cortinados também?

- ...dasssss, Zé... Senta-te, ok? Estás a ver aquela cruzinha em cima, no lado direito?

- Não tenho cá cruzes no Gabinete, pá!...

- ...dasss...dasss...dassss, Zé, olha para a porra do monitor e vê se me consegues ao menos dizer isto: - o que é

que diz na parte de baixo do écran?

- Samsung.

- Eh, pá! Vai pró ca...

- Mariano?... Mariano?... 'Tá lá?... poooorrrrraaaa o que é que lhe deu?...

Desligou...


--
« Última modificação: Julho 03, 2008, 01:35 am por Atlantian »
“no small number of these whaling seamen belong to the Azores, where the outward bound Nantucket whalers frequently touch to augment their crews from the hardy peasants of those rocky shores.”
Herman Melville - Moby Dick