Ainda sobre o (inexistente) método de prospecção

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.


Há uns tempos escrevi sobre os comentários de Vujacic sobre Vuk, e sobre a (in)existência de um método de prospecção e observação de jogadores no Sporting, a não ser o que é feito a nível nacional pela equipa do Aurélio.

Hoje pego no jornal e vejo mais um sinal do amadorismo que nos caracteriza... temos observadores... voluntariosos. Manuel Fernandes sugeriu um jogador ao Sporting, que viu no Brasil. O homem é treinador de um clube, quis levá-lo para lá mas é mto caro e então sugeriu-o ao Sporting por iniciativa própria. O clube dele lá saberá, se fosse responsável desse clube apertava-lhe os calos pois não lhe pagam viagens para andar a sugerir jogadores a outros clubes, mas como sportinguista só lhe posso agradecer a iniciativa.

Mas esta é mais uma prova de que nada existe, que Freitas deixou zero nesta área e que esta é uma das questões que urge colocar ao clube (obviamente ficará sem resposta, como todas as incómodas). Onde para a forma profissional de trabalhar as oportunidades no estrangeiro, ainda para mais num clube que assenta exactamente nesse modelo a nível interno, no que concerne aos juniores.