Ainda sobre o (inexistente) método de prospecção

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

***** Fevereiro 15, 2008, 11:32 am

Há uns tempos escrevi sobre os comentários de Vujacic sobre Vuk, e sobre a (in)existência de um método de prospecção e observação de jogadores no Sporting, a não ser o que é feito a nível nacional pela equipa do Aurélio.

Hoje pego no jornal e vejo mais um sinal do amadorismo que nos caracteriza... temos observadores... voluntariosos. Manuel Fernandes sugeriu um jogador ao Sporting, que viu no Brasil. O homem é treinador de um clube, quis levá-lo para lá mas é mto caro e então sugeriu-o ao Sporting por iniciativa própria. O clube dele lá saberá, se fosse responsável desse clube apertava-lhe os calos pois não lhe pagam viagens para andar a sugerir jogadores a outros clubes, mas como sportinguista só lhe posso agradecer a iniciativa.

Mas esta é mais uma prova de que nada existe, que Freitas deixou zero nesta área e que esta é uma das questões que urge colocar ao clube (obviamente ficará sem resposta, como todas as incómodas). Onde para a forma profissional de trabalhar as oportunidades no estrangeiro, ainda para mais num clube que assenta exactamente nesse modelo a nível interno, no que concerne aos juniores.
No meu mundo imaginário o Sporting contracta o ... blah, nao contracta ninguem porque de certeza um dos juniores da academia e melhor.
***** Fevereiro 15, 2008, 13:10 pm
Mas quem gere a formação percebe efectivamente de futebol. Se os meterem a tratar das finanças, se calhar perdem-se.

Nos seniores é ao contrário... É só senhores doutores que percebem de finanças mas de futebol é tudo um zero (só pode ser).




O problema é que na formação, os resultados do conhecimento do futebol estão à vista.

Nos seniores, o conhecimento financeiro está.... ??? à vista ???..
Fevereiro 15, 2008, 13:14 pm
Mas quem gere a formação percebe efectivamente de futebol. Se os meterem a tratar das finanças, se calhar perdem-se.

Nos seniores é ao contrário... É só senhores doutores que percebem de finanças mas de futebol é tudo um zero (só pode ser).

O problema é que na formação, os resultados do conhecimento do futebol estão à vista.

Nos seniores, o conhecimento financeiro está.... ??? à vista ???..

Então quer dizer que os senhores doutores das finanças não percebem ela na mesma proporção que os que gerem o futebol de formação, certo?

O que é grave...
*** Fevereiro 15, 2008, 13:43 pm

Há uns tempos escrevi sobre os comentários de Vujacic sobre Vuk, e sobre a (in)existência de um método de prospecção e observação de jogadores no Sporting, a não ser o que é feito a nível nacional pela equipa do Aurélio.

Hoje pego no jornal e vejo mais um sinal do amadorismo que nos caracteriza... temos observadores... voluntariosos. Manuel Fernandes sugeriu um jogador ao Sporting, que viu no Brasil. O homem é treinador de um clube, quis levá-lo para lá mas é mto caro e então sugeriu-o ao Sporting por iniciativa própria. O clube dele lá saberá, se fosse responsável desse clube apertava-lhe os calos pois não lhe pagam viagens para andar a sugerir jogadores a outros clubes, mas como sportinguista só lhe posso agradecer a iniciativa.

Mas esta é mais uma prova de que nada existe, que Freitas deixou zero nesta área e que esta é uma das questões que urge colocar ao clube (obviamente ficará sem resposta, como todas as incómodas). Onde para a forma profissional de trabalhar as oportunidades no estrangeiro, ainda para mais num clube que assenta exactamente nesse modelo a nível interno, no que concerne aos juniores.

O Manuel Fernandes disse, em tempos, que quando treinava o Campomaiorense recomendara o Jimmy ao Sporting. Aliás, o Jimmy quando veio para Campo Maior era extremo direito e o Manel é que o meteu a ponta de lança...

Mas quem é ele para falar de avançados?  :whistle:
***** Fevereiro 15, 2008, 13:55 pm
Mas quem gere a formação percebe efectivamente de futebol. Se os meterem a tratar das finanças, se calhar perdem-se.

Nos seniores é ao contrário... É só senhores doutores que percebem de finanças mas de futebol é tudo um zero (só pode ser).

O problema é que na formação, os resultados do conhecimento do futebol estão à vista.

Nos seniores, o conhecimento financeiro está.... ??? à vista ???..

Então quer dizer que os senhores doutores das finanças não percebem ela na mesma proporção que os que gerem o futebol de formação, certo?

O que é grave...


Grave é, mas é o que se tem visto... :-\
Fevereiro 15, 2008, 18:42 pm
Grave é e a ser verdade, que a base de dados de jogadores que existia no Sporting era do Carlos Freitas, mais uma vez dependiamos completamente deste senhor, o que demonstra um grande amadorismo, para um sector profissional.

Mais engraçado isto se torna se compararmos com a prospecção que é feita no nosso sector de formação.
Fevereiro 15, 2008, 18:58 pm
Não me preocupa a base de dados de Carlos Freitas porque... é tudo entulho (ou quase). Preocupante é não haver, no meio dos actuais engravatados, um gajo que perceba de futebol e que contrate BEM. Com tanto sportinguista (ex-jogadores mais que tudo) dispostos a colaborar...
Fevereiro 15, 2008, 19:17 pm
A questão não é a base de dados, nem para mim o problema é a base de dados, o problema era mesmo o Carlos Freitas, agora em nenhuma empresa, nem em nenhum departamento profissional se depende apenas de uma pessoa, mais quando me parece que dependiamos na prospecção para o sector profissional apenas desse senhor e dos seus humores e vontades. 

Quanto a questão dos senhores engravatados, não poderia estar mais de acordo.
** Fevereiro 15, 2008, 19:19 pm

Há uns tempos escrevi sobre os comentários de Vujacic sobre Vuk, e sobre a (in)existência de um método de prospecção e observação de jogadores no Sporting, a não ser o que é feito a nível nacional pela equipa do Aurélio.

Hoje pego no jornal e vejo mais um sinal do amadorismo que nos caracteriza... temos observadores... voluntariosos. Manuel Fernandes sugeriu um jogador ao Sporting, que viu no Brasil. O homem é treinador de um clube, quis levá-lo para lá mas é mto caro e então sugeriu-o ao Sporting por iniciativa própria. O clube dele lá saberá, se fosse responsável desse clube apertava-lhe os calos pois não lhe pagam viagens para andar a sugerir jogadores a outros clubes, mas como sportinguista só lhe posso agradecer a iniciativa.

Mas esta é mais uma prova de que nada existe, que Freitas deixou zero nesta área e que esta é uma das questões que urge colocar ao clube (obviamente ficará sem resposta, como todas as incómodas). Onde para a forma profissional de trabalhar as oportunidades no estrangeiro, ainda para mais num clube que assenta exactamente nesse modelo a nível interno, no que concerne aos juniores.

Será este?
http://www.forumscp.com/index.php?topic=5703.msg283993#msg283993
** Fevereiro 15, 2008, 19:41 pm
No Sporting nao pode haver prospecçao pois no serviria de nada!

Os empresarios ca do burgo vao sempre á procura de comissoes, nao de reforços, entao prospecçao significaria ir buscar jogadores com empresarios que nao sao amigos, e nao fazem favores "esquisitos" e que nao custumam favorecer-nos.

Era o olheiro dizer que viu um bom jogador, barato e com as caracteristicas pedidas e os dirigentes a nao ligarem peva e ir comprar um jogador que nos dvd's marcou uns golos e que o empresario é amigo da malta e ficam todos a ganhar..menos o clube

Concluindo a minha opiniao, no Sporting vive-se uma especie casa de apostas, pois gostamos mais de jogar na roleta russa e apostar num jogador que tanto pode ser craque como 0, do que perder um pouco de tempo e gastar com relativa segurança na qualidade
* Fevereiro 15, 2008, 23:40 pm
Mas quem gere a formação percebe efectivamente de futebol. Se os meterem a tratar das finanças, se calhar perdem-se.

Nos seniores é ao contrário... É só senhores doutores que percebem de finanças mas de futebol é tudo um zero (só pode ser).




O problema é que na formação, os resultados do conhecimento do futebol estão à vista.

Nos seniores, o conhecimento financeiro está.... ??? à vista ???..


Mas quem disse que eles percebem de finanças???
Os resultados estão à vista...
**** Fevereiro 17, 2008, 01:02 am
é por isso que digo que a saída de cf é uma boa oportunidade. que entre alguém com conhecimentos e que saiba o que anda a fazer. já uma vez afirmei neste espaço que considerava jorge jesus uma boa alternativa pois encontra bons jogadores a um preço reduzido. mas ao que parece este cargo vai ser extinto. quero ver agora que é que vai observar os jogadores a contratar...

saudações leoninas
**** Fevereiro 17, 2008, 01:14 am
Acredito sinceramente que se enviassem um email para o endereço do Fórum a dizer qualquer coisa como...

Caros consócios, ninguém nos cargos de chefia do vosso Clube percebe de bola. Pretendemos gastar 10 milhões de euros no reforço do plantel já a partir de Julho. Reúnam-se, cheguem a um consenso e apresentem-nos os nomes dos atletas a contratar e qual o preço pedido.

... daria melhor resultado do que o trabalho árduo de qualquer "gestor de activos".  E não cobrávamos um tusto!
* Fevereiro 19, 2008, 16:40 pm
Afinal.....

«John Gewer chegou ontem a Lisboa para treinar-se com o plantel do Sporting “durante 30 ou 40 dias”. O jovem (19 anos) brasileiro treinará sob as ordens de Paulo Bento e se agradar ao técnico assinará um vínculo de 4 anos para o qual já existe um pré-acordo.

“No Brasil não tive muitas oportunidades. Toda a gente dizia que o futebol que eu tenho é para a Europa. E, graças a Deus, hoje estou aqui. Era um sonho e acho que é o sonho de todos os jogadores brasileiros”, referiu o médio-ofensivo ainda no Aeroporto de Lisboa.

Como jogador, Gewer define-se como “raçudo e que apanha bastante”, mas garante que não fica sem dar troco. Quanto aos conhecimentos que possui sobre o Sporting, garante que são “muitos, muitos”. “De ver na televisão, dos vários brasileiros, o estádio, a cidade”, explicou, enumerando o nome de alguns jogadores com quem se treinará “Liedson, Izmailov, João Moutinho, Ronny, Polga, Gladstone”.

Agora, só falta cumprir o sonho. “Fechar contrato e títulos. Penso em títulos e na torcida do Sporting”, diz.
Autor: SÉRGIO LOPES
Data: Terca-feira, 19 Fevereiro de 2008 - 08:18 Record On Line »
**** Fevereiro 19, 2008, 16:42 pm
Esse é o jogador de que o Mauras falava que o Manuel Fernandes recomendou ao Sporting.
**** Fevereiro 20, 2008, 04:17 am
antes de "enterrar" já o rapaz, vamos ver o que é que dá... a mim ninguém me tira da cabeça que o ronaldinho gaucho esteve á experiência no estrela e não ficou... é preciso dar-lhes tempo, ao jeito do que esta a ser feito com o celsinho.

por mim só espero que quando o rapaz afirma que "define-se como “raçudo e que apanha bastante”, mas garante que não fica sem dar troco" se esteja a referir a golos, muito golos. que não seja um novo paulinho santos. coitado, a comparação que eu fui fazer :lol:

uma palavra também para manuel fernandes. apesar de tudo, lá longe continua a sentir o Sporting e a querer o melhor para o clube. é gente desta que valoriza o clube

saudações leoninas
**** Fevereiro 20, 2008, 10:39 am
mauras, e novidades?   foi sempre o que disse.. nao ha propecção nos seniores..    existe sim é um portofolio de empresários
*** Fevereiro 24, 2008, 11:38 am
Não sou propriamente um detractor do Carlos Freitas. Até lhe concedo algumas virtudes.

Mas, na verdade, naquele ano em que trouxeram um tipo do ténis para o futebol, contratou-se o único avançado de nível que vi recentemente no Sporting, além do Liedson: o Deivid.
***** Fevereiro 24, 2008, 12:20 pm
Afinal.....

«John Gewer chegou ontem a Lisboa para treinar-se com o plantel do Sporting “durante 30 ou 40 dias”. O jovem (19 anos) brasileiro treinará sob as ordens de Paulo Bento e se agradar ao técnico assinará um vínculo de 4 anos para o qual já existe um pré-acordo.

No Brasil não tive muitas oportunidades. Toda a gente dizia que o futebol que eu tenho é para a Europa. E, graças a Deus, hoje estou aqui. Era um sonho e acho que é o sonho de todos os jogadores brasileiros”, referiu o médio-ofensivo ainda no Aeroporto de Lisboa.

Como jogador, Gewer define-se como “raçudo e que apanha bastante”, mas garante que não fica sem dar troco. Quanto aos conhecimentos que possui sobre o Sporting, garante que são “muitos, muitos”. “De ver na televisão, dos vários brasileiros, o estádio, a cidade”, explicou, enumerando o nome de alguns jogadores com quem se treinará “Liedson, Izmailov, João Moutinho, Ronny, Polga, Gladstone”.

Agora, só falta cumprir o sonho. “Fechar contrato e títulos. Penso em títulos e na torcida do Sporting”, diz.
Autor: SÉRGIO LOPES
Data: Terca-feira, 19 Fevereiro de 2008 - 08:18 Record On Line »


Tudo excelentes indicações  :rotfl:

Há jogadores que não percebem que quando abrem a boca só entra mosca ou sai m....