O Nosso Orgulho em Imagens

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Citar
Francisco Delfim Dias Faria (9 Outubro 1949 em Matosinhos - 16 Junho 2004).
Chico Faria era um avançado dinâmico, rápido, intuitivo, apto a jogar na esquerda, na direita e como se viu ao logo da carreira, também no eixo do ataque. Em Alvalade efectuou 229 jogos oficiais em 8 épocas, nos quais apontou 61 golos, tendo um parcial de 169 encontros e 41 golos nas partidas a contar para o Campeonato da I Divisão. Nesse período, conquistou o título nacional por duas vezes (1969/70 e 1973/74) e a Taça de Portugal em três ocasiões (1970/71, 1972/73 e 1973/74). Foi internacional A por quatro vezes, três das quais enquanto jogador do Sporting, tendo-se estreado a 10 de Maio de 1972, diante do Chipre, em Nicósia, onde de resto foi o autor do único golo da partida que garantiu o triunfo para Portugal.
Texto retirado de: http://www.forumscp.com/wiki/index.php?title=Chico
Edição de Vídeo: http://www.sporting.footballhome.net
Música: MachinimaSound, "End Game" por Per Kiilstofte (Royalty Free Music) [CC-BY]
Imagem: RTP (Rádio Televisão Portuguesa)

Citar
#ThrowbackThursday para quando Silas fez 'magia' na Holanda!


Citar
José Elden de Araújo Lobo Júnior nasceu a 10 de Agosto de 1956 em Luanda - Angola. Posição: Médio atacante e Avançado.
Avançado angolano oriundo do Vitória de Setúbal, foi internacional em vários escalões das selecções portuguesas, e após a independência de Angola foi um dos primeiros jogadores a actuar em Portugal que optou pela nacionalidade do novo país africano, para poder jogar na sua Selecção.
Depois de se ter afirmado ainda muito jovem na equipa principal do Vitória, transferiu-se para o Sp. Braga onde fez duas excelentes temporadas, jogando preferencialmente do lado direito do ataque, e confirmando-se como um avançado rápido e com boa técnica, para além de marcar alguns golos.
Em 1979 teve uma curta experiência no Vasco da Gama do Rio de Janeiro, regressando pouco depois a Portugal para jogar no Sporting.
Chegou a Alvalade no decorrer da temporada de 1979/80 e foi logo Campeão nessa época, tonando-se então numa espécie de suplente de luxo da famosa linha avançada formada por Manoel, Manuel Fernandes e Jordão.
Na época de 1981/82 voltou a ser Campeão conquistando também a Taça de Portugal, mas nessa altura jogou menos, pois com a chegada de António Oliveira, o Sporting passou a actuar só com dois avançados, e a dupla Manuel Fernandes e Jordão era intocável.
Curiosamente foi com a subida de António Oliveira à posição de treinador-jogador, que se tornou titular, fazendo então duas excelentes temporadas que lhe valeram as duas internacionalizações que conta pela Selecção principal de Portugal, e contribuindo para a conquista da primeira Supertaça da história do Sporting, tendo marcado um golo no jogo decisivo em os Leões golearam o Sp.Braga por 6-1.
Após a chegada do galês John Toshack ao comando técnico de Sporting, perdeu o lugar e passou a jogar menos, regressando a Braga no final da temporada de 1984/85, numa altura em que totalizava 153 jogos oficiais ao serviço da equipa principal do Sporting, nos quais marcou 23 golos.
Em 1987 encerrou a sua carreira de futebolista profissional no Sporting de Braga quando estava à beira dos 32 anos de idade, regressando então a Angola.
Texto: http://www.forumscp.com/wiki/index.php?title=Lito
Edição de Vídeo: http://www.sporting.footballhome.net
Música: "One Moment in Time" de Andrew Gerlicher (Free Music) "Honor Him", "Elysium", e "Now We Are Free" de Hans Zimmer & Lisa Gerrard.
Imagem: RTP (Rádio Televisão Portuguesa) e Youtube.com

Citar
Sílvio Paiva, nasceu a 13 de Novembro de 1958 em Francana - Brasil. Posição: Extremo esquerdo.
Extremo esquerdo brasileiro, iniciou a sua carreira de futebolista profissional no América de São Paulo, mas foi no Internacional de Porto Alegre que se destacou, chegando às selecções do Brasil que representou nos Jogos Panamericanos de 1979, e nas Olimpíadas de de 1984, onde conquistou a Medalha de Prata, sendo titular nos seis jogos disputados pelo Brasil, nos quais marcou um golo.
Foi uma das contratações mais badaladas do Sporting, numa altura em que o Clube atravessava uma crise financeira e directiva, e tinha arrancado para a preparação da época de 1986/87 com apenas 13 jogadores.
Chegou a Portugal já com 27 anos de idade e imediatamente confirmou as suas qualidades de extremo à moda antiga, muito rápido e habilidoso, e nas duas épocas em que jogou no Sporting fez 63 jogos, nos quais marcou 9 golos.
Viveu os seus momentos de glória na Supertaça disputada na época 1987/88, com uma grande exibição no Estádio da Luz, a 6 de Dezembro de 1987, onde o Sporting ganhou por 3-0 com um golo seu. Voltaria a marcar o golo da vitória por 1-0, no jogo da segunda mão em Alvalade, disputado a 20 de Dezembro.
No final da época de 1987/88 com a chegada de Jorge Gonçalves com as suas "unhas", passou a ser considerado dispensável e foi envolvido como moeda de troca na transferência do central Miguel para o Sporting, seguindo assim para o Vitória de Guimarães onde esteve duas temporadas, sempre como um dos jogadores de melhor rendimento.
Ainda fez mais seis épocas no futebol português, onde jogou até aos 37 anos de idade, sempre como titular das equipas que representou, encerrando a sua carreira no Brasil em 1997.
Texto: http://www.forumscp.com/wiki/index.php?title=Silvinho
Edição de Vídeo: http://www.sporting.footballhome.net
Música: MachinimaSound "A New Dawn", "Urban Evasion" e "Olympos" (Royalty Free Music) [CC-BY]
Imagem: RTP (Rádio Televisão Portuguesa) e Youtube.com
Citar
Pedro Miguel Regateiro Venâncio, nasceu a 25 de Novembro de 1963 em Setúbal. Posição: Defesa central.
Foi um dos melhores centrais de marcação do seu tempo e um dos mais eficazes de sempre no futebol português. Pedro Venâncio era um defesa bem constituído fisicamente, insuperável no jogo aéreo, perfeito na utilização do corpo nos lances divididos e muito inteligente na avaliação de cada momento do jogo.
Referenciado nas camadas jovens do Vitória de Setúbal como futebolista de grande futura, foi internacional juvenil por quatro vezes. Quando se transferiu para o Sporting, em 1981/82, ainda com idade de júnior, prosseguiu a caminhada como jogador internacional (13 jogos na selecção de Sub-18 e quarto na de Esperanças), atingido a equipa principal dos leões na temporada de 1982/83. Permaneceu em Alvalade até 1992, precisamente nos primeiros dez anos do jejum verde e branco, período no qual se impôs ao mais alto nível do futebol nacional, com 21 presenças na Selecção A e um total de 268 jogos oficiais com a camisola verde e branca(209 na I Divisão). Mesmo sem conquistar qualquer título no clube, Venâncio deixou imagem exemplar de profissionalismo, despedindo-se em 1992 já na qualidade de capitão de equipa.
Prova do seu espírito de lutador, Venâncio construiu a carreira em permanente superação de um problema congénito nas articulações dos joelhos, detectado muito tarde foi quarto vezes operado ao joelho esquerdo e duas ao direito. Entre as várias interrupções que teve a sua actividade desportiva, uma foi particularmente dolorosa: convocado para o Mundial de 1986, no México, acabou por ficar em terra pela necessidade de nova operação. De qualquer modo, as 21 internacionalizações A dizem bem da sua importância no futebol português na segunda metade dos anos 80.
Texto: http://www.forumscp.com/wiki/index.php?title=Ven%C3%A2ncio
Edição de Vídeo: http://www.sporting.footballhome.net
Música: MachinimaSound, "Rallying the Defense" (Royalty Free Music) [CC-BY], [Immediate Music] Themes for Orchestra and Choir 2 - Abbey Road: "Onward to Glory" (Free Music) e "Kilcaia" by Jeff Victor (Free Music).
Imagem: RTP (Rádio Televisão Portuguesa) e youtube

Equipa de luxo.. Bons tempos..