[Computadores] Windows versus Linux

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Olha man tu até podias ter razão em tudo o que disseste, agora vires para aqui fazer comentários sobre a minha sanidade mental  não é digno que eu venha para aqui concordar contigo ou não, mas sim vir para aqui lamentar a tua falta de educação...

O que é que querias?
Respondeste-me de uma maneira que me fez saltar a tampa.

Mas relax que já passou, bastou descarregar que aliviei.
E fica a promessa de que assim que invista tempo a testar o Ubuntu, posto aqui a minha experiencia.
Eu para usar Linux necessito que me garantam o seguinte:

- configuração automatica de um impressora multifunçoes da HP (USB);
- plug & play para detectar automaticamente um disco externo (USB);
- plug & play para detectar automaticamente uma drive externa para leitura e gravação de DVDs (USB);
- plug & play para detectar a connect box da Vodafone que se liga por USB;
- detecção rapida das componentes do meu portátil, que permitam facilmente configurar o acesso à rede wireless;
- programa para visualizar filmes divx e dvds, com legendas.

E para já é só.



1 - Sem problemas... de onde escrevo desde momento tenho um Multifunções Deskjet F370 que é instalado e a funcionar logo durante a instalação do SO;
2 - É só ligares o disco ao PC;
3 - Funciona da mesma forma que a drive externa;
4 - Apesar da instalação não ser tão simples como em Windows, funciona... tens aqui as drivers para o fazer: https://forge.vodafonebetavine.net/frs/?group_id=12&release_id=11
5 - Sem problemas... o Ubuntu tem o Network Manager, onde só temos que clicar na rede detectada e meter a password, se fôr necessário.
6 - Quantos queres ? :)
The future is now... and now... and now... and now... and now... and now... and now...
a32772, Linux (seja qual for) não é actualizado periódicamente?

Enfim...

Acho que se está a confundir updates com patches... uma coisa é fazer updates de software (da versão 1.0 para a versão 2.0) e no Linux esse tipo de actualizações depende bastante da versão que se está a usar. Se estivermos a usar uma versão mais empresarial, mais focada na estabilidade, não acontecem muitas vezes.
Nas versões mais experimentais, tipo Fedora, são mais constantes devido ao constante desenvolvimento das aplicações.

Outra coisa são patches para corrigir erros e bugs... aqui não há dúvida que o Windows os utiliza com bastante mais frequência. Nem vou falar em patches para resolver problemas de segurança, pois no Linux são raros e no Windows é o que todos sabemos.

Mas pronto, eu sei que enquanto o Flight Simulator não correr em Linux, não serás nunca convencido a mudar... :D
Se ainda não conheces, espreita o http://www.x-plane.com/.


[youtube=425,350]http://www.youtube.com/watch?v=BXcCAsu9Odk&mode=related&search=[/youtube]

[youtube=425,350]http://www.youtube.com/watch?v=4frMJ4Olxsg&mode=related&search=[/youtube]
« Última modificação: Outubro 15, 2007, 10:02 am por Nick Jagger »
The future is now... and now... and now... and now... and now... and now... and now...
Eu para usar Linux necessito que me garantam o seguinte:

- configuração automatica de um impressora multifunçoes da HP (USB);
- plug & play para detectar automaticamente um disco externo (USB);
- plug & play para detectar automaticamente uma drive externa para leitura e gravação de DVDs (USB);
- plug & play para detectar a connect box da Vodafone que se liga por USB;
- detecção rapida das componentes do meu portátil, que permitam facilmente configurar o acesso à rede wireless;
- programa para visualizar filmes divx e dvds, com legendas.

E para já é só.



1 - Sem problemas... de onde escrevo desde momento tenho um Multifunções Deskjet F370 que é instalado e a funcionar logo durante a instalação do SO;
2 - É só ligares o disco ao PC;
3 - Funciona da mesma forma que a drive externa;
4 - Apesar da instalação não ser tão simples como em Windows, funciona... tens aqui as drivers para o fazer: https://forge.vodafonebetavine.net/frs/?group_id=12&release_id=11
5 - Sem problemas... o Ubuntu tem o Network Manager, onde só temos que clicar na rede detectada e meter a password, se fôr necessário.
6 - Quantos queres ? :)

Fixe!
Vamos ver se nas férias trato de experimentar isso.
O que aconselham? Manter os dois SOs, escolhendo no boot qual quero iniciar, ou criar uma maquina virtual dentro do Ubuntu com Windows XP?
É nestas coisas que eu digo que o Linux está a milhas do Windows. Por pouco que tenhas material "um pouquinho" mais exótico que o normal, já te vês à rasca para o pôr a funcionar!

Tens toda a razão na tua segunda frase... erras redondamente na primeira, porque a culpa disso não é do Linux, é de quem faz o hardware que pura e simplesmente não se preocupa em fazer drivers e software para o Linux.

Em igualdade de circunstâncias, com drivers desenvolvidas específicamente para um e outro, nunca me aconteceu  hardware trabalhar pior em Linux do que em Windows, muito pelo contrário...

Portanto, em vez de dizeres que o Linux está a milhas do Windows, deverás dizer sim que o Windows neste momento é mais suportado pelas companhias de hardware que o Linux... mas mesmo assim isso só tem importância para, como tu mesmo afirmas, material exótico, porque o material comum é completamente suportado.
The future is now... and now... and now... and now... and now... and now... and now...
Eu para usar Linux necessito que me garantam o seguinte:

- configuração automatica de um impressora multifunçoes da HP (USB);
- plug & play para detectar automaticamente um disco externo (USB);
- plug & play para detectar automaticamente uma drive externa para leitura e gravação de DVDs (USB);
- plug & play para detectar a connect box da Vodafone que se liga por USB;
- detecção rapida das componentes do meu portátil, que permitam facilmente configurar o acesso à rede wireless;
- programa para visualizar filmes divx e dvds, com legendas.

E para já é só.



1 - Sem problemas... de onde escrevo desde momento tenho um Multifunções Deskjet F370 que é instalado e a funcionar logo durante a instalação do SO;
2 - É só ligares o disco ao PC;
3 - Funciona da mesma forma que a drive externa;
4 - Apesar da instalação não ser tão simples como em Windows, funciona... tens aqui as drivers para o fazer: https://forge.vodafonebetavine.net/frs/?group_id=12&release_id=11
5 - Sem problemas... o Ubuntu tem o Network Manager, onde só temos que clicar na rede detectada e meter a password, se fôr necessário.
6 - Quantos queres ? :)

Fixe!
Vamos ver se nas férias trato de experimentar isso.
O que aconselham? Manter os dois SOs, escolhendo no boot qual quero iniciar, ou criar uma maquina virtual dentro do Ubuntu com Windows XP?

Espera mais 3 dias pela saída do Ubuntu 7.10... ou melhor ainda, saca o Linux Mint que é baseado em Ubuntu mas já vem com mais opções, especialmente no caso de multimédia ( http://linuxmint.com/)
O melhor será sempre manter os dois, mas instala sempre primeiro o Windows e depois o Ubuntu, porque se fizeres o contrário o Sr. Windows abarbata-se do boot do PC e não te deixa arrancar para Linux... típico! :D

Depois, se quiseres mesmo dedicar algum tempo ao Ubuntu, consulta a página http://www.ubuntuguide.org, onde tens alguns truques e dicas.

Podes sempre verificar outras distribuições de Linux bastante user-friendly:

http://www.pclinuxos.com/
http://www.opensuse.org/
The future is now... and now... and now... and now... and now... and now... and now...
Mas pronto, eu sei que enquanto o Flight Simulator não correr em Linux, não serás nunca convencido a mudar... :D

X-Plane? LOLADA. Acho que também o FlightGear corre em Linux  :sleep: Não achas curioso eu não ter nenhum desses softwares no PC? Pois....

Ah e tal é "mais real" (notar as aspas), o problema é que tenho de perder umas duas horas para configurar os comandos, coisa que no Microsoft Flight Simulator (oh, o diabo  :twisted: ) é... automático. Depois, para FS existem milhares de addons disponíveis; para X-Plane e FG... sim, até há coisas engraçadas mas nada que se pareça.

Três imagens:

Microsoft Flight Simulator X (obra do demonio  :twisted: )


X-Plane (eu sei que é um gajo sozinho que programa aquilo tudo mas... o avião está a pegar fogo?)


FlighGear (uau... o Flight Simulator 98 era mais bonito!)


Meus caros, Linux não me oferece o que eu quero e como eu quero, testado e comprovado. Acho piada às vossas discussões em tudo o que é fórum tentando vender a ideia que o Linux "é a melhor coisa que há" de maneira tão futebolistica, religiosa, irracional, cega. Sendo o Ubuntu gratuito (e supostamente fácil de usar) estas sessões publicitárias não faziam falta porque ele sozinho conquistaria mercado deixando para trás a Microsoft e a Apple (ninguém fala da Apple nestas discussões da treta, curioso  :lol: ). A verdade é que só os geeks e alguns curiosos alinham, o utilizador comum e corrente, aquele que gosta da facilidade de operação e que não está para se chatear com linhas de comandos ou instaladores (já não recordo o nome do usado no Suse, mas eram dois) não quer saber de Linux para nada. Metam isso na cabeça de uma vez!

O que quero dizer é isto: estão a usar Linux (seja qual for) e estão satisfeitos? parabéns!! agora, não precisam de ir a tudo o que é fórum (neste até já existia um tópico sobre o assunto) com este assunto que já enjoa (enjoa mesmo!). Repito, se ele fosse "assim tão bom" toda a gente tinha Linux em casa. Todos!!

Vá, agora digam que ninguém quer Linux porque o diabo Micro$oft (acho piada ao simbolo do dolar, é que a Apple oferece os seus Ipods e os seus MacOS  :lol: ) coloca mensagens subliminares nos seus sistemas operativos para evitar mudanças   :rotfl:

Isso sim, volto a repetir, acho que o Linux devia ser aproveitado pelo Estado e pelas escolas e universidades. É vergonhoso um governo assinar contratos com a Microsoft quando existem alternativas gratuitas (mas não duvido que isso tenha contrapartidas para o Plano Tecnológico e para a própria Microsoft Portugal).

Ah, sou feliz utilizador de Windows Vista e paguei 114 Euros por ele, e vou instalar Ubuntu num velho PC que tenho cá em casa (Pentium III 800MHz, 64megas RAM, disco 20GB, placa gráfica NVIDIA TNT2). Como podem ver, não sou religioso, mas também não sou extremista. Ah, e não foi preciso ler este tópico para decidir meter Ubuntu nesse dinossauro.
É nestas coisas que eu digo que o Linux está a milhas do Windows. Por pouco que tenhas material "um pouquinho" mais exótico que o normal, já te vês à rasca para o pôr a funcionar!

Tens toda a razão na tua segunda frase... erras redondamente na primeira, porque a culpa disso não é do Linux, é de quem faz o hardware que pura e simplesmente não se preocupa em fazer drivers e software para o Linux.

Em igualdade de circunstâncias, com drivers desenvolvidas específicamente para um e outro, nunca me aconteceu  hardware trabalhar pior em Linux do que em Windows, muito pelo contrário...

Portanto, em vez de dizeres que o Linux está a milhas do Windows, deverás dizer sim que o Windows neste momento é mais suportado pelas companhias de hardware que o Linux... mas mesmo assim isso só tem im

portância para, como tu mesmo afirmas, material exótico, porque o material comum é completamente suportado.



Plenamente de acordo contigo... Já para não falar no ridículo que é ires a uma loja e quase só encontrares PC's à venda, em que te é impingido o Windows e que te cobram por isso!

Pessoalmente aconselho as pessoas a meterem os dois SO, porque os jogos estão ainda fora de alcance no Linux... Agora se me perguntarem para trabalhar em programação, ver filmes, ouvir música, ir à net, até mesmo escrever textos é o Ubuntu 7.04 que devo usar... Se gostam do ambiente do Windows Vista, então esperem os dias e saquem o Ubuntu 7.10, que tem um ambiente em tudo semelhante, só que muito mais leve!


Pessoalmente aconselho as pessoas a meterem os dois SO, porque os jogos estão ainda fora de alcance no Linux... Agora se me perguntarem para trabalhar em programação, ver filmes, ouvir música, ir à net, até mesmo escrever textos é o Ubuntu 7.04 que devo usar... Se gostam do ambiente do Windows Vista, então esperem os dias e saquem o Ubuntu 7.10, que tem um ambiente em tudo semelhante, só que muito mais leve!

 :naughty:
Depende!
Se for para desenvolver aplicações que irão funcionar em ambiente Windows...., ou mesmo as que são para Web mas que serão instaladas em servidores Windows...
Quando chegarmos ao ponto em que o Linux está para o Windows como o Firefox está para o Internet Explorer... então eu mudo.
Pessoalmente aconselho as pessoas a meterem os dois SO, porque os jogos estão ainda fora de alcance no Linux... Agora se me perguntarem para trabalhar em programação, ver filmes, ouvir música, ir à net, até mesmo escrever textos é o Ubuntu 7.04 que devo usar... Se gostam do ambiente do Windows Vista, então esperem os dias e saquem o Ubuntu 7.10, que tem um ambiente em tudo semelhante, só que muito mais leve!

 :naughty:
Depende!
Se for para desenvolver aplicações que irão funcionar em ambiente Windows...., ou mesmo as que são para Web mas que serão instaladas em servidores Windows...



Peço desculpa por não ter sido claro...Não me referia a esse tipo de programação!
Quando chegarmos ao ponto em que o Linux está para o Windows como o Firefox está para o Internet Explorer... então eu mudo.

A diferença já não é assim tão grande... Não te digo para tirares o Windows do PC, apenas te aconselho a instalares noutra partição o Ubuntu e a trabalhares um pouco com ele e depois fazeres as tuas análises.
Eu sei o que é o Linux e sei o que é o Ubuntu... A minha decisão é simples: quando o Ubuntu conseguir ser mais versátil, rápido, moderno, estável, seguro, intuitivo e funcional que o Windows tudo ao mesmo tempo, então eu mudo.

Eu uso Firefox em vez de IE porque é mais rápido, abre-me tudo e mais alguma coisa, é fácil de usar, está sempre a ser actualizado, tem montes de plugins super-úteis, é seguro e hiper-estável. Se entrares neste fórum com o IE em vez do Firefox por exemplo, encontrarás rapidamente 3 ou 4 "defeitos" que mais não são que a teimosia do IE em usar normas não-standard para a concepcão das páginas web. Só por aí vale logo mais usar o FF do que o IE ;)
Quando chegarmos ao ponto em que o Linux está para o Windows como o Firefox está para o Internet Explorer... então eu mudo.

A diferença já não é assim tão grande... Não te digo para tirares o Windows do PC, apenas te aconselho a instalares noutra partição o Ubuntu e a trabalhares um pouco com ele e depois fazeres as tuas análises.


Gosto de Linux (ubuntu e derivados). Já os corri em liveCD e gostei. Gosto da quantidade de software livre (chamemos-lhe assim) que proporciona.

Utilizarei (em dual boot) quando:

Trocar de modem (o infame speedtouch USB) porque não estou para inicio de carreira linuxiana estar a mexer com essa complicação

Perder o medo de fazer a instalação em dual boot (não é usar um emulador para ver a coisa, é instalar mesmo*)

E utilizarei muito mais quando existir um AutoCad a sério.

* Alguém dos que já utiliza me pode dizer qual a melhor maneira de instalar em dual boot com segurança! Conheço o Wubi mas ainda não percebi se é uma instalação se é uma emulação (provavelmente nem uma nem outra)
« Última modificação: Outubro 15, 2007, 11:54 am por psilva »
Eu sou responsável pelo que escrevo, não pelo que os outros entendem!

Nunca discutas com um idiota. Ele arrasta-te até ao nível dele, e depois vence-te em experiência.
Repito, se ele fosse "assim tão bom" toda a gente tinha Linux em casa. Todos!!

E sabes porque é que não têm ? Porque o software da Microsoft é do mais fácil que há de piratear... se fosse mais dificil e toda a gente tivesse que pagar os softwares que usa em casa, acredita que o Linux tinha muitos mais utilizadores do que tem.

Por arrasto e como em casa tudo usa Microsoft pirata, nas empresas vai de comprar Microsoft também porque assim evita-se pagar formação, com o Windows e com o Office toda a gente sabe trabalhar, porque tem em casa pirata.

Se a ASAE começasse a fazer visitas caseiras rigorosas e a multar software ilegal em particulares tal como faz em empresas, sempre gostava de ver onde ia parar o Windows.

Já instalei Linux em vários computadores de familiares meus, posso-te dizer que eles sozinhos não teriam capacidade de o fazer (mas pensando bem, nem para o fazer com o Windows :) ) e que todos eles estão satisfeitíssimos e sem vontade nenhuma de voltar ao Windows.

Se não fosse eu, teriam comprado os computadores numa loja onde lhes teria sido impingido Windows e seria isso que estariam a usar hoje em dia.

Eu também não sou fundamentalista e admito que para o comum utilizador o Windows seja bastante mais fácil de utilizar porque é tudo feito à medida para este SO, o que não concordo é que se venha dizer que o Windows é um sistema operativo superior apenas porque tudo funciona facilmente.
É um sistema operativo mais fácil para um utilizador mais básico, simplesmente isso...
The future is now... and now... and now... and now... and now... and now... and now...
* Alguém dos que já utiliza me pode dizer qual a melhor maneira de instalar em dual boot com segurança! Conheço o Wubi mas ainda não percebi se é uma instalação se é uma emulação (provavelmente nem uma nem outra)

Tens algumas noções do que é uma partição de disco? Se tiveres fica mais fácil explicar-te, apesar do Ubuntu também tratar desse pormenor na instalação... Redimenciona-te a partição do Windows de forma a que sobre espaço para fazer uma nova partição para ele próprio.

Quanto ao Dual Boot não tens que te preocupar porque é tudo feito de forma automática pelo Linux... o mesmo já não se pode dizer do Windows, pelo que convém teres sempre o Windows instalado primeiro.
The future is now... and now... and now... and now... and now... and now... and now...
Eu sei o que é o Linux e sei o que é o Ubuntu... A minha decisão é simples: quando o Ubuntu conseguir ser mais versátil, rápido, moderno, estável, seguro, intuitivo e funcional que o Windows tudo ao mesmo tempo, então eu mudo.

Eu uso Firefox em vez de IE porque é mais rápido, abre-me tudo e mais alguma coisa, é fácil de usar, está sempre a ser actualizado, tem montes de plugins super-úteis, é seguro e hiper-estável. Se entrares neste fórum com o IE em vez do Firefox por exemplo, encontrarás rapidamente 3 ou 4 "defeitos" que mais não são que a teimosia do IE em usar normas não-standard para a concepcão das páginas web. Só por aí vale logo mais usar o FF do que o IE ;)

Versátil - Depende das tuas necessidades e do que consideras ser versátil.
Rápido - É...
Moderno - É...
Estável - Nem vale a pena falar...
Seguro - Esta então não vale MESMO a pena falar... :D
Intuitivo e Funcional - Aqui depende outra vez das tuas necessidades e da tua interpretação do que é ser intuitivo e funcional.

E depois há um pormenor muito importante, normalmente deixado de lado nestas discussões... o Windows e afins CUSTA dinheiro (apesar de não parecer, tal é a facilidade de o arranjar pirateado) e o Linux é, basicamente, grátis.

Só para deixar um pequeno exemplo, deixo aqui um vídeo do 'eye candy' que vem no Ubuntu 7.10 (eu já tenho estes efeitos instalados no meu 7.04)... bem sei que isto são só efeitos visuais, mas ao fim e ao cabo não é isso que é importante ? Senão hoje em dia ainda estavamos todos a usar um ecrã preto com letras verdes...

[youtube=425,350]http://www.youtube.com/watch?v=bvnQE1EAEZY[/youtube]
The future is now... and now... and now... and now... and now... and now... and now...
Windows Pirata = Sistema Operativo gratuito.

Ubuntu = Sistema Operativo gratuito.

Citar
admito que para o comum utilizador o Windows seja bastante mais fácil de utilizar porque é tudo feito à medida para este SO

Citar
É um sistema operativo mais fácil para um utilizador mais básico, simplesmente isso...

 :beer:







Citar
admito que para o comum utilizador o Windows seja bastante mais fácil de utilizar porque é tudo feito à medida para este SO

Citar
É um sistema operativo mais fácil para um utilizador mais básico, simplesmente isso...

 :beer:

Perfeitamente de acordo... mas a cada versão nova de Linux que sai, essa diferença vai-se esbatendo a uma velocidade bastante rápida. :)

Windows Pirata = Sistema Operativo gratuito.

Ubuntu = Sistema Operativo gratuito.

Pois... mas além do problema de princípio que aí se coloca, o facto é que a Microsoft já se considera suficientemente bem implantada (e com razão), então tem tornado difícil a vida aos utilizadores piratas dos seus softwares.
Então chegamos à conclusão que um utilizador comum hoje em dia também não se safa se tiver software pirata e o quiser actualizar... é possível fazê-lo, mas o tal utilizador comum não sabe como o fazer certamente.
Resultado, anos e anos de pirataria tornaram hoje um OBRIGAÇÃO a utilização de Windows, mas agora se és um utilizador comum, se queres, pagas e bem...
« Última modificação: Outubro 15, 2007, 14:21 pm por Nick Jagger »
The future is now... and now... and now... and now... and now... and now... and now...
Versátil - Depende das tuas necessidades e do que consideras ser versátil.
Intuitivo e Funcional - Aqui depende outra vez das tuas necessidades e da tua interpretação do que é ser intuitivo e funcional.

Versátil - Exemplo: Quero instalar o programa XPTO agora, seja ele qual for, porque preciso daquilo que ele consegue fazer agora, sem ter de me preocupar com o que o meu PC tem de hardware ou software...

Intuitivo e Funcional - Exemplos: Não quero ter de decorar comandos... quero usar o rato e clicar em 99% dos casos quando encontrar a opcão que achar adequada; quero updates automáticos; quero não ter de pensar em demasia como é que vou chegar ao ficheiro X, desde que lá chegue de uma forma ou de outra...