Concertos

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Pois é, hoje lembrei-me de recordar os concertos a que fui, não sei se já havia um tópico sobre este assunto, se houver, por favor a moderação que junte este tópico ao outro.

Ora aqui vai a lista:

The Pussycat Dolls e Rihanna no mesmo concerto-Pavilhão Atlântico, ya, tb tive que aturar o FF lol
Silence 4 - concerto grátis - Casino Estoril
Fingertips - Concerto grátis - idem
André Sardet- Concerto grátis - idem
Daniela Mercury vi 2 vezes, adoro a mulher, uma no Fórum Montijo, outra no Festival Delta Tejo.
UHF (que seca, os lampiolhos com os "cavalos de corrida" só foram lá para vê-los), Bon Jovi e mais outro de quem nao me lembro o nome mas que deu um show  - tudo no mm dia. - Antigo Estádio de Alvalade a abarrotar
Iron Maiden há 2 ou 3 anos no Pavilhão Atlântico.
Anastasia, simplesmente espectacular, no Pavilhão Atlântico.
Mastodon - Pavilhão Atlãntico
Type O Negative - Coliseu dos Recreios
Este ano tb fui ao SuperBock Superrock ver: Men-Eater, More than a Thousand, The Blood Brothers, Mastodon (2ª vez), Stone Sour, Joe Satriani e os fantásticos Metallica, só estes deram um concerto de 2 h e 30 - cheguei a casa toda partidinha.

Se me lembrar de mais algum, adiciono à lista. Então e vocês? Estiveram nalgum concerto que eu descrevi? Foram a outros a que eu não fui? :mrgreen: Desbronquem-se.
 
« Última modificação: Outubro 19, 2007, 22:08 pm por Paracelsus »
Não vou nomear todos, o ultimo que vi foi Radio Macau aqui em LV...

Os melhores concertos da minha vida:

Radiohead no coliseu
Metallica em Alvalade
O segundo de Maiden no Dramatico de Cascais
Xutos no Pavilhao do Restelo em 85/6
Skank Anansie no coliseu
The Cult a abrir ja nem sei quem em Alvalade
The Cult no Paradise Garage
Spain no CCB
Cocteaw Twins no coliseu (acabamos a noite a beber copos com a Elizabeth no Bairro Alto)
Bon Jovi no Dramatico de Cascais
Deicide na Incrivel Almadense...

E já chega...
Another day, another idiot...
Citação de: Incitatus
Não vou nomear todos, o ultimo que vi foi Radio Macau aqui em LV...

Os melhores concertos da minha vida:

Radiohead no coliseu
Metallica em Alvalade
O segundo de Maiden no Dramatico de Cascais
Xutos no Pavilhao do Restelo em 85/6
Skank Anansie no coliseu
The Cult a abrir ja nem sei quem em Alvalade
The Cult no Paradise Garage
Spain no CCB
Cocteaw Twins no coliseu (acabamos a noite a beber copos com a Elizabeth no Bairro Alto)
Bon Jovi no Dramatico de Cascais
Deicide na Incrivel Almadense...

E já chega...

Com os Metalica ;)

« Última modificação: Setembro 29, 2007, 10:27 am por paraver »
É de pensar que o Sporting é muito grande, e que são estas coisas que valem muito para um clube. São estas coisas que trazem sportinguismo ao clube. Isto não é quantificável. Isto não são 6%, 7%... Isto é o Sporting! Isso traz coisas muito importantes ao Sporting. Fervor sportinguista, acima de tudo! - João Benedito, 20-06-2010
Metallica, 28 Junho de 2007. (Inclui a palheta assinada do Kirk este concerto). :mrgreen:
Sporting Clube de Portugal.
não sei se já havia um tópico sobre este assunto

http://www.forumscp.com/index.php?topic=3189.0

Mas não é exactamente o mesmo assunto, pelo que coexistirão os dois.
Saudades do futuro.
Os que tenho mais na memória e que me marcaram mais, os outros já falei no tópico que abri sobre os concertos das vossas vidas:

Jamie Cullum, Coliseu
Pearl Jam, Pavilhão
Bloc Party, Coliseu e SBSR
The Arcade Fire, SBSR
LCD Soundsystem, SBSR
Interpol, SBSR
Norah Jones, Estoril
Vodafone SoundClash (Blasted Mechanism e The Gift), Pavilhão

Agora quero ir ver Mafalda Veiga lado a lado com JPP, Interpol, Editors, e acho que esá bom, hão de aparecer mais.
Sporting Sempre
Agora quero ir ver Mafalda Veiga lado a lado com JPP

Credo. Só falta juntar aí o André Sardinha. :o
John Lennon tinha um problema. Ele pensava que era Deus.
Noel Gallagher tem um problema. Ele pensa que é o John Lennon.
O meu problema? Penso que sou o Noel Gallagher.
Credo. Só falta juntar aí o André Sardinha. :o

É assim, eu oiço Mafalda Veiga desde miuda, primeiro era o meu pai que promovia, nos ultimos anos tem sido a minha mãe, não sou fanática, mas as letras são qualquer coisa (nada que se compare a um Jorge Palma ou um Sérgio Godinho...), o JPP não suporto enquanto cantor, mas como pessoa digo-vos, 5 estrelas, o tipo é mesmo impecável.

O André era uma valente tijolada na fronha, ficava a arrotar postas de bacalhau até aos 80 anos! :sick:
Sporting Sempre
Alguns que me lembro ou me ficaram na memória:

Dire Straits, Alvalade
Phill Collins, Alvalade
Arcade Fire, SBSR
Vários de música classica, no CCB

.. o próximo é... uma prenda da mulher, um programa muito apanascado mas ando virado para o jazz e os standards e o gajo canta que se farta: vou a Hamburgo ver o Michael Buble.
Citar
vou a Hamburgo ver o Michael Buble.

 Ui, isso é concerto para levar o casaquinho azul clarinho  :mrgreen:
 Ui, isso é concerto para levar o casaquinho azul clarinho  :mrgreen:


 :rotfl:
O Bublé vai actuar em manchester no domingo anterior ao jogo com Sporting, e estou a pensar em ir, mas por causa da Boathouse All Stars, a banda que o acompanha, porque também toco numa orquestra. Nada de paneleirices.
Alguns que me lembro ou me ficaram na memória:

Dire Straits, Alvalade
Phill Collins, Alvalade
Arcade Fire, SBSR
Vários de música classica, no CCB

.. o próximo é... uma prenda da mulher, um programa muito apanascado mas ando virado para o jazz e os standards e o gajo canta que se farta: vou a Hamburgo ver o Michael Buble.

Vá eu sei que sou suspeita, e bastante chata, mas olha que Jamie...é outro nível. Ha pessoas que comparam o Bublé com o Cullum, só que as performances dos standards são totalmente diferentes. Eu não critico o Bublé pelo "more of the same", mas sim pela postura do gajo, irrita-me. Mas gosto do trabalho, tenho os albuns. Irrita-me também a comparação que fazem entre os dois.
Sporting Sempre
Assim de repente ...

Rock In Rio:
Civic
Moonspell
Sepultura
Incubus
Slipknot
Metallica

SBSR:
Joe satriani
Metallica
Mastodon

Pavilhão Atlântico:
Rammstein
Xutos
Boss AC
Sam The Kid
Expensive Soul
Mercado Negro
Sérgio Godinho
Linkin Park

Coliseu de Lisboa:
Chico Buarque

Restelo:
Daniela Mercury

Velho Alvalade:
Xutos
Caetano Veloso

Novo Alvalade:
Rolling Stones

Coimbra :
Rolling Stones

Dragão:
Rolling Stones
Nos ultimos tempos do melhor que vi foi Metallica no SPSR (nunca pensei que ainda tivessem aquele poder, pois nivelei o concerto por baixo)...Tool (uma no SPSR e no Atlantico)

Maior desilusão...NIN (lá está, fui com a expectativa em alta e depois olha  :cartao:)

 :offtopic: dentro do mesmo estilo   :sick: tenho 4ª feira um concerto  :wall: :wall: :wall:
Sempre Sporting!
 Ui, isso é concerto para levar o casaquinho azul clarinho  :mrgreen:


ahah não posso refutar tal comentário, mereço-o :D

Buble é 100% música de gaja mas penso que mais por culpa dele que da música. É como a Carol diz, a postura do gajo é 100% orientada para isso mas a verdade é que após a minha mulher me oferecer um disco comecei lentamente a gostar, e quando vi o DVD do concerto percebi a facilidade com que o palhaço saca aquelas cantorias e impressionou-me. Obviamente o que mais gosto dele são os standards ou recriações de velhos clássicos de outros estilos musicais e menos algumas modernices mais pop que lhe são atribuidas como hits (ex. a música mais popular do gajo é o everything e eu acho aquilo banalíssimo). Os músicos que tocam com ele são também excepcionais.

Após ouvir o Buble revisitei Sinatra, Darin e Harry Connick Jr. Já pus 3 colegas que no inicio gozaram (e que não usam blazers azul bebé) a gostar de ouvir os standards interpretados pelo buble, são diferentes.

Karol: o jamie collum também me parece mto bom mas ainda não ouvi como deve ser.

Deixo um exemplo de um bom remake do Buble, com a ajuda do Chris Boti um músico fantástico, ao vivo, uma musica de um gajo que o Angel já incluiu nas suas listas, o hathaway (salvo erro é assim que se escreve).

é curioso que Buble não passa nem cá nem em Espanha, provavelmente países onde o jazz e os standards não são sinónimo de casa cheia, é pena. Também não ajuda muito a imagem de "il divo" que a editora lhe pretende atribuir, com anuncios ao seu disco baseados no "everything" e passados às tantas da manhã, antes do anúncio do disco de Enrique "the joke" Iglesias.

[youtube=425,350]http://www.youtube.com/watch?v=wzqU_u4H-as[/youtube]
« Última modificação: Outubro 01, 2007, 22:10 pm por Mauras »
Ahhhh!

Como me esqueci!

Incubus no Pavilhão e The Police no Estádio Nacional.

(fui aos 4 dias do SBSR, mas escrevi os que mais me marcaram)

Sporting Sempre

ahah não posso refutar tal comentário, mereço-o :D

Buble é 100% música de gaja mas penso que mais por culpa dele que da música. É como a Carol diz, a postura do gajo é 100% orientada para isso mas a verdade é que após a minha mulher me oferecer um disco comecei lentamente a gostar, e quando vi o DVD do concerto percebi a facilidade com que o palhaço saca aquelas cantorias e impressionou-me. Obviamente o que mais gosto dele são os standards ou recriações de velhos clássicos de outros estilos musicais e menos algumas modernices mais pop que lhe são atribuidas como hits (ex. a música mais popular do gajo é o everything e eu acho aquilo banalíssimo). Os músicos que tocam com ele são também excepcionais.

Após ouvir o Buble revisitei Sinatra, Darin e Harry Connick Jr. Já pus 3 colegas que no inicio gozaram (e que não usam blazers azul bebé) a gostar de ouvir os standards interpretados pelo buble, são diferentes.

Karol: o jamie collum também me parece mto bom mas ainda não ouvi como deve ser.

Deixo um exemplo de um bom remake do Buble, com a ajuda do Chris Boti um músico fantástico, ao vivo, uma musica de um gajo que o Angel já incluiu nas suas listas, o hathaway (salvo erro é assim que se escreve).

[youtube=425,350]http://www.youtube.com/watch?v=wzqU_u4H-as[/youtube]


Um conselho e sei que estamos a entrar em offtopic e peço desculpa. O Jamie é um dos artistas mais versáteis do momento, recria, tudo o que ele faz é pura música, sejam beats de hip hop ou dance music, sejam clássicos dos Radiohead, Jeff Buckley, Massive Attack ou Jimmy Hendrix, quer sejam os standards do Cole Porter e de outros tantos. Ele junta tudo isso a mistura é obviamente explosiva, isso reflecte-se ao vivo, pode tocar um slow em pé, como meter o pessoal a dançar um samba e mandar-se para o chão e para cima do piano. Para não falar do improviso que o jazz abriga, as pianadas são fabulosas, lembro-me de ir às lágrimas no "I Could Have Danced All Night" com o show que ele deu. Mais, ele próprio disse que o cover deixa de ter o mesmo significado quando há muito mais gente que o faz, e é o que tem acontecido nos últimos anos, ele diz que tem que sentir que está a criar algo dele a partir de algo que já foi feito, tem que ser pessoal... Os três albuns disponiveis são bastante diferentes, o primeiro é claramente jazz, muito saxofone, os maiores classicos. O segundo, e o que o tornou conhecido, é diverso, tanto dá para os clássicos, como para os orginais partilhados com o irmão, e o último é claramente mais pop e pessoal. É difícil inseri-lo num género, porque ele faz de tudo e fá-lo muito "musicalmente", tem excelentes técnicos e uma excelente banda.

Deixo-te o melhor cover que ele alguma fez e olha que daqueles que tenho (cerca de 50) é mesmo o melhor, é impossível comparar com a original e há uma versão ao vivo que não está disponível, e essa para mim diz tudo sobre ele, mas assim dou-te outra não tão boa:



Original dele (escrita em solos lusos):



Original dele:



Estas são as mais calminhas e o offtopic ja vai grande. Se quisers, pm (e desculpa o constante "impingir"). ;)
Sporting Sempre
felizmente tenho assistido a grandes concertos, aliás, um bom concerto é um dos melhores programas que um ser humano pode ter.

assim de repente, os melhores que assisti foram os dois no coliseu do Porto de Radiohead em 2003, Sigur Rós também no coliseu, e Zero 7 também no coliseu. Houveram muitos mais, com grande entusiasmo e divertimento.

Mas o ultimo grande concerto, foram dos Kalahsnikov, lindo, fantástico, o gajo é um visionário, um génio. E acho que ficou bem impressionado com o pessoal do Porto. O concerto foi no Plano B, um local um bocado desvirtuado da realidade da banda, mas acho que uma das divisões da disco estava bem conseguida, grande acustica, grande ambiente. Sala composta por fãs dos homens da luta e dos kalash.

O proximo que vou ver é na casa da musica na proxima semana...mais uma vez....Zero 7 :)
KICK ASS!!!
Donny Hathaway. Este artista (há muito desaparecido, em circunstâncias trágicas) foi muito "hit and miss", embora esta música me soe bastante boa.

O artista que Bublé para mim mais evoca é Chet Baker enquanto cantor.

Como estamos em maré de You Tubes, aí vai um da recriação de "Moondance", de Van Morrison - ainda assim, a milhas do original.

[youtube=425,350]crwcHbMmNKk[/youtube]
Saudades do futuro.