Política Nacional

Delatio e 1 Visitante estão a ver este tópico.

e eu não devia ter de explicar isto a alguém que usa os neurónios.

 Sabes o que devias fazer? Ler o documento. Pode ser que entendas que os resultados agora publicados têm influência das políticas do Nuno Crato. Aceito que digas que foi o Ministro menos influente nos resultados. Mais. Estás apenas a ter em conta as políticas curriculares, quando contratou menos professores, tratou de aumentar a autonomia de decisão nas escolas, propôs agregações de escolas, lutou por aumentar a exigência para alunos e professores, dados que influenciaram o ranking.

 Levaste a peito um post que nem a ti era dirigido. ::)  Nuno Crato sofreu ataques severos com a sua política para a Educação porque, pasme-se, tinha uma estratégia para a Edudcação e mexeu com um sector que estava acomodado e que sofria enorme influência de sindicatos. Foi acusado de estar a destruir a Educação em Portugal e olha que afinal, temos sinais evidentes, que isso é inverdade. Nem o Nuno Crato era assim tão mau, como o aproveitamento político do Passos Coelho é demasiado esticado, tem algum mérito, mas o mérito deverá ser estendido ao longo dos anos, que o relatório tem em conta.
Pensas tu...
Estás apenas a ter em conta as políticas curriculares, quando contratou menos professores, tratou de aumentar a autonomia de decisão nas escolas, propôs agregações de escolas, lutou por aumentar a exigência para alunos e professores, dados que influenciaram o ranking.

Não sabes se influenciaram o ranking e em que medida. Já fizeste um teste que entra para o ranking PISA? Hás-de fazê-lo, eu fiz o de matemática só por curiosidade e falhei na parte da trigonometria (meti ao calhas, já não me lembro de nada daquilo :P). Isso é que dá os resultados de math, reading e science. Tudo o resto são agrupamentos das estatísticas descritivas de quem faz o teste. Partir daí e dizer que foi por causa da autonomia das escolas, menos professores e o sei lá é claramente abusivo.

Agora sobre se o Nuno Crato fez ou deixou de fazer, o que é que isso tem a ver? A trend tem sido ascendente desde o início do milénio, é bom de ver que estamos a par dos outros países europeus, mérito certamente de todos os envolvidos desde essa altura e até anterior a isso. Uns mais outros menos, se calhar uns até a prejudicar, mas a resultante tem sido sempre positiva. O Nuno Crato aparentemente não estragou a trajectória a curto prazo, é a única coisa possível de se concluir neste momento.
« Última modificação: Dezembro 07, 2016, 16:01 pm por Paracelsus »
Não sabes se influenciaram o ranking e em que medida. Já fizeste um teste que entra para o ranking PISA? Hás-de fazê-lo, eu fiz o de matemática só por curiosidade e falhei na parte da trigonometria (meti ao calhas, já não me lembro de nada daquilo :P). Isso é que dá os resultados de math, reading e science. Tudo o resto são agrupamentos das estatísticas descritivas de quem faz o teste. Partir daí e dizer que foi por causa da autonomia das escolas, menos professores e o sei lá é claramente abusivo.

 Ter mais ou menos alunos por turma influência o método de aprendizagem. A realização de exames de avaliação em várias idades influência a aprendizagem. Dar mais liberdade às escolas, nomeadamente na sua gestão e onde podemos incluir as actividades extra-curriculares, influência a aprendizagem. E tudo isto influência a interiorização e compreenção da matéria. É verdade que desconheço o grau de influência, mas é excessivo afirmar que nada influenciaram, como é abusivo afirmar que foi apenas por isto. Análise é global e estar a analisar avulsamente as medidas, pouco sentido fará.

 O comentário que fiz foi meramente político e factual. O ranking deve-se ao trabalho feito pelo Ministério da Educação, entre 2000 e 2015, com mais mérito de uns, que outros, mas que todos contribuiram. Afinal, parece que ninguém destruiu a Educação e veremos onde estaremos no próximo ranking, uma vez que tem existido alguma inversão nas medidas adoptadas no passado.
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
@Hayek estás a ver como é tão pouco inteligente, e tão pouco digno de um tipo que aparenta gostar ou querer seguir economia, justificar uma variação de taxas de juros cuja causa não se centra na política interna? Ou desvalorizar condições externas que, como se vê, fazem a taxa de juro das dívidas soberanas de países periféricos (e há muito altamente endividados) oscilar décimas, tanto para cima como para baixo?
Longe de mim defender o PSD, o Pedro Passos Coelho ou a Maria Albuquerque, que simplesmente são incompetentes. Mas os problemas da caixa são mais antigos que isso, o nome Armando Vara diz-te alguma coisa?

O mal que pessoas como o Armando Vara, José Socrates e companhia trouxeram ao país foi demasiado grande. Só loucos autorizaram empréstimos tão grandes como os mesmos o fizeram ao Joe Berardo, ao Grupo Lena, à Venezuela, à Mota Engil, individuos ou instituições com inúmeros conflitos de interesse com as pessoas em questão.

  Não esquecendo nomes como Miguel Macedo, António Figueiredo (Instituto de Registos e Notariado), Manuel Palos (SEF) ACUSADOS formalmente pelo DCIAP de vários crimes de corrupção. Nomes que interligam com o de Domingos Névoa e Jaime Couto Alves.

 Para não falar de Luís Filipe Menezes, Marco António Costa (ambos na Câmara Municipal de Gaia), responsáveis por mais de 450 milhões de euros de despesas sem cobertura, celebrando ainda "swaps" tóxicos, o que totaliza a "ridícula" perda de 2,3 mil  milhões de euros desde 2008 a 2012.

  Outro nome visado pelo Tribunal de Contas é o de Sérgio Monteiro, representando uma perda para o erário público de 152 milhões de euros. Quem foram os responsáveis pela assinatura do assumir da divida privada neste caso? Maria Luís Albuquerque e Sérgio Monteiro.

  Dias Loureiro e Duarte Lima directamente envolvidos em fraudes financeiras relacionadas com o BPN. Duarte Lima é suspeito em fraudes de valor próximo aos 50 milhões de euros.

 Arlindo Carvalho e José Neto, relacionados com o "desaparecimento" de cerca de 80 milhões do BPN.

 Miguel Relvas, também ele envolvido num negócio de desvio de 500 milhões de euros.
Longe de mim defender o PSD, o Pedro Passos Coelho ou a Maria Albuquerque, que simplesmente são incompetentes. Mas os problemas da caixa são mais antigos que isso, o nome Armando Vara diz-te alguma coisa?

O mal que pessoas como o Armando Vara, José Socrates e companhia trouxeram ao país foi demasiado grande. Só loucos autorizaram empréstimos tão grandes como os mesmos o fizeram ao Joe Berardo, ao Grupo Lena, à Venezuela, à Mota Engil, individuos ou instituições com inúmeros conflitos de interesse com as pessoas em questão.

  Não esquecendo nomes como Miguel Macedo, António Figueiredo (Instituto de Registos e Notariado), Manuel Palos (SEF) ACUSADOS formalmente pelo DCIAP de vários crimes de corrupção. Nomes que interligam com o de Domingos Névoa e Jaime Couto Alves.

 Para não falar de Luís Filipe Menezes, Marco António Costa (ambos na Câmara Municipal de Gaia), responsáveis por mais de 450 milhões de euros de despesas sem cobertura, celebrando ainda "swaps" tóxicos, o que totaliza a "ridícula" perda de 2,3 mil  milhões de euros desde 2008 a 2012.

  Outro nome visado pelo Tribunal de Contas é o de Sérgio Monteiro, representando uma perda para o erário público de 152 milhões de euros. Quem foram os responsáveis pela assinatura do assumir da divida privada neste caso? Maria Luís Albuquerque e Sérgio Monteiro.

  Dias Loureiro e Duarte Lima directamente envolvidos em fraudes financeiras relacionadas com o BPN. Duarte Lima é suspeito em fraudes de valor próximo aos 50 milhões de euros.

 Arlindo Carvalho e José Neto, relacionados com o "desaparecimento" de cerca de 80 milhões do BPN.

 Miguel Relvas, também ele envolvido num negócio de desvio de 500 milhões de euros.

Portanto para ti só os do PSD é que são criminosos. Ok, estás apresentado. Vai lá abanar a bandeirinha da "CGTP Unidade Sindical". Passar bem.


Não liguem a estes fascistas camaradas. Portugal está lindamente. Estamos a crescer mais que cuba.
 Segundo avança o Expresso, o alojamento local regrediu este ano e prevê-se dificuldades (investidores) em 2017. Expectável, dado que o Governo viu aqui uma oportunidade para sacar mais uns cobres (via impostos), naquele que foi o virar de página da austeridade. Nada como atacar sectores que apresentam crescimento, primeiro regulando, depois com impostos.

 Em 2018/19, avança-se com uns subsídios para o alojamento local, para alavancar o sector.

 
 P.S. Nem dou muitos anos para que ataquem a todo o vapor o Turismo, a galinha dos ovos de ouro. Depois, de já andarem ali com algumas taxinhas muito interessantes. Se chegarem ao ponto de o fustigar e provocar desinvestimento, nada como uns quantos subsídios!
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
 Segundo avança o Expresso, o alojamento local regrediu este ano e prevê-se dificuldades (investidores) em 2017. Expectável, dado que o Governo viu aqui uma oportunidade para sacar mais uns cobres (via impostos), naquele que foi o virar de página da austeridade. Nada como atacar sectores que apresentam crescimento, primeiro regulando, depois com impostos.

 Em 2018/19, avança-se com uns subsídios para o alojamento local, para alavancar o sector.

 
 P.S. Nem dou muitos anos para que ataquem a todo o vapor o Turismo, a galinha dos ovos de ouro. Depois, de já andarem ali com algumas taxinhas muito interessantes. Se chegarem ao ponto de o fustigar e provocar desinvestimento, nada como uns quantos subsídios!

  E qual o problema em taxar?? E qual o problema em regular?? Toda a actividade económica tem e deverá ser taxada.
 Segundo avança o Expresso, o alojamento local regrediu este ano e prevê-se dificuldades (investidores) em 2017. Expectável, dado que o Governo viu aqui uma oportunidade para sacar mais uns cobres (via impostos), naquele que foi o virar de página da austeridade. Nada como atacar sectores que apresentam crescimento, primeiro regulando, depois com impostos.

 Em 2018/19, avança-se com uns subsídios para o alojamento local, para alavancar o sector.

 
 P.S. Nem dou muitos anos para que ataquem a todo o vapor o Turismo, a galinha dos ovos de ouro. Depois, de já andarem ali com algumas taxinhas muito interessantes. Se chegarem ao ponto de o fustigar e provocar desinvestimento, nada como uns quantos subsídios!

  E qual o problema em taxar?? E qual o problema em regular?? Toda a actividade económica tem e deverá ser taxada.

If it moves, tax it. If it keeps moving, regulate it. And if it stops moving, subsidize it.
Chat shit get banged.
 Segundo avança o Expresso, o alojamento local regrediu este ano e prevê-se dificuldades (investidores) em 2017. Expectável, dado que o Governo viu aqui uma oportunidade para sacar mais uns cobres (via impostos), naquele que foi o virar de página da austeridade. Nada como atacar sectores que apresentam crescimento, primeiro regulando, depois com impostos.

 Em 2018/19, avança-se com uns subsídios para o alojamento local, para alavancar o sector.

 
 P.S. Nem dou muitos anos para que ataquem a todo o vapor o Turismo, a galinha dos ovos de ouro. Depois, de já andarem ali com algumas taxinhas muito interessantes. Se chegarem ao ponto de o fustigar e provocar desinvestimento, nada como uns quantos subsídios!

  E qual o problema em taxar?? E qual o problema em regular?? Toda a actividade económica tem e deverá ser taxada.

If it moves, tax it. If it keeps moving, regulate it. And if it stops moving, subsidize it.

  And???
  And???

 Nenhum problema, é uma posição legitima como tantas outras. Convém depois evitar críticas sobre a subsdiodependência patrocinada pelo Estado.
“We have to be compact, close together tactically, and if you are close then you have options to play with. You don't always have to try the most risky ball if you are compact. You have to run, to fight, until the moment, and then ... bang, you take it.”

Jurgen Klopp
  And???

 Nenhum problema, é uma posição legitima como tantas outras. Convém depois evitar críticas sobre a subsdiodependência patrocinada pelo Estado.
E uma posição bastante racional. Com provas dadas.
 Segundo avança o Expresso, o alojamento local regrediu este ano e prevê-se dificuldades (investidores) em 2017. Expectável, dado que o Governo viu aqui uma oportunidade para sacar mais uns cobres (via impostos), naquele que foi o virar de página da austeridade. Nada como atacar sectores que apresentam crescimento, primeiro regulando, depois com impostos.

 Em 2018/19, avança-se com uns subsídios para o alojamento local, para alavancar o sector.

 
 P.S. Nem dou muitos anos para que ataquem a todo o vapor o Turismo, a galinha dos ovos de ouro. Depois, de já andarem ali com algumas taxinhas muito interessantes. Se chegarem ao ponto de o fustigar e provocar desinvestimento, nada como uns quantos subsídios!

  E qual o problema em taxar?? E qual o problema em regular?? Toda a actividade económica tem e deverá ser taxada.

If it moves, tax it. If it keeps moving, regulate it. And if it stops moving, subsidize it.

  And???

Bué eficaz!
Chat shit get banged.
 Segundo avança o Expresso, o alojamento local regrediu este ano e prevê-se dificuldades (investidores) em 2017. Expectável, dado que o Governo viu aqui uma oportunidade para sacar mais uns cobres (via impostos), naquele que foi o virar de página da austeridade. Nada como atacar sectores que apresentam crescimento, primeiro regulando, depois com impostos.

 Em 2018/19, avança-se com uns subsídios para o alojamento local, para alavancar o sector.

 
 P.S. Nem dou muitos anos para que ataquem a todo o vapor o Turismo, a galinha dos ovos de ouro. Depois, de já andarem ali com algumas taxinhas muito interessantes. Se chegarem ao ponto de o fustigar e provocar desinvestimento, nada como uns quantos subsídios!

  E qual o problema em taxar?? E qual o problema em regular?? Toda a actividade económica tem e deverá ser taxada.

If it moves, tax it. If it keeps moving, regulate it. And if it stops moving, subsidize it.

  And???

Bué eficaz!

  Muito mesmo. Se calhar a melhor forma dos Estados se financiarem.