Top Ten - edição 1: Pink Floyd

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Já tinha esta idéia na cabeça há algum tempo. Para saber se vai haver muitas edições para além da primeira teremos que ver a adesão a esta primeira! :lol:

A idéia é simples: em relação a um artista / banda musical, cada forista que se sentisse suficientemente informado votaria nas suas dez músicas favoritas.

A estatística disto é que é mais complicada. Se se fizesse uma votação, para além de uma lista comprida, teria de se calcular uma lista que poderia enfermar de omissões e onde a categoria "Outra" pudesse ficar bastante preenchida.

A forma de evitar isso seria pedir a alguém que conhecesse bem a história da banda em questão para seleccionar as músicas a votação, inserindo-a depois ou enviando a lista a um mod / admin para o fazer.

Como aquecimento, e em homenagem ao amigo Francisco - e ao amigo Judas, que também é gente ;) -, vamos ao Top Ten dos Pink Floyd.

A Last.fm (através da opção procura) dá uma lista razoavelmente compreensiva das músicas mais ouvidas de muitos artistas, e com "samples" - a dos Pink Floyd encontram-na em:

http://www.last.fm/music/Pink+Floyd?q=pink+floyd

É daí que faço a minha selecção (e de outro lado, se me lembrar).

Poderiam ser apresentadas as canções na vossa ordenação, mas julgo preferível não dar pesos diferentes na votação, pois isso iria tornar o apuramento muito moroso.

No final, e tendo em conta as músicas mais referenciadas posso colocar aqui as opções sob forma de sondagem para o pessoal vir cá votar. Mas para esta primeira experiência julgo preferível recorrer ao velho método de compilação, ordenação e contabilização.

Deixem aqui sugestões e comentários.

Vamos a isto:

1. See Emily Play
2. Us and Them
3. Astronomy Domine
4. Time
5. Arnold Layne
6. Comfortably Numb
7. The happiest days of our lives
8. Another Brick in the Wall (part 2)
9. Jugband Blues
10. When the Tigers Broke Free
« Última modificação: Novembro 02, 2007, 17:43 pm por Angel Lion »
Saudades do futuro.
1- Confortably Numb
2- Shine on your crazy Diamonds
3 - Learning to Fly
4 -Another brick in the wall (part2)
5 - Wish you were here
6-The happiest day of our lives
7- Money
8- Time
9- Hey you
10- Goodbye Blue Sky
« Última modificação: Agosto 24, 2007, 12:36 pm por Dave »
SPORTING SEMPRE
O meu top-10

1- Brain Damage
2- Wish You Were Here
3- Hey You 
4- Mother
5- Pigs On The Wing (Part 2)   
6- One Of These Days
7- The Dogs Of War
8- Shine On You Crazy Diamond (Part 1)
9- Welcome To The Machine
10- Us And Them

Basicamente os meus 2 albuns favoritos: DSOTM & Wish you were here com umas pitadas de outros albuns.
Not everything that can be counted counts, and not everything that counts can be counted.
Albert Einstein (1879-1955)

Confront your enemies, avoid them if you can
A gentlemen will walk but never run. Sting(1951- )
De referir que o solo de guitarra da Confortbly Numb é o melhor solo que alguma vez ouvi  :clap: :clap: :clap:

SPORTING SEMPRE
Grande Angel!   :dance: É somente a minha banda favorita, basta ver o meu avatar e a minha sig! Sou fã há 20 anos e acompanho diariamente notícias relacionadas com a banda e seus membros. Agora, o pior é mesmo escolher um top 10 de temas, se fosse um top de álbuns seria mais fácil. Pink Floyd não é daquelas bandas, que quando se ouve um álbum, quando não gostamos de um tema passamos para a faixa seguinte. A maioria dos álbuns são conceituais logo devem ser ouvidos do príncipio ao fim.

Assim sendo, vou fazer uma selecção dos temas que me dizem bastante, e de seguida elaborarei uma lista dos temas que não devem ficar esquecidos:
- Astronomy Dominé
- Comfortably Numb ( Foi com esta música que me apaixonei por FP, para mim a melhor música de todos os tempos, o solo do Gilmour é fenomenal, o mais engraçado é que ele raramente toca o mesmo solo 2 vezes!)
- Hey you!
- Dogs
- Money
- One of these days ( Oiçam este tema no DVD Pulse e depois digam qq coisa!)
- Echoes
- Shine on you crazy diamond (Part I a IX)
- Wish you were here
- Brain Damage/Eclipse

Angel, se quiseres adicionar outros temas que não podem ficar esquecidos tais como:
Era psicadélica:
- Arnold layne
- Apples and oranges
- Julia dream
- Careful with that axe Eugene ( Aquele grito do Waters é qualquer coisa...)
- Interstellar Overdrive
- Bike
- Let there be more light
- Set the controls for the heart of the sun (como é possível não ter colocado no meu top 10!!! Só comecei a gostar realmente desta música depois de ver Roger Waters ao vivo no pav. Atlântico)
- A saucerful of secrets (Outra :wall:)
- Jugband Blues ( único tema do Saucerful of Secrets composto por Barrett, na letra percebe-se que é a despedida dele nos Floyd, aliás nas gravações deste álbum já não estava presente)
- Green is the colour
- Several species os small furry animals gathered together in a cave and grooving with a pict ( Não é bem uma música, não contém nenhum instrumento, mas é só para ver a dimensão dos Pink Floyd ao fazerem este tema com sons de passáros, sons estranhos, a ginástica da voz do Roger Waters num ambiente de floresta, e no fim Roger Waters diz um poema com uma pronúncia de um povo escocês. Contém também uma mesagem escondida que só se consegue perceber ouvindo em ritmo lento. Está no álbum UMMAGUMMA de 1969 )
- Atom heart Mother (2º tema dos Floyd mais longo , 23 minutos desta obra prima rock-clássico)
- Fat old sun
- Seamus (Outro tema espectacular, ao som de um ritmo blues, Gilmour toca numa harmónica e uma Collie uiva ao som da música, deveras espectacular!

Era progressiva:
- Breathe
- Time
- The Great gig in the sky
- Welcome to the machine
- Pigs (Three different ones)
- Sheep
- In the flesh?
- Mother
- Empty Spaces / What shal we do now (Outra música com uma mensagem escondida, mas esta só ouvindo ao contrário)
- Is there anybody out there?
- Run like hell
- The trial ( Fenomenal )
- The gunners dream
- Southampton dock
- The Final cut
- On the turning away
- What do you want from me
- Lost for words
- High hopes

Juro que só queria mencionar algumas!  ^-^ Quem me conhece diz que sou doente por Pink Floyd, mas não é verdade :naughty:!
« Última modificação: Agosto 24, 2007, 15:20 pm por Judas »
"David Gilmour can do more with one note than most guitarists can do with the whole fretboard."

Dave Mustaine (Megadeth)
Citar
Angel, se quiseres adicionar

Eu não adiciono nada. Quem pode adicionar são os participantes. A única restrição é que a lista final tem de ter até 10 músicas, não mais. Obrigado pelo longo "input". ;)
Saudades do futuro.
Eu não adiciono nada. Quem pode adicionar são os participantes. A única restrição é que a lista final tem de ter até 10 músicas, não mais. Obrigado pelo longo "input". ;)
Ok, reli novamente o teu post e já percebi, tinha lido na diagonal!

Shine on
"David Gilmour can do more with one note than most guitarists can do with the whole fretboard."

Dave Mustaine (Megadeth)
Pink Floyd, grande banda. Acho optimo este tópico.

O meu top 10 floydiano seria(sem ordem especial):

- Wish you were here
- Comfortably numb
- Remember a day
- Us and them
- Interstellar overdrive
- Set the controls for the heart of the sun
- Another brick on the wall
- Shine on you crazy diamond
- Goodbye blue sky
- Vera

Já agora um top 5 dos meus albuns preferidos deles:

- Dark side of the moon
- Saucerful of secrets
- The wall
- Atom heart mother
- Wish you were here

Cumprimentos sportinguistas
 
- Another brick on the wall

Part 2, mais uma vez, suponho? ;)
Saudades do futuro.
Como aquecimento, e em homenagem ao amigo Francisco - e ao amigo Judas, que também é gente ;) -, vamos ao Top Ten dos Pink Floyd.

Muito obrigado. É uma homenagem merecida - para os Floyd, claro! :-[

Depois logo discuto mais qualquer coisa. Para já, ficam, com muita dificuldade na escolha, as minhas dez, sem ordem especial, para além da número 1:

1 - Comfortably Numb (a música que me converteu, na interpretação de Veneza em 89 - que nem sequer é das mais inspiradas; tudo que se possa dizer sobre ela, e em particular sobre o trabalho de Gilmour na guitarra, é muito pouco)
- Time
- Careful With That Axe Eugene
- Marooned
- Echoes
- One of These Days
- Breathe
- Another Brick in the Wall (Part II)
- Shine On You Crazy Diamond (Part I)
- Wish You Were Here
Shine On You Crazy Diamond (Part I)
Interstellar overdrive
Wish you were here
Another Brick in the Wall (Part II)
Comfortably numb
Julia dream
Careful with that axe Eugene
A saucerful of secrets
The trial
Learning to Fly
Another day, another idiot...
O público votou, a decisão é soberana. Vai ser um top 17 em vez de um top 10, dado que não há desempates. Canções com o mesmo número de votos aparecem ordenadas por ordem alfabética. Houve 7 votantes no total.


1 (6 votos). Comfortably Numb
                 Shine on you crazy diamond
                 Wish you were here
4 (5 votos). Another Brick in the Wall (part 2)
5 (3 votos). Hey You
                 One of these days
                 Time
                 Us and them
9 (2 votos). Astronomy Domine
                 Brain Damage
                 Careful With That Axe Eugene
                 Echoes
                 Goodbye Blue Sky
                 Interstellar overdrive
                 Money
                 The happiest day of our lives

Para os 8 primeiros classificados há ligações directas para as músicas. Como não sou propriamente um profundo conhecedor da obra da banda, previnam-me se alguma das versões não for a original, para tentar arranjar algo mais adequado. O que sei de certeza é que Another Brick In the Wall (part 2) é precedida (primeiros 1:45) de "The happiest day of our lives" - desculpem qualquer coisinha. ;)

Quaisquer comentários que queiram fazer ou sugestões para a continuação desta rubrica, deixem aqui. Obrigado! ;)
« Última modificação: Agosto 27, 2007, 22:57 pm por Angel Lion »
Saudades do futuro.
São todas versões originais.

Quanto ao top, trocaria "Us and them" por "Dogs". Fui o único a escolher esta grande música do álbum "Animals".  :o
A ordem do Top aceita-se, mas não era essa que colocaria certamente.

Interessante estar 2 temas do primeiro álbum dos Floyd, The Piper at The Gates of Dawn, que perfaz este ano 40 anos. Aliás vai haver ainda este ano uma edição especial comemorativa do 40º aniversário do álbum, com 3 cd's! Muitos bónus tracks e um tema que nunca foi editado em nenhum álbum original, "Apples and Oranges", somente aparece em ROIOS. Será colocado na Europa no próximo dia 3 de Setembro, mas não me espanta se for mais uma vez adiado a data! http://www.brain-damage.co.uk/latest/inside-the-gates-of-dawn-reminder.html

"David Gilmour can do more with one note than most guitarists can do with the whole fretboard."

Dave Mustaine (Megadeth)
Eu já estou fora da votação, mas segue:

Wish U Were Here
High Hopes
Confortably Numb
Learning to Fly
Hey You
Another Brick In The Wall (Part II)
Us And Them
The Happiest Of Our Lives
Echoes
Shine On Your Crazy Diamond

"Se você quer 'trepar', vá à faculdade. Mas se você quer aprender alguma coisa, vá à biblioteca."

Lutar pela retoma do Sporting Clube de Portugal!!!
Para os Floydianos, já está a venda o DVD do Gilmour"Remember that night".  :dance:

http://www.omelete.com.br/dvd/100007918/Dave_Gilmour.aspx

"David Gilmour can do more with one note than most guitarists can do with the whole fretboard."

Dave Mustaine (Megadeth)
Hoje às 00.30 no Jograis Bar em Lisboa, Tributo a Pink Floyd.

http://www.jograisbar.blogspot.com/
"David Gilmour can do more with one note than most guitarists can do with the whole fretboard."

Dave Mustaine (Megadeth)
Bem Pink Floyd não é bom é realmente muito bom!
Mas dentro dos seus temas brilhantes há uma música que acho incrível...
High Hopes é uma música que ainda hoje me fascina porque no álbum de originais The Division Bell passou-me completamente ao lado, e no Pulse que é ao vivo é verdadeiramente arrepiante! Um assombro!
Nem vale a pena falar do Comfortably Numb, Learning to Fly, Money, Shine on, The dogs of War porque dessas é impossível mesmo não gostar!

O ideal era eles reunirem-se novamente e presentear-nos com um espectáculo ao vivo no novo Alvalade! Era justo até porque quando eles vieram ao velho, eu ainda era um miúdo e não pude disfrutar de algo tão incrível!
Não me apeteceu abrir novo tópico e acho que ficava bem aqui!

Para os Floydianos,

Encontrei isto http://www.everwonder.com/david/wizardofoz/ , parece daquelas teorias psicadélicas das mensagem subliminares com das letras invertidas.

Desconheço da veracidade, mas tem graça. E pode ser "spooky" se for verdade, além de demonstrar uma capacidade extraordinária na composição, instrumentação e sincronismo numa altura em que os computadores eram para pesquisa e ocupavam edifícios inteiros!!
« Última modificação: Março 06, 2008, 14:00 pm por psilva »
Eu sou responsável pelo que escrevo, não pelo que os outros entendem!

Nunca discutas com um idiota. Ele arrasta-te até ao nível dele, e depois vence-te em experiência.
Não me apeteceu abrir novo tópico e acho que ficava bem aqui!

Para os Floydianos,

Encontrei isto http://www.everwonder.com/david/wizardofoz/ , parece daquelas teorias psicadélicas das mensagem subliminares com das letras invertidas.

Desconheço da veracidade, mas tem graça. E pode ser "spooky" se for verdade, além de demonstrar uma capacidade extraordinária na composição, instrumentação e sincronismo numa altura em que os computadores eram para pesquisa e ocupavam edifícios inteiros!!
A sincronia está lá, há muitos anos atrás, eu e um amigo meu, fanáticos por PF, fizemos o teste. No entanto, os PF continuam a afirmar que são apenas coincidências.

Mas existem muitas mais enigmas, o mais conhecido é o famoso "Publius Enigma", onde existe um prémio para quem decifrar o enigma. Apesar dos PF sempre afirmarem que não têm nada a ver com o assunto, o facto é que existem mensagens nos discos e apareceu a mensagem "Publius Enigma" num concerto da última tour, como prova que o enigma existe mesmo. Muita gente ficou obcecada para tentar resolver, levando mesmo um grupo de fãs a escavarem um enorme buraco debaixo do local onde estavam as 2 faces da capa do "Division Bell", para encontrarem um possível tesouro. O curioso é que Nick Mason(baterista) em 2005 disse o seguinte:
"That was a ploy done by EMI. They had a man working for them who adored puzzles. ... He was working for EMI and suggested that a puzzle be created that could be followed on the Web. The prize was never given out. To this day it remains unsolved."
Se ele disse realmente estas palavras, então veio confirmar que é mesmo verdade! A história completa deste enigma está em várias páginas:

http://www.paradigme.ch/pages/enigma/homeEnigma.html

http://www.pinkfloyd-co.com/unt/unt_enigma/unt_enigma.html

Em português:

http://members.tripod.com/pinkanderson/enig.htm



"David Gilmour can do more with one note than most guitarists can do with the whole fretboard."

Dave Mustaine (Megadeth)
Vi este post quando foi lançado, penso que em Agosto do ano passado, e como floydiano convicto, disse que tinha que participar, mas teria que ser mais tarde. E aqui estou.

Escolher as melhores 10 músicas? Tarefa impossível. Contudo algumas que não posso deixar de falar. Como se disse acima, os albuns são histórias, nunca músicas isoladas, pelo que têm que ser "ler" de início a fim, e por aqui temos:

1º The Wall
2º Dark Side of The Moon
3º Wish you were Here e Animals ex-aequo

O primeiro é para mim o melhor album da história. Tem um "script" de início a fim, com todas as músicas a encadearem-se, e enquadradas naquilo que é um "show", uma história dentro de outra história - logo no início, "Então pensavas que ias gostar do espectáculo? [...] Está alguma coisa a iludir-te? Não era isto que estavas à espera?" e depois mais para o final, tipo durante o intervalo do espctáculo, "Tenho algumas más notícias para ti, ele não se sentiu bem, preferiu ficar no hotel",

As letras são fantásticas e depois algumas delas acompanhadas de músicas extraoridnárias, hinos autênticos, dos quais o pessoal menos conhecedor só reconhece alguns; depiis a composição, sempre com sons a acompanhar os instrumentos. Martelos a bater, aviões a cair, bebés a chorar..

Depois a história toda, desde que o miudo nasce "A mamã gosta de ti, e o papá também [...]" e depois na continuação, o alerta que a vida é um gelo quebradiço. Aliás um tema que eles nunca deixaram de focar ao longo dos seus 4 melhores albuns, acima referidos, a vida é passada a correr, quando olhas para trás é tarde demais.
Entretanto a morte do pai, o The Wall é um album totalmente autobiográfico, é um pouco a hiistória do Waters, que perdeu o pai na 2ª guerra, ele era aviador, nesta canção, a parte I do famoso Another Brick in The Wall (ABITW), e para mim a melhor parte devido à sua letra, é uma revolta contra a guerra, contra o pai que morreu sem ele o conhecer, "o papá foi embora, cruzou o oceano, deixando apenas uma memória, uma fotografia no album de familia; papá, que mais me deixaste? Foi apenas mais um tijolo no muro", e depois aquela guitarrada final, fantabulástica. Depois, a luta contra os professores, a autoridade, o prólogo ao ABITW parte 2, a contar como os professores "expoêm todas as fraquezas escondidas pelos miudos [...] mas quando  chegam a casa à noite as suas mulheres gordas e psicopáticas dão-lhes cabo da vida" - porque o album também está cheio de momentos de humor. Depois vem o ABITW parte 2, acho que não é preciso falar desta; vem o Mother, outro hino muito conhecido, e com uma letra também impactante, o Goodbye Blue Sky, lindissimo, o fruto do desespero perante um futuro negro

"Did you see the frightened ones?
Did you hear the falling bombs?
Did you ever wonder why we had to run for shelter when the
promise of a brave new world unfurled beneath a clear blue sky? "

Depois vem uma série de músicas maradas, a parte em que a personagem, o alter-ego do Waters, se afunda no desespero, primeiro a incerteza (Empty spaces), depois o desnorte (Yong lust), depois as paranóias e as loucuras (one of my turns), um momento de desespero e um primeiro pedido de ajuda ("oh babe, don't leave me now..."), o isolamento (ABITW parte 3), o desistir (Good bye cruel world), uma tentativa de recuperação ("hey you", outra grande música, quem está a ouvir o album sente ali uma esperança de recuperação, alguém do lado de fora do muro a tentar ajudar, "Hey you, dont help them to bury the light, don't give in without a fight", mas depois a machadada final "But it was only fantasy - the wall was too high as you can see...no matter how you try you could not break free, and the worms ate into his brain"), que continua com a alienaçao total ("is there anybody out there?" e "Nobody home", sobretudo esta segunda tem uma letra que, cuidado, muito boa!).

Depois surge uma musica algo desligada, pelo menos nuca percebi porque está ali, "Vera", apenas sei que tem a ver com Vera Lyn, uma cantora da altura da 2ª guerra que cantava uma canção "We would meet again some sunny day?", penso que será uma espécie de revolta, no género, "oh Vera, prometeste que voltavam vivos da guerra e mentiste-me, onde é que estás agora?", mas para assim ser faria mais sentido que estivesse no inicio do album, quando o pai morre, mas pode ser que ele só se tenha apercebido e revoltado mais tarde, mas também faria sentido que estivesse um pouco antes, quando ele fica louco. O mesmo para o "Bring the boys back home", que penso estar associada. E no final vem outro hino, o Comfortably Numb, que é o começo da recuperação, com ajuda de tratamento e drogas, possivelmente o equivalente a opiácios, por isso o refrão, do confortavelemente paralisado:

O.K.
Just a little pinprick.
There'll be no more aaaaaaaaah!
But you may feel a little sick.
Can you stand up?
I do believe it's working, good.
That'll keep you going through the show
Come on it's time to go.

There is no pain you are receding
A distant ship, smoke on the horizon.
You are only coming through in waves.
Your lips move but I can't hear what you're saying.
When I was a child
I caught a fleeting glimpse
Out of the corner of my eye.
I turned to look but it was gone
I cannot put my finger on it now
The child is grown,
The dream is gone.
I have become comfortably numb.

E o "show must go on" e o "in the flesh", que é o tal intervalo no espectáculo de que já falei para dizer que o tipo não se sentiu bem, depois o Run Like Hell, já mais acelerado depois de algumas musicas calminhas, "waiting for the worms" em que se vai preparando o final, e o julgamento final, com o muro a ser deitado abaixo.

QUE GRANDE PEÇA DE ARTE!

Sobre os outros falo depois, agora tenho que tomar fôlego.






« Última modificação: Março 08, 2008, 22:44 pm por alemid »