Hugo Chávez

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Fidel está no poder há décadas graças a esse embargo. Finalmente alguém fala do porquê do sucesso desses populistas: a forma como os recursos desses países eram explorados para proveito exclusivo de entidades estrangeiras, continuando o país miserável.

Incitatus, se Venezuela decidir não vender petróleo a um qualquer seu Cliente, é sua opção. O tempo das colónias há muito que terminou. Se a China paga mais, vende à China. São as regras de mercado. :arrow:



Neste assunto, tanto Venezuela como Cuba, estamos em perfeita sintonia, goste-se ou não de Chavez o facto é que o povo gosta dele e as riquezas naturais do País andavam a circular pelas mãos de todos menos dos nativos, se nacionalizou e tomou medidas no sentido de proteger o país e no processo ainda conseguiu dar melhores condições ao povo, acho que merece todo o crédito por isso.
Quanto ao petroleo é como dizes, ele vende a quem quiser e ninguém tem nada a ver com isso. Quando me referi ao facto de ele poder começar a incomodar os outros, refiro-me a tentar financiar "revoluções" do mesmo genero em países vizinhos, ou tentar impor a sua forma de governo a países autónomos, se bem que olhando para a América latina e do Sul em geral, não sei até que ponto não precisavam todos de um Chavez...

Em relação a Cuba, o que mais me irrita são os países que ainda pactuam com esse embargo patetico há mais de 40 anos, eu nunca fui a Cuba, espero ir brevemente, mas tenho muitos amigos que já la foram e o que me dizem é sempre o mesmo, as pessoas vivem calmamente e não andam ali a reclamar a queda de Fidel, os pedintes que aparecem não vêm pedir dinheiro, pedem coisas úteis, como pastas de dentes com qualidade, shampoos, sabonetes, artigos e peças de vestuario, calçado, etc.
Ou seja, coisas a que não têm acesso pq não podem importar devido ao embargo e não produzem autonomamente.

Para alem disso tb é opiniao generalizada que a saude e a educaçao são de facto gratuitas e de qualidade, se assim é porque é que não podem viver em paz e com o minimo de conforto?

Não estou a chamar santo a Fidel nem tenho simpatia ou antipatia pelo mesmo, deve ter feito das suas logicamente, mas daí a chamar-lhe ditador... Então o que se chama ao que se passa na Coreia do Norte?

É tudo complexo demais, quando se tenta fugir ao capitalismo vigente e finalmente defender os cidadãos, porque o que se assiste nos tempos que correm é mesmo o contrario...

Por outro lado é lógico que se Chavez começar a tirar aos ricos, ou à burguesia sem razão e apenas porque sim, também não posso concordar, mas se descobrir fortunas corruptas e resolver dar um pau nos gajos, acho que o deve fazer, a distribuiçao de riqueza neste planeta é absurda...
Another day, another idiot...
Realmente há momentos que não te consigo compreender, caro Incy.

Se estou completamente contra a tua opinião em relação ao que se passa no médio oriente, neste caso, subscrevo na íntegra o que acabaste de escrever. És um gajo complicado de perceber  :lol:
ex-dmalmeida
David Almeida - LE S: A27 F: 22 N: 39 Sócio Nº 14864
Σπόρτινγκ - Assim se escreve Sporting em grego. Спортинг - em Russo. Em japonês é スポルティング・リスボン.
O problema caro DNA, são os rótulos, eu sou de direita, nunca o escondi, mas isso é apenas um rótulo, não me impede de perceber o que está bem ou mal feito venha de que quadrante politico vier ou de que ideologia se basear.
Acima de tudo eu defendo sempre quem governa demonstrando que de facto governa para o povo e pelo povo, pode parecer um conceito estranho, mas a direita na sua essência defende isso, a forma como depois se aplica é que não é pacifica para nenhum dos lados...

Em relação ao médio oriente é simples, os gajos não nos deixam viver em paz, tão simples quanto isso, a partir daí eu não tenho noção de bem ou mal, interessa-me a minha maneira de estar, a forma como quero viver a minha vida, estás a chatear gratuitamente, levas um pau e ficas aí caladito de vez...

Não tem muito que saber...

Another day, another idiot...
Em relação a Cuba, o que mais me irrita são os países que ainda pactuam com esse embargo patetico há mais de 40 anos, eu nunca fui a Cuba, espero ir brevemente, mas tenho muitos amigos que já la foram e o que me dizem é sempre o mesmo, as pessoas vivem calmamente e não andam ali a reclamar a queda de Fidel, os pedintes que aparecem não vêm pedir dinheiro, pedem coisas úteis, como pastas de dentes com qualidade, shampoos, sabonetes, artigos e peças de vestuario, calçado, etc.
Ou seja, coisas a que não têm acesso pq não podem importar devido ao embargo e não produzem autonomamente.

Para alem disso tb é opiniao generalizada que a saude e a educaçao são de facto gratuitas e de qualidade, se assim é porque é que não podem viver em paz e com o minimo de conforto?

Cito estes dois parágrafos para memória futura, porque me cheira que quando regressares vamos ter mais um tópico "explosivo". ;)

Não te esqueças de perguntar aos cubanos sobre a ""habitação"" gratuita (com quatro aspas de cada lado, porque só duas era pouco), a caderneta alimentar, a diferença entre pesos e pesos convertíveis, aquilo que se pode comprar com eles, aquilo que existe nas lojas, para quem tenha a moeda certa na carteira, e aquilo que o pessoal faz para arranjar mais uns trocados (principalmente as moças escorreitas com filhos pequenos para criar). E pergunta sobre o Fidel, claro, e o Che, e a revolução, e essas coisas todas que o governo manda pintar nas paredes...

Mas é claro, se queres que as respostas não sejam dignas de um postal, certifica-te que fazes as perguntas bem escondido na ""casa"" do teu interlocutor, e não nas ruas da Habana Vieja, onde há um polícia de 20 em 20 metros, pronto a abordar qualquer cubano que esteja mais de 30 segundos a falar com um turista...
Atenção FLL, eu conheço os assuntos que falas, mas tirando esse PEQUENO grande pormenor da liberdade de expressão, não te parece que o resto seja mesmo consequencia do embargo?

Se o acesso aos produtos fosse fácil não havia mercado negro nem o resto que falas.

Qto à prostituição é normal ali, secretárias de dia, p**** à noite, já ninguem liga, mas olha que em Budapeste fazem exactamente o mesmo e o comunismo já se foi há bastante tempo.

No entanto e pelas tuas palavras, suponho que já lá tenhas estado, como eu ainda não fui, não posso discutir mais o assunto, a minha opinião foi apenas baseada no "ouvi por aí" e naquilo que observo, poderás ter razão, depois logo se vê... :arrow:
Another day, another idiot...
Ora aqui esta mais um tema interessante  sobre cuba!!
Mas dizer que as pessoas vivem calmente em Cuba e desconhecer a realidade as pessoas vivem num clima de medo!!
Eu ja la estive sei o que estou a falar , so pessoas da esquerda, e que veem isso por esse prisma posso dar mais um exemplo um sobrinho meu que por coincidencia tambem e de esquerda, esteve la o mes passado e tambem e anti- american certamente  tambem pensa assim, posso dizer e confirmar se nao fosse os milhares de turistas americanos , os cubanos morreriam a fome!!
Quem disser o contrario  desconhece a realidade!!
Citação de: Incitatus
Quando me referi ao facto de ele poder começar a incomodar os outros, refiro-me a tentar financiar "revoluções" do mesmo genero em países vizinhos, ou tentar impor a sua forma de governo a países autónomos, se bem que olhando para a América latina e do Sul em geral, não sei até que ponto não precisavam todos de um Chavez...

Nunca li coisa que indiciasse tal. Ouvi Chávez a afirmar que iria priveligiar no comércio e na exportação de petróleo (a preço de amigo) as nações que seguissem/apoiassem os ideiais bolivarianos. Mas mesmo que financiasse directamente revoluções em países vizinhos, impondo a sua forma de governação, seria legítima a crítica? Faço essa pergunta porque o seu principal crítico tem feito isso pelo mundo, e de forma particular na América do Sul e Central. É preciso falar do Panamá, Carlos Videla, Pinochet, a ditadura militar no Brasil e Plano Condor?

Chávez tenta é anular a expansão da Alca e promover o Mercosur. O Brasil neste ponto era o seu principal alinhado, um forte opositor da alca, mas neste momento a firmeza esfumou-se após um copo de cachaça e da negociata do "bio"combustível...


Citação de: Incitatus
Em relação a Cuba, o que mais me irrita são os países que ainda pactuam com esse embargo patetico há mais de 40 anos, eu nunca fui a Cuba, espero ir brevemente, mas tenho muitos amigos que já la foram e o que me dizem é sempre o mesmo, as pessoas vivem calmamente e não andam ali a reclamar a queda de Fidel, os pedintes que aparecem não vêm pedir dinheiro, pedem coisas úteis, como pastas de dentes com qualidade, shampoos, sabonetes, artigos e peças de vestuario, calçado, etc.
Ou seja, coisas a que não têm acesso pq não podem importar devido ao embargo e não produzem autonomamente.

Para alem disso tb é opiniao generalizada que a saude e a educaçao são de facto gratuitas e de qualidade, se assim é porque é que não podem viver em paz e com o minimo de conforto?

Não estou a chamar santo a Fidel nem tenho simpatia ou antipatia pelo mesmo, deve ter feito das suas logicamente, mas daí a chamar-lhe ditador... Então o que se chama ao que se passa na Coreia do Norte?

A Cultura cubana é muito rica e cativante. Não conheço Cuba, mas conheço cubanos. Acho intrigante que muita gente que demoniza Fidel - não é o teu caso - se permita a ir a Cuba financiar esse mesmo regime. Quando pensei ira a Cuba, iria com uma t-shirt com inscrição "Libertad ya!", mas disseram-me para não tentar, que além de problemas, não sairia do aeroporto. E que não exista dúvidas: Fidel é ditador, com muito sangue a jorrar pelas mãos.

O embargo é apenas mais um balão de oxigénio que ao regime justificar o sofrimento e as carências da população com bloqueio absurdo que dura há 50 anos. O que até é verdade. O exemplos deste é bem elucidativo disso.

A nível de saúde, o que por lá se fazem são autênticos milagres, face às carências que têm. Quantas vezes ouvimos situações que por cá não têm solução, e que uma ida a Cuba fornece sinceras esperanças? Quanto à Educação, apesar de algumas condicionantes, possui dos mais elevados níveis de alfabetização. Mas falta a liberdade de expressão...

Já que se fala da Coreia, o que dizer de Angola?

Receio que a queda do regime de Fidel signifique a invasão por parte dos cubanos de Miami, e que Cuba regresse ao seu passado de bordel dos EUA.


Citação de: Incitatus
É tudo complexo demais, quando se tenta fugir ao capitalismo vigente e finalmente defender os cidadãos, porque o que se assiste nos tempos que correm é mesmo o contrario...

O "Mercado" é outra entidade divina, totalmente dogmática. Não se pode actuar para defender um conjunto de famílias, pois o Meracdo funciona naturalemnte e tem sempre razão. Contudo, quando o estoiro se dá na parte de quem possui o dinheiro, eis que dogmas são postos de parte, e há que salvar esses iluminados (vide a intervenção dos bancos centrais neste crash do meracdo subprime).


Citação de: Incitatus
Por outro lado é lógico que se Chavez começar a tirar aos ricos, ou à burguesia sem razão e apenas porque sim, também não posso concordar, mas se descobrir fortunas corruptas e resolver dar um pau nos gajos, acho que o deve fazer, a distribuiçao de riqueza neste planeta é absurda...

PCTP-MRPP!?  ;) ;D
É de pensar que o Sporting é muito grande, e que são estas coisas que valem muito para um clube. São estas coisas que trazem sportinguismo ao clube. Isto não é quantificável. Isto não são 6%, 7%... Isto é o Sporting! Isso traz coisas muito importantes ao Sporting. Fervor sportinguista, acima de tudo! - João Benedito, 20-06-2010
Citação de: Incitatus
Em relação ao médio oriente é simples, os gajos não nos deixam viver em paz, tão simples quanto isso, a partir daí eu não tenho noção de bem ou mal, interessa-me a minha maneira de estar, a forma como quero viver a minha vida, estás a chatear gratuitamente, levas um pau e ficas aí caladito de vez...

Não tem muito que saber...

De simples, anda tem. Que se saiba, quem dividiu artificialmente aqueles terrenos juntando no mesmo território povos que sempre se degladiaram fomos nós. E fomos nós que fomos para lá agora, invadir um país soberano para lhes oferecer a "Liberdade" e um "melhor futuro". De simples, repito, aquilo nada tem.
É de pensar que o Sporting é muito grande, e que são estas coisas que valem muito para um clube. São estas coisas que trazem sportinguismo ao clube. Isto não é quantificável. Isto não são 6%, 7%... Isto é o Sporting! Isso traz coisas muito importantes ao Sporting. Fervor sportinguista, acima de tudo! - João Benedito, 20-06-2010
Citação de: FLL
Não te esqueças de perguntar aos cubanos sobre a ""habitação"" gratuita (com quatro aspas de cada lado, porque só duas era pouco), a caderneta alimentar, a diferença entre pesos e pesos convertíveis, aquilo que se pode comprar com eles, aquilo que existe nas lojas, para quem tenha a moeda certa na carteira, e aquilo que o pessoal faz para arranjar mais uns trocados (principalmente as moças escorreitas com filhos pequenos para criar). E pergunta sobre o Fidel, claro, e o Che, e a revolução, e essas coisas todas que o governo manda pintar nas paredes...

Será que por algum momento pensaste quais os efeitos de um bloqueio que dura há 50 anos? Porque razão existirá a cardeneta alimentar? E o que é importado é muito caro e pago em dólares. E não é assim em tantos outros países?

A prostituição, e suas razões, é exclusiva de Cuba!?!?

Sobre Fidel, há críticas, embora a medo. Mas também sentem orgulho em serem cubanos.


Citação de: FLL
Mas é claro, se queres que as respostas não sejam dignas de um postal, certifica-te que fazes as perguntas bem escondido na ""casa"" do teu interlocutor, e não nas ruas da Habana Vieja, onde há um polícia de 20 em 20 metros, pronto a abordar qualquer cubano que esteja mais de 30 segundos a falar com um turista...

Em zonas turísticas há sempre um forte policiamento. É assim no Mexico, no Brasil (onde por diversas vezes me cruzei com a PM). Em Angola, um turista que seja incómodo com perguntas é detido. Mas essa é uma sólida democracia, não?
É de pensar que o Sporting é muito grande, e que são estas coisas que valem muito para um clube. São estas coisas que trazem sportinguismo ao clube. Isto não é quantificável. Isto não são 6%, 7%... Isto é o Sporting! Isso traz coisas muito importantes ao Sporting. Fervor sportinguista, acima de tudo! - João Benedito, 20-06-2010
E que não exista dúvidas: Fidel é ditador, com muito sangue a jorrar pelas mãos.

O embargo é apenas mais um balão de oxigénio que ao regime justificar o sofrimento e as carências da população com bloqueio absurdo que dura há 50 anos. O que até é verdade. O exemplos deste é bem elucidativo disso.

Tomara todos os ditadores serem como o Fidel , o sangue a que te referes deve ser das execuções de membros da polícia política do Baptista no período da revolução cubana , muito "soft" para um período de 50 anos comparado com outras ditaduras.
Cuba vive um período de excepção durante estes 50 anos devido ao embargo , daí ser difícil haver democracia lá , em Cuba sim ser anti-americano é ser patriota , eles têm razão para isso , desde que garantiram a indepêndencia de Espanha , tiveram que levar com o imperialismo dos EUA através da Emenda Platt que foi um dispositivo legal, inserido na Carta Constitucional de Cuba, que autorizava os EUA a intervir naquele país a qualquer momento em que interesses recíprocos de ambos os países fossem ameaçados , desta forma na prática Cuba passou a ser um protectorado dos EUA.

Fidel que antes de tudo é um patriota cubano sabe que não há condições para reatar com os EUA , enquanto pelo menos não tiver garantias de que estes tratem Cuba como um país independente , e engane-se quem pense que com a morte do Fidel , mude esta ideia , os cubanos são muito nacionalistas , lutarão sempre pelo controle do seu destino.
Paraver ainda bem que foste buscar o exemplo de Angola , que acho que devia ser falado mais cá em Portugal , por cumplicidade dos políticos portugueses com o que se passa lá.
Enquanto a maior parte da população vive na pobreza , uma minoria corrupta vive dos rendimentos do petróleo , o regime do Eduardo dos Santos e comp. , que ninguem aqui em Portugal denuncia e que vários governos e presidentes cá têm ido lá a Angola beijar a mão a um corrupto do pior em troca de benesses económicas.
O que vale é que os africanos não são como os árabes , senão ainda viravam para o terrorismo e para aqueles que apoiam o regime que lá está , isto é se eles tivessem a mentalidade dos árabes , o que não têm e ainda bem em vez de como os árabes culparem algum país estrangeiro pelo que se passa lá eles preferem esperar por mudanças internas.
Eu acho engracado ouvir dizer que o Chavez foi eleito democraticamente,  aos mesmos que contestam as vitorias do Alberto Joao jardim!!
Quer dizer ,quando nos convem e em circunstancias semelhantes, a democracia e posta em causa , quero com isto dizer que quando o Alberto Jardim ganha, e porque o povo madeirense e  estupido, mas os venezuelanos neste caso sao inteligentes!!
So espero estar ca para ver o retrocesso do povo venezuelano, a avaliar pelo que ouco deles proprios, e do que se ve que anda por la a fazer!!
E quanto ao povo madeirense ja tenho as minhas duvidas se conseguirao arranjar melhor, isto porque quem conheceu a madeira ha 20 anos atraz, e la for hoje vera a diferenca!!























































































































Eu acho engracado ouvir dizer que o Chavez foi eleito democraticamente,  aos mesmos que contestam as vitorias do Alberto Joao jardim!!

Mas o Chavez foi eleito democráticamente!! aliás, ambos políticos (e com vitórias com larga vantagem).

Quer dizer ,quando nos convem e em circunstancias semelhantes, a democracia e posta em causa , quero com isto dizer que quando o Alberto Jardim ganha, e porque o povo madeirense e  estupido, mas os venezuelanos neste caso sao inteligentes!!

Pois  :)

So espero estar ca para ver o retrocesso do povo venezuelano, a avaliar pelo que ouco deles proprios, e do que se ve que anda por la a fazer!!

Quem está com ele vai evoluir, quem está contra vai regredir. Tão simples como isto.

E quanto ao povo madeirense ja tenho as minhas duvidas se conseguirao arranjar melhor, isto porque quem conheceu a madeira ha 20 anos atraz, e la for hoje vera a diferenca!!

Lá está...

PS: o que se passa com os posts?


























































































































Citar
Nunca li coisa que indiciasse tal. Ouvi Chávez a afirmar que iria priveligiar no comércio e na exportação de petróleo (a preço de amigo) as nações que seguissem/apoiassem os ideiais bolivarianos. Mas mesmo que financiasse directamente revoluções em países vizinhos, impondo a sua forma de governação, seria legítima a crítica? Faço essa pergunta porque o seu principal crítico tem feito isso pelo mundo, e de forma particular na América do Sul e Central. É preciso falar do Panamá, Carlos Videla, Pinochet, a ditadura militar no Brasil e Plano Condor?

Sem dúvida que tens razão no que falas, a influência externa dos EUA no seu próprio continente tem impedido e muito certos países de prosperar, mas repara no teu exemplo que acaba por ser combater fogo com fogo, penso que é tão criticável os EUA terem feito o que fizeram (Nicaragua foi desastroso e patético por exemplo), como seria Chavez começar a fazer o mesmo...





Citar
O embargo é apenas mais um balão de oxigénio que ao regime justificar o sofrimento e as carências da população com bloqueio absurdo que dura há 50 anos. O que até é verdade. O exemplos deste é bem elucidativo disso.

Exacto, basta pensar um pouco para se perceber que o embargo só dá mais força a Fidel, porque ele de certeza não passa privações, mas o povo...


Citar
A nível de saúde, o que por lá se fazem são autênticos milagres, face às carências que têm. Quantas vezes ouvimos situações que por cá não têm solução, e que uma ida a Cuba fornece sinceras esperanças? Quanto à Educação, apesar de algumas condicionantes, possui dos mais elevados níveis de alfabetização. Mas falta a liberdade de expressão...

A liberdade de expressão amordaçada é sempre o primeiro passo de quem tem medo, a questão que se põe é: Vale a pena abdicar da mesma para ter os melhores médicos e uma das maiores taxas de alfabetização? Por outro lado, será que se a mesma não fosse cortada teria sido possivel atingir um patamar tão elevado? Acho que é uma duvida que não tem mesmo resposta...

Citar
Já que se fala da Coreia, o que dizer de Angola?
Não tenho conhecimentos suficientes sobre Angola para opinar e não costumo falar do que não sei, no entanto se quiseres explicar...Em contrapartida se quiseres eu falo-te da minha terra natal, Guiné-Bissau... ;)

Citar
Receio que a queda do regime de Fidel signifique a invasão por parte dos cubanos de Miami, e que Cuba regresse ao seu passado de bordel dos EUA.
Está preparadissimo e vai acontecer, é inevitável, depois se perceberá qual a dimensão do problema.





Citar
PCTP-MRPP!?  ;) ;D

Eu sabia que ias mandar essa, mas sabes bem que os extremos têm tendência a atrair-se, I saw it coming  :lol:
Another day, another idiot...
Citação de: Green Lion 1906
Tomara todos os ditadores serem como o Fidel , o sangue a que te referes deve ser das execuções de membros da polícia política do Baptista no período da revolução cubana , muito "soft" para um período de 50 anos comparado com outras ditaduras.
Cuba vive um período de excepção durante estes 50 anos devido ao embargo , daí ser difícil haver democracia lá , em Cuba sim ser anti-americano é ser patriota , eles têm razão para isso , desde que garantiram a indepêndencia de Espanha , tiveram que levar com o imperialismo dos EUA através da Emenda Platt que foi um dispositivo legal, inserido na Carta Constitucional de Cuba, que autorizava os EUA a intervir naquele país a qualquer momento em que interesses recíprocos de ambos os países fossem ameaçados , desta forma na prática Cuba passou a ser um protectorado dos EUA.

Fidel que antes de tudo é um patriota cubano sabe que não há condições para reatar com os EUA , enquanto pelo menos não tiver garantias de que estes tratem Cuba como um país independente , e engane-se quem pense que com a morte do Fidel , mude esta ideia , os cubanos são muito nacionalistas , lutarão sempre pelo controle do seu destino.

O problema de Cuba no pós-Fidel serão os cubanos de Miami, que se sentem como donos da ilha.

Ainda sobre Fidel, não haja a menor dúvida: é um sanguinário ditador. Não refiro aos tempos logo a seguir a Vulgêncio Baptista, mas o que foi sucedendo ao longo dos anos aos dissidentes, às vozes críticas ao regime e aos que queriam simplesmente ter voz que desapareceram e nunca mais voltaram. Apesar de aparentemente a repressão estar mais suave, o controlo continua e há gente presa por razões políticas. Não existe suavidade alguma que permita apagar da História o sangue de inocentes que jorrou pela mão de Fidel.

Contudo, desejo que o povo cubano saiba manter a sua integridade no pós-Fidel e saiba como lidar com de Miami. Não sei se será capaz de tal.
É de pensar que o Sporting é muito grande, e que são estas coisas que valem muito para um clube. São estas coisas que trazem sportinguismo ao clube. Isto não é quantificável. Isto não são 6%, 7%... Isto é o Sporting! Isso traz coisas muito importantes ao Sporting. Fervor sportinguista, acima de tudo! - João Benedito, 20-06-2010
Citação de: MadeiraLion
Quem está com ele vai evoluir, quem está contra vai regredir. Tão simples como isto.

Se tornou universal o acesso à Saúde e Educação, e conseguiu reverter a favor do país o rendimento dos seus recursos naturais, não se pode neste ponto criticá-lo.
É de pensar que o Sporting é muito grande, e que são estas coisas que valem muito para um clube. São estas coisas que trazem sportinguismo ao clube. Isto não é quantificável. Isto não são 6%, 7%... Isto é o Sporting! Isso traz coisas muito importantes ao Sporting. Fervor sportinguista, acima de tudo! - João Benedito, 20-06-2010
Se tornou universal o acesso à Saúde e Educação, e conseguiu reverter a favor do país o rendimento dos seus recursos naturais, não se pode neste ponto criticá-lo.

Mas isso é para as clases mais desfavorecidas, os mais ricos (e não estou a falar de Belmiros mas sim da clase média) têm a sua vida mais complicada.
Citação de: Incitatus
Sem dúvida que tens razão no que falas, a influência externa dos EUA no seu próprio continente tem impedido e muito certos países de prosperar, mas repara no teu exemplo que acaba por ser combater fogo com fogo, penso que é tão criticável os EUA terem feito o que fizeram (Nicaragua foi desastroso e patético por exemplo), como seria Chavez começar a fazer o mesmo...

Apenas perguntei se seria legítima a crítica. Não houve sugestão alguma.


Citação de: Incitatus
A liberdade de expressão amordaçada é sempre o primeiro passo de quem tem medo, a questão que se põe é: Vale a pena abdicar da mesma para ter os melhores médicos e uma das maiores taxas de alfabetização? Por outro lado, será que se a mesma não fosse cortada teria sido possivel atingir um patamar tão elevado? Acho que é uma duvida que não tem mesmo resposta...

A repressão nunca foi condicionante necessária e fundamental para se atingirem elevados níveis a nível da Saúde e Educação. A repressão tende a condicionar o resultado final. Exemplo disso é a tecnologia no regime nazi.


Citação de: Incitatus
Em contrapartida se quiseres eu falo-te da minha terra natal, Guiné-Bissau...

Cumprimentos ao Cônsul Valentim e ao Nino. :twisted: Uma saudação especial para o Kumba.
É de pensar que o Sporting é muito grande, e que são estas coisas que valem muito para um clube. São estas coisas que trazem sportinguismo ao clube. Isto não é quantificável. Isto não são 6%, 7%... Isto é o Sporting! Isso traz coisas muito importantes ao Sporting. Fervor sportinguista, acima de tudo! - João Benedito, 20-06-2010
Citação de: MadeiraLion
Mas isso é para as clases mais desfavorecidas, os mais ricos (e não estou a falar de Belmiros mas sim da clase média) têm a sua vida mais complicada.

Não sei até que ponto está mais complicada. Se antes eram os priveligiados do regime, com Chávez foram obrigados a aumentar salários e moderarem os aumentos em produtos essenciais. Só por isso devem sentir que a vida ficou mais "complicada".
É de pensar que o Sporting é muito grande, e que são estas coisas que valem muito para um clube. São estas coisas que trazem sportinguismo ao clube. Isto não é quantificável. Isto não são 6%, 7%... Isto é o Sporting! Isso traz coisas muito importantes ao Sporting. Fervor sportinguista, acima de tudo! - João Benedito, 20-06-2010
Citação de: Green Lion 1906
Paraver ainda bem que foste buscar o exemplo de Angola , que acho que devia ser falado mais cá em Portugal , por cumplicidade dos políticos portugueses com o que se passa lá.
Enquanto a maior parte da população vive na pobreza , uma minoria corrupta vive dos rendimentos do petróleo , o regime do Eduardo dos Santos e comp. , que ninguem aqui em Portugal denuncia e que vários governos e presidentes cá têm ido lá a Angola beijar a mão a um corrupto do pior em troca de benesses económicas.
O que vale é que os africanos não são como os árabes , senão ainda viravam para o terrorismo e para aqueles que apoiam o regime que lá está , isto é se eles tivessem a mentalidade dos árabes , o que não têm e ainda bem em vez de como os árabes culparem algum país estrangeiro pelo que se passa lá eles preferem esperar por mudanças internas.

Não é só Portuga lque beija a mão do Zedu. França, Bélgica... E também não é só Angola: China e até a Líbia do terrorista Kadahfi são amigos e grandes exemplos! Apenas deixa a nú a falta de escrupúlos dos nossos políticos. E ainda nem falei da Rússia de Putin...

Por cá Martins da Cruz, do Governo de Durão, foi exemplo máximo de indignidade. Pierre Falcone procurado pela Interpol é detectado e retido na Portela pelo SEF. Falcone faz uma chamada. Toca o telefone na embaixada de Angola em Lisboa, e em seguida no Palácio das Necessidades. Falcone é libertado, e Portugal apresenta desculpas formais a Angola. Libertamos um criminoso internacional, e ainda pedimos desculpas!?!?

Não há represálias!? Andas distraído... Angola sempre foi vingativa, fruto de um complexo de inferioridade. Basta recordar o caso Mantorras. 

O resto que escreveste exibes pura xenofobia e racismo. Ao que te referes quando escreves "árabes"? Islâmicos, muçulmanos?

Em Angola, por exemplo, ninguém espera que as coisas mudem. Não podem sequer aspirar a mudanças, pois as vozes dissonantes são eliminadas fisicamente num instante. E como sabe que ninguém irá questionar os abusos, aumenta na dose. Háque conhecera realidade.
É de pensar que o Sporting é muito grande, e que são estas coisas que valem muito para um clube. São estas coisas que trazem sportinguismo ao clube. Isto não é quantificável. Isto não são 6%, 7%... Isto é o Sporting! Isso traz coisas muito importantes ao Sporting. Fervor sportinguista, acima de tudo! - João Benedito, 20-06-2010