Wiki Sporting, a enciclopédia do Sporting Clube de Portugal

Forum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal


Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.
Outubro 22, 2014, 04:17

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão

Anúncios:

Início Início  Ajuda Ajuda  Regras Regras  Pesquisa Pesquisa  Entrar Entrar  Registe-se Registe-se       Wiki Wiki  Links Links 
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Assuntos Desportivos Futebol de Outras Equipas e Selecções Jogadores (Moderadores: Angel Lion, Stunner) Tópico:

Ex-jogadores do Sporting

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.
Páginas: « anterior 1 ... 388 389 [390] 391 392 ... 725 seguinte » Ir para o fundo Imprimir
Autor Tópico: Ex-jogadores do Sporting (Lida 667123 vezes)

Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7780 em: Janeiro 28, 2012, 16:14 »



*
Veterano

Mensagens: 5509
Idade: 31
Localidade: Lisboa
Masculino


Eu acho que seria uma muito mais valia para os corruptos do norte. Era o jogador ideal para esta altura do campeonato. Não precisava de adaptações, com o James de um lado e o Hulk do outro....qual é a dúvida? Liedson é Liedson, pode não ter a mesma intensidade, mas continua a ser ele.

No corruptos do sul não vejo muito bem...com Cardozo a marcar, e o super melhor jogador de sempre jovem e quase melhor do mundo rodrigo a jogar, não vejo porquê. Agora nos do norte, com o lol do Kleber apenas e o Hulk adaptado ao centro....acho que faz todo o sentido.


Só fico com pena se perdermos esta oportunidade de o fazer voltar. Era um boost de moral nos adeptos, um bom professor para o Wolfs, e um substituto do Bojinov, mil vezes melhor do que ele.
Registado



Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7781 em: Janeiro 28, 2012, 16:36 »

Goncalojbcorreia

(Esta vai directamente para o 34.169 e para o KingJames)

Juntar Liedson com Hulk no mesmo ataque era o mesmo que juntar James e Wade  Indeciso

De qualquer forma, acho que o Porto não beneficiaria assim tanto em ter Liedson.

Tendo um jogador como o Hulk na frente, precisam de um avançado diferente, mais competente nos momentos sem bola, e menos "estrela" na quantidade de tempo que a tem nos pés.

São dois avançados com tipos de jogo demasiado individuais (finta, desequilibrio, partir para cima do defesa) para jogarem juntos no mesmo sector ofensivo.

Posto isto, não acredito que o brasileiro vá mesmo para o Porto (e espero que não, já que seria doloroso, sim, vê-lo lá).

Quanto ao Yannick para o Benfas, emotivamente seria outro que não gostaria de ver nos rivais (é dos nossos, made in Alcochete!), mas desportivamente não me parece acrescentar-lhes muito.

E também não acredito.
Registado
Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7782 em: Janeiro 28, 2012, 16:38 »


No avatar!

*

Mensagens: 14858
Idade: 31
Localidade: Figueira da Foz
Masculino


E onde o talento não é compatível, se é bom é bom, ponto final, seja com hulk ou com outro. Espero que não vá porque senão têm que rever no "orgulho leonino".
Registado
Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7783 em: Janeiro 28, 2012, 16:56 »



*
Júnior

Mensagens: 2338
Idade: 26
Localidade: Rio Maior
Masculino


E onde o talento não é compatível, se é bom é bom, ponto final, seja com hulk ou com outro. Espero que não vá porque senão têm que rever no "orgulho leonino".
Dou-te já um exemplo Ibrahimovic no Barça, não era compatível com o estilo de jogo da equipa.
Registado
Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7784 em: Janeiro 28, 2012, 17:38 »



*

Condecorações:Treinador de Bancada 2013Treinador de Bancada 2012Treinador de Bancada 2011


Mensagens: 9835
Idade: 38
Masculino


O Liedson é compatível. O Liedson é muito mais do que se dizia por aí, do tipo que só pode jogar com um suporte, solto, em corrida, etc. Aliás, basta ver as primeiras épocas e os golos contra as equipas de maior nomeada.

Toda a gente conhece a capacidade que ele sempre demonstrou em se esconder da defesa e aparecer mortífero, de se antecipar, de ser um rato na área. Se não se lembrarem, procurem no youtubas ou perguntem ao luisão.

Aliás, o estilo de jogo imposto e a obrigatoriedade de descer como descia limitaram a sua acção. Depois veio a ideia que "só rende assim". Sozinho ninguém rende, mas o Falcão também não andava plantado na área a receber bolas de 30 metros. Liedson pode fazer tudo o que um Falcão fazia. E mais!
Registado

“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7785 em: Janeiro 28, 2012, 18:09 »



*
Júnior

Mensagens: 2138
Idade: 32
Localidade: Sintra
Masculino


Citar
greenjam:

que vá pela sombra...

não mudo de opinião, disse há dois anos atrás que ele devia ter saído, deixou boas recordações mas o tempo dele no clube acabou há muito tempo! boa sorte para ele desde que isso nunca seja mau para o SCP!



Por acaso gostava de saber o fundamento dessa opinião, tendo em conta que Liedson foi SEMPRE um jogador decisivo pelos clubes por onde passou. E no Sporting foi-o, até ao seu último dia cá.


foi um jogador importante durante muitos anos, mas também foi claro, pelo menos para mim, no final da época de 2009 que pouco mais poderia dar ao SCP...

deixou boas recordações mas eu não sou daqueles que esquece ingratidões e outras atitudes só porque ele marcava golos...

não gostava de o voltar a ver com as cores do SCP nem com outras funções, por isso não me ia afectar muito que fosse para outro clube... claro que preferia que não fosse, mas se for...

Registado
Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7786 em: Janeiro 28, 2012, 21:21 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 24772
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


Citar
greenjam:

foi um jogador importante durante muitos anos, mas também foi claro, pelo menos para mim, no final da época de 2009 que pouco mais poderia dar ao SCP...

deixou boas recordações mas eu não sou daqueles que esquece ingratidões e outras atitudes só porque ele marcava golos...

não gostava de o voltar a ver com as cores do SCP nem com outras funções, por isso não me ia afectar muito que fosse para outro clube... claro que preferia que não fosse, mas se for...


E após esse final da época de 2009 marcou... mais 32 golos pelo Sporting e mais de 2 dezenas no Brasil

Há jogadores assim, que insistem em contrariar teorias que os menorizem, baseadas em episódios novelescos e relevantes para quem quer sangue, em vez de se olhar para o  alto rendimento provado e comprovado.
Registado

Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7787 em: Janeiro 28, 2012, 23:09 »

Goncalojbcorreia

Lion73,

Medir-se um rendimento de um jogador unicamente pelos golos, mesmo num caso de um avançado-centro, é, para mim, tremendamente falacioso. Até porque mais que um avançado-centro isolado, ele é um avançado-centro, um jogador, de uma determinada equipa.

Por exemplo, lembro-me de uma altura em que o Jara tirou o lugar ao Saviola, e marcava quase sempre...Mas era capaz de por a minha mão no fogo como o Benfica com Jara em vez de Saviola teria, colectivamente, incomparavelmente menos golos que com o segundo. Isto porque o FJ procurava muito mais aparecer nos espaços de finalização e atacar a área, que baixar entre-linhas, garantir posse de bola e situações ofensivas colectivas á equipa.

O único aspecto em que gostava verdadeiramente do Liedson era, confesso, a finalização. Um autêntico rato, golos atrás de golos. Em tudo o resto, achava-o demasiado instintivo e... anárquico, quanto aos comportamentos globais do colectivo.

Tivémos, durante anos, uma equipa a jogar para ele, a tentar criar-lhe situações de 1x1 para ele partir para cima dos defesas, e ele era forte nisso... mas a equipa, em todos os outros momentos do jogo, perdia bastante.

Por exemplo, era tremendamente ineficiente e incapaz a dar um apoio vertical aos médios (procurava mais os espaços vazios para finalizar, que baixar entre-linhas para dar sequências lógicas ás jogadas).

Era, também, um dos jogadores com um maior número de perdas de bola do Campeonato (e o que mais as tinha na equipa), e revelava uma dificuldade tremendamente em jogar e progredir com os apoios, ao invés de ser pela ginga, pelo drible, pelo "frente a frente".

Tinha, também, o que para mim era um problema, mas que muitos gostavam, que era o facto de correr imensas vezes sem critério e por puro instinto ou frescura, num jogo em que tal não deve acontecer. Na pressão, tinha pouco critério no condicionamento da acção do adversário.

Se é verdade que recuperou algumas bolas que acabaram por posteriormente dar golo, também é verdade que inúmeras vezes fazia uma pressão lateral que permitia uma construcção mais pelas zonas centrais da parte do adversário, e momentos em que, sendo ultrapassado, deixava o adversário sozinho para pensar o momento ofensivo.

O facto do Hélder Postiga ser absolutamente incapaz no que á finalização diz respeito (ao ponto de ter aquela temporada em que marcou apenas um golo no Campeonato!) não significa que o Liedson fosse o melhor avançado-centro que o Sporting pudesse almejar para construir uma equipa, um colectivo na verdadeira acepção da palavra.

Por exemplo, o actual avançado-centro, o holandês Ricky van Wolfswinkel, não sendo porventura tão forte na finalização, "estraga" incomparavelmente menos lances (porque perde muito menos golos), joga incomparavelmente mais com os apoios e com os colegas, retém muito menos tempo a bola para si e baixa dando uma solução de passe aos defesas/médios, procurando mais apoiar a equipa, que se movimenta no sentido de ficar sozinho e em boas condições.

Claro que serão sempre opiniões, mas parece-me que o rendimento do Liedson fora do aspecto do jogo que é a finalização era, no mínimo, bastante discutível. Depois também se tratará da concepção de futebol que cada um tem: se vemos o futebol como um jogo verdadeiramente colectivo, com os jogadores todos a partilhar a ideia de jogo e o rumo idealizado para chegar a um fim, ou se achamos que determinados jogadores têm funções puras (o 6 destruir, o 8 passar, o 10 fintar, o 9 marcar).

Esperando, por razões emotivas, que não vá para o Porto, espero também, por razões desportivas, que não volte a Alvalade como jogador ou com qualquer função relativa ao jogo que é o futebol. Ganharíamos por certo um avançado-centro com mais golos e mais situações individuais de desequilíbrio, mas ficariamos com uma dependência excessiva da inspiração, do drible, e da aceleração (ainda a terá?) de um único jogador.

E se fazer um colectivo depender por exemplo da inspiração de um verdadeiro craque já é mau (porque um colectivo, em jogo, não é nem nunca deveria ser algo tão anárquico e aleatório), fazê-lo depender de um Liedson seria terrível.

Perderíamos organização, capacidade de domínio e controlo do adversário, posse de bola, segurança, fiabilidade, critério... ganharíamos emotividade, verticalidade, velocidade e um desafiador sem medo, mas perdíamos uma equipa (se bem que se já não a temos...).
Registado
Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7788 em: Janeiro 29, 2012, 00:53 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 24772
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino


Gonçalo:

Discordo com... quase tudo! 

Em primeiro lugar, entendo que a finalização não é apenas um aspecto de jogo, é o mais importante no que a um avançado diz respeito. E Liedson não foi só o melhor avançado do Sporting da última década, foi também um dos melhores avançados do campeonato português em muitos anos.

Quanto a Liedson, falamos de um jogador, que esteve ano e meio dos piores 2 anos da história do clube e que nesse período marcou 32 golos. E falo de uma equipa falida, com um enorme défice de qualidade e incapaz de criar grande caudal de jogo ofensivo e de alimentar o ataque. Não vejo em quê é que a forma de jogar do 31, sendo como a tu a descreves ( e não concordo que fosse ) poderia prejudicar uma equipa que não progredia até à grande área contrária com qualidade, nem por zonas interiores, nem exteriores. Mas ele lá continuava, mesmo com um joelho problemático a idade a começar a pesar, a resolver. Muitas vezes do nada.

E a verdade é que mesmo em épocas anteriores, colectivamente mais fortes e com melhores valores individuais, nunca esteve em equipas com grande caudal ofensivo, com grandes desequilibradores e jogadores de último passe e ele... marcava.

Liedson era um jogador de instinto, é verdade. E era um craque. A equipa dependia dele como qualquer outra depende do seu melhor jogador e a dependência é tanto maior, quanto menor a qualidade dos colegas que rodeiam esse craque. O problema não era dependermos de Liedson. O problema era dependermos, muitas vezes, APENAS dele... por isso não pude deixar de sorrir por isto:

Citar
O único aspecto em que gostava verdadeiramente do Liedson era, confesso, a finalização. Um autêntico rato, golos atrás de golos. Em tudo o resto, achava-o demasiado instintivo e... anárquico, quanto aos comportamentos globais do colectivo.

Tivemos, durante anos, uma equipa a jogar para ele, a tentar criar-lhe situações de 1x1 para ele partir para cima dos defesas, e ele era forte nisso... mas a equipa, em todos os outros momentos do jogo, perdia bastante.

Por exemplo, era tremendamente ineficiente e incapaz a dar um apoio vertical aos médios (procurava mais os espaços vazios para finalizar, que baixar entre-linhas para dar sequências lógicas ás jogadas).

Basicamente, é um tipo de jogador que não gostas. Penso que é isto. Tudo bem, cada um com a sua opinião. Não concordo, de todo com essa referência recorrente ao prejuízo colectivo, porque entendo, pelo que escrevi acima, não traduzir a realidade. E não falo só pela questão dos golos que marca, que não são apenas números, estes significam vitórias e tudo o que de bom uma equipa daí pode retirar, é mesmo pela tal ineficiência e incapacidade que falas. Não a entendo como correcta ou totalmente correcta. Tal como a equipa sabia o jogador que tinha à frente, Liedson sabia a equipa que tinha atrás e suas características e também se moldou a essa forma de jogar.

Citar
Era, também, um dos jogadores com um maior número de perdas de bola do Campeonato (e o que mais as tinha na equipa), e revelava uma dificuldade tremendamente em jogar e progredir com os apoios, ao invés de ser pela ginga, pelo drible, pelo "frente a frente".

Tinha, também, o que para mim era um problema, mas que muitos gostavam, que era o facto de correr imensas vezes sem critério e por puro instinto ou frescura, num jogo em que tal não deve acontecer. Na pressão, tinha pouco critério no condicionamento da acção do adversário.

Se é verdade que recuperou algumas bolas que acabaram por posteriormente dar golo, também é verdade que inúmeras vezes fazia uma pressão lateral que permitia uma construcção mais pelas zonas centrais da parte do adversário, e momentos em que, sendo ultrapassado, deixava o adversário sozinho para pensar o momento ofensivo.


Ó Gonçalo, desculpa lá, mas não estás a falar de Liedson. Algumas das coisas que referes são exactamente a antítese do brasileiro.

Correr sem critério? Não havia defesa que estivesse à vontade com ele por perto, fossem os centrais, fossem os laterais, fosse até a linha média contrária. Liedson não recuperou algumas bolas que deram golo, não me lembro de outro avançado como ele nesse aspecto, mesmo quando trintäo e com um joelho problemático

Citar
E se fazer um colectivo depender por exemplo da inspiração de um verdadeiro craque já é mau (porque um colectivo, em jogo, não é nem nunca deveria ser algo tão anárquico e aleatório), fazê-lo depender de um Liedson seria terrível


Mas o que é isso de fazer depender um colectivo de Liedson? Dependia por necessidade e não por opção.

Citar
O facto do Hélder Postiga ser absolutamente incapaz no que á finalização diz respeito (ao ponto de ter aquela temporada em que marcou apenas um golo no Campeonato!) não significa que o Liedson fosse o melhor avançado-centro que o Sporting pudesse almejar para construir uma equipa, um colectivo na verdadeira acepção da palavra.


Este sim, um tipo sem critério. No que corria, na finalização e no último passe.

Citar
Por exemplo, o actual avançado-centro, o holandês Ricky van Wolfswinkel, não sendo porventura tão forte na finalização, "estraga" incomparavelmente menos lances (porque perde muito menos golos), joga incomparavelmente mais com os apoios e com os colegas, retém muito menos tempo a bola para si e baixa dando uma solução de passe aos defesas/médios, procurando mais apoiar a equipa, que se movimenta no sentido de ficar sozinho e em boas condições.

Sim. Passe. Circulação. Apoios. E golos? E desequilíbrios?

Eu gosto de Wolf e entendo que está ali um matador em potência, mas Liedson em pleno e mesmo nesta equipa que está a revelar tantos problemas, garantia-nos pontos, mesmo quando as coisas correm mal. Wolf é um jogador que depende dos colegas e do bom comportamento colectivo e Liedson, não. Ou menos do que é normal num PL.

Citar
Claro que serão sempre opiniões, mas parece-me que o rendimento do Liedson fora do aspecto do jogo que é a finalização era, no mínimo, bastante discutível. Depois também se tratará da concepção de futebol que cada um tem: se vemos o futebol como um jogo verdadeiramente colectivo, com os jogadores todos a partilhar a ideia de jogo e o rumo idealizado para chegar a um fim, ou se achamos que determinados jogadores têm funções puras (o 6 destruir, o 8 passar, o 10 fintar, o 9 marcar).


Andas a ver o Barça, vezes demais... ... o que estes fazem não é normal e diria que nem é futebol, é uma coisa muito própria que eles inventaram.

Citar
Perderíamos organização, capacidade de domínio e controlo do adversário, posse de bola, segurança, fiabilidade, critério... ganharíamos emotividade, verticalidade, velocidade e um desafiador sem medo, mas perdíamos uma equipa (se bem que se já não a temos...).


Liedson já não é o mesmo, mas não tenho dúvidas que seria útil. Porque especialmente em momentos difíceis como este, em que nada parece funcionar, era um jogador que aparecia e que dava vitórias. E as vitórias dariam confiança e tempo para apanhar os cacos desta equipa partida.

Não deixo de pensar em Liedson dos bons tempos com um lateral como Insua, extremos como Capel, Jeffren, Carrillo, este Matias e Schaars nas bolas paradas. Ah... e um avançado como Wolf, que não estraga jogo como o avançado que Liedson teve a seu lado, durante uns tempos.
Registado

Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7789 em: Janeiro 29, 2012, 02:19 »

Goncalojbcorreia

Em primeiro lugar, entendo que a finalização não é apenas um aspecto de jogo, é o mais importante no que a um avançado diz respeito. E Liedson não foi só o melhor avançado do Sporting da última década, foi também um dos melhores avançados do campeonato português em muitos anos.

Pondo a questão de uma forma mais directa e específica:
- O Gonzalo Higuain leva, no Campeonato, 14 golos marcados, somando 876 minutos. Dá uma média de um golo a cada 63 minutos.
- O Karim Benzema leva, no Campeonato, 10 golos marcados, somando 1097 minutos. Dá uma média de um golo a cada 110 minutos.

Posto isto:

Se o Real Madrid quiser ser Campeão, terá de utilizar, sempre, bem mais o Benzema que o Higuain. Porque o francês é incomparavelmente mais e melhor jogador que o argentino.

A equipa e, particularmente, o Cristiano Ronaldo, ganham muito em ter um jogador como o avançado francês na equipa e, por norma, ganham muitíssimo menos tendo lá o argentino.

Quanto a Liedson, falamos de um jogador, que esteve ano e meio dos piores 2 anos da história do clube e que nesse período marcou 32 golos. E falo de uma equipa falida, com um enorme défice de qualidade e incapaz de criar grande caudal de jogo ofensivo e de alimentar o ataque. Não vejo em quê é que a forma de jogar do 31, sendo como a tu a descreves ( e não concordo que fosse ) poderia prejudicar uma equipa que não progredia até à grande área contrária com qualidade, nem por zonas interiores, nem exteriores. Mas ele lá continuava, mesmo com um joelho problemático a idade a começar a pesar, a resolver. Muitas vezes do nada..

A primeira discordância, e acho que é fulcral, é exactamente na questão de "alimentar" o ataque. Eu acho que o futebol não é um jogo onde uns alimentem outros, uns criem e outros definam. Claro que tem de haver complementaridade... mas não "compartimentação".

É o ataque que tem, tal como os outros sectores, de alimentar o jogo da equipa. De a tornar una. Se o Sporting não tinha equipa? Talvez. Mas nos primeiros anos de Bento, teve. E o Liedson, ganhando foco individual, criou para mim problemas colectivos.

Liedson era um jogador de instinto, é verdade. E era um craque. A equipa dependia dele como qualquer outra depende do seu melhor jogador e a dependência é tanto maior, quanto menor a qualidade dos colegas que rodeiam esse craque. O problema não era dependermos de Liedson. O problema era dependermos, muitas vezes, APENAS dele... por isso não pude deixar de sorrir por isto:

Exacto: nós dependíamos apenas do Liedson. E isso não é colectivo, isso não é equipa, isso não é jogo. O grande problema para o brasileiro era que precisava exactamente de uma equipa que dependesse totalmente dele no ataque.

Uma pergunta directa: quantas vezes vias Liedson jogar a um toque e desmarcar-se sem bola? Ou, no máximo, a receber, e a passar logo de seguida? Muito poucas. Melhor dizendo: demasiado poucas para um jogador.

O problema era não ter companheiros a desmarcar-se? Seria se só cá estivesse estado desde meados de 2008/2009. Mas não esteve.

Basicamente, é um tipo de jogador que não gostas. Penso que é isto. Tudo bem, cada um com a sua opinião. Não concordo, de todo com essa referência recorrente ao prejuízo colectivo, porque entendo, pelo que escrevi acima, não traduzir a realidade. E não falo só pela questão dos golos que marca, que não são apenas números, estes significam vitórias e tudo o que de bom uma equipa daí pode retirar, é mesmo pela tal ineficiência e incapacidade que falas. Não a entendo como correcta ou totalmente correcta. Tal como a equipa sabia o jogador que tinha à frente, Liedson sabia a equipa que tinha atrás e suas características e também se moldou a essa forma de jogar.

Não aprecio suficientemente para reconhecer a qualidade que lhe foi continuamente apontada. Pelo menos, para um jogo colectivo. E é sem dúvida uma mera opinião pessoal.

Eu confesso-te que os números individuais a mim não me dizem muito... golos e assistências. Acho que num jogo colectivo, que é sobretudo de relação entre individualidades, compartimentar e analisar o rendimento de um jogador por dados individuais é falacioso.

Se fosse, por exemplo, no ténis, acharia interessante ver percentagens de primeiros serviços, vitórias, etc etc. Todo o tipo de dados individuais sobre o jogador desse desporto. Num jogo colectivo, tenho reticências.

Quanto á última questão, de que Liedson foi o que foi porque a equipa era o que era, reitero que ele não esteve cá dois anos e meio... se assim tivesse sido, concordaria por inteiro.

Ó Gonçalo, desculpa lá, mas não estás a falar de Liedson. Algumas das coisas que referes são exactamente a antítese do brasileiro.

Correr sem critério? Não havia defesa que estivesse à vontade com ele por perto, fossem os centrais, fossem os laterais, fosse até a linha média contrária. Liedson não recuperou algumas bolas que deram golo, não me lembro de outro avançado como ele nesse aspecto, mesmo quando trintäo e com um joelho problemático

Isso é complicado de analisar. Golos obtidos por bolas que recuperou foram muitos, no seu período no Sporting. Mas esse período foi simplesmente enorme (quantos anos?). Por temporada? Seriam alguns.

Sim, exactamente, correr sem critério. A não ser que achemos que correr direito a um defesa-central e ir atrás dele, seja por si só correr bem. Eu não acho que seja.

Curiosamente, deixa-me dar-te um exemplo de uma pressão interessante, e nem gosto particularmente do jogador em questão. Foi num jogo pela Selecção do Hélder Postiga.

Ele não recuperou bola nenhuma (creio) e não andou sempre em cima dos defesas. Porém, sem sequer se preocupar com a bola, esteve o jogo todo posicionado por forma a que os centrais fossem impedidos de jogar para o médio-defensivo. Sempre.

O jogo do adversário (e confesso não me relembrar qual era) ficou pura e totalmente lateralizado, por causa disso mesmo. Em vez de cair em cima dos adversários, obrigando-os a passar... ficou na sua posição, obrigando-os a pôr a bola em sitios que lhe interessava (a ele, e á equipa).

É só um exemplo; No geral, acho que ir á queima e andar a correr de um lado para o outro atrás dos defesas tanto pode dar golo (e deu várias vezes), como se pode ser ultrapassado (ficando o adversário com uma maior vantagem numérica) e/ou permitir ao adversário colocar a bola em zonas centrais (se a pressão for feita de forma lateral, i.e., se por exemplo o Liedson estivesse antes a pressionar o lateral).

Mas o que é isso de fazer depender um colectivo de Liedson? Dependia por necessidade e não por opção.

Pura e simplesmente porque um jogador cujo tipo de jogo é quase exclusivamente individual (ir para cima dos adversários) não serve de nada numa equipa que queira um 9 que baixe, que jogue com os apoios e que não retenha (o individualize) a posse.

Que seja criterioso, em suma. Que faça muito, e que raramente o faça mal. Liedson tentava fazer muito, mas, além de ser nas zonas erradas, tanto fazia um brilharete como perdia a bola.

Este sim, um tipo sem critério. No que corria, na finalização e no último passe.

No que corria, não concordo. Mais que não seja por preferir recuar e dar uma linha de passe, que tentar explorar o espaço nas custas e "distanciar" os sectores nas zonas centrais.

Na finalização, sim. Era penoso.

No último passe... acho que faltou gente a entrar pela área nos últimos anos. Houve Valdés, e quando houve Valdés, Postiga tornou-se mais útil na construcção e no último passe (porque tinha alguém a quem passar e que, ainda por cima, chutava muito melhor que ele).

Sim. Passe. Circulação. Apoios. E golos? E desequilíbrios?

Eu gosto de Wolf e entendo que está ali um matador em potência, mas Liedson em pleno e mesmo nesta equipa que está a revelar tantos problemas, garantia-nos pontos, mesmo quando as coisas correm mal. Wolf é um jogador que depende dos colegas e do bom comportamento colectivo e Liedson, não. Ou menos do que é normal num PL.

Não acho que desequilíbrios e golos sejam única e exclusivamente responsabilidade de um jogador. São responsabilidade da equipa, dos processos ofensivos. Para não utilizar o Barcelona (é chato utilizar sempre o mesmo exemplo, no que ás boas ideias diz respeito), opto por outros dois.

Um nacional e outro internacional.

O internacional: Arsenal. Cria imensos desequilíbrios por jogo, inúmeras situações de golo e tem um processo ofensivo brilhante. Situações de um jogador enfrentar o adversário, de um jogador ter a bola uns 10 segundos em sua posse, de um jogador partir para cima dele sem se focar nos colegas? Raríssimas (para não dizer nulas).

No caso nacional, o Benfica. Também cria bastantes situações de golo por jogo, e por norma é através de passes e de desmarcações (não de um jogador pegar na bola, olhar, e partir para cima dele tentando "arrancar-lhe os rins"). Situações colectivas, toque de um desmarcação de outro.

Não dependem excessivamente de nenhum jogador. Nem mesmo do Aimar, que é genial. Muito menos de Cardozos, Rodrigos, Saviolas (outro fantástico, e até pode ter marcado 10 golos ou menos, que no ano do título, foi dos mais preponderantes, a par do Aimar).

E aqui é que está: num modelo colectivo na vertente ofensiva, que priviligie os passes e as desmarcações ás iniciativas individuais de jogador x com bola... há uns jogadores que terão mais sucesso que outros. Por serem menos individualistas e por olharem mais para os colegas.

Surpreende-me até como podes colocar aí o passe, e depois perguntar por desequilíbrios. É o mesmo que dizer que uma equipa que não deve atacar em conjunto, é passar a bola a alguém, e este quando tiver um mínimo espaço aí vai ele á margem...

Lembras-te de um golo do Suazo em Guimarães? Lembras-te como é que esse desequilíbrio foi criado? Ou, de forma mais recente, do golo (e da jogada já agora) do Saviola contra o Rio Ave, este ano?

Este último até poderia ser ele a fazer o passe, em vez do golo. Ou um dos passes anteriores. Teria utilidade igualmente fulcral na jogada (sem os que a começaram a construir antes, o momento final não existia).

Liedson já não é o mesmo, mas não tenho dúvidas que seria útil. Porque especialmente em momentos difíceis como este, em que nada parece funcionar, era um jogador que aparecia e que dava vitórias. E as vitórias dariam confiança e tempo para apanhar os cacos desta equipa partida.

Não deixo de pensar em Liedson dos bons tempos com um lateral como Insua, extremos como Capel, Jeffren, Carrillo, este Matias e Schaars nas bolas paradas. Ah... e um avançado como Wolf, que não estraga jogo como o avançado que Liedson teve a seu lado, durante uns tempos.

Duvido que, com Liedson, a equipa melhorasse muito de rendimento. Talvez marcasse mais golos (não tem marcado golos nenhuns, praticamente), mas resultados melhores... bom, tenho dúvidos.

Para mim, o brasileiro na construcção é mau (pela tal questão do individualismo vs jogo em apoios). Tem um instinto fenomenal de baliza.

Se não perdesse as bolas que perdia antes, e aparecesse só na definição (como, outrora, embora de uma forma diferente, Jardel), talvez (embora tivesse de ter aproveitamento muito relevante neste aspecto - e provavelmente até teria).

Mas que não é um avançado-centro do futebol, deste jogo, da forma colectiva e pensada como eu o vejo e entendo... não seria.

Mas falar de estragar jogo do Hélder... bom, eu lembro-me de ver a tal estatística de perdas de bola, e o Liedson tinha uma média bem superior por jogo ao Postiga.

Nesse aspecto (o da movimentação e do jogo em apoios) dou-lhe algum crédito, especialmente nos primeiros tempos. Menos nos últimos, principalmente por aqueles remates disparatados.

Mas, anteriormente, era um avançado-centro que raramente tomava decisões excessivamente más (ir para cima do defesa, meter-se no meio dos adversários, ter um colega solto, numa situação de ataque continuado, e não olhar para ele mas partir para a iniciativa individual, etc).



Isto em suma trata-se de opiniões, e têm o valor que têm. Cada um avalia o Liedson em todos os momentos que não a finalização da forma que entender: é a sua opinião.

Cada um dará, igualmente, o valor que entender ao outro momento (a finalização).

Eu acho que o Liedson era um bom avançado-centro. Tinha bastante rendimento nalguns aspectos, em particular na finalização.

Agora, não era o tipo de avançado-centro que eu gosto, nem o vejo a ser suficientemente inteligente e colectivo para uma equipa unida, coesa, compacta e "não compartimentada" nem dependente da inspiração de jogador x.

Porque nos parâmetros que seriam exigidos ao avançado-centro de uma equipa assim, o Liedson, para mim, não me dava rendimento, ou melhor, não mos dava (esses parâmetros) de todo.

Reconheço, portanto, o instinto de baliza. No cômputo geral, não o avalio de forma tão positiva como tu. Simply as that mate  Brinde

PS - Desculpa os devaneios  Grin
Registado
Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7790 em: Janeiro 29, 2012, 02:41 »



*
Juvenil

Mensagens: 1135


Este negócio Djaló está muito mal explicado...

- Se o Sporting vendeu ao Nice, e o Nice não paga porque não é apresentada queixa na FIFA?
- Porque razão aparecem agora notícias, em que é referido que o Sporting anda a tratar do futuro do jogador?

Várias teorias assolam-me:
- Direitos desportivos do jogadores "dados" a determinado empresário para pagamento de dívida.
- Falha no contrato com o Nice, cuja responsabilidade tenha sido do Sporting
- Ter saído a custo zero para o Nice, porque só assim se percebe que o Nice "devolva" o jogador e não esteja preocupado com indemnizações, etc.

Enfim cheira muito a esturro, e ainda não vi jornal nenhum "investigar" esta transferência.
Registado
Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7791 em: Janeiro 30, 2012, 17:31 »



*
Juvenil

Mensagens: 1301
Idade: 32
Localidade: São João da Talha


A brincadeira continua...é bater palminhas!

a forma como o Djalo foi tratado pelos dirigentes do Sporting foi vergonhosa.

Devemos estar todos a brincar Exclamação Só pode Exclamação

O homem sempre que tocava na bola era insultado, pediu para sair, o SCP arranjou-lhe várias opções, fez fincapé a várias opções, à ultima saiu o Nice que chegou acordo com SCP e jogador (mesmo com os problemas que houve).

  • Existe acordo entre o SCP e o Nice?

Se sim, que se faça o Nice pagar

  • O SCP tem parte dos direitos económicos sobre o passe do jogador?

O Carnide que pague essa parte e o Nice o que ficou acordado na transferência.


Agora o Djáló já serve como jogador?
Vão todos ler o tópico dele nos últimos 2 anos.

 Seta

De acordo!
Registado
Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7792 em: Janeiro 30, 2012, 17:34 »



*

Condecorações:Membro do Ano 2010


Mensagens: 29506
Idade: 33
Localidade: Stockholm
Masculino

WWW
Comentário do Administrador Novo tópico para discussão de uma eventual transferência de Djaló para os galináceos:

Yannick Djaló no benfica?
Registado
Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7793 em: Janeiro 30, 2012, 17:35 »



*

Mensagens: 24420
Feminino


Provavelmente se for o único a rir será ele que ao fim de 6 meses vai ser campeão.  Indeciso
Registado

O Sporting Clube de Portugal não se resume a uma paixão por um símbolo desenhado numa camisola. É uma religião, uma ideologia, uma forma de vida!
Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7794 em: Janeiro 30, 2012, 20:17 »


No avatar!

*

Mensagens: 14858
Idade: 31
Localidade: Figueira da Foz
Masculino


Provavelmente se for o único a rir será ele que ao fim de 6 meses vai ser campeão.  Indeciso

bem apanhada Despercebido
Registado
Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7795 em: Janeiro 30, 2012, 22:36 »


ex-ruitrind


*
Veterano

Mensagens: 41197
Idade: 48
Localidade: Senhora da Hora
Masculino


Provavelmente se for o único a rir será ele que ao fim de 6 meses vai ser campeão.  Indeciso

Se mudar já o é já está entregue foi comprado há muito tempo.

SL
Registado

Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7796 em: Janeiro 31, 2012, 13:16 »



*
Iniciado

Mensagens: 177
Idade: 35
Localidade: Cascais


A saída do Yannick ( incompreensivelmente criticado por muitos,  apenas por prazer ) é mais um acto de gestão brilhante do Sporting , é certo que não podemos ficar com todos os jogadores formados no clube , mas já não é o primeiro , nem será o último que  que andamos a formar para passados 1 ou 2 anos irem brilhar com outra camisola. Isto tem de acabar de uma vez por todas !

Sempre defendi o Yannick, e, ter remado contra a maré ( onde 90 % dos impacientes adeptos o criticavam por tudo e por nada ) foi duro , pois por vezes os nossos próprios amigos criticam-nos por tomarmos o partido do jogador ,defendendo sempre que tinha potencial , velocidade , imprevisibilidade capaz de decidir jogos como o chegou a fazer. Também aponto alguns erros no Yannick,  fazia más recepções de bola , fruto se calhar muitas vezes da insegurança revelada em campo com origem também nos assobios constantes e mau estar gerado nas bancadas. Não digo que não se possa uma vez por outra mostrar a nossa insatisfação face a um jogo ou outra situação , mas se nós não defendermos e acarinharmos os nossos jogadores quem é que o vai fazer ??

Julgo que o Yannick fez o melhor para ele e para a sua familia , não o censuro. Poderá ser campeão esta época , é um facto , mas o que me custa mais é que irá dar alegrias , pontos e boas exibições com outra camisola e a outros adeptos ... Espero estar enganado
Registado
Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7797 em: Janeiro 31, 2012, 14:40 »


ex-ruitrind


*
Veterano

Mensagens: 41197
Idade: 48
Localidade: Senhora da Hora
Masculino


A saída do Yannick ( incompreensivelmente criticado por muitos,  apenas por prazer ) é mais um acto de gestão brilhante do Sporting , é certo que não podemos ficar com todos os jogadores formados no clube , mas já não é o primeiro , nem será o último que  que andamos a formar para passados 1 ou 2 anos irem brilhar com outra camisola. Isto tem de acabar de uma vez por todas !

Sempre defendi o Yannick, e, ter remado contra a maré ( onde 90 % dos impacientes adeptos o criticavam por tudo e por nada ) foi duro , pois por vezes os nossos próprios amigos criticam-nos por tomarmos o partido do jogador ,defendendo sempre que tinha potencial , velocidade , imprevisibilidade capaz de decidir jogos como o chegou a fazer. Também aponto alguns erros no Yannick,  fazia más recepções de bola , fruto se calhar muitas vezes da insegurança revelada em campo com origem também nos assobios constantes e mau estar gerado nas bancadas. Não digo que não se possa uma vez por outra mostrar a nossa insatisfação face a um jogo ou outra situação , mas se nós não defendermos e acarinharmos os nossos jogadores quem é que o vai fazer ??

Julgo que o Yannick fez o melhor para ele e para a sua familia , não o censuro. Poderá ser campeão esta época , é um facto , mas o que me custa mais é que irá dar alegrias , pontos e boas exibições com outra camisola e a outros adeptos ... Espero estar enganado

Isso está muito bem dito, mas é chover no molhado, pois  é mais um que foi mandado embora apenas por prazer e capricho!

SL
Registado

Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7798 em: Janeiro 31, 2012, 16:38 »



*
Veterano

Mensagens: 10430
Idade: 35
Localidade: Lisboa
Masculino


Foi mandado embora porque em mais de 5 épocas nunca mostrou qualidade para jogar no Sporting (ele e outros, alguns infelizmente continuam cá). A única coisa que fazia era marcar uns golinhos de vez em quando, mas era preciso falhar 10 oportunidades para marcar 1. E mesmo assim, nunca ultrapassou a fantástica marca de 6 golos para o campeonato, o que para a qualidade dele até acho brilhante! Em mais de 5 épocas não aprendeu a dominar uma bola, a passa-la, a perder o medo do contacto fisico com o adversário (bastava um defesa contrário gritar "BÚÚÚ", que o Djaló encolhia-se), e o seu futebol foi sempre meter a bola na frente e correr, e raramente corria com a bola (porque esta sempre o atrapalhou), era mais o mete-la na frente a ver se a apanhava depois...

Não digo que o Djaló não tenha qualidades, porque as tem, mas não são suficientes para um clube grande, e não é por ir para o carnide que passará a ser bom. Fará o mesmo que fez no Sporting (mas ainda com menos minutos), jogará 5 jogos maus, e 1 assim-assim (nesse, provavelmente marcará um golo numa charutada à Yannick).

A contratação dele por parte do carnide, foi apenas e só para picar o Sporting, e para passar a imagem de que não sabemos aproveitar os nossos jogadores, o que não deixa de ser verdade...mas não neste caso Stop
Registado
Re: Ex-jogadores do Sporting , « Resposta #7799 em: Janeiro 31, 2012, 16:57 »


On a steel horse I ride


*

Condecorações:Membro do Ano 2012Membro do ano 2011


Mensagens: 24772
Localidade: VILA NOVA GAIA
Masculino



Citar
Shrek:
Foi mandado embora porque em mais de 5 épocas nunca mostrou qualidade para jogar no Sporting (ele e outros, alguns infelizmente continuam cá). A única coisa que fazia era marcar uns golinhos de vez em quando, mas era preciso falhar 10 oportunidades para marcar 1. E mesmo assim, nunca ultrapassou a fantástica marca de 6 golos para o campeonato, o que para a qualidade dele até acho brilhante! Em mais de 5 épocas não aprendeu a dominar uma bola, a passa-la, a perder o medo do contacto fisico com o adversário (bastava um defesa contrário gritar "BÚÚÚ", que o Djaló encolhia-se), e o seu futebol foi sempre meter a bola na frente e correr, e raramente corria com a bola (porque esta sempre o atrapalhou), era mais o mete-la na frente a ver se a apanhava depois...

Não digo que o Djaló não tenha qualidades, porque as tem, mas não são suficientes para um clube grande, e não é por ir para o carnide que passará a ser bom. Fará o mesmo que fez no Sporting (mas ainda com menos minutos), jogará 5 jogos maus, e 1 assim-assim (nesse, provavelmente marcará um golo numa charutada à Yannick).

A contratação dele por parte do carnide, foi apenas e só para picar o Sporting, e para passar a imagem de que não sabemos aproveitar os nossos jogadores, o que não deixa de ser verdade...mas não neste caso Stop

Não sei se teremos, além de Wolf, um jogador que ultrapasse os 6 golos no campeonato. Veremos.
Registado

Gosta deste tópico? Partilhe-o:
Páginas: « anterior 1 ... 388 389 [390] 391 392 ... 725 seguinte » Ir para o topo Imprimir
Fórum SCP - A Comunidade do Sporting Clube de Portugal Assuntos Desportivos Futebol de Outras Equipas e Selecções Jogadores (Moderadores: Angel Lion, Stunner) Tópico:

Ex-jogadores do Sporting

« tópico anterior seguinte »
Ir para:

Powered by SMF 1.1.20 | SMF © 2011, Simple Machines
Tema SMFone modificado por Avantix e Paracelsus.
Optimizado para o Mozilla Firefox na resolução 1024 x 768.
© 2004 - 2010 | Fórum SCP | Alguns Direitos Reservados
Fórum não-oficial do Sporting Clube de Portugal

Ajuda | | Sitemap | Política de Privacidade