Quem tem o melhor plantel, a melhor equipa e é o principal candidato ao título?

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Tópico para discussão de quem tem o melhor plantel, a melhor equipa e é o principal candidato ao título da época de 2017/2018.

A minha resposta:

Melhor Plantel:

Lote de GR's: SCP
Lote de Centrais: SCP
Lote de Laterais: FCP
Lote de Médios: SCP
Lote de Extremos: SLB/SCP (incluo o Podence como extremo)
Lote de PL's: SLB/SCP

Geral: SCP

Melhor Equipa:

Neste momento é o FCP.
É quem está com mais rotinas, mais dinâmica e melhor espírito competitivo.
Veremos o que acontece depois durante a época.


Provável Campeão:

SLB: 35% (muito pela forma como se move fora das 4 linhas)
SCP: 33%
FCP: 32%


Nada é bom demais para o SCP!
Melhor plantel tem o Sporting, melhor XI (pelo menos neste momento) o porto, principal candidato é o benfica graças ao clero que montaram
Melhor plantel: Sporting
Melhor 11: Sporting


O que isso vale? Neste campeonato pouco.
Melhor plantel: Sporting
Melhor 11: porco
Principal candidato: carnide  :inde:
Melhor plantel: SCP
Melhor 11: porto
Melhor treinador: SCP
Melhor arbitragem: carnide aka. mafia

Quanto às chances de vencer, como eu acho que está tudo viciado no momento da verdade, não direi nada para não parecer cínico e deixar sonhar quem queira.
"If you can survive disappointment, nothing can beat you."
O SCP parece-me ter o melhor 11 ( eu diria que o melhor onze do campeonato é RP-Ricardo Pereira- Mathieu - Coates - Coentrão- William-Bruno F.-Brahimi-Gelson-Jonas-Dost, aqui há uma predominância sportinguista ). O melhor plantel, o Porco, pois têm jogadores mais interessantes que nós no banco... O melhor treinador, eu diria JJ, mas por vezes tem as suas pancas, fica um pouco dividido com Sérgio Porradão que apesar de não perceber muito da poda, sabe motivar a equipa. Se JJ por vezes inventa Porradão também se passa por vezes. Resumindo, o FCP e SCP são os mais fortes desportivamente ( o FCP está mais estável pois só bateu em mortos na pré-época e não teve play-off ) porém, o SLB, pelo modo como domina isto tudo, mesmo com este plantel horrível deve vir a ser campeão ( 20% de hipóteses do SCP, 20% do FCP e 60% do Beneficia ).
O SCP parece-me ter o melhor 11 ( eu diria que o melhor onze do campeonato é RP-Ricardo Pereira- Mathieu - Coates - Coentrão- William-Bruno F.-Brahimi-Gelson-Jonas-Dost, aqui há uma predominância sportinguista ). O melhor plantel, o Porco, pois têm jogadores mais interessantes que nós no banco... O melhor treinador, eu diria JJ, mas por vezes tem as suas pancas, fica um pouco dividido com Sérgio Porradão que apesar de não perceber muito da poda, sabe motivar a equipa. Se JJ por vezes inventa Porradão também se passa por vezes. Resumindo, o FCP e SCP são os mais fortes desportivamente ( o FCP está mais estável pois só bateu em mortos na pré-época e não teve play-off ) porém, o SLB, pelo modo como domina isto tudo, mesmo com este plantel horrível deve vir a ser campeão ( 20% de hipóteses do SCP, 20% do FCP e 60% do Beneficia ).

Tipo quem? O problema do Porto é mesmo não ter alternativa aos titulares.
Melhor plantel: Sporting
Melhor 11: Sporting


O que isso vale? Neste campeonato pouco.

sem tirar nem por.
Melhor plantel Sporting
Melhor 11 Sporting
Melhor posicionados na luta lampiões devido ao condicionamentos aos árbitros.
Por ti contra tudo e todos!
O porto como soluções ao XI inicial tem 1 central(Reyes que nem é nada demais), bons laterais suplentes, nenhum trinco decente, medios centro razoaveis, frente de ataque alternativa bastante pior que Sporting ou Benfica...
O plantel do Porto na minha opinião é o mais curto dos 3 e com as piores alternativas, com 2 ou 3 titulares lesionados(se for Oliver, Danilo ou Corona então...) vai cair de rendimento a pique, é só esperar e não me acredito que se aguentem.
Além de que jogos com autocarros que estejam a ter dificuldades ou que aconteça de levarem o 1-0 num contra não estou a ver quem vai entrar do banco para resolver... Hernani e Marega são jogadores que até rendem em contra ataque não são jogadores nada demais em jogo organizado... Vendo-se a vencer cedo aí sim são boas opções.

O Benfica tem um plantel que extremos e avançados tem bastante poder, mas falta lhes muito defensivamente, e nas alternativas ao meio campo... Fejsa e bastante provável que passe muito tempo fora, e as alternativas são bem fraquinhas e expõe a defesa deles bastante, acredito que passem muitas dificuldades esta época..

Quanto a nós gosto bastante deste plantel...
Alguma incerteza quando aos laterais direitos e caso haja algum problema com a dupla de centrais titulares..
No meio campo battaglia e uma boa alternativa, dava jeito mais um medio no banco com alguma qualidade mas não temos poder financeiro para tudo..
O ataque tambem penso que podemos estar satisfeitos, não temos tantas aternativas como benfica para o ataque, principalmente para os extremos titulares(é preciso ver como se porta o Iuri, o Podence espero que como alternativa conte para extremo que vai fazer falta...) mas a nossa defesa e alternativas no meio campo são de longe superiores.


Concluindo, a pior defesa parece me a do benfica, o pior ataque o do porto.
Mas em termos de ter um plantel completo e equilibrado acho que partimos ligeiramente em vantagem que ambos os rivais.
Acredito bastante que no final da época estamos cá a festejar!  :beer:
Como disse o treinador, o melhor e mais favorito é obviamente quem é tetracampeão.

Basta consultar este tópico da época passada e todos diziam que também era o nosso...

O campeonato ganha quem é mais regular, nem sempre quem joga mais bonito.

Não arrisco hoje com um prognóstico.
"Infelizmente, o Sporting é o Clube mais divisionista, intriguista e falso-puritano que conheço. Por muito que doa aos sportinguistas, não há sentido de Corpo neste Clube. Somos todos sportinguistas, sim senhor, mas desde que o Sporting seja à medida de cada um e não à medida de todo o mundo leonino. Há quem exulte com as derrotas do clube, se isso significar estar um passo mais perto do lugar, do cargo, da posição ou, como se diz na gíria leonina, do "croquete" "
A minha franca opinião (e sei que vou ser linchado pelo fórum  :mrgreen:)

Melhor Plantel:

Lote de GR's: SCP/fcp

O benfica aqui fica claramente fora até do pódio (considero que são medianos nesta posição), como lote(entenda-se mais que um indivíduo ) não consigo dizer que o Sporting é melhor que o porto e vice versa.Pois não sou fã de Salin, e acho o Sá um guarda redes sobre valorizado.Portanto a luta resume ás individualidades, neste caso Patrício VS Casinhas.

E se é verdade que o Casinhas já á muito que está long do seu auge, a realidade é que fez uma época transacta bastante positiva tendo inclusive feito jogos de grande qualidade(contra o Sporting salvou o porto no dragão).Patrício por outro fez uma época muito aquém da sua real qualidade.

Por isso vou dar um empate nesta posição(se Patrício voltar a elevar o seu nível então ai o Sporting sai por cima).

Lote de Centrais: SCP

No contexto de lote todos os planteis parecem-me com pouca profundidade(em termos de qualidade), o benfica inegavelmente parece-me o mais fraco dos três.E o porto conta em boa verdade apenas com Marcano e Felipe, Reyes é verdade que rubricou exibições aceitáveis em Espanha mas o que se viu sempre dele em Portugal(e acrescento na sua selecção onde o observei igualmente nas vezes que fez aparições) foi curto.

Não sou fã do Felipe(acho o demasiado limitado em certos aspectos de jogo), o Marcano acaba por ser o melhor elemento.

No Sporting Coates e Mathieu demonstram solidez e características que se complementam, porém André Pinto e Tobias são verbos de encher.

Avaliando somente por duplas(pois por lote nenhum me satisfaz) dou a vitória ao Sporting.

Lote de Laterais: fcp Telles,Ricardo,Maxi,Layun...chega a ser ridículo de tanta qualidade que estes tipos possuem nas laterais.É um no contest!

Lote de Médios: SCP Considero que Bruno Fernandes e William estão num patamar acima do resto, o porto tem Oliver e o benfica o Pizzi (Danilos, Fejsas e cia colocos no patamar do Battaglia).

Vou dar a vitória ao Sporting aqui (e se o Adrien por cá estivesse isto era um no contest neste ponto).

Lote de Extremos: SCP

Gelson, Acuña, Iuri vs Salvio,Cervi,Zivkovic Vs Brahimi, Corona

Sou um grande fã do Brahimi, mas o porto aqui claramente perde em relação ao Sporting e benfica em opções e respectiva qualidade das mesmas.

Honestamente o Sporting neste momento parece-me ter as melhores opções (os números assim o demonstram), e para mim nem sequer é discussão que o melhor extremo do campeonato mora em Alvalade.

Por outro lado e embora Salvio não tenha fãs por aqui (nem no benfica o gramam muito...), a verdade é quando apto é sempre um tipo muito perigoso.Cervi tem vindo a evoluir desde que chegou (não foi na minha opinião um tipo com impacto imediato) e hoje considero que é uma mais valia em campo.

Dou a vitória ao Sporting, mas o benfica não me parece que lhe falte qualidade neste sector.

Lote de PL's: SLB

Sporting tem um fantástico Dost e um Doumbia que embora seja um jogador que acredite imenso ainda temos de esperar para ver o que produz neste contexto(ainda á Podence, que julgo que pode ser mais útil na ala).

Benfica tem Jonas que é a sua principal referencia ofensiva, um jogador que acaba por ser mais que um avançado pois todo o jogo da equipa lhe passa pelos pés(o tipo é um mete nojo, mas eu não me importava de um mete nojo desta qualidade no Sporting...mesmo que nos jogos grandes não apareça).Tem o vacoso do Jimenez e ainda adicionou um Seferovic que chega a Portuga e transforma-se no jogador que nunca foi na carreira...surreal.

O porto tem Avobakar que é um jogador que aprecio e Soares que parece determinado a demonstrar que não é só hype.

Assumindo que Doumbia vinga em Portugal os três grandes parecem me todos bem servidos e de balança equilibrada neste capitulo, ainda assim dou a ligeira vantagem ao benfica face ás vacas vermelhas que possuem no ataque(realmente só pode ser bruxaria).


Melhor Equipa:

Nenhuma...para mim não existe um plantel que claramente se superiorize aos restantes.

Os planteis dos três grandes após o fecho do mercado parecem-me muito nivelados.O benfica não reforçou devidamente a defesa(e não tenho dúvidas que vai ser um sector problemático a longo prazo), e o Sporting acabou por perder o seu capitão e um jogador de qualidade no meio campo.

Acho que o Sporting tem muita qualidade ofensiva (nos extremos e avançados), mas no meio campo(com a saída de Adrien) e defesa se alguns jogadores chave estiverem indisponíveis podemos passar por sérios dissabores.

O porto feitas as contas após fecho do mercado considero que acaba por ter um plantel ao nível do Sporting e benfica(os clubes de Lisboa não geriram da melhor forma certos sectores dos planteis imo).Todos os três acabam por ter certos desequilibrios na planificação feita dos planteis.


Provável Campeão:

Neste momento face á analise de planteis que fiz coloco os três em pé de igualdade.

Mas isto é na teoria do plano meramente desportivo, daquilo que é o valor das equipas em campo.

Pois se formos contar com as práticas de bastidores (que já são totalmente públicas e de conhecimento geral)então o benfica é obviamente o favorito...  :inde:
Melhor plantel é o carnide que conta com os padres, as missas, vouchers, emails, bruxos e farinha da porta 18.

Melhor equipa APAF

Favorito: Os encornados
Abaixo a corrupção, tanto no desporto como na política!!!
Principal candidato é o benfica, depois o porto e o sporting parte, como nós últimos 15 anos, como terceiro candidato.

A nível de plantel vejo no slb uma linha avançada de grande destaque em relação aos restantes, fejsa/pizzi é do mais eficaz que a liga tem, sobra a zona defensiva que parece menos sólida que o passado recente.

O porto parece ter um plantel com pouca profundidade mas tem 11-13 jogadores que, se não existirem percalços físicos, podem competir pela liga. Não os vejo nem com os altos e os baixos do plantel do slb.

O nosso foi tão alterado que vou aguardar para ver. Impressão inicial é que também tem pouca profundidade, na linha do plantel do porto.
My name is Ash and I am a slave. As far as I can tell, the year is 1300 A.D and I'm being dragged to my death. It wasn't always like this, I had a normal life, once.....
Citar
A PRETO E BRANCO
Luís Cirilo Carvalho
Fecho de Mercado

Começando pelo Benfica, é evidente que o mercado lhe correu melhor em termos financeiros do que desportivos.
Ninguém auferiu tanto como os encarnados em termos de receita de venda de jogadores como Ederson, Nélson Semedo e Mitroglou a constituírem excelentes encaixes financeiros, mas a contrapartida é um plantel que não conseguiu alternativa para Ederson (Bruno Varela para campeonato e especialmente Liga dos Campeões é muito...curto) nem reforçar o centro da defesa à altura de necessidades que já vem do passado.
Será certamente um forte candidato ao titulo, mas dificilmente o principal favorito.
O Porto teve o seu mercado mais “sui generis” de sempre. Limitou-se a contratar um terceiro guarda redes, a emprestar um jovem com talento, mas a precisar de jogar (João Carlos Teixeira), a libertar-se de alguns excedentários e nada mais.
Nada mais?
Puro engano.
Fez regressar cinco jogadores emprestados (Aboubakar, Ricardo, Hernâni, Marega e Reyes) que, depois de épocas de sucesso nos clubes a que estiveram cedidos, regressam em plena maturidade e dispostos a lutarem por um lugar ao sol.
Não fez contratações, mas tem cinco verdadeiros reforços que lhe permitirão ser, também ele, forte candidato ao titulo.
O Sporting esteve muito activo na dupla vertente entradas e saídas, sendo seguramente dos candidatos ao titulo o que mais se reforçou.
Guarda redes, laterais, centrais, médios, extremos e ponta de lança. Para todos os sectores se registaram entradas no plantel leonino.
Fábio Coentrão, Mathieu, Doumbia, Bruno Fernandes e Acuña serão os mais sonantes, mas há vários outros de muito boa qualidade a espreitarem a titularidade em compita com os que transitaram da época anterior.
Nas saídas aquela que poderá ter mais impacto no plantel é a do “capitão” Adrien,pela valia futebolística e pela influencia no balneário, mas o conseguir manter William Carvalho e a “explosão” competitiva de Bruno Fernandes poderão contrabalançar isso.
Possivelmente, os “leões” serão, neste momento, os mais fortes candidatos ao titulo.

Zerozero
Citar
hoje escreves tu!: «Análise comparativa aos três grandes»

Finalmente, com o mercado fechado já é possivel fazer uma análise aos planteis das equipas grandes, dos crónicos candidatos ao titulo, Analisando isto, sem qualquer amor ao clube e ao jogador. Analisando, esquecendo Padres, voucher e frutas desta vida. Analisando a qualidade, o potencial e o que podem (ou não valer).

Análise Geral:

Sporting C.P. – Tem indiscutivelmente um plantel melhor do que a época passada. A defesa parece ser, na minha opinião, o sector que mais deu um salto qualitativo. Mathieu e Coentrão sobretudo oferecem ao lado esquerdo da defesa, garantias que Ruben Semedo e Marvin não davam. O meio campo tem muitas e boas soluções, mesmo apos a saida de Adrien e o Ataque não perdeu ninguém e ainda ganhou Doumbia.

S.L. Benfica – É indiscutivel a falta de soluções que tem depois das saidas de Ederson, Lindelof e Nelson Semedo. Por muito que se diga que sim, servem, Bruno Varela, Jardel ou Lisandro e André Almeida não são a mesma coisa, e arrisco a dizer que não vão ser. Neste sector que, normalmente, é por aqui que se costumam ganhar campeonatos a equipa está mais fraca. Meio Campo e Ataque estão iguais (com muita e boa qualidade) ou até melhores Seferovic dá coisas à equipa que não tinha com Jimenez nem Mitroglou.

F.C. Porto – É muito complicado para mim dizer se o Porto está melhor que a época passada, só vendo estes primeiros jogos. Mérito de Conceição: soube aproveitar o que de muito bem Nuno tinha (a defesa) e aqui ainda lhe juntou um grande DD, Ricardo. Por aqui estão bem, tal como estavam. A minha duvida está na frente. Mantem-se os protagonistas, exceto a troca Abouba/ André Silva. E apesar de achar Aboubakar bom avançado, bom jogador com bola, tenho muitas duvidas que será um bom companheiro para Soares. Para não falar da falta de soluções, estar a perder e colocar Marega, Hernani ou Herrera não é certamente o sonho de qualquer treinador. Veremos como reagem ao primeiro desaire, mas para já Nota Claramente positiva.

 

Comparação Jogador a Jogador

(Tive em conta que as equipas vão jogar em 4x4x2 e estes devem ser na teoria os titulares)

GR
Rui Patricio – Varela ;- Casillas

Minha opinião, temos o melhor dos 3. Se o ano passado dizia que Patricio era muito bom, mas que para mim Ederson era realmente um monstro e um dos melhores do mundo. Este ano não tenho duvidas, temos o melhor GR do campeonato. O Porto não está nada mal servido, Casillas é seguro, mas longe do melhor que foi. Varela quanto a mim, não sendo mau, não me parece estar ao nivel de uma equipa que Luta pelo titulo ou pela Champions.
Escolha: Rui Patricio – Sporting

DD
Piccini – Andre Almeida – Ricardo

Que Piccini é mais jogador que Schelotto, sem duvida. O que vai ser ainda não dá bem para ver. Está a crescer de jogo para jogo. André Almeida nunca me entusiasmou, mas de uma coisa tenho de admitir, desenrasa bem. Numa defesa forte não é por ele que compromete. Ricardo aqui ganha aos outros destacado. Muito bom a atacar e forte a defender. Não acompanhei o crescimento dele em França, mas estes jogos esta época deu para ver que é realmente uma boa aquisição.
Escolha: Ricardo Pereira – Porto

DE
Coentrão – Alex Telles – Grimaldo

Se calhar a escolha mais dificil de todas. Tres bons Defesas esquerdos, todos com potencial para serem muito bons. Aqui nenhum dos grandes está mal servido. A minha escolha vai recair em Telles . Apenas porque neste momento Coentrão está ainda a procura da melhor forma e Grimaldo passa metade da época lesionado.
Escolha: Alex Telles – Porto

DC Direito
Coates – Felipe – Luisão

Vou ser muito sincero, nenhum dos 3 me encanta. Coates é um monstro, forte no jogo aéreo, forte na marcação e um “monstro” nas dobras. Felipe é muito certo, raramente comete um erro e tem um poder de concentração acima da média. Principal Lacuna é a sair a jogar, mas isso tambem Coates. Luisão é Luisão. Para a idade que tem é muito bom. Nunca foi na minha opinião um central de topo, mas fez sempre boas duplas. A experiencia é um posto, mas mesmo assim fica atrás dos adversários nesta eleição. A minha escolha recai em Felipe (pela época passada)
Escolha: Felipe – Porto

DC Esquerdo
Mathieu – Jardel – Marcano

Sai a jogar como já não via á muito em Portigal. Poder de Antecipação muito bom, duro e com um jogo aéreo muito forte. Peço desculpa, mas apesar de achar Marcano bom central (embora ache que nunca será “patrão e Jardel que este ano é uma incógnita, Mathieu é a minha escolha. Bem fisicamente e será o melhor reforço deste defeso em Alvalade.
Escolha: Mathieu – Sporting

Mdef
William – Danilo – Fejsa

Continuo a achar que para William ser Top Mundial, falta-lhe uma coisa naquela posição agressividade (tipo o que Rinaudo tinha que chegue e sobre, lembram-se), tudo o resto está 10x acima de Danilo e Fejsa. Com a cabeça no Sporting é de longe o melhor trinco. Joga e faz jogar. Danilo e Fejsa tem muitas semelhanças. Ambos bons a defender, e “medianos” a atacar, embora Danilo tenha melhorado. Muito do mérito defensivo destas duas equipas na ultima epoca se deve a estes “6”. A minha escolha recai em Danilo por ser melhor em 3 atributos: A nivel fisico (Fejsa passa muito tempo lesionado), jogo aéreo e no Desarme sem falta.
Escolha: William – Sporting

MC
Battaglia– Pizzi – Oliver

Battaglia tem raça, entrega, muito bom a nivel defensivo, bom na condução de bola e muito rápido. Falha ainda a nivel técnico, tem dificuldades na leitura de jogo ofensiva e na parte dos passes longos. Pizzi é mais jogador, fruto da experiencia já acumulada é um jogador que está num patamar superior aos outros 2. Passa por ele todo o jogo do benfica e quando falha (raramente) ~coincidem com as piores exibiçoes dos encarnados. Oliver é daqueles que não enganam, é bom jogador, mas parece-me do género que nunca será um 8, mas também nunca será um 10. Dotado técnicamente, mas quanto a mim falta intensidade e agressividade para poder ser um Box to Box. Danilo ainda o vai disfarçando, um dia que falhe …
Escolha: Pizzi – Benfica

Ala Direito
Gelson – Salvio – Corona

A escolha aqui acaba por ser fácil. Gelson é a estrela emergente. Verdadeiro craque que vai continuar a explodir esta época. Se melhorar no puder de decisão estará para mim entre os melhores extremos do mundo. Salvio é um grande jogador de equipa e muito importante para a estabilidade na equipa. Bom jogador. Finalmente Corona que me parece ter potencial para ser muito melhor do que é. Tem tecnica, finta e velocidade, tem tudo o que um bom extremo precisa, falta uma coisa importante, ser regular.
Escolha: Gelson – Sporting

Ala Esquerdo
Acuna – Cervi – Brahimi

Melhor servido nesta posição parece-me o Porto. Brahimi é daqueles que pode arrancar o golo do outro mundo, a jogada da noite… ou a assobiadela do jogo. Tem uma qualidade muito grande, continua a faltar um treinador que lhe ensine a juntar a qualidade ao coletivo. Acuna e Cervi sendo ambos muito bons parecem-me atrás da magia de Brahimi.
Escolha: Brahimi -Porto

P.L 1 (2º Avançado)
Bruno Fernandes / Jonas / ABoubakar

Coloquei Bruno Fernandes porque tem sido ele a jogar mais perto de Bas, embora não como 2º Avançado. Mas aqui a escolha é quase unanime, Jonas. Daqueles que joga e faz jogar. Arranja espaço e linhas de Passe onde poucos encontram. Marca golos, assiste … Aboubakar e Bruno Fernandes são muito bons e não é por esta posição que alguem vai perder o campeonato.
Escolha: Jonas – Benfica

P.L
Bas Dost – Seferovic – Soares

34 golos no ultimo campeonato mostra verdadeiramente a valia de Bas. Finalizador nato, homem de area que com JJ aprendeu a jogar fora da sua zona de conforto. Um verdadeiro goleador. Num patamar inferior está Soares. Bom avançado, muito agressivo a defender e atacar zonas de finalização. Uma lufada de ar fresco importante no ano passado na turma azul e branca. Não é dotado tecnicamente, mas compensa em vontade o que lhe falta em qualidade. Finalmente Seferovic, 4 golos na ultima epoca, não sao bom cartao de visita, mas a verdade é que se tem mostrado um bom reforço. Tem a velocidade que não tem Mitroglou e a mobilidade que não tem Jimenez, mas não deixa na minha opiniao de ser um verdadeiro 9. Será um perigo á solta e a ter em conta.
Escolha: Bas Dost – Sporting

 

Ou seja, de 11 Inicial:
Benfica – 2 Jogadores
F.C. Porto – 4 Jogadores
Sporting – 5 Jogadores

 

Outras Análises:

Treinador
Jorge Jesus / Rui Vitoria / Sérgio Conceição
Escolha: Rui Vitória (Um treinador Bicampeão parte sempre na Poleposition, não que seja melhor, mas parte com mais capital de confiança e menos pressão)

 

Suplentes

GR
Salin – Julio Cesar – José Sá
Escolha: Julio Cesar – Benfica

DC
André Pinto – Lisandro – Diego Reyes
Escolha: Diego Reyes – FCP

DL
Jonathan – Eliseu – Maxi
Escolha: Jonathan – Sporting

Medio
Bruno Cesar – Filipe Augusto – Herrera
Escolha: Herrera- FCP

Extremos
Iuri – Rafa – Hernani
Escolha: Iuri – Sporting

PL
Doumbia – Jimenez – Marega
Escolha: Jimenez – Benfica

 

Nota: Análise individual por posição. O individual ajuda muito, mas o que ganha é o colectivo.


A Tasca do Cherba
Citar
dá-me o teu tupperware!: «O upgrade»

A pergunta “o Sporting está mais forte este ano?” paira pelas múltiplas análises pós-fecho do mercado e muitos já teceram a sua opinião. Fica aqui a minha. Antes de mais, é preciso dizer que é interessante passar este tipo de julgamentos, fazem sentido, mas são puramente teóricos e especulativos. Na minha opinião, nas últimas duas épocas (pelo menos) não ganhou a equipa que tinha o melhor plantel, tendo o Benfica mostrado outros argumentos, muitos deles envoltos em bastante polémica.

Portanto, estar ou não com um plantel mais forte, não quer dizer imediatamente que vamos ser campeões. Mas estaremos mais ou menos próximos?

Porto e Sporting acumularam erros (próprios e de terceiros) entre os quais se destacam o trabalho de scouting e instabilidade no plantel, com muitas (demasiadas) mudanças no quadro de atletas. Ambos procuram a fórmula que lhes permita subir patamares e superar o actual campeão e é preciso que se destaque que parecem ter aprendido algumas lições. Serão ambos os crescimentos suficientes? Os padres não vão rezar as missas do costume e excomungar as vantagens adquiridas? Veremos.

Centrando o julgamento no Sporting, o trabalho no mercado era grande e as verbas disponíveis limitadas. A incerteza de um acesso à Champions e um lote de jogadores mais que candidato a boas transferências condicionou toda a política de construção do plantel. Ainda assim, a equipa parece mais dotada de argumentos na hora de enfrentar a tão necessária rotatividade ao longo da época. Saíram muitos jogadores, entraram outros tantos:

Schelotto > Piccini (melhor defensor, vai precisar de tempo e das “aulas” de JJ para melhorar a função atacante. Ganhámos mais critério e técnica. O italiano parece ter ainda margem de progressão, e pode subir muitos patamares, especialmente se perder uma certa timidez na hora de subir e jogar com o ala).

Esgaio > Ristovsky (O macedónio é um sério candidato a colocar o seu rival (pela posição) italiano a dar o seu melhor. Embora ainda não testado, basta ver um resumo de qualquer partida onde tenha intervido para entender que está ali um defesa direito bastante aguerrido e que gosta de fazer constar o seu nome nos highlights das partidas, se vai conseguir fazê-lo no Sporting como fez na sua seleção ou no actual campeão croata Rijeka, aí residem as dúvidas e JJ parece tê-las, para já).

Zeegelar > Coentrão (A experiência num patamar competitivo muito superior traz muitas coisas à equipa quer em termos defensivos quer em termos atacantes. Assim as lesões lhe permitam e pode estar aqui um dos principais argumentos de melhoria deste ano. Coentrão já não é aquele lateral impetuoso e papa milhas que fazia quase de 2º ala e dava um pendor ofensivo ao seu corredor assinalável. Hoje é um atleta um pouco menos frenético, mais ponderado e sobretudo menos confiante nas disputas de bola. Os fantasmas das muitas lesões que sofreu “roubaram” muita alegria no jogo e até que venha a confiar mais no seu corpo, podemos ter de encarar com muita paciência futuros apagamentos de forma).

Jefferson > Jonathan Silva (A verdade é que seja o que o argentino render este ano, será difícil que não venha a ser melhor que as últimas épocas do brasileiro. Jonathan fez bastantes jogos no seu país natal e esperemos que isso tenha servido para retirar muita da impetuosidade inútil que empregava em algumas intervenções e alguma fragilidade táctica – coisa que cabe a JJ trabalhar. Enquanto Jefferson recupera o “velho” lateral que prometia ser ano após ano um dos melhores na nossa Liga, cabe ao argentino mostrar que consegue crescer e ganhar mais do que apenas muita garra e predisposição para correr a todas as bolas…é bom mas há muito mais).

P.Oliveira > A.Pinto ( A lesão no início da época não veio num bom momento e retirou ao ex-bracarense quase toda a fase de preparação (e sabemos como isso é um must com JJ). Ainda assim e olhando para os tempos em que capitaneava a equipa minhota, podemos ficar  descansados com a rectaguarda aos centrais titulares, não sei é se estaremos tão seguros como estaríamos com P.Oliveira nesse papel).

R.Semedo > Mathieu (Uma das melhores aquisições desta época. Parecem desfeitas as dúvidas quanto à sua condição física e o francês até dá nota em campo de querer mostrar que tem motor para aos 80m fazer sprints até ao meio do meio-campo. Dá ao onze o que o seu antecessor português só a espaços conseguia: rapidez, concentração e eficiência. A parceria com Coates, beneficia ambos, faltará só aproveitar melhor a sua veia “goleadora” nas bolas paradas – que a tem).

Adrien > Battaglia (Não é um jogador à imagem do ex-capitão. Embora box-to-box de enorme potencial, não tem ainda a capacidade de ligar defesa e ataque do português. Tem mais presença física (algo que JJ aprecia naquelas funções) e muito mais capacidade atlética…veremos como evolui na vertente técnica e táctica, um departamento onde dificilmente poderia ter melhor ajuda sendo JJ um “catedrático” nessas cadeiras. Espera-se de facto muita evolução e não será nem fácil nem rápido, mas para já, isso não parece incomodar ou amedrontar o atleta que certamente terá tido até agora tratamento exclusivo – e intensivo – por parte da equipa técnica).

B.Ruiz > B.Fernandes (Na verdade o português não vem substituir o costa-riquenho na equipa, mas sim Adrien para o caso de William também sair e obrigar Battaglia a recuar para a posição 6. E se não foi este o plano…foi pelo menos o que pareceu. O problema (e dos bons) é que ficando WC e Battaglia assumindo a função de médio de ligação, B.Fernandes solta-se para papéis mais ofensivos…e não tenho palavras para descrever o bem que se ajustou nessa qualidade, fazendo parecer A.Ruiz um suplente pouco credível. Verei a custo que se retire este jogador do lugar de pivot do nosso ataque, pois que o tem desempenhado na perfeição, tanto a conduzir o jogo, como a assistir para golos ou marcá-los ele próprio…e é aqui que penso que substitui…Bryan Ruiz. Sem dúvida alguma a melhor aquisição e, para já, faz parecer o valor da compra, uma pechincha).

Campbell/Markovic > Acuña ( Assim à primeira vista não é fácil reconhecer o argentino como um “virtuoso”, um ala driblador e fantasista – como é Gelson por exemplo. Mas isso é só à primeira vista, a partir da segunda em diante conseguimos entender o quão bem trata a bola “El Huevo” e não sendo de facto um “artista”, é capaz de se soltar do opositor com bola controlada e melhor do que isso, é capaz de perder a bola no drible e recuperá-la de seguida. É até, de certa forma, a antítese de um ala. Não espera por bola e muitas vezes prefere vir buscá-la ao lateral, fazendo questão de ao longo das partidas ajudar imenso o seu colega de corredor. Além do mais dá algo mais do que já tínhamos em termos de bolas paradas, tendo ainda de trabalhar os cantos…que não estão a encontrar as nossas torres de serviço. Quando se fala em reforços é difícil não reparar que este, justifica completamente esse título).

Castaignos > Dumbia (Não é o típico ponta de lança. É demasiado rápido e baixo para ser um clone de Dost e o jogo de cruzamentos para a área não será o estilo de jogo mais aconselhável para fazer brilhar este avançado. Mas lá que o plantel ganha diversidade…isso é indesmentível. O que também não dá para enganos é que será mesmo aposta para entrar muitas vezes no onze titular e saltar do banco, o que já é uma vantagem muito considerável face ao seu antecessor holandês. Para já entrou com confiança e nota-se que quer confirmar muita coisa durante as partidas, o que só o pode favorecer, mesmo que o esquema de um avançado fixo com um médio atrás o atire para fora das opções iniciais. Num esquema com dois avançados, sendo muito mais móvel que Dost pode oferecer bastantes desequilíbrios…coisa que até agora ainda não resultou bem, mas pode e deve ser aposta de JJ frente a adversários com as linhas mais recuadas).

Como é óbvio existiram mais alterações no plantel para esta época. Matheus Oliveira, Salin, Gelson Dala, Iuri, Petrovic, Palhinha entraram ou regressaram e no sentido inverso, Francisco Geraldes, Spalvis, Beto e Matheus Pereira saíram da equipa. Nem nós, nem JJ saberá dizer o peso que estes atletas terão ao longo da época, mas é expectável que venham a ter algumas oportunidades. Só para que tenhamos um exemplo concreto: Acuna jogou já nesta madrugada pela selecção das pampas, 90 minutos de enorme desgaste (para quem viu o jogo, saberá do que me refiro) e a próxima partida do Sporting é já na Sexta às 19h00. O mais razoável é que o jogador venha a estar no banco, mas outra solução terá de ser encontrada e todos pensarão imediatamente em B.Cesár ou Iuri e este tipo de gestão terá de ser natural, quer para JJ, quer para os adeptos, quer para os próprios jogadores. E é aqui, nestas “rotatividades” que penso estar um dos maiores saltos qualitativos e quantitativos deste grupo. Mesmo que à custa da confiança ou não confiança de JJ em jogadores como Matheus Pereira ou Geraldes, a verdade é que não parecem existir tantos “enteados” na equipa. E prefiro olhar para a parte positiva, já que a negativa há muito que a expressei nestes meus posts.

Espero acima de tudo que esta equipa técnica saiba trabalhar melhor a vertente motivacional dos jogadores, sabendo gerir o plantel como um todo e não à custa de um 11 excepcional que marginaliza a contribuição dos tais que têm de nascer mais de uma vez. Os novos partos deveriam ser naturais, acabando de vez com as cesarianas que têm provocado mais abortos que soluções. O substituto de Coentrão, Mathieu ou Acuna terá de sentir que é tão válido como o titular e que a sua prestação pode mesmo garantir-lhe um lugar ao sol, não sendo forçado a aceitar o papel de “suplente” como um karma definitivo. O resto “é bola” – como diz o outro – e ninguém pode prever (com Nhaga ou sem ele) o que faremos de diferente em relação ao anos anteriores.

A Tasca do Cherba