Seydou Doumbia

0 Membros e 2 Visitantes estão a ver este tópico.

Continuo a dizer que não me passa pela cabeça a aposta em Doumbia para o ter no banco. Não em 90% dos jogos do campeonato português.

Doumbia e Dost são sinónimos de golos. Também muitos diziam que Teo não tinha qualquer tipo de complementaridade com Slimani, depois foi o que se viu quando jogaram os dois juntos. O mito já está a ser criado pelos media e ainda há quem vá nisso. O que eles querem sei eu.

                                                                                        Dost

                                                                             Doumbia
             
                                                            Acuña                                    Gelson

Não há que inventar.


É tão simples e óbvio que tenho medo que o JJ se meta a inventar, mas enfim, ele é que vê os treinos  e sabe o que cada um pode render.. mas gostava imenso de ver esse ataque  :drool: :drool: :drool:
Sporting Sempre!
Continuo a dizer que não me passa pela cabeça a aposta em Doumbia para o ter no banco. Não em 90% dos jogos do campeonato português.

Doumbia e Dost são sinónimos de golos. Também muitos diziam que Teo não tinha qualquer tipo de complementaridade com Slimani, depois foi o que se viu quando jogaram os dois juntos. O mito já está a ser criado pelos media e ainda há quem vá nisso. O que eles querem sei eu.

                                                                                        Dost

                                                                             Doumbia
             
                                                            Acuña                                    Gelson

Não há que inventar.

Ninguém diz o contrário, eu também queria que assim o fosse e atenção eu até gosto do Alan Ruiz, mas acho que uma dupla DoDot faria/fará muito estragos no nosso campeonato, o meu problema é que não sei até que ponto o JJ pensa assim, quando principalmente vês os primeiros jogos da época a dupla Alan/Dost a ter mais minutos do que a dupla DoDot, e por já o ter ouvido dizer o ano passado que a melhor dupla do campeonato era mesmo a dupla Alan/Dost?!?

Doumbia chegou mais tarde e atrasado na preparação. É natural que a utilização tenha sido a que foi.
A mim o que não me passa pela cabeça é que se contrate o Doumbia para manter o Alan a titular...isso sim, não passa claramente, nem na cabeça de quase ninguém quando o homem foi contratado.

Esperar para ver.





Se o Alan Ruiz fizer por merecer não tenho problema nenhum que sente o Doumbia. Mas não é a fazer o que fez neste último ano que o merece.

Se o Alan passar a oferecer dinâmica, presença na área, profundidade e a marcar golos então também não me importo...mas se o Petrovic passar a lançar bem o jogo, a ter maior critério posicional, a gerir os ritmos, marcar de meia distância não me importo de vender o William, e se o André Geraldes passar a defender em condições, a procurar o jogo interior com qualidade, a cruzar bem, a assistir, a fazer a linha com um pulmão impressionante, também não me importo que seja titular... :twisted:

Lá está, é o "se"...  :twisted:

A diferença é que pegas num caso em que o potencial está lá, sendo reconhecido por muitos, sejam lovers ou haters, e o inseres junto com outros casos em que não ha capacidade para mais. Aliás, com outros que até jogam num nível de exigencia que o potencial deles nunca lhes devia ter permitido chegar.

Diferenças.
Citar
DOUMBIA ENTUSIASMA OS LEÕES
Costa-marfinense em destaque perante cerca de mil adeptos. Depois do golo ao Fenerbahçe mais dois num treino animado

Jorge Jesus abriu as portas do treino aos sportinguistas e estes encheram a bancada em Nyon, campo de trabalhos dos leões durante este estágio. Durante hora e meia, os adeptos puderam ver de perto como se prepara uma equipa e quais os seus trunfos. Doumbia poderá ser um deles. O avançado entrou com o pé direito, marcando o golo do triunfo sobre o Fenerbahçe, logo no seu primeiro jogo. Ontem, não facilitou, oferecendo dois triunfos à sua equipa.
Mapa do treino
Após 20 minutos de palestra e um par de voltas ao relvado em corrida ligeira, os jogadores foram submetidos a um circuito para ativação muscular, domínio de bola e passe em movimento e finalização.
Meia hora depois de os jogadores terem deixado o ‘auditório’ improvisado numa tenda, o grupo foi criteriosamente dividido em por Jesus. Os azuis: Tobias, Coates, Mathieu, Coentrão, Podence, Matheus Pereira e Doumbia; depois os laranjas: Iuri, Petrovic, Battaglia, Bruno César, Bruno Fernandes, Alan Ruiz e Dost. Faltavam escolher os verdes, assim determinados pela cor da camisola. Ou não... eram os restantes: André Geraldes, Palhinha, André Pinto, Jonathan, Francisco Geraldes, Leonardo Ruiz e Gelson Dala.
‘Morte súbita’
Enquanto isso, já o staff tinha demarcado o campo, encurtado com uma baliza à cabeça da área e na linha do meio-campo. Duas equipas frente a frente, ataque em jogo condicionado por regras como passe obrigatório aos ‘jóqueres’, os jogadores da ‘terceira’ formação, colocados nas laterais e atrás das balizas defendidas, à vez, por Jug, Pedro Silva e Stojkovic. Em sistema de ‘morte súbita’ e com o derrotado a sair de cena, houve seis jogos, com vantagem azul: três graças a Doumbia (2 golos) e Matheus (1), contra dois laranjas (Dost e Alan), e um verde (Francisco Geraldes).
1-0 na ‘peladinha’
A este sector do treino, seguiu-se a tradicional peladinha com o campo mais alargado. Jesus redefiniu as equipas, mas o jogo foi curto e teve apenas um golo. Jug, Piccini, Coates, Mathieu, Coentrão, B. Fernandes, Mattheus Oliveira, Podence, Matheus, Gelson Dala e Doumbia pelos azuis; contra P. Silva, A. Geraldes, Palhinha, André Pinto, Jonathan, Petrovic, Battaglia, Iuri , F. Geraldes, Alan Ruiz e Leonardo Ruiz. Aí, brilhou Gelson Dala, que fez o único golo da peladinha e continua a causar sensação nesta pré-temporada.
Bas Dost faz furor... até quando falha
Os 34 golos na Liga’2016/17 em ano de estreia pelo Sporting são fonte de crédito inesgotável aos olhos dos adeptos leoninos. Bas Dost é um dos jogadores favoritos dos sportinguistas, mas esta relação de empatia não se alimenta apenas de remates certeiros. O internacional holandês, de 28 anos, é a ‘alegria no trabalho’, encarando cada lance com brio e profissionalismo, não abdicando, contudo, do entusiasmo e da boa disposição. Quando lhe tocou finalizar pela primeira vez... marcou um ‘golão’ e celebrou como se estivesse em jogo, merecendo estrondosa ovação por parte dos adeptos como resposta ao seu grito eufórico. Haveria de falhar as tentativas seguintes, mas nem a falta de pontaria lhe tirou nem o direito a ouvir os adeptos entoarem o seu cântico.

Record
A mim o que não me passa pela cabeça é que se contrate o Doumbia para manter o Alan a titular...isso sim, não passa claramente, nem na cabeça de quase ninguém quando o homem foi contratado.

Esperar para ver.





Se o Alan Ruiz fizer por merecer não tenho problema nenhum que sente o Doumbia. Mas não é a fazer o que fez neste último ano que o merece.

Se o Alan passar a oferecer dinâmica, presença na área, profundidade e a marcar golos então também não me importo...mas se o Petrovic passar a lançar bem o jogo, a ter maior critério posicional, a gerir os ritmos, marcar de meia distância não me importo de vender o William, e se o André Geraldes passar a defender em condições, a procurar o jogo interior com qualidade, a cruzar bem, a assistir, a fazer a linha com um pulmão impressionante, também não me importo que seja titular... :twisted:

Lá está, é o "se"...  :twisted:

A diferença é que pegas num caso em que o potencial está lá, sendo reconhecido por muitos, sejam lovers ou haters, e o inseres junto com outros casos em que não ha capacidade para mais. Aliás, com outros que até jogam num nível de exigencia que o potencial deles nunca lhes devia ter permitido chegar.

Diferenças.

Potencial para oferecer dinâmica, jogo de área, profundidade? Eu não o vejo, potencial para ser um bom jogador noutro contexto posicional caso melhore o perfil competitivo sim, vejo. O Alan é um 10, e para ser um bom 10 tem que melhorar e muito os índices competitivos. No modelo de Jesus só resultaria de uma forma, a servir dois avançados, só que o Alan não é um Aimar.

A mim o que não me passa pela cabeça é que se contrate o Doumbia para manter o Alan a titular...isso sim, não passa claramente, nem na cabeça de quase ninguém quando o homem foi contratado.

Esperar para ver.





Se o Alan Ruiz fizer por merecer não tenho problema nenhum que sente o Doumbia. Mas não é a fazer o que fez neste último ano que o merece.

Se o Alan passar a oferecer dinâmica, presença na área, profundidade e a marcar golos então também não me importo...mas se o Petrovic passar a lançar bem o jogo, a ter maior critério posicional, a gerir os ritmos, marcar de meia distância não me importo de vender o William, e se o André Geraldes passar a defender em condições, a procurar o jogo interior com qualidade, a cruzar bem, a assistir, a fazer a linha com um pulmão impressionante, também não me importo que seja titular... :twisted:

Lá está, é o "se"...  :twisted:

A diferença é que pegas num caso em que o potencial está lá, sendo reconhecido por muitos, sejam lovers ou haters, e o inseres junto com outros casos em que não ha capacidade para mais. Aliás, com outros que até jogam num nível de exigencia que o potencial deles nunca lhes devia ter permitido chegar.

Diferenças.

Potencial para oferecer dinâmica, jogo de área, profundidade? Eu não o vejo, potencial para ser um bom jogador noutro contexto posicional caso melhore o perfil competitivo sim, vejo. O Alan é um 10, e para ser um bom 10 tem que melhorar e muito os índices competitivos. No modelo de Jesus só resultaria de uma forma, a servir dois avançados, só que o Alan não é um Aimar.



Presença na área ele oferece, bem como golos e quando quer profundidade. E consegue ter capacidade de ligar o jogo e de último passe. O problema é que não consegue sempre. Ou consegue muito poucas vezes. Também se conseguisse não era jogador para o nosso bolso, ou pelo menos para ficar cá muito tempo. Neste contexto e voltando ao tópico, tem claramente de ser suplente do Doumbia. E se calhar do Podence e de que mais contar para segundo avançado.
A mim o que não me passa pela cabeça é que se contrate o Doumbia para manter o Alan a titular...isso sim, não passa claramente, nem na cabeça de quase ninguém quando o homem foi contratado.

Esperar para ver.





Se o Alan Ruiz fizer por merecer não tenho problema nenhum que sente o Doumbia. Mas não é a fazer o que fez neste último ano que o merece.

Se o Alan passar a oferecer dinâmica, presença na área, profundidade e a marcar golos então também não me importo...mas se o Petrovic passar a lançar bem o jogo, a ter maior critério posicional, a gerir os ritmos, marcar de meia distância não me importo de vender o William, e se o André Geraldes passar a defender em condições, a procurar o jogo interior com qualidade, a cruzar bem, a assistir, a fazer a linha com um pulmão impressionante, também não me importo que seja titular... :twisted:

Lá está, é o "se"...  :twisted:

A diferença é que pegas num caso em que o potencial está lá, sendo reconhecido por muitos, sejam lovers ou haters, e o inseres junto com outros casos em que não ha capacidade para mais. Aliás, com outros que até jogam num nível de exigencia que o potencial deles nunca lhes devia ter permitido chegar.

Diferenças.

Potencial para oferecer dinâmica, jogo de área, profundidade? Eu não o vejo, potencial para ser um bom jogador noutro contexto posicional caso melhore o perfil competitivo sim, vejo. O Alan é um 10, e para ser um bom 10 tem que melhorar e muito os índices competitivos. No modelo de Jesus só resultaria de uma forma, a servir dois avançados, só que o Alan não é um Aimar.



Presença na área ele oferece, bem como golos e quando quer profundidade. E consegue ter capacidade de ligar o jogo e de último passe. O problema é que não consegue sempre. Ou consegue muito poucas vezes. Também se conseguisse não era jogador para o nosso bolso, ou pelo menos para ficar cá muito tempo. Neste contexto e voltando ao tópico, tem claramente de ser suplente do Doumbia. E se calhar do Podence e de que mais contar para segundo avançado.

Repara, eu até acho que o Alan, mudando o seu perfil competitivo pode ser bastante útil. Mas profundidade não oferece, pode lançar para a profundidade de outros jogadores, vimos a fazer isso com o Podence no ultimo jogo em alguns momentos, mas ser o Alan a oferecer a profundidade não, não são as suas características. Por presença de área falo em
 criar espaços e em aproveitar os espaços criados pelo ponta, o Alan não é um animal de área, não é ali que vive,  vive na entrada da área a definir na assistência ou remate, e mesmo aí não teve grande sucesso, fez tantas assistências quanto o Campbell por exemplo, 4. Golos a mesma coisa, marcou 6 em 23 jogos da liga, muito pouco.

Comeste a mulher do Jota??  :naughty: :naughty: :naughty:
Comeste a mulher do Jota??  :naughty: :naughty: :naughty:

Era suposto este menino tirar o lugar ao Riquelme 2.0?? :mrgreen:
Comeste a mulher do Jota??  :naughty: :naughty: :naughty:

Era suposto este menino tirar o lugar ao Riquelme 2.0?? :mrgreen:

 :lol: :lol:

Contratar este gajo para o ter a suplente...f***-**, só o Jesus.

E só conta para o lugar do Dost, a desculpa está arranjada.  ::)
Se no primeiro jogo oficial tivermos Bas + Alan em vez de Bas + Doumbia, vou perder qualquer restia de esperança que ainda tenho no Jorge Jesus.
 :think: Melhor marcador da pré-temporada a par do Dost certo? Ao menos nos jogos com transmissão.
Para segundo avançado parece haver Podence e Alan (+ Dala como joker), parece ter mais espaço como PL. Embora em muitos momentos (de aperto) e jogos vá acabar por jogar com o holandês.

Características algo parecidas ao Aboubakar. Bom avançado.
Para segundo avançado parece haver Podence e Alan (+ Dala como joker), parece ter mais espaço como PL. Embora em muitos momentos (de aperto) e jogos vá acabar por jogar com o holandês.

Características algo parecidas ao Aboubakar. Bom avançado.

Ele espaço tem como segundo avançado, e o espaço todo aliás, os outros é que o podem perder e aí é que reside o problema.

O Alan não funciona como SA, deviam contar Doumbia e Podence e chegar outro Ponta para back up do Dost.

Doumbia\Podence- Dost\Contratação.

Confirmando-se as indicações esta contratação vai ser um desperdício.

Vai começar a época como suplente do Alan Ruiz, não tenho a mínima dúvida.
Vai começar a época como suplente do Alan Ruiz, não tenho a mínima dúvida.

Nem eu, não percebo é porque fizemos um esforço financeiro para o contratar então. Para back up ao Dost é um jogador com um perfil completamente diferente, a equipa teria que trabalhar dinâmicas completamente distintas para jogar com Doumbia a ponta. Para SA, o mais lógico, o JJ não abdica do Alan Ruiz.  :inde:

já agora, e sem querer incendiar mas incendiando, a história Alan não se limita somente à questão futebolística...nem o JJ é tão cego.

Vai começar a época como suplente do Alan Ruiz, não tenho a mínima dúvida.

Nem eu, não percebo é porque fizemos um esforço financeiro para o contratar então. Para back up ao Dost é um jogador com um perfil completamente diferente, a equipa teria que trabalhar dinâmicas completamente distintas para jogar com Doumbia a ponta. Para SA, o mais lógico, o JJ não abdica do Alan Ruiz.  :inde:

já agora, e sem querer incendiar mas incendiando, a história Alan não se limita somente à questão futebolística...nem o JJ é tão cego.



Não faz o menor sentido contratar o Doumbia para ser suplente de quem quer que seja.
Esta pre-época devia estar a ser utilizada para precisamente isso que dizes - dar rotinas a uma dupla que tem tudo para ser demolidora. Mas existe uma lesma argentino que é a vaca sagrada deste plantel.
Vai começar a época como suplente do Alan Ruiz, não tenho a mínima dúvida.

Pior , parece que vai ser suplente do Bas Dost.

O suplente do Alan Ruiz , pelo que se viu hoje é o Matheus Pereira.
Vai começar a época como suplente do Alan Ruiz, não tenho a mínima dúvida.
Começo a achar que sim!

Gostei de o ver em parceria com o Podence, os dois tornaram a frente de ataque móvel, baralharam as marcações, e conseguiram pressionar a saída de bola do adversário, algo que o Bas Dost e o Alan Ruiz não fazem.
"Esforço, Dedicação, Devoção e Glória"
Não saindo ninguém, como vai fazer o jj com William, adrien, fernandes, acuna, jelson, doumbia e dost?