As derrotas de Jesus

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Não, não se trata de um texto para descarregar frustrações ou carpir mágoas pela inesperada derrota de ontem, em Vila do Conde. Um resultado tão negativo deve ser aproveitado para fortalecer as fraquezas demonstradas no terreno de jogo e trazer um nível de exigência ainda maior aos atletas, respeitando os valores do clube que defendem. As derrotas servem para aprender com os erros que cometemos e aprender com os erros é uma qualidade fundamental de qualquer profissional, seja qual for a sua profissão.

E' neste  contexto que acho que se deve questionar a postura do treinador do Sporting. Já todos sabemos que a nível técnico temos um dos melhores treinadores mundiais. Na sua arte, Jorge Jesus é mestre: na táctica, na leitura de jogo, no potenciar das qualidades dos jogadores, na capacidade de motivação e exigência, etc. No entanto, como qualquer mestre, comete erros. Tudo seria normal, se não se der o caso de os mesmos erros se repetirem. Nessa situação, poderemos estar perante uma falha grave do actual treinador do Sporting.

No nosso clube todos ganhamos e todos perdemos. Não existe a sobrevalorização de contributos individuais para as vitorias nem a culpabilização de elementos específicos para as derrotas. Jesus parece não perceber isso. Ou melhor, o ego de Jesus parece não entender isso. Essa tendência para o auto-elogio apenas o prejudica e, infelizmente, prejudica o clube que ele serve.

Há frases que os melhores nunca devem dizer. Devem sempre esperar que sejam outros a proferi-las. O nosso trabalho só é verdadeiramente grandioso quando é reconhecido por terceiros. No caso do treinador de futebol, existe uma outra componente: quando se conseguem obter resultados relevantes (ou seja, títulos). As derrotas são derrotas, não são derrotas lustrosas ou honradas. Os resultados são o que ficam, tudo o resto se perde na memoria curta do adepto de futebol. O único discurso aceitável é o de se tentar fazer melhor para a próxima.

Jesus, consciente ou inconscientemente, consegue regularmente acicatar os adversários mais directos. Provoca-os, faz insinuações, embriaga-se de soberba. Um estimulo destes, num campeonato já de si "condicionado", é perfeitamente desnecessário. Menos palavras e mais trabalho, exigem-se. Menos floreados e mais respostas curtas, recomendam-se.

Recordamos que a margem de manobra é pouca. Jesus tem um plantel moldado à sua imagem e aos seus requisitos. Alguns dos atletas que pediu, ingressaram no clube debaixo de suspeitas do seu real valor e da contribuição válida que podem dar ao plantel. Os Sportinguistas oferecem o beneficio da duvida, mas as respostas devem ser dadas no terreno de jogo, para que o apoio se amplifique e a dinâmica de vitoria se estabeleça.

Um factor mais condiciona o trabalho de Jesus no Sporting: a falta do colinho lampião. Não podemos ser hipócritas: num passado recente, os lapsos da equipa do agora treinador do Sporting eram amparados frequentemente pelos discípulos de Vítor Pereira. Jesus foi campeão também por causa  do colinho. Agora, nada disso existe. Pelo contrário, bastas vezes o Sporting joga em condições de contra tudo e contra todos. As expulsões a que o técnico já foi sujeito, enquanto treinador do Sporting, são um sinal claro de que, agora, os homens do apito estão contra ele. A grandeza e capacidade do nosso treinador só agora estão a ser verdadeiramente testadas.

Tudo isto para dizer que muito do que vai contribuir para o Sporting ser campeão, será a capacidade do seu técnico aprender com os erros do passado recente. Até agora, como ele costuma dizer, ganhou zero, bola, ao serviço do Sporting (excluo a Supertaça, pois trata-se de um titulo secundário nas aspirações leoninas). Temos a certeza que, se mantiver o foco na equipa e no rendimento da mesma, levará o clube à conquista do titulo nacional. Caso tal não venha a acontecer, enveredando por aspectos laterais aos resultados que a equipa apresente, então submete-se ao único julgamento possível: todas as derrotas serão as derrotas de Jesus. Única e exclusivamente dele.
Minoritariamente...pelo verdadeiro Sporting!

http://endlessnomadeu.blogspot.pt/
 :clap: :clap: :clap:

Excelente reflexão, com a qual concordo integralmente, como aliás já fiz sentir hoje noutros tópicos.

Tomo a liberdade de isolar este pensamento:

Citar
Há frases que os melhores nunca devem dizer. Devem sempre esperar que sejam outros a proferi-las. O nosso trabalho só é verdadeiramente grandioso quando é reconhecido por terceiros.

Na vida é preferível que sejam outros a elogiar-nos do que sermos nós a fazê-lo.

Quem é realmente bom não precisa de se estar sistematicamente a pôr em bicos de pés, a chamar a atenção para si mesmo.

Um homem muito sábio que viveu há muitos anos, ensinou o seguinte:

“Quando fores convidado por alguém para uma festa, não te sentes no lugar mais destacado. Talvez uma pessoa de mais destaque do que tu também tenha sido convidada. Então o dono da casa chegará e dir-te-á: ‘Dá o teu lugar a este homem.’ Então tu irás, envergonhado, ocupar o último lugar. Mas, quando fores convidado, procura o último lugar, para que, quando chegar o dono da casa, ele te diga: ‘Amigo, vem para aqui, para um lugar mais importante.’ Então serás honrado na frente de todos os outros convidados. Porque todo aquele que se enaltecer será humilhado, e aquele que se humilhar será enaltecido."

As honras são-nos concedidas pelos outros, não por nós próprios.

« Última modificação: Setembro 19, 2016, 14:26 pm por Hemgê »
Ok. Já não faltava o que veio e ainda vem do exterior.
"Infelizmente, o Sporting é o Clube mais divisionista, intriguista e falso-puritano que conheço. Por muito que doa aos sportinguistas, não há sentido de Corpo neste Clube. Somos todos sportinguistas, sim senhor, mas desde que o Sporting seja à medida de cada um e não à medida de todo o mundo leonino. Há quem exulte com as derrotas do clube, se isso significar estar um passo mais perto do lugar, do cargo, da posição ou, como se diz na gíria leonina, do "croquete" "
«Jesus, consciente ou inconscientemente, consegue regularmente acicatar os adversários mais directos.»

Acho que se sobrevaloriza demasiado o efeito destas coisas. Da mesma forma que o JJ dá desconsidera o eventual efeito que isto pode ter nos adversários, a maioria dos adeptos acha que isto é um factor decisivo quando me parece que não é. No caso do JJ, dá jeito passar a mensagem de que os auto-elogios dele dão força aos adversários porque é o treinador do Sporting e tudo o que sirva de carvão é útil.
No dia em que JJ autoproclamar-se um grande treinador (que o é) afecta o desempenho da equipa (jogadores) do Sporting é o dia em que esses jogadores têm de ser corridos do Sporting porque não têm mentalidade para jogar cá.

Quanto a atiçar os adversários não me lembro de JJ ter atiçado a APAF na última época e no entanto eles tiraram-nos o campeonato e a taça a brincar.

A Supertaça só é um titulo secundário porque te dá jeito dizer isso para diminuir a imagem do treinador.
A Supertaça é um titulo oficial que deve ser ganho sempre que disputado pelo Sporting, e JJ ganhou-o.

Não é um texto para descarregar frustrações, é um texto para atacar o treinador pelo que ele diz como se o que ele diz publicamente tivesse alguma influencia no que a equipa joga.
"Viva o Sporting Clube de Portugal ... É Nosso Outra Vez" - Presidente Bruno de Carvalho


"Um dia vocês hão-de perceber que o objectivo de Pinto da Costa e do Porto nunca foi destruir o Benfica mas sim o Sporting." - Viridis
"As ideias que estão lá são todas minhas. O Benfica não mudou nada, zero. Vou jogar contra uma equipa com ideias minhas. Eu cheguei ao Sporting e mudei tudo. O cérebro já não está lá (no Benfica), o treino não vai ser o mesmo, mas tudo aquilo continua.”

"Benfica teve medo do Sporting"

"É fácil depois de ganhar responder a Rui Vitória. Hoje, podíamos ter ganhado por mais. O Benfica não teve uma oportunidade de golo. Era fácil pôr o Rui Vitória deste tamanhinho (juntando o indicador e o polegar), mas não ponho. Vou respeitá-lo".


Eis mais exemplos da bazófia de JJ. Nem vou buscar a trampa que disse em 6 anos na Luz. Não caberia apenas num post. "Bazófia", que incomoda. Mas incomoda mais nas "derrotas". Portanto o que se sugere e já o li por aí várias vezes, é que dê asas ao seu ego apenas e só se vencer, que só aí é suportável.

Curiosamente, as declarações acima são antes e pós vitórias claras e indiscutíveis e após a última, o Sporting voltaria a ganhar.

Não houve então, esta coisa das declarações arrogantes que implicam pouco trabalho e dedicação e apenas e só folclore e que levam kármicamente a derrotas.

O que peço a Jesus, é que continue a colocar o Sporting a jogar à bola, a valorizar os seus activos e a ser igual a si mesmo. De minha parte, toda a atenção à equipa dentro de campo, pouca atenção ao que o treinador diz nas CIs. Normalmente, não gosto do que diz nas mesmas quando ganha nem quando perde e atribuo-lhe relevância zero, a não ser quando vejo a equipa a acusar dentro das 4 linhas, a sobranceria do seu treinador. Raramente vi tal, em dezenas de jogos. Ontem, foi uma das poucas excepções.
Sobre o que uma pessoa deve ou não dizer sobre o seu sucesso ou sobre o trabalho dos outros, cada um é como é, mas importa muito evidenciar o que aconteceu nos primeiros tempos, e que a meu ver esclarece o porquê da conduta do Jesus face à capacidade do seu trabalho.
Nos primeiros tempos de Jesus como treinador do Sporting, as declarações do mesmo sobre o Benfica foram razoáveis.
O problema foi o que aconteceu pouco tempo depois. E o que aconteceu depois saiu directamente do rabo dorido dos lampiões.
O Jesus tirou as luvas, por assim dizer, quando todos os dias, nos muitos canais de televisão e nas muitas colunas de opinião, a apreciação geral sobre o seu trabalho como treinador do Benfica passou a ser a de que, afinal de contas, o mesmo até nem foi lá muito bom, que, em condições normais, o Benfica deveria ter vencido as finais que disputou, que a maioria das contratações foi má, que o Benfica deveria ter feito muito mais na Liga dos Campeões, que a sua personalidade é defeituosa, etc.
Foi a partir daqui, desta enfiada de asneiras movidas a sanha, que o Jesus começou a dizer certas coisinhas sobre o Benfica e sobre o seu tempo naquele pardieiro.

E eu dou toda a razão ao Jesus. Toda!!
Em primeiro lugar, o mais importante está lá, ou seja, a confiança que ele sente nele próprio tem fundamento.
Em segundo lugar, quem sabe que é competente, quem durante anos ouviu muitos elogiarem o seu trabalho, não aceita que terceiros, os tais que antes lhe devotavam carradas de elogios, questionem o que foi conseguido.
O Jesus tem de facto um ponto sensível: a sua competência.
Quando a questionam, ainda por cima estúpida e rancorosamente, o homem não mete a viola no saco.

Durante 6 anos, Jesus foi, de acordo com a máquina benfiquista, um treinador como nenhum outro, o treinador que mudou a era Vieira, etc. A seguir, passou a ser o gajo que até nem fez muito, o gajo cuja personalidade, afinal, não presta, o gajo que recebia muito dinheiro, o gajo que não sabia vender jogadores, etc.
Duas coisas:

- isso de se dizer que o Jesus o ano passado espicaçou o benfica, é desculpa de lampião para justificar o sucesso da epoca passada e esconder o colinho.
- jesus é o melhor treinador portugues a nivel de qualidade de jogo e em potenciar jogadores, mas não o considero um treinador vencedor. Fraqueja nos momentos decisivos (quando perderam o triplete, por exemplo, quando estava no benfica), a verdade é que os campeonatos ganhos na luz foram todos, sem excepção, corrompidos: o dos tuneis, o da epoca do leonardo jardim (O sporting ganhava-o, fomos severamente prejudicados, relembro apenas que fomos a equipa europeia com mais golos limpos mal anulados e se compararmos a equipa que o Sporting e o benfica tinham...) e no ano seguinte o porto foi mais prejudicado, seria o justo vencedor do campeonato. Pelo meio deixou escapar vantagens pontuais para o porto de vitor pereira na recta final dos campeonatos.
Até pode ser tudo verdade. Mas debitar isso aqui depois de uma derrota daquelas é demasiado fácil. O texto peca pelo timing.

Devias publicar isto depois de uma vitória estrondosa. Escrever depois de derrotas, seja lá sobre o que for, mesmo afirmando que não é por causa da derrota, é descarregar a azia (que também a tenho, ainda não passou). Tu, eu e muitos pensam que o ego devia mais pequeno, mas ele não vai mudar e temos de aprender a viver com isso.

Eu quero acreditar que foi um acidente de percurso, e que vamos esquecer este jogo depressa (nunca mais é sexta-feira...). Que no final da época ser campeões, e ter clubes a bater clausulas de rescisão pelo Gelson e pelo William. A acontecer será graças ao JJ, a verdade é essa, por muito que nos custe a lidar com o ego do homem. Nós assinamos com o JJ e com o ego dele, ganha cada um 2.5M euros época...

Vamos lá ver se o Estoril não arranja lá também um "Gil Dias da vida", sob o efeito de vapores de sementes de chia e Quinoa, que nos faça a vida negra.

SL
"Queremos um Clube tão grande como os maiores da Europa"
Projecto pessoal sobre o Football Manager
Não concordo minimamente com o Timming deste post.
Se tivéssemos ganho não se lembraria ao diabo das derrotas ou das farpas que o Jesus manda.

Quem é que foi esperar e apoiar a equipa ontem a alvalade depois de chegarem de vila do conde ?
Mais apoio e menos criticas.





A comunicação social está a ser arrastada por um turbilhão de noticias que ela própria vai ampliando.

Como diz o Povo: As gatas apressadas parem os filhos cegos e é por isso que não vale a pena tentar adivinhar o futuro.

By Nuno Saraiva sobre imprensa desportiva (12-08-2016)
Não concordo minimamente com o Timming deste post.
Se tivéssemos ganho não se lembraria ao diabo das derrotas ou das farpas que o Jesus manda.

Quem é que foi esperar e apoiar a equipa ontem a alvalade depois de chegarem de vila do conde ?
Mais apoio e menos criticas.

Depois de uma vergonha daquelas, queriam apoiam quando chegassem a Alvalade? Está bem  :lol:

Foram apoiados no fim do jogo e já é muito.

(E com isto não estou a dizer que se devia era insultar ou vaiar os jogadores e equipa técnica, nada disso!)
Relativamente ao timing do post:

- Se fosse após uma vitoria:

"Quero lá saber disso, o homem ganha jogos e o resto e' conversa"

- Se fosse após a derrota em Madrid:

"Perdemos mas demos uma lição ao Real. O Jesus e' um mestre e comeu o Zidane de cebolada."

- Após a derrota em Vila do Conde:

"Pá, isto e' aproveitar as derrotas para criticar! Devemos e' mostrar união e continuar a apoiar!"

Conclusão: preso por ter cão e preso por não ter.

Por ultimo, convém relativizar a importância do forum: ninguém do Sporting se sente atingido ou vangloriado pelas palavras que aqui se escrevem. Como não estamos na Coreia do Norte, não temos nenhuma linha oficial de pensamento a seguir e o forum serve para que opiniões diversas sejam discutidas. Isto para dizer que o politicamente correcto e' para quem tem responsabilidades no clube. Aqui, e' para quem tem opiniões próprias e as exprime.

Comportamentos de "white knight", dispenso!
Minoritariamente...pelo verdadeiro Sporting!

http://endlessnomadeu.blogspot.pt/
Relativamente ao timing do post:

- Se fosse após uma vitoria:

"Quero lá saber disso, o homem ganha jogos e o resto e' conversa"

- Se fosse após a derrota em Madrid:

"Perdemos mas demos uma lição ao Real. O Jesus e' um mestre e comeu o Zidane de cebolada."

- Após a derrota em Vila do Conde:

"Pá, isto e' aproveitar as derrotas para criticar! Devemos e' mostrar união e continuar a apoiar!"

Conclusão: preso por ter cão e preso por não ter.

Por ultimo, convém relativizar a importância do forum: ninguém do Sporting se sente atingido ou vangloriado pelas palavras que aqui se escrevem. Como não estamos na Coreia do Norte, não temos nenhuma linha oficial de pensamento a seguir e o forum serve para que opiniões diversas sejam discutidas. Isto para dizer que o politicamente correcto e' para quem tem responsabilidades no clube. Aqui, e' para quem tem opiniões próprias e as exprime.

Comportamentos de "white knight", dispenso!

Depois de uma vitoria:

- Quem pensa que o JJ devia deixar de alimentar o ego dele com proteína hidrolisada, continuará a ter a mesma opinião.

Depois de uma derrota:

- Quem pensa que o JJ devia deixar de alimentar o ego dele com proteína hidrolisada, continuará a ter a mesma opinião.

Só que na derrota é muito mais fácil e previsível. Nem luta dá.

Que se lixe o politicamente correcto.  :beer:

Se todos fossemos escrever o que nos passou pela cabeça, durante e após aquele jogo...acredita que foste muito politicamente correcto.

"Queremos um Clube tão grande como os maiores da Europa"
Projecto pessoal sobre o Football Manager
Relativamente ao timing do post:

- Se fosse após uma vitoria:

"Quero lá saber disso, o homem ganha jogos e o resto e' conversa"

- Se fosse após a derrota em Madrid:

"Perdemos mas demos uma lição ao Real. O Jesus e' um mestre e comeu o Zidane de cebolada."

- Após a derrota em Vila do Conde:

"Pá, isto e' aproveitar as derrotas para criticar! Devemos e' mostrar união e continuar a apoiar!"

Conclusão: preso por ter cão e preso por não ter.

Por ultimo, convém relativizar a importância do forum: ninguém do Sporting se sente atingido ou vangloriado pelas palavras que aqui se escrevem. Como não estamos na Coreia do Norte, não temos nenhuma linha oficial de pensamento a seguir e o forum serve para que opiniões diversas sejam discutidas. Isto para dizer que o politicamente correcto e' para quem tem responsabilidades no clube. Aqui, e' para quem tem opiniões próprias e as exprime.

Comportamentos de "white knight", dispenso!

O Sporting bateu no ano passado o seu recorde de pontos.
Bateu o seu recorde de vitórias.
Após 2007, finalmente lutou pelo título até à última jornada.
Foi consensualmente a equipa que praticou melhor futebol o que teve influência decisiva, a somar à possibilidade do título,  no recorde de assistências no estádio.
Bateu no verão o recorde da maior venda de sempre de um seu jogador. Por 2 vezes.

A diferença competitiva com Jesus é gritante e não colhe por si o argumento que os meios que teve à disposição eram superiores que os anteriores quando o Sporting foi claramente o que gastou menos em aquisições e salários e perde no 11 titular 2 futuros campeões europeus, mais Carrillo e William, este durante meses.

Nunca me vão convencer que a bazófia de JJ, antiga, consegue tornar, por acicatar um rival, uma máquina quase invencível e infalível.

JJ perde o campeonato passado, depois de ter elevado o Sporting vários patamares para um nível de um bom campeão, precisamente por isso. Defrontou um adversário que vence 23 dos últimos 24 jogos. 23. Pode-se agora discutir como é que uma equipa faz 69 e 72 pontos, depois de ter perdido 11 em 8 jogos e haverá muitas razões para isso, mas nunca o discurso de JJ pode ser relevante o suficiente para grandes psicanálises sobre eventuais questões motivacionais decisivas para títulos quando nas derrotas e vitórias, há uma variável imutável, que é a postura comunicacional de JJ.

Já o referi imensas vezes. Apesar da genuinidade e frontalidade que reconheço, desagradam-me exercícios arrogantes e narcisistas e não fosse o meu clube estar em causa, também a mim me daria, como deu no passado, um gozo tremendo explorar as derrotas de JJ como fiquei aziado nas suas vitórias.

Portanto não defendo esta postura. Por mim, JJ ficava calado e falava apenas do que sabe. Do jogo e apenas do jogo.

Mas...

(...)
No nosso clube todos ganhamos e todos perdemos.




(...)Caso tal não venha a acontecer, enveredando por aspectos laterais aos resultados que a equipa apresente, então submete-se ao único julgamento possível: todas as derrotas serão as derrotas de Jesus. Única e exclusivamente dele.

Ou ganhamos ou perdemos todos. Em qualquer circunstância. A não ser que momentos de falência colectiva como em Vila do Conde, raros no Sporting de JJ, se repitam.

Decididamente, não vou isolar o meu treinador, que em apenas um ano redefiniu um Sporting em crescimento para um verdadeiro candidato ao título, em momentos de bullying generalizado, aproveitando o contexto para preparar um cenário de exclusiva responsabilização do técnico no caso de insucesso, fazendo no fundo aquilo que se acusa o homem.

As vitórias não podem ser de todos e as derrotas apenas de JJ.

Estamos em Setembro e na quinta jornada. Não teremos facilidades de qualquer ordem, não haverá titulos a cairem-nos no colo. Vai ser mais um ano de emoções, de alegrias, tristezas, frustrações, de euforias e depressões.

Tão perigoso como a falta de foco e responsabilidade deste último fim de semana,  será fazermos parte da onda que nos quer dividir e em consequência, que coloquemos em causa as competências de quem nos recolocou como um obstáculo real aos objectivos dos rivais.
Pois eu , APESAR DE ACHAR QUE JESUS DEVERIA TER MAIS CUIDADO EM CERTAS AFIRMAÇÕES QUE FAZ, acho este tópico dentro de um Forum como é o nosso, UMA TRETA DO C4R4LHO!

"Por cada Leão tombado ... dois se erguerão para tomar o seu lugar"
Concordo com a análise feita e não venho aqui escrever agora porque perdemos.

Apenas lhe peço que seja mais comedido nas suas manifestações, não vai ser agora aos 62 anos, que vai corrigir a 100% esta característica que nos tem prejudicado.

Aliás, quando da sua expulsão em Madrid, o próprio admitiu que com ele no banco até ao fim, não perdíamos.

Penso, que ele ao admitir, penitenciar-se do seu erro, vai tentar evitar no futuro estas situações, algo novo nele (o admitir o erro), esteve bem, além do prejuízo para o clube.

Concordo com a análise feita e não venho aqui escrever agora porque perdemos.

Apenas lhe peço que seja mais comedido nas suas manifestações, não vai ser agora aos 62 anos, que vai corrigir a 100% esta característica que nos tem prejudicado.

Aliás, quando da sua expulsão em Madrid, o próprio admitiu que com ele no banco até ao fim, não perdíamos.

Penso, que ele ao admitir, penitenciar-se do seu erro, vai tentar evitar no futuro estas situações, algo novo nele (o admitir o erro), esteve bem, além do prejuízo para o clube.
Eu até acho que foi numa de se vangloriar novamente companheiro!
"Por cada Leão tombado ... dois se erguerão para tomar o seu lugar"
"Eu até acho que foi numa de se vangloriar novamente companheiro!"

Bem, não vou ser eu que vou colocar isso em causa, estamos no inicio do campeonato e das outras competições, há que aprender com o menos bom.

Temos o treinador certo, para o projeto que todos queremos, GANHAR!!!!

Esta Direção, já demonstrou ter muita competência, saberá tirar as melhores ilações disto tudo e tentar que não se evitem!!