O Sporting devia ser Portugal

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

O Sporting é a melhor equipa desta época. Sem duvida alguma, comprovado pelas exibições dentro do terreno de jogo e pelas estatísticas rigorosas de uma época de excepção. Num pais normal, numa competição normal, seriamos campeões com naturalidade, impondo-nos aos nossos adversários com uma superioridade indesmentível.

No entanto, existe uma forte possibilidade de a melhor equipa deste campeonato, o Sporting Clube de Portugal, não vencer a competição. Sim, por vezes acontece que não é o melhor a vencer. São eventos ocasionais que servem apenas para confirmar a regra de que o mais forte vence (quase) sempre. O problema é que o Sporting pode não vencer a liga porque se decidiu "'a priori" que tal fosse o desfecho do campeonato. O Sporting pode não vencer porque fez uma desfeita a um clube rival na pré-temporada e isso tornou-o no alvo a abater pelo universo peculiar do futebol lusitano.

No entanto, desengane-se quem pense que isto é um fenómeno recente: são décadas em que o nosso clube sofre uma perseguição sem tréguas com vista a diminuir o seu papel de clube grande, com dimensão internacional. O que acontece agora é apenas o sintoma do nosso reerguer, do acordar do leão. O desespero perante tal cenário leva a que se perca a vergonha na cara, a que todos os meios para nos atacar sejam legítimos, a que a corrupção e o compadrio tenham a complacência e mesmo o comprometimento de instituições que deviam ser sérias e isentas.

Desengane-se quem pense que isto é apenas o reflexo do nosso futebol. Não, o que se passa neste desporto é o reflexo daquilo que são os valores e as regras sociais pelas quais a nação se rege. Enquanto a grande parte da população tiver o tom vermelho como cor desportiva, o país nunca sairá da mediocridade. A mentalidade reinante do lampião é mesquinha, balofa, azeiteira e cheia de teoremas do famoso "chico esperto". Esta gente rege-se na vida pelos mesmos princípios com que regem a sua faceta de adeptos de clube. Portugal será sempre um país atrasado enquanto a lampionagem reinar na sociedade, na politica, na comunicação social e, obviamente, no desporto.

O Sporting não pode mudar de país. O Sporting é forçado a participar em competições nacionais que estão inquinadas de corrupção até ao tutano. E' a nossa escolha participar em campeonatos viciados porque somos teimosos nos valores que defendemos e na crença de que os nossos princípios serão, no final, vencedores. Temos a determinação dos justos e cada vez mais, quanto mais nos atacam, mais fortes nos fazem. Não sabemos o que é lutar de igual para igual. Para vencer temos de ser 100 vezes melhores do que os nossos adversários. Não nos vergamos às vozes da mediocridade, dos alarves e grunhos a quem é dado tempo de antena. Somos superiores a tudo isso porque acreditamos que nem todos os meios justificam os fins e que os valores fundamentais do desporto não são negociáveis.

Estamos orgulhosamente sós, mas a mentalidade salazarista está do outro lado.
Nunca foi tão bom ser do Sporting como agora.
O futuro é nosso!


Minoritariamente...pelo verdadeiro Sporting!

www.facebook.com/The-Hanging-Man-1733378720009340/
Grande texto, concordo em absoluto.

 :clap: :clap: :clap:
Pois eu tambem concordo como texto, mas isto e na perspectiva sportinguista , na dos outros  ja nao e nada assim , ainda hoje estive a ver a sic noticias e afinal o sporting e tao favorecido como os outros , dizem eles .

Mas as estatisticas demonstram que o sporting ainda tem um longo percurso para se equivaler aos outros , basta ser intelectualmente honesto, mas pelos vistos eles nao querem ser !!
 :clap: :clap: :clap:

Morte ao Nacional-Lampionismo!  :cartao:
"Vou dizer pela primera vez,e podem rever as minhas palavras no passado.Digo aqui pela primeira vez que vamos ser campeões no próximo mandato.E mais que uma vez ! Não é sermos candidatos,é vamos ser campeões "
 :clap: :clap: :clap:

Morte ao Nacional-Lampionismo!  :cartao:

Morte ao nacionalismo-socialista lampiânico.

Que seja um reich efémero.
I smoke two joints in the morning, i smoke two joints at night, i smoke two joints in the afternoon, it makes feel alrigth. I smoke two joints, in time of peace and two in time of war. I smoke to joints before i smoke two joints, and then i smoke two more.
I smoke two joint when i play videogames, and at every ten thousand points (i´ll smoke two joints).
O Sporting é a melhor equipa desta época. Sem duvida alguma, comprovado pelas exibições dentro do terreno de jogo e pelas estatísticas rigorosas de uma época de excepção. Num pais normal, numa competição normal, seriamos campeões com naturalidade, impondo-nos aos nossos adversários com uma superioridade indesmentível.

No entanto, existe uma forte possibilidade de a melhor equipa deste campeonato, o Sporting Clube de Portugal, não vencer a competição. Sim, por vezes acontece que não é o melhor a vencer. São eventos ocasionais que servem apenas para confirmar a regra de que o mais forte vence (quase) sempre. O problema é que o Sporting pode não vencer a liga porque se decidiu "'a priori" que tal fosse o desfecho do campeonato. O Sporting pode não vencer porque fez uma desfeita a um clube rival na pré-temporada e isso tornou-o no alvo a abater pelo universo peculiar do futebol lusitano.

No entanto, desengane-se quem pense que isto é um fenómeno recente: são décadas em que o nosso clube sofre uma perseguição sem tréguas com vista a diminuir o seu papel de clube grande, com dimensão internacional. O que acontece agora é apenas o sintoma do nosso reerguer, do acordar do leão. O desespero perante tal cenário leva a que se perca a vergonha na cara, a que todos os meios para nos atacar sejam legítimos, a que a corrupção e o compadrio tenham a complacência e mesmo o comprometimento de instituições que deviam ser sérias e isentas.

Desengane-se quem pense que isto é apenas o reflexo do nosso futebol. Não, o que se passa neste desporto é o reflexo daquilo que são os valores e as regras sociais pelas quais a nação se rege. Enquanto a grande parte da população tiver o tom vermelho como cor desportiva, o país nunca sairá da mediocridade. A mentalidade reinante do lampião é mesquinha, balofa, azeiteira e cheia de teoremas do famoso "chico esperto". Esta gente rege-se na vida pelos mesmos princípios com que regem a sua faceta de adeptos de clube. Portugal será sempre um país atrasado enquanto a lampionagem reinar na sociedade, na politica, na comunicação social e, obviamente, no desporto.

O Sporting não pode mudar de país. O Sporting é forçado a participar em competições nacionais que estão inquinadas de corrupção até ao tutano. E' a nossa escolha participar em campeonatos viciados porque somos teimosos nos valores que defendemos e na crença de que os nossos princípios serão, no final, vencedores. Temos a determinação dos justos e cada vez mais, quanto mais nos atacam, mais fortes nos fazem. Não sabemos o que é lutar de igual para igual. Para vencer temos de ser 100 vezes melhores do que os nossos adversários. Não nos vergamos às vozes da mediocridade, dos alarves e grunhos a quem é dado tempo de antena. Somos superiores a tudo isso porque acreditamos que nem todos os meios justificam os fins e que os valores fundamentais do desporto não são negociáveis.

Estamos orgulhosamente sós, mas a mentalidade salazarista está do outro lado.
Nunca foi tão bom ser do Sporting como agora.
O futuro é nosso!




Excelente texto   :great:
Vou partilhar por aí. Mestre @JSabino , é um prazer lê-lo
SL
João Costa
A lampionite além de escurinha dos cornos, é desonesta e vingativa. Estas bestas enxotam o JJ e o facto de o irmos buscar é encarado pelo nacional-lampionismo como um ataque ao regime. Encetaram uma campanha de subversão nunca antes vista de tal maneira que conseguiram, com uma equipa de esterco, limpar 85 pontos dos 90 possíveis contra todos os rivais não-directos.

Para ganhar aos clubes intermédios ou que tradicionalmente não se vergam, (Guimarães e Boavista) contaram com a lealdade institucional dos organismos infestados de escória lampiónica e bastou nomear um homem de mão para jogar essas partidas. Só não alcançaram o pleno por causa do Arouca e do empate a zero na Madeira, numa altura em que nada os poderia salvar.

Claro que para olear a máquina, é essencial contar com o intenso benfiquismo vomitado não só no canal oficial do Regime (a rasca e correiodamanhosa TVI), como no oficioso (SIC). Não há instituição de interesse público nenhuma em Portugal que não esteja infestada.

Os países de m**** funcionam à imagem da espécie dominante, e procurar o progresso em Portugal é como esperar que a máfia desapareça de Itália ou que a Grécia se torne numa potência.
« Última modificação: Maio 02, 2016, 17:45 pm por Viridis »
 :clap: :clap: :clap:

Morte ao Nacional-Lampionismo!  :cartao:

Morte ao nacionalismo-socialista lampiânico.

Que seja um reich efémero.

 :arrow: :arrow: :arrow:
O futebol português precisa de um 25 de Abril capaz de derrubar o Estado Lampiónico
"Vou dizer pela primera vez,e podem rever as minhas palavras no passado.Digo aqui pela primeira vez que vamos ser campeões no próximo mandato.E mais que uma vez ! Não é sermos candidatos,é vamos ser campeões "
Excelente texto! parabéns!

Realmente é um orgulho enorme ser do Sporting nos dias que correm!

Era tão bom viver num país digno, livre destes vermes.
Grande texto amigo Sabino!  :great:
QUERO    UM   SPORTING
CREDÍVEL  -  LIMPO  -  AMBICIOSO
Grande texto, JSabino, ao nível do que nos tens habituado  :mais: :clap:
''JUNTOS SOMOS MAIS E MELHORES. VAMOS SPORTING, VAMOS EQUIPA!'' - JOÃO BENEDITO