Inimigo interno: O polvo do Sporting

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

O que vocês mereciam todos é que o Bruno de Carvalho desse corda aos sapatos e vos deixasse a chave da Porta 10-A !

Piores do que lampiões, são sportinguistas camuflados e ingratos!
Sportinguistas das aparências, do socialite, sportinguistas do golo. Ingratos, hipócritas e desonestos são o que vocês são!

Não merecem nada, não merecem o clube que têm nem o esforço que as pessoas que realmente o amam fazem todos os dias em prol do mesmo. Defensores da moral e dos bons costumes, defensores da "critica construtiva constante", verdadeiros canalhas com capas de couro.
Impostores ávidos de polémica, de atritos, da conspurcação do nome do clube e amantes do politicamente correcto. Apertaria mais depressa a mão ao Máximo do que a muitas pessoas que por aqui andam!


Com o clube à beira do abismo, depois de quase 20 anos de auto-destruição, de pilhagens, de vigarices, de tramóias e de conluios em que o único e sempre prejudicado era o Sporting, conseguem virar-se para um homem que SALVOU O CLUBE da extinção, salvou o associativismo e as modalidades, salvou os resquícios de orgulho e honra sportinguista que ainda nos restava e tecerem-lhe as mais vis críticas e rebaixamentos em alinhamento total e completo com quem visa provocar o mal estar e a desordem no seio do clube: os rivais e a comunicação social!

Inenarrável.
Meros tertulianos das redes sociais, quais conspiradores da era moderna, ratos que se escondem atrás de nicknames e de perfis bacocos para cumprirem a sua agenda de intoxicação e de desinformação. Como podem ter o descaramento de colocar em causa a idoniedade de uma direcção que cumpriu mais de 100 das 120 medidas propostas em campanha eleitoral, que transporta a mística e o estandarte do Sportinguismo por onde passa, que ouve os sócios, que responde abertamente às questões dos mesmos, que abriu inúmeros canais de comunicação para os adeptos e que tem promovido e contribuido para o aumento do associativismo no clube COMO MAIS NENHUMA OUTRA DIRECÇÃO O FEZ.
Bruno de Carvalho tem TODA a legitimidade para convocar esta Assembleia Geral, e tem-no porque a sua grande dádiva é também a sua grande cruz: ser Presidente do Sporting. Ao sê-lo, tem que aturar certas pessoas que se enquadravam melhor na barrasquice e da alarvidade do outro lado da segunda circular.
Sportinguistas sem memória, sem princípios, sem honra. Sportinguistas que preferem atacar o clube e a sua direcção porque a bola bateu na barra pela terceira vez do que não desistir de baixar os braços e de apoiar o clube neste caminho completamente minado que temos de percorrer.

Não vão haver reforços de inverno e ainda bem que não os haverá! Se é esta política em que a direcção e as pessoas que salvaram o meu clube da extinção acredita, é nela que eu acredito também. E porquê? Porque senti mais orgulho no meu clube, senti mais orgulho em ser do Sporting durante estes quase dois anos do que nos dezoito anteriores, mesmo conquistando títulos!
E não vão haver reforços de inverno não porque o Presidente não ache que a equipa deva ser reforçada mas porque não temos condições para entrar em loucuras! Ou já se esqueceram das verdadeiros negócios megalómanos em desespero para salvar a porcaria de um campeonato que direcções anteriores fizeram e que a única contribuição que deram foi para o endividamento e para a derrapagem das nossas contas? Deixem-se das tesões do football manager, deixem-se da excitação dos reforços, temos um plantel e uma equipa B onde nos podemos socorrer, temos um clube, um símbolo, e é com ele que temos de estar até ao fim para o bem e para o mal.

Durante anos, anos, lutou-se para libertar o Sporting das amarras de um polvo que ainda deixou algumas ventosas agarradas e que teima em querer reconstruir-se de novo. A reconstrução desse polvo só é possível graças a Sportinguistas como os que dizem que se fazem AG's à boa maneira soviética mas se esquecem das AG's primitivas em que eram agredidos sócios sem qualquer pudor, em que presidentes iam votar rodeados de macacos, em que mentiam e enganavam os Sportinguistas na cara, sem pudor, sem pensarem duas vezes. Envergonha-me ter Sportinguistas como alguns que aqui andam no meu clube.
Xerifes das távolas redondas da internet, zagalos, juvenais, amorins, figueiredos.. personificam aquilo que se deve eliminar do Sporting, aquele sportinguismo mesquinho e velhaco que infelizmente o Bruno de Carvalho tem de aturar.

Nem que fiquemos a 20 pontos do 1º, como diz o confrade SemprePresente, a minha gratidão para com uma direcção que salvou o meu clube do descalabro será eterna. E o meu apoio e confiança também.
Mais uma vez - e injustamente na minha opinião - vos é dada uma oportunidade para marcarem encontro com a direcção e dizerem de sua justiça, dizerem o que acham que está mal, afiar as lanças, atacar. Mas como bons caprinos em pele de ferozes lobos (invertendo a história) vão esconder-se novamente no vosso buraco e continuar a conspirar e a auto-martirizarem-se apenas porque se acham donos de um direito de contraditório em que não conseguem esconder o ressabiamento que sentem por terem à frente do clube um conjunto de pessoas que defende o Sporting e o protege de ataques internos conforme pode.


A próxima Assembleia Geral (não se esqueçam que se realiza hoje outro encontro com os sócios para a apresentação de mais uma fase da Auditoria) será um "Falem agora ou calem-se para sempre!", em suma, ou se comprometem a estar ao lado do Sporting num caminho que todos sabemos estar repleto de obstáculos e de inimigos ou então não têm a fibra e o nervo necessário que os sócios e adeptos do clube devem ter nesta altura. Chegou a altura de se definirem enquanto Sportinguistas.

Podemos não ganhar o campeonato, a taça e a taça da liga, podemos não gostar do Maurício, do Sarr e do Capel, podemos não concordar com muita coisa mas lembrem-se sempre que o Sporting não é uma equipa de futebol, o Sporting não são 90 minutos ao domingo, o Sporting não é um mar de rosas que nos massaja o ego aos fins de semana no café perante os nossos amigos de outros quadrantes clubísticos. O Sporting não existe para isso. O Sporting existe para ser vivido e para ser defendido por quem o ama, por quem sente gratidão em servir o verde e branco, por quem transporta dentro de si uma força de leão.


Contra ti, nunca.
Ao teu lado, sempre.

Estarei presente na Assembleia Geral como é meu dever enquanto sócio do clube e transmitirei a minha total confiança e gratidão aos actuais corpos sociais, que foram os únicos que me fazem acreditar que o Sporting pode voltar a ser um grande clube, tão grande como os maiores da europa.



(Não se esqueçam de publicar este post naquele facebook anti-fórumscp!)
« Última modificação: Dezembro 20, 2014, 12:30 pm por FranciscoG »
Ainda bem que este grande post está aqui. É para todos os Sportinguistas lerem. :mais: :mais:

Até porque já estava farta de ler só citações no tópico do Presidente. Isto vindo de uma gaja que citou parte do post. :shifty:


"E esse é o Clube que quero, que ambiciono, que me faz a mim e a toda a Administração da SAD e do Conselho Directivo trabalhar 24 horas por dia! A procura incessante do caminho para a glória! A procura incessante do caminho para o reencontro do “Crónico” vencedor, do grande Sporting Clube de Portugal." by Bruno de Carvalho

 :clap:

Serviço público, Assenza. Para ler, reflectir e partilhar.  :great:
Jugadors. Seguidors. Tots unis fem força. Són molts anys plens d'afanys. Són molts gols que hem cridat. I s'ha demostrat s'ha demostrat. Que mai ningú no ens podrà tòrcer.
Fabuloso.  Nos portugueses (e em particular Sportinguistas) temos mesmo memória curta.  Infelizmente livrar o Sporting dos complexos vai ser das lutas mais longas que o Bruno vai ter pela frente.  Alguns não querem perceber que existe um projecto definido e que o rumo não vai ser mudado porque a bola anda a bater na barra. 

Assenza  :venia:
ZERO ÍDOLOS.
Eu concordo com tudo a 100%!!!

 :clap: :clap: :clap:
Eu sou do Sporting não por ganhar isto ou aquilo, se bem que essas vitórias e títulos sejam alegrias claro.

Sou do Sporting pelo que ele é, pelo conjunto de valores em comum que representa no universo do Sporting ao fim ao cabo: o somatório dos seus adeptos e simpatizantes.
Sou do Sporting porque era impossível não ser.
O ser que sou teria que ser do Sporting.

E claro, sou do Sporting por uma questão de higiene óbvia.
O que representam galinhas e porcos são coisas que não me interessam.
 
O que te falta em altura, acabas de compensar com este post. Pena que os de sempre não ganhem vergonha e não cumpram a promessa de nunca mais poluir espaços como estes...
Um estouro tão grande, como aquele que o Presidente escreveu, parabéns Assenza!
Francisco Stromp disse um dia: " O Sporting não se deve sentir honrado por nós aqui jogarmos! Nós é que nos devemos sentir honrados por vestir a camisola do Sporting!"
Obrigada, este post esta fantastico subscrevo a 1000%.
Um estouro tão grande, como aquele que o Presidente escreveu, parabéns Assenza!

 :arrow:

É Bem Assenza  :clap: :clap: :clap: :clap:

Presidente estamos contigo  :great:
O SCP É O NOSSO GRANDE AMOR................Força SCP

90 + 2 = Melão , olha a cabeça, olha a cabeça, olha a cabeça do lampião continua a inchar continua a inchar
Desde que me lembro que sou apaixonado pelo Sporting. Apaixonado ao ponto de me chatear a sério com os meus amigos pelo futebol ou deixar os dedos em sangue e partir tudo o que conseguia apanhar quando o Sporting perdeu a final da Liga Europa. Ao ponto de uma derrota do Sporting me deixar mal disposto o resto da semana. Quando o Sporting ganhou os campeonatos em 2000 e 2002 ainda era uma criança mas lembro-me da festa como se fosse ontem. O País parou, literalmente. São coisas que não se esquecem, todos a cantar e a abanar bandeiras, cachecóis, tudo. Aquele ambiente fantástico! É impossível não sentir o Sporting depois de um momento daqueles.

No entanto, nos últimos anos essa paixão tinha ficado esquecida na gaveta. E nem era pelos resultados desportivos. Era simplesmente porque olhava para os nossos dirigentes e não via ali ninguem que realmente sentisse o Sporting como eu sinto. Era Presidentes que nem a classificação do clube deviam saber ou sequer quantas modalidades tinhamos. Presidentes que eram comissionistas e não Sportinguistas. Que se rodeavam da pior escória da nossa sociedade e que em nada orgulhavam o clube. Presidentes que "colocavam para lá umas clausulas" como diria o outro nos contratos dos jogadores. Presidentes que escondiam tudo o que se passava no clube dos adeptos e sócios. Presidentes que não se ouviam nas horas más (e nem nas boas, às vezes). Valia a pena ser sócio com um ambiente destes, quando os sócios eram desprezados como cães?? Valia a pena torcer por um clube destes?? Nos tempos aureos de Bettencourt e Godinho Lopes já nem os jogos todos do Sporting via!! Ia vendo se não tivesse nada mais útil para fazer. E nem vou falar no estádio, pois nesse só entrei depois do Bruno ser eleito Presidente. Porque já não sentia o Sporting como sendo meu. Era apenas o clube que eu dizia que apoiava quando em perguntavam, mas andava completamente alheado do que se passava nas modalidades e/ou atletismo, no futebol só me interessava ocasionalmente. Já nem discutia com os meus colegas os jogos do fim de semana. Preferia simplesmente não me interessar e desligar-me do que se passava porque era tanta m**** que aparecia que eu não me identificava minimamente com aquele Sporting. Aquele não era o meu Sporting, o Sporting que eu nascia a amar.

O Assenza, a quem dou desde já os parabens pelo excelente post, diz que o Bruno salvou o clube da extinção. Mas não só da extinção do ponto de vista financeiro ou desportivo. Salvou o clube também da extinção da paixão dos adeptos e da nossa força. Desde que o Bruno é Presidente que ainda não perdi um jogo do Sporting, seja contra o Chelsea ou contra o Vizela. Seja a doer ou a brincar. Sei de cor o nome de todos os nossos jogadores da equipa A e B e agora graças à Sporting TV começou a acompanhar muito mais regularmente as equipas de formação e principalmente as nossas modalidades. Vibro com as vitórias do futsal e com a recente passagem à Final4 depois de eliminar o Inter. Acompanho sempre que posso o hóquei que é uma modalidade que sempre gostei. Leio os R&C da nossa equipa e sei em pormenor tudo o que se passa no nosso clube através das declarações do nosso Presidente e do Jornal do Sporting. Deixei de acompanhar jornais desportivos pois neste momento a transparência é tal no clube que a melhor fonte de informação que temos sobre o clube é o próprio clube. Sei as músicas da claque de trás para a frente. Fiz-me sócio (finalmente!!) e doei 50 euros para a missão pavilhão.

Nada me dá mais orgulho que ver o Sporting na frente da luta contra os fundos manhosos, ver o Sporting a organizar uma conferência internacional sobre o futuro do futebol com convidados do mundo inteiro, ver o sporting empenhado no seu papel de estabilizados social a apoiar várias instituições de segurança social, ver o Sporting a apresentar propostas firmes e crediveis para tornar o futebol atrativo outra vez e livre de interesses. Ver o nosso Presidente no banco a torcer tanto como eu e a vibrar e sofrer com as nossas vitórias e derrotas. Ver uma auditoria de gestão a ir em frente para fazermos as pazes com os fantasmas do passado mas revermos o que é nosso por direito e condenar na praça pública dos sócios quem merece ser condenado. Quando anunciam o onze e temos sempre 6/7 jogadores da formação é algo que deve deixar qualquer adepto de futebol mais que orgulhoso. E mal posso esperar para ir a Alvalade e ver o nosso pavilhão finalmente de pé, o pavilhão João Rocha e para o qual eu simbolicamente contribui para a construção porque o meu Presidente me deu essa oportunidade.

Nunca me senti tão ligado ao clube como agora. E não vão ser os resultados no futebol que vão mudar isso. A época até pode correr mal hoje mas sei que o caminho é o certo para correr bem amanhã. Hoje, posso ir ao estádio, sentar e dizer que estou sentado na casa do meu clube. Um dia vou poder levar os meus filhos ao estádio e poder mostrar-lhes toda a grande do nosso Sporting. E isto é tudo graças ao Bruno de Carvalho que fez do Sporting nosso outra vez. E a paixão que ele reacendeu em mim e em milhares de sportinguistas já não se vai apagar tão facilmente. Independentemente do futebol ou de se concordar com esta ou aquela decisão, o Sporting é nosso e temos de lutar para que seja nosso para sempre.

Da minha parte, só tenho a dizer "OBRIGADO BRUNO DE CARVALHO POR FAZERES DO SPORTING O MEU CLUBE DO CORAÇÃO OUTRA VEZ". Quanto às críticas dissimuladas dos pretensos sportinguistas (vulgos rochistas ou ex-croquetistas) é como se costuma dizer: vozes de burro não chegam ao céu. E certamente que as vossas vozes não chegarão sequer à AG. Porque nós hoje em dia somos a maioria. Nós os verdadeiros sportinguistas. Voltámos. E tão cedo não partiremos.

SL
Grande texto Assenza! :clap:

Quero apenas relembrar um aspecto, o nosso Presidente foi sempre muito claro, quer em campanha (nas duas), quer já depois de ter sido eleito, é ele que exige que os sócios sejam exigentes, é ele que se obriga a ser melhor todos os dias, é ele que sempre disse que quando achar que está mal sai, ou muda, ou faz de forma diferente, não tem a ver com gratidão, obviamente que vou estar sempre grato, mas se acreditei nele foi precisamente porque ele me disse a "mim", que acima de tudo estamos nós, os Sócios, assim como acima de tudo deve estar a exigência, pois é ele o mais exigente.

Ora, neste espírito de exigência, não posso deixar de criticar quando acho que ele erra, correndo sempre o risco de estar enganado, de não entender as decisões por não estar na posse de todas as informações, enfim, criticar não é fácil, ainda por cima quando o fazemos a alguém de quem genuinamente gostamos e por quem damos uma volta ao mundo para apoiar, quando critico o Presidente (não o fiz muitas vezes), faço-o porque ele exige isso de mim, como Sócio e adepto do Sporting Clube de Portugal, ele sempre combateu o unanimismo, esteve sempre nas AGs contra tudo e contra todos, eu também estive em algumas e ouvi-o muito bem, por isso não vou abdicar de o criticar quando achar que é necessário, porque é assim que o Presidente vê o Sporting e os seus Sócios, como partilho dessa visão.....

Por isso concordo com a AG de Janeiro, acho que faz sentido, apesar de não a achar necessária, acho que encaixa perfeitamente na forma como o Presidente vê o Clube, há que saber ouvir, sobretudo os que discordam de nós! :idea:
« Última modificação: Dezembro 20, 2014, 10:52 am por Rui Sampaio »
Hoje como sempre, tenho o FórumSCP na mente e o Sporting Clube de Portugal no coração!
 :clap:

Para os posts do Assenza e do Reavstone. E isso mesmo!
 :arrow: :arrow: Brilhante

Vocês Sabem Lá!
 :clap:

Para os posts do Assenza e do Reavstone. E isso mesmo!
Tambem concordo , os dois deram um exemplo do que e ser sportinguista  :clap: