Formação- Análise geracional

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

NÃO HÁ DUAS SEM TRÊS E NINGUÉM LHES TIRA A VEZ
Por Jornal Sporting
18 Fev, 2016
EQUIPA PRINCIPAL
Terceira parte e resumo final do estudo da FPF sobre chamadas às Selecções


Costuma-se dizer que não há duas sem três e também aqui o adágio encaixa que nem uma luva: depois das divulgações dos estudos relativos às convocatórias das Selecções Nacional Sub-15 a Sub-19 e Sub-20 a Sub-21 nas duas últimas semanas, a Federação Portuguesa de Futebol disponibilizou agora a terceira parte do trabalho referente à equipa principal das ‘quinas’, que volta a colocar o Sporting como o Clube que mais jogadores cede ao conjunto nacional que marcou presença em todas as fases finais de Campeonatos do Mundo e da Europa de forma ininterrupta desde 2000.

De acordo com o trabalho feito pelo treinador adjunto da Selecção Nacional Sub-21, Alexandre Silva, que teve por objectivo “analisar a cedência de jogadores convocados para a Selecção Nacional A por parte dos clubes” com a amostra das 65 convocatórias entre Julho de 2005 e Dezembro de 2015, os ‘leões’ são a formação mais representada com um total de 11,7%, à frente de FC Porto (11,5%) e Benfica (8,3%). Aqui, acrescente-se, não estão contabilizados os elementos formados no Clube ‘verde e branco’ e que chegam agora ao conjunto das ‘quinas’ por outras equipas. Exemplo: sete dos 33 jogadores que estiveram na campanha de apuramento para o Europeu de 2016, em França, jogam ou jogaram no Sporting nas últimas duas épocas (Rui Patrício, Cédric, João Pereira, Adrien, William Carvalho, João Mário e Nani), mas se atentarmos a todos os elementos que passaram pelos ‘leões’ na formação ou já como seniores, obtemos um total de 45% (15).

A título de curiosidade, Real Madrid (7,3%) e Chelsea (6,1%) fecham o top-5, sinal mais do que indicativo de outra das principais conclusões do estudo: 61% dos jogadores que integraram as 65 convocatórias em questão foram cedidos por conjuntos estrangeiros (67 clubes não portugueses forneceram atletas, 65 europeus e dois asiáticos).

De referir que, no primeiro estudo apresentado pela Federação Portuguesa de Futebol, que compreendia os mesmos dez anos de amostra mas em relação às Selecções Nacionais Sub-15 a Sub-19, o Sporting liderava o número de jogadores eleitos com um total de 22,3%, à frente de Benfica (21,9%) e FC Porto (18,5%), ao passo que, na segunda parte, relativa às Selecções Nacionais Sub-20 e Sub-21, os ‘leões’ não só lideravam como tinham o maior diferencial em relação aos restantes conjuntos (9,8% para 7,2% do Benfica e 7,1% do FC Porto). Não é por acaso que se trata do Sporting, Clube de Portugal...

http://www.sporting.pt/pt/noticias/futebol/equipa-principal/2016-02-18/nao-ha-duas-sem-tres-e-ninguem-lhes-tira-a-vez
Eric Dier na selecção principal de Inglaterra, mas um grande feito da formação do nosso clube. O Sporting já não forma só os futuros jogadores da selecção portuguesa, também já fornece jogadores à prestigiada selecção inglesa.
O ADN DA FORMAÇÃO
Por Jornal Sporting
17 Mar, 2016
JORNAL SPORTING
Nove 'leões' renovaram contrato por uma ambição conjunta do Clube


"Afinal, o que mudou no Sporting, na presente temporada?”, perguntou o Jornal a Adrien, no dia 8 de Fevereiro. “O compromisso de todos”, respondeu o capitão, de forma peremptória. Porta-voz do grupo, Adrien explicou, em poucas palavras, o elemento-chave de uma época como os ‘leões’ não tinham há muito. E, se esse compromisso se sente, jogo após jogo, dentro de campo, como o médio ‘leonino’ acabou por acrescentar, também é visível pelas acções tomadas por todos os jogadores, fora das quatro linhas. Foquemo-nos em nove: Gelson Martins, Tobias Figueiredo, Matheus Pereira, Carlos Mané, João Mário, Adrien, William Carvalho, Rui Patrício e Rúben Semedo. Todos ‘leões’, todos com manifesta vontade de o continuar a ser, todos formados na Academia Sporting, em Alcochete, todos 100% comprometidos com o Clube. Em comum, mais um ponto: todos renovaram contrato com o Sporting e fazem parte do plantel principal dos ‘verde e brancos’. E, se dúvidas existissem, rapidamente ficaram dissipadas — o compromisso é mesmo de todos.

As provas começaram a ser dadas, ainda no decorrer da época passada, com Matheus Pereira a renovar contrato com os ‘leões’ até 2020 e a encabeçar a lista que se viria a verificar conter grande parte dos principais activos do Clube e confirmar uma aposta clara no ADN da formação ‘leonina’, contrariando uma tendência verificada em mandatos anteriores, onde os jovens formados no Clube saiam ao desbarato, muitos sem sequer se estrearem com a camisola ‘verde e branca’ na equipa A de Alvalade.

Leia a reportagem completa nesta edição do Jornal Sporting, que já está nas bancas.

http://www.sporting.pt/pt/noticias/clube/jornal-sporting/2016-03-17/o-adn-da-formacao
Tópico atualizado com a inclusão do Gelson Martins e do R. Semedo.

PS- Apesar dos pressupostos estabelecidos ainda não terem sido atingidos pelo R. Semedo penso ser seguro dizer que será apenas uma questão de tempo.
Sporting até morrer! Obrigada por me teres dado uma das maiores alegrias da minha vida, Campeão 1999/2000.